domingo, 21 de outubro de 2012

Avenida Brasil: oito fatos que comprovam que Jorginho matou Max, demonstrando a genialidade de João Emanuel Carneiro

Todos os sites, jornais, revistas, enfim, toda a imprensa televisiva se vangloriou por ter conseguido descobrir antecipadamente que Carminha era a assassina de Max. Porém, embora ainda muito se discuta sobre isso e haja algumas discordâncias, ficou claro que João Emanuel Carneiro conseguiu ousar e apresentar um desfecho genial para o 'quem matou?". Mas muitos não se deram conta do verdadeiro criminoso: Jorginho. O mocinho foi o responsável pela morte do próprio pai e o autor deixou vários fios soltos para que o público pudesse juntá-los no último capítulo.


1- Por que Jorginho ficou tão incomodado com as investigações de Nina a respeito do assassinato? Por que o rapaz exigiu que a namorada parasse de tocar no assunto? Por que estava tão conformado em ver a mãe do lixão assumir o crime mesmo sabendo que ela não seria capaz de tal ato? Simples, porque se Mãe Lucinda fosse inocentada, Nina voltaria a ser a principal suspeita e correria o risco de ser presa no lugar do namorado.

2- Quando Nina está sendo coagida por Max, ela grita por Jorginho e leva a primeira pancada na cabeça, esta dada por Max. Ou seja, o rapaz ouve o chamado da mocinha e vai até lá para salvá-la.

3- Após Max dar a primeira pancada em Nina, Lúcio chega e luta com  Max, mas acaba levando a pior e desmaia. Logo depois, Ivana chega no local dá um coronhada nele e sai correndo. O vilão a persegue e dá de cara com Janaína. A empregada pega uma faca, tenta matá-lo, mas não consegue e foge. Max volta, com a faca em mãos, para o local onde
Nina está desmaiada. Ele se dirige até Nina, que começa a acordar. Carminha chega e dá a primeira enxadada no ex-amante. Nina tenta golpear Max, mas leva a segunda pancada na cabeça, que não foi dada por Carminha, pois esta estava de frente para Max, e sim de uma terceira pessoa: Jorginho. Max estava tão atordoado que nem viu Nina ser golpeada, pois olhava fixamente para a vilã.

4- Quando Max avança até Carminha para lhe dar uma facada, leva uma enxadada por trás e morre. Carminha se choca com a cena e a câmera focaliza a enxada da vilã seca. A pessoa que matou Max (Jorginho), logo foge ou se esconde, não fica claro. Mãe Lucinda chega e conclui que Carminha matou seu filho. A suposta assassina pensa rápido, não desmente e assume o crime.

5- Na delegacia, após declarar que matou Max, Carminha é levada para a cela e Tufão a agradece. Mas antes de sair da sala, Carminha e Jorginho trocam olhares reveladores para os telespectadores mais atentos.

6- Carminha, a vilã da novela, salvou a mocinha e eterna rival duas vezes e ainda assumiu um crime que não cometeu somente para ver o filho feliz ao lado da sua amada. Era a maneira que a personagem conseguiu para tentar amenizar todas as desgraças que fez à vida do filho.

7- Jorginho, mesmo feliz ao lado de Nina, demonstra lampejos de tristeza no último capítulo e quando vai visitar sua mãe no lixão evita encará-la, parecendo constrangido e envergonhado.

8- Jorginho sempre foi um sujeito perturbado e já agrediu Max diversas vezes, só parando quando alguém intervinha. Nada mais "coerente" que o mocinho mate o próprio pai para defender a namorada e a mãe em um momento de tensão.

Em suma: João Emanuel Carneiro não ousou apenas na condução do assassinato, como também na forma de revelá-lo. Só quem realmente esteve atento a todos os acontecimentos conseguiu desvendar o mistério. Mais uma vez o autor, a direção e o elenco estão de parabéns pelo magnífico trabalho apresentado. A novela apresentou um casal de protagonistas totalmente atípico: a mocinha enfrenta a vilã de igual para igual, utilizando métodos torpes; enquanto que o mocinho mata o próprio pai para defender sua amada e deixa a mãe assumir a culpa do crime. Pena que a imprensa televisiva não tenha se dado conta da revelação subliminar que o autor quis mostrar. Pelo visto, após Flora ("A Favorita") e Santiago ("Avenida Brasil") enganarem tanto os personagens quanto o próprio público a respeito de suas respectivas índoles; Carminha conseguiu enganar não só a polícia, como também grande parte dos telespectadores.


106 comentários:

Samuel disse...

Li tudo mas continuo discordando, quem bateu em Nina foi Carminha pode rever a cena,e como o Tuão saberia que foi o Jorginho? Tudo bem o mocinho matar o Max para salvar a Nina e a Carminha, mas daí deixar a Lucinda a sua mãe de criação pagar por um crime que ele cometeu seria monstruoso demais, ainda mais depois de saber que ela não era mais ré primária, e que sua pena não seria amenizada, vou postar novamente aqui a minha tese do outro post.

1. A Nina acordou ao lado do corpo de Max, ela era a principal suspeita, e ela praticamente se acusou se não fosse a Lucinda, seria presa.

2. A Lucinda se acusou para salvar a Nina, e mesmo assim, sendo ele o culpado ele ficaria calado? Ainda se fosse a Carminha, mas a Lucinda que ele ama como se fosse uma mãe? E depois sabendo que ela não era mais ré primária.
(Acredito que ele queria impedir a Nina de investigar, pois já estava cansado do papo dela de justiceira, é só lembrar quando ela queria entrar no escritório do Santiago, ou então para levantar falsas suspeitas, já que até então ninguém sabia quem era o culpado)

3. Ele pediu para Nina lembrar em uma cena quem foi que bateu nela, que provavelmente seria o culpado. Em outra conversa que ela disse que não acreditava que a Lucinda tinha matado o próprio filho, ele respondeu que provavelmente a Lucinda matou o Max para defender ela.(Ele seria tão cínico e frio assim?

4. Supondo que ele fosse o verdadeiro culpado, e vendo que a Carminha se acusou para proteger ele, ele não a visitaria na cadeia nem por gratidão ou no lixão quando ela foi solta? Precisou a Nina decidir fazer a visita? E mesmo assim, se manteve meio indiferente com ela.

5. E o JEC não perderia essa chance de mostrar ao público que ela se sacrificou pelo filho, já que a sua intenção era de humanizá-la.

6. Se a Carminha tivesse se entregado logo em seguida poderia até acreditar que foi o Jorginho, mas sinceramente custo acreditar que ele tão seria frio a ponto de deixar a Lucinda, sua mãe de criação pagar por um crime seu.

A cena foi meio confusa mesmo, mas prefiro que acreditar que foi mal feita ou que foi outra pessoa, do que pensar que o Jorginho seria capaz de deixar a Nina se sentir culpada a ponto de se entregar, a Lucinda pagar injustamente em defesa de Nina, ou então ser ingrato a ponto de não visitar a mãe que apesar de tudo foi presa no seu lugar.

Você está se apegando as circunstância da cena que foi confusa e eu ao perfil do personagem que apesar de problemático e pertubado sempre foi honesto,sendo assim não acho que ele iria se sentir bem sendo que uma pessoa que ele ama, a Lucinda, iria pagar pelo crime seu.

Abraços e bom domingo!

Anônimo disse...

CONCORDO TOTALMENTE COM O COMENTÁRIO ACIMA. VCS PROCURAM CABELO EM OVO.

Anônimo disse...

Jorginho n queria mais tocar no assunto pq estava farto de problemas,ficou claro q ele só queri ter uma vida normal c Nina. E q lampejos de tristeza foram esses q eu n vi? o clima no lixão com Carminha deve ser porque ela abandonou ele no lixão, fez mal pra Nina,enganou ele,mentiu e agora está tentando aos poucos perdoa-la..vcs viajam mto

Anônimo disse...

A enxada não vem de trás dele, vem da frente, da pra perceber claramente. E ela não fala: foi meu filho! Ela fala: o que eu fiz, o que eu fiz meu Deus. Agora um fato realmente intrigante foi ter aparecido a enxada seca, o que não entendi muito bem. Mas pareceu mais com erro

Anônimo disse...

A enxada não estava seca. A parte que bateu na cabeça do Max foi a parte de trás da enxada, onde o cabo de madeira se liga à "lâmina(?)", e não a parte "cortante". Assistam a cena de novo e vejam que é essa a parte suja de sangue.

Dandara Blue disse...

Putz, Sérgio, dessa vez vou discordar radicalmente. Até revi as cenas e sinceramente, acho que está meio para teoria da conspiração essa hipótese.
Todos os envolvidos mataram um pouco, podemos dizer assim, mas a assasina final foi Carminha, pelo menos pra mim, ficou muito claro e bem resolvida a questão.
Me perdoe por discordar, mas é o que penso. Se houverem novas evidências,gostaria de ouvir, até aqui, não me convenci dessa tamanha confusão. Poética, mas confusão.
Beijo grande
Dandara

Dandara Blue disse...

Ah, e ela não fala em nenhum momento "FOI MEU FILHO". Isso é certo. até botei o fone, amplifiquei, e o que ela diz é: O QUE FOI QUE EU FIZ.
(Só pra contribuir com o furdúncio.)
Beijos,
Dandara

Sérgio Santos disse...

Samuel, quem disse que o Tufão sabia que foi o Jorginho? Ele agradeceu Carminha por ela ter salvo a sua vida e a da Nina durante o sequestro.

Em uma novela que o maniqueísmo não esteve presente em quase nenhum personagem, não podemos afirmar que Jorginho jamais faria isso. Por que? Uma mãe não é capaz de matar o estuprador da filha em um ato de fúria, mesmo sendo uma mulher íntegra? E Jorginho fez o que pôde para prova que Nina não era culpada, quando Lucinda assumiu foi um alívio pra ele. Afinal, ela já não tinha nada a perder e viver em um lixão fétido ou num presídio não é lá muito diferente.

Apaguei do texto o trecho que cito Carminha dizendo "Foi meu filho", pois como bem disse o "Anônimo", ela disse "o que foi que eu fiz, meu Deus". Porém, mantenho tudo o que observei e a enxadada não foi pela frente, foi por trás, isso ficou claro.

Em uma novela onde a direção foi tão primorosa, eles não errariam em algo tão primário. E porque focalizaram na enxada de Carminha? Ã toa?

E de acordo com os seus argumentos, não teve sentido algum Nina se utilizar de subterfúgios tão torpes para se vingar de Carminha, afinal, ela sempre foi íntegra e honesta. Porém, o ser humano não é 100% correto. Enfim, como não ficou mastigado, cada um tirou sua conclusão. Abraços.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", respeito sua concepção.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", me desculpe, mas no ponto da enxada você está totalmente equivocado. A enxada veio de trás e isso ficou claro. A expressão de susto da Carminha também. Além disso, ele ficou de bruços no chão, morto. O que comprova a pancada por trás. Mas enfim... Abraços.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", essa parte da enxada está suja de sangue porque Carminha deu a primeira enxadada em Max, que já abriu a cabeça dele. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Dandara, apaguei o trecho que cito a fala da Carminha, porque mesmo vendo a cena mais de 20 vezes, acabei ouvindo errado. Ela realmente fala "o que foi que eu fiz, meu Deus".

No entanto, todo o restante eu mantenho e reafirmo que caso o autor venha a confirmar que a vilã foi a autora do crime, isso apenas comprovará a péssima realização da sequência do assassinato, já que o golpe veio por trás. Como a direção foi primorosa, não acredito nessa possibilidade. E mais, quem deu o segundo golpe na Nina? Não foi explicado? Beijão!

Anônimo disse...

Se o jorginho foi capaz de bater na cabeça da sua mulher, matar o Max e sair de fininho, deixando a bomba na mão da dela, e depois ficar caladinho quando a sua mãe do lixão assume a culpa, de mocinho ele não tem nada, ele está mais para aprendiz de Carminha e Santiago, COITADA DA RITA!, kkkk.

Sérgio Santos disse...

Pois é "Anônimo", ele defendeu a mãe e a namorada de um sujeito totalmente enfurecido, mas não foi lá muito correto, como quase todos os personagens dessa novela. Se Carminha matou o Max e estava de frente pra ele, quem deu o segundo golpe em Nina? Um fantasma? Quem deu a paulada na mocinha foi quem matou o Max, que não foi Carminha.

No meu entendimento, Jorginho preferiu desacordar a namorada ara que ela não matasse o Max (como ia fazer) e também para que não visse ele matando o próprio pai. Abraços.

Samuel disse...

Uma coisa é fazer mal para quem já lhe fez mal, foi isso que a Nina fez com Carminha, outra coisa é fazer mal para quem só lhe fez bem, que é o caso do Jorginho com a Lucinda. Concordo que a cena foi confusa, mas continuo achando que o Jorginho não seria frio a ponto de deixar uma pessoa que ela ama pagar por um crime seu, bastava ele confessar e alegar legítima defesa dele e de outrem, teria a Nina e a própria Carminha como testemunhas.

Andressa disse...

Eu realmente to confusa!A carminha tava na frente dele,e a pancada veio de traz,não podemos negar.Acho q não é cena mal feita,tipo,o publico se torna quase um perito numa hora dessas,não cometeriam uma falha tão grande!Tem argumentos da sua lista q não concordo,o primeiro especialmente.Mas o restante....e depois de rever umas vezes a cena,concordo q não foi a carminha.E aqueles olhares na delegacia.....Só acho um erro gigante,se realmente estivermos certo,JEC não ter revelado isso!Mais,acho o cumulo!Odeio autor que não revela misterios.
O Jorginho não seria capaz de deixar a Mãe Lucinda na cadeia!Não sei o que pensar!

Sérgio Santos disse...

Samuel, mas o que aconteceu com Jorginho e Mãe Lucinda não foi proposital. Ela nem sequer seria considerada suspeita se não assumisse o crime, ou seja, quando ele matou nem cogitou prejudicá-la.

Jorginho não ficou meses chifrando a Débora? Isso é correto? Por isso mesmo que vejo toda a coerência no assassinato. Ele matou uma pessoa que lhe fez todo o mal e ainda estava ameaçando o amor de sua vida e sua mãe, que mesmo sendo uma peste, era mãe.

E eu repito, se Carminha matou, como a enxada veio por trás e quem deu a segunda pancada na Nina? Fica sem nexo. Abração;

Sérgio Santos disse...

Oi Andressa, que não foi a Carminha fica claro e notório. Mas por quem a vilã se sacrificaria? Só pelo filho e ele tinha motivos para matar o pai. Quem matou Max deu a segunda paulada na Nina.

E claro que não cometeriam esse erro primário de filmarem uma enxadada por trás com Carminha na frente. Como assim? E o corpo do Max ficou de bruços no chão, o que só confirma tudo.

Acho genial o autor não contar tudo porque está gerando esse debate e essa repercussão mesmo depois de terminada a novela. Beijão.

Rita disse...

Bom esse foi um dos finais de novela que gostei, tudo indica como vc disse que pode ter sido o Jorginho, mas ele é o mocinho da novela e não ia ficar nada bem .
Por isso achei legal o final, cada ator e atriz desempenhou seu papel divinamente bem...Foi tudo de acordo
com o desenrolar do drama
Afinal Essa novela abalou geral, causou mesmo
Um abraço de bom domingo
Bjuss
Rita!!!!

Anônimo disse...

No dia do último capítulo o site oficial estava tirando aqueles q eram inocentes da lista de suspeitos e eles tiraram o Jorginho. Carminha não fala em momento algum "foi meu filho" eu vi a cena, ela fala "o q foi q eu fiz, o q foi q eu fiz meu Deus". Carminha bateu com a parte do cabo da enxada e pelo q eu vi tinha sangue no cabo. Jorginho não teria coragem de dar uma paulada na namorada e nem permitiria q ela ficasse se culpando por isso, ele sempre amou a mãe Lucinda, sabendo q a pena dela seria maior ele não conseguiria ser feliz ao lado de Nina sabendo q uma pessoa q ele ama está pagando por algo q não cometeu, ele é surtado mas nem tanto. E JEC não deixaria um final tão importante em aberto. Que cada um fique com sua versão até q JEC prove o contrário!

Valquiria Novaes disse...

Affff, só sei que estou feliz dessa novela ter acabado, estava mt chata já :/
Bjos e boa semana!
http://amonailart.blogspot.com.br/

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, até acho interessante essa hipótese, mas continuo achando que foi Carminha a assassina do Max.
Jorginho e a mãe trocaram olhares significativos porque ele sempre a odiou e estava sendo difícil para ele se relacionar harmoniosamente com ela, mesmo que Carminha tenha mudado.
Para tirar para qualquer dúvida, seria bom o próprio autor, João Emanuel Carneiro, ser questionado a respeito, você não acha?

Carlos disse...

Até parece que depois de matar, Jorginho iria fugir ou se esconder. Do jeito que ele é perturbado, ele iria ficar e tentar acordar a Nina, talvez pedisse até pra Carminha fugir. Ele não esperava que a Lucinda fosse chegar, né? A não ser que ele tenha lido o roteiro antes kkkk.

É pq a cena foi mal feita mesmo. Primeiro aquela imagem totalmente fora de foco pra uma cena dessas, segundo pelas atuações. A parte da Ivana e da Janaína deu vontade de rir, teve tensão nenhuma naquilo. E Carminha o atinge por trás na direção da entrada, o Max cai pra frente e no corte o mesmo cai da direção da entrada.

A enxadada foi feita por alguém do lado direito da câmera, não de trás, e o Max apontava a faca para alguém da direita (Carminha). A falta de sangue na enxada seria pq a enxada só ficou suja quando a Nina segurou. Sim, o sangue era da Nina, as mãos dela estavam sujas de sangue.

E na boa, aparece sim a Carminha atingindo a Nina, e vamos supor que tenha sido o Jorginho, pq o Max só direcionou sua fúria pra Carminha? Jorginho resolveu brincar de esconde-esconde antes de matar o Max?

O Tufão agradece por ela ter salvado a todos, de novo. Ela deixou claro que se ela não tivesse feito aquilo, ele poderia fazer com a NINA OU COM QUALQUER UM (isso inclui Tufão e sua família). Como não agradecer? Jorginho olhou como sempre olhou, com aquele ar desconfiado, só que dessa vez como quem não quer dar o braço a torcer, e assim foi na casa da mãe Lucinda. Após tantos anos, ele estava vendo a mulher que sempre detestou, só que por baixo e a princípio mudada. Como odiar uma pessoa assim?

Jorginho sempre estava reclamando da Nina quanto a sua vingança. Pra ele essa estória sempre foi chata, nada mais coerente ele continuar querendo que Nina parasse de se meter nessa estória. Talvez o único personagem coerente...

No geral, concordo com o Samuel, ele tem mais detalhes em relação aos personagens Jorginho-Carminha.

Agora, por favor, vcs querem parar de procurar pelo em ovo? Tive que assistir a essas cenas de novo só pra chegar a essa conclusão kkkk.

Abraço

Carlos disse...

Elvira,
se eu fosse o autor, pra ser um "gênio", concordaria com o Sérgio kkkkkk.

Abraço

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, de qualquer forma, achei as cenas do assassinato confusas e mal feitas.

Carlos disse...

Analisando o vídeo da cena que está na página inicial do site.

06:29 - Carminha atinge Max com uma paulada.

06:48 - Carminha dá uma paulada na Nina (sim, Carminha é ninja e é a mulher invisível dessa cena, pq ninguém a vê, escuta... kkkk).

Dê pausa, e vc verá claramente que foi a Carminha, caso o contrário, a Carminha estaria do lado de quem deu a paulada e a mesma iria estranhar e olhar pra essa "outra pessoa".

06:54 - Carminha pega a enxada que a Nina tinha segurado.

07:31 - Carminha avança pra atacar Max, que aponta uma faca pra ela.

07:32 - O cabo da enxada aparece no canto inferior direito da tela. E o Max aponta a faca nessa mesma direção. O problema, é que precisavam atingir a bolsa de sangue que está atrás da cabeça do autor, pro sangue espirrar. Por isso dá essa impressão de que foi atingido por trás. A posição tinha que ser favorável pra esse espirro. É só um jogo de câmera, péssimo, mas é só isso.

A reação dela foi justamente por nunca ter matado uma pessoa, como ela mesma diz na delegacia. E vamos combinar, se a mesma disse frases como: "O que foi que EU FIZ" e "Não teve jeito", e a Lucinda ainda fala "Eu vi Carminha, EU VI", isso já são provas de que ela É a assassina.

Pra mim isso já é caso encerrado desde que vi essa cena após essa "polêmica". Sim, vi pra ver se o autor tinha deixado alguma pista de que não havia sido ela. Mas não, vi apenas uma péssima direção. Se o autor estava querendo dizer que foi o Jorginho, podemos dizer tbm que ouve uma péssima escrita, péssimas atuações e péssimas marcações.

Abraço

Carlos disse...

correção

"a bolsa de sangue que está atrás da cabeça do ATOR, pro sangue espirrar."

Abraço, bom domingo.

Carlos disse...

Procurei agora vídeos pós-morte e provas contra Carminha:

Como ela sabia que o Max havia morrido? Na cena em que o pai dela surge de carro, do dia 12.

Em cena com o pai (aliás uma cena nada a ver. Ele aparecer DO NADA no lixão, só pra "cair a máscara"), ela pergunta "o que vc foi fazer no lixão? O que foi que você viu?". Cena do mesmo dia 12.

Se procurar mais, deve ter tido mais pistas CONTRA Carminha. Só uma coisa: pq a mão do Nilo estava suja de sangue? Foi explicado isso? Pq ele tbm sabia que o Max estava morto quando a Lucinda entrou desesperada no barraco dele, mas ela já sabia pq tinha visto.

Abraço

Kellen Bittencourt disse...

Oii amigo, concordo em partes, acho que ele não foi tão genial assim nesse final não, foi confuso demais, pode até ser que ele tenha tido a intenção de fazer seus telespectadores mais atentos pensar no Jorginho como o assassino, mas a grande massa não tem essa malicia e considera sim a Carminha como assassina, se era p ser o Jorginho ele tinha que ter mais respeito pelas pessoas menos maliciosas(que são a maioria) e dar dicas mais claras! Bora ver Salve Jorge agora e acompanhar tudo aki com vc! Abraçosss

Fabio Dias disse...

Sérgio não creio nessa teoria.
O que vc citou qto a enxada estar limpa e golpear o Max por trás talvez seja erro de cena.

Abraço
Fábio
www.ocabidefala.com

marina w. disse...

mas o jorjinho não teria coragem de machucar a Nina...

Montez Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Montez Oliveira disse...

Olá Sérgio!
Muito boa a sua sacada, porém acredito que o erro foi - infelizmente - da direção. Uma direção primorosa e que com medo de vazar, teve que gravar tudo muito rapidamente, o que prejudicou no resultado final. Revi a cena a cheguei a conclusão de que: Carminha entrou com um pedaço de pau e bateu em Max, que se desequilibrou. Com isso, ela correu e quando viu Nina se levantar e pegar a enxada, deu outra paulada nela. Foi quando 'Carms' pegou a enxada, discutiu com Max e deu a enxadada lateral com o cabo.
Mas, enfim...
Abraço!

Marcos Mariano disse...

Uau o debate aqui ta muito bom, gosto muito dessas coisas. Infelizmente como acompanhe a novela aos pedaços e pelo o que as pessoas me falavam não da pra opinar, eu vi essa cena na delegacia e também percebi essa troca de olhar entre Carminha e Jorginho, mas não cheguei a pensa nessa hipótese postada aqui, mas a sua visão é muito interessante, se realmente for isso o Autor é um gênio.

Abraços

Anônimo disse...

Já perguntei aos meus amigos, meus pais, enfim... E todos dizem q ficou mto claro q foi a Carminha q matou. 1. como ela sabia q max tinha morrido qnd o pai a obrigou a entrar no carro? Ela matou. 2. A frase dela "o q foi q eu fiz, o q foi q eu fiz meu Deus" é uma confissão 3. Jorginho não é um assassino pra matar o pai a sangue frio e deixar q suas 2 mães e sua namorada se culpem por isso 4. A carminha bateu com o cabo da enxada, no cano tinha sangue, cabo não tem nada a ver com a lâmina 5. Se fosse ele max teria pelo menos olhado pro lado dele ao inves de fixar so em carminha

Mario disse...

A paulada final em Max diferente não foi um erro, e sim proposital, pois a ideia era mostrar o impacto na cabeça do ator, e isso só poderia ser feito daquela forma, pois não tinha como colocar uma bolsa de sangue na lateral da cabeça sem ficar visível, uma vez que ele estava de frente, por isso foi focalizado o momento da paulada e depois a arma do crime, e deu certo pois o impacto ficou ótimo, e a enxada que a Nina pegou foi a mesma que a Carminha usou para matar Max, e estava limpa também, só ficou suja de sangue pois as mãos delas estavam sujas com o sangue de Max que escorreu, é só rever a cena.

Nívea Marco disse...

Sergio, quanta observação pro assassinato! Não tinha pensado nisso. Pensei que fosse a Nina, porque ela pergunta duas vezes se a Carminha a perdoou no lixão. Reparei na enxada seca e fiquei com uma ? na cabeça. Achei genial esse final "inception". Quem matou? O peão parou de rodar ou continuou rodando? Enfim, coisa de gênio.
Beijos!

Mario disse...

Só para complementar, os diálogos de Lucinda e Carminha não deixa dúvida, que foi ela:

Assim que o Max cai no chão, imediatamente a mãe Lucinda chega e fala:

“Max! Meu filho! Ele tá morto! “

“Não teve outro jeito, diz Carminha.

“Eu vi. Sai daqui, foge! Vai embora!”
( Ou seja a Lucinda viu toda cena, então, se fosse o Jorginho ela teria visto também, e se fosse ele não daria tempo correr sem a Lucinda vê-lo).

E para finalizar a Carminha sai dizendo: “O que foi que eu fiz” ( Isso pra mim é uma clara confissão).

Tatiane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatiane disse...

As cenas foram todas confusas, inclusive aquela que a Nina acorda do lado do corpo de Max, da forma como ela estava até parecia que alguém colocou ela ali, pois na hora que o Max caiu ela não estava perto, mas concordo com o Mario acho que se preocuparam mais com os impactos do que com a lógica nas sequências das cenas. Enfim apesar da confusão nas cenas, foi a Carminha mesmo, e essa frase dela: O QUE FOI QUE EU FIZ, é uma autoconfissão. Revir alguns vídeos e achei esse dois que a meu ver deixa claro que não foi o Jorginho:

http://tvg.globo.com/novelas/avenida-brasil/videos/t/cenas/v/jorginho-garante-que-nina-nao-matou-max/2187230/

http://tvg.globo.com/novelas/avenida-brasil/videos/t/cenas/v/picole-conta-para-nina-e-jorginho-que-nilo-surtou-no-lixao/2188633/

Obs: Sérgio não sei se pode postar links, se não puder, mil desculpas.

Smareis disse...


Olá Sérgio!
Depois de um tempinho ausente aqui estou pra matar a saudades...
Gostei da sua postagem.
Eu tenho que concordar contido, acho que as cenas do assassinato de Max, ficaram com alguns pontos soltos.
Tem uma parte que a Nina grita pelo Jorginho e logo em seguida ela desmaia, e em nenhum momento colocaram o Jorginho no meio da cena do crime, acho que terminou a novela com alguns pontos sem definição. Essa foi minha opinião quando terminou a novela, achei as cenas muito confusas.


Deixo um grande abraço, com desejo de uma ótima semana!

tutankamon disse...

Comungo comvosco tais observações,tratadas com muita sutileza pelo autor.
A genética em nada favorece o cárater deste 'pimpolho',embora suas reações e contradições em nada confirmam a sua personalidade,por se tratar de uma tragédia familiar.O clima é tenso e indescritível para formularmos alguma sentença no comportamento de Jorginho
A princípio ,Carminha me pareceu sofrer de complexo de Jocarta,amar unicamente este filho,diferenciando-a da irmã
Amigão,
creio sim,que o autor evitou polêmicas,embora convivemos atualmente com os parricidas,comuns em nossa atualidade,mas a repercussão seria negativa e muitos Jorginhos nasceriam,nesta complexidade de valores dos dias atuais
Assim há um tratado pela não divulgação de suicídios,pela observação de sucessivas ocorrências,de pessoas em busca da notoriedade,regidas pelas doenças depressivas,Como aconteceram com mães matando recém-nascidos e nos crimes de esquartejamentos,ainda frescos,comentados nos meios jornalísticos
Para o bom observador ,a mensagem do autor foi captada e elaborada
abraços fortes

Sérgio Santos disse...

Rita, exatamente por isso que eu acredito na mensagem subliminar do autor; para não causar espanto e rejeição do público. Beijos.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", o site oficial não tem nada a ver com a história. Lá eram divulgados milhares de spoilers mesmo com JEC e a direção tentando de tudo para esconder. Jorginho não faria isso, mas Lucinda assumindo o crime e praticamente QUERENDO ser presa aí a coisa muda de figura. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Val, eu adorei. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Elvira, acho difícil que isso seja divulgado pelo autor, pois como disse a Rita, muitos não entenderiam e se indignariam com o autor, afinal ele é um mocinho.

Porém, não vejo sentido naquela troca de olhares somente para mostrar uma dificuldade na relação que todo mundo sempre soube.

São muitos erros em uma cena tão esperada pra ser aceito com tranquilidade. Quando Nina levou o segundo golpe, Max olhava para Carminha fixamente, tanto que nem viu Nina cair. Como a vilã pode ter batido nela? E a enxadada foi por trás. Uma direção tão primorosa erraria tão primariamente e ainda por cima duas vezes? Beijos!

Sérgio Santos disse...

Carlos, discordo de tudo. Como dá pra ver Carminha atingindo Nina se quando a menina é golpeada o Max está encarando a vilã com uma faca? Ela se teletransportou? E desculpe, mas isso de filmar de um jeito para o sangue espirrar não tem o menor sentido. A Globo tem tecnologia suficiente para não precisar disso, e além do mais a enxada atingiu a nuca.

Carminha levando a enxada para dar em Max, CORTA A CENA, mostra ele levando uma enxadada por trás, CORTA A CENA, Carminha abaixa a enxada, que é focalizada pela câmera, e se assusta.

Sobre o Nilo, aí sim acho que foi um erro. Afinal ele lavou as mãos de sangue mas ninguém sabe o motivo. ALIÁS, tem 99,9% de chances de ser Jorginho o assassino, mas tem 0,1% de ser o Nilo. Ele pode ter matado Max e Carminha, agradecida por ele ter salvo sua vida, assumiu tudo, afinal, ela já tava na merda mesmo. Mas nesse caso as peças não se encaixam tão perfeitamente quanto Jorginho.

Uma coisa: "Como Carminha tinha certeza que Max tava morto se ela não matou?" Ora, porque ela simplesmente viu ele caindo morto em sua frente. Não há mistério nisso. Abração.

Sérgio Santos disse...

Kellen, eu acho que ele não deu dicas mais claras justamente por medo de chocar o público, afinal, por mais ousada que seja uma novela, é até assustador ver o mocinho golpear a mocinha e matar o pai, deixando a mãe assumir tudo. Beijão.

Sérgio Santos disse...

Fabio, se foi Carminha a assassina, não foi um erro de cena, foram vários. Por isso mesmo não acredito nessa hipótese. Iam filmar a enxada quase seca à toa? Abraço.

Sérgio Santos disse...

Marina, obrigado pela opinião.

Sérgio Santos disse...

Montez aí é que tá, quando Nina leva o segundo golpe, Max está encarando Carminha. Como ela daria a volta até Nina? Max tava tão distraído com a vila que nem viu a mocinha cair atrás dele. Por isso tenho certeza que Carminha não matou. Mas se matou, não foi um erro de cena, foram diversos, o que não seria plausível na cena mais aguardada da trama. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Marcos, obrigado pelo comentário, abraços.

Carlos, só mais uma coisa. Quando Lucinda fala "eu vi", foi apenas uma conclusão lógica. Ela chega, vê Max caída, Carminha com uma enxada na mão e Nina desmaiada, o que se supõe?

Sobre a Carminha batendo em Nina, ela não bate, Nina apanha e Carminha vê que ela apanhou e provavelmente já viu quem a golpeou, que foi o mesmo que matou Max. Abraços.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", ela saber que o Max tá morto não tem nada a ver com o fato de ter matado. Ela viu ele ser assassinado na sua frente, é óbvio que sabia que tinha morrido.

Carminha disse 'o que foi que eu fiz', mas antes de sair ela dá uma olhada pela fresta da porta como se ainda estivesse parando pra pensar em como lidar com a situação.

Carminha atingiu Max na primeira vez com o cabo da enxada e abriu a cabeça dele, ou seja, ali é claro que a enxada sujou. Mas Max é atingido por trás e PELA LÂMINA. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Mario, obrigado pelo comentário. Mas a enxada que a Nina pega não é a mesma da Carminha simplesmente pq Carminha dá a primeira enxadada em Max e não larga o objeto, continua com ela. Nina pega uma machadinha, pelo que parece e é golpeada. Carminha a vê caindo e vê quem a golpeou, Max está tão atordoado que não percebe. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Nivea, acredito que o autor fez esse final justamente para que o público não se chocasse ao ver um mocinho matando o pai e agredindo a própria namorada, como muitos aqui se chocaram. Achei genial também, mas caso o autor diga que foi a vilã mesmo, será uma decepção, pois os erros da cena ficarão visíveis. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Mario, mais uma vez, Lucinda não viu a cena, caso contrário ela tentaria impedir, não? Ela chegou, viu o filho morto e Carminha com uma enxada, Ponto, fez-se a conclusão óbvia. E Carminha dizer isso tudo não significa nada, pois se ela quis proteger o filho era isso mesmo que tinha que dizer. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Tatiane, pode postar links sim, não tem problema. Jorginho garantir que Nina é inocente apenas enfatiza mais ainda as minhas observações. Beijão.

Sérgio Santos disse...

Smareis, saudades de você! Pois acho que o autor deixou esses fios soltos justamente para que o telespectador os juntasse, sem precisar de tudo mastigado. O autor quis fazer um final ousado, mas para não chocar ninguém, deixou nas entrelinhas. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Tutankamon, que grande comentário você fez! Concordo! Pode ser mesmo que para não gerar uma rejeição maior do público no final, o autor tenha optado por esse fim subliminar! A intenção foi fugir da polêmica. Abraços.

Anônimo disse...

Então quer dizer que o Jorginho matou Max para proteger Nina e Carminha e saiu correndo, deixando o morto nas mãos das duas? E nem deu um xau, pois a Carminha não mandou ele correr como a Lucinda fez. E ele pretendia deixar a Nina ser presa? Por que alguém iria ter que pagar pelo crime,e ela era principal suspeita. E a Carminha não se entregou logo. Sério que tem gente acreditando nessa loucura?

Anônimo disse...

E acabei de rever a cena, e a Lucinda chega no mesmo instante que o Max cai, como disse o Mário, e outra ela diz a frase( O que que eu fiz) pra ela mesma, e não pra ninguém, então não foi com a intenção de proteger o filho, foi uma confissão pessoal, como a galera disse aqui. E eu não me chocaria se o assassino fosse o Jorginho, mas não foi ele, e tem mais um detalhe se ele tivesse matado o Max como você acredita fielmente, e sabendo que a Carminha viu, ele a trataria daquele jeito no aeroporto? sabendo que não tava com essa moral toda? E nos vídeos que a Tatiane indicou ele apenas não enfatizou que a Nina não era assassina, mas pediu para que ela tentasse lembrar quem foi que bateu nela, e no outro, ele diz que se não foi a Lucinda, alguém estava se dando bem nessa história, pois a Nina não foi ( então quer dizer que ele estava fazendo teatro nesse momento? E ainda por cima estava assumindo que estava se dando bem as custas da sua mãe de criação?)

Mario disse...

E a discussão continua kkk, Sérgio, foi a enxada que a Nina pega quando acorda e o Max está morto do seu lado. A Lucinda não tentou impedir porque ela chegou logo após a Carminha ter deferido o golpe, mas se você prefere achar que o Jorginho evaporou-se no passe de mágica e a Lucinda não viu, tudo bem. E se a Lucinda já achava que tinha sido a Carminha, não tinha necessidade da Carminha falar “ O que foi que eu fiz” para proteger o Jorginho, pois ela disse isso depois que a Lucinda falou: “Eu vi. Sai daqui, foge! Vai embora!”, e sem contar que ela falou isso bem baixinho. Repito a cena foi cortada com intenção de mostrar o belo impacto da paulada, e depois foi mostrada a arma do crime, e se fomos analisar erros nas cenas vamos encontrar vários, inclusive esse que a Tatiane citou, porque da forma que a Nina caiu e o Max não teria como ela está naquela posição em relação a ele quando acordou, e aí será que foi o Jorginho que virou a Nina de lado e a aproximou mais do corpo do Max? Kkkk, Bom dia, boa discussão, fui trabalhar!

Samuel disse...

Êh Sergão, pelo visto mesmo depois de ler essas ótimas observações que foram postadas, você continua com a ideia fixa que foi o Jorginho que matou o Max, então tá, vamos analisar a sua teoria sobre o crime, e vai vê que também não tem nexo algum:

1.Para você foi o Jorginho que deu a segunda pancada em Nina, e que o Max mesmo estando de frente não percebeu sua presença, pois estava olhando fixamente para Carminha, engraçado que ele percebeu a da Nina tanto que perguntou a Carminha se ela resolveu dá uma de madrasta boa.

2.Depois de golpear Nina, o Jorginho ao invés de enfrentar o Max de frente, como sempre fez, e como a Carminha estava fazendo, preferiu se esconder e vir por trás para dá covardemente o golpe fatal, depois fugiu sem dizer uma palavra, deixando a Nina no chão e a Carminha parada em frente ao corpo.

Tem certeza que você consegue vê coerência e sentido nessa sua tese?

E discordo totalmente que o JEC deixaria subtendido que o Jorginho fosse o assassino para não causar polêmica e chocar os telespectadores, pois ele era o mocinho, acho que todos compreenderiam que a sua atitude tinha sido para proteger a sua mãe e sua mulher que estavam correndo perigo. Incompreensível e chocante seria as atitudes dele com Nina, Lucinda e até mesmo com Carminha na condição de culpado, bom, mas sobre elas eu já falei no meu 1º comentário.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, duas cenas me chamaram a atenção: Carminha dizendo "O que foi que eu fiz?", e Lucinda comentando: "Carminha, eu vi tudo, foge".
Mas gostaria de ressaltar que achei estranho uma mãe, a Lucinda, se conformar tão facilmente com a morte do filho e ainda ajudar a assassina dele.

Carlos disse...

Passo a Passo (DE NOVO, mas do início)

05:53 - Começa a cena, com Nina desmaiada, e a entrada no fundo.

06:00 - Max aparece na entrada.

06:04 - Max encara Nina, pronto pra atacá-la.

06:14 - Nina começa a se levantar.

06:28 - Carminha dá uma paulada em Max, enquanto Nina levanta.

06:29 - Max cai em direção a entrada (erro, pq ele tinha que cair na direção da Nina).

06:36 - Max, tenta retomar, e vira-se apontando a faca pra Nina.

06:42 - Nina recua, e vê a enxada no chão, e pega.

06:48 - Carminha dá uma paulada em Nina (veja a posição das duas e o movimento que AMBAS fazem. Nina cai pra frente, e Carminha faz um movimento de "volta" de braço, um "pós-paulada"'. Dá pra ver claramente que ela bateu na Nina).

06:50 - Carminha olha pra Max, olha pra enxada no chão.

06:54 - Max agora aponta pra Carminha.

06:55 - Carminha pega enxada.

07:31 - Carminha avança pra atacar Max, que aponta uma faca pra ela.

07:32 - O cabo da enxada aparece no canto inferior direito da tela. E o Max aponta a faca nessa mesma direção.

07:33 - Carminha olha FIXAMENTE para o corpo.

Em nenhum momento dessa cena INTEIRA eles olham pra uma terceira pessoa. Volto a dizer, se eles pensaram nessa possibilidade de os "mais observadores e bla bla bla", me desculpe, mas volto a dizer, a cena foi então mais mal feita do que já foi, pq fora a Carminha ninja, e a queda da Nina e do Max ter sido completamente diferente da vista na cena do "Quem Matou?" (Nina estava caída ao lado de Max, já nessa do último capítulo, Nina estaria na altura dos PÉS de Max), o problema aumentaria por não existir uma atuação que indicasse esse terceiro elemento. Teria problema de atuação, marcação, direção e roteiro. Ou seja, a cena seria TODA ERRADA.

E vc acha que o sangue espirrou como? Não imagino outra coisa se não a velha bolsa de sangue, barata, prática e causa esse mesmo efeito. Tem nada a ver com pobreza de tecnologia.

obs.: te pagaram pra criar essa confusão e dizer que a novela tem repercussão até na segunda? hehe.

Abraço.

Anônimo disse...

Elvira, a Lucinda se conformou com a morte do filho e ajudou Carminha porque ela ainda pensava que tinha sido ela que tinha matado a mãe de Carminha, foi uma forma dela pagar a dívida que achava que tinha com Carminha.

Tatiane disse...

Sérgio, obrigada, e nos vídeos que postei os links, o Jorginho não só garante que a Nina é inocente, como vai além, pedindo para ela lembrar quem foi que bateu nela, não querendo acreditar também que foi a Lucinda, e ainda dizendo que se não foi a Lucinda alguém estava se dando bem nessa história, seu comportamento nesses dois vídeos deixa claro que ele não estava na cena do crime, ah não ser que era teatro dele como o anônimo citou. E se ele fez teatro nos vídeos anteriores que eu postei, ele fez nesse também (http://tvg.globo.com/novelas/avenida-brasil/videos/t/cenas/v/nina-e-jorginho-acreditam-na-inocencia-de-lucinda/2191143/). E a Carminha sussurrou pra si a frase, “O que foi que eu fiz”, e não para ninguém, então não foi com a intenção de proteger o Jorginho, até porque a única pessoa que estava nesse momento, era a Lucinda, já havia acreditado que tinha sido ela, tanto que mandou-a fugir. O Samuel falou uma coisa muito pertinente, se fosse o Jorginho que tivesse dado a segunda pancada em Nina, o lógico seria ele encarar o Max de frente e não atacar por trás como um covarde.

Anônimo disse...

Ainda essa discussão para saber "quem matou o Sax"?, parece que na teoria do autor do texto tem mais furos do quê na própria cena, kkkkk, tanto é que o pessoal aqui derrubou um a um seu argumentos, utilizando reconstituição minuto a minuto, explicação técnica da cena, perfil psicológico do suspeito, vídeos e até a física nas quedas de Nina e Max, kkk, se ele fosse o advogado de acusação o Jorginho nem precisaria ir a júri tendo essa equipe de defesa. Brincadeiras à parte, se o autor algum dia se apossar dessas ideias da sua mente criativa, ele provará com certeza que é um gênio, só que um gênio capaz de mudar radicalmente a personalidade dos seus personagens, porque o Xorxinho perturbado, passional e impulsivo que vi na novela inteira, nunca que teria todas essas artimanhas e frieza para agir dessa forma tanto na momento do crime como após, ele, quando chegasse no momento do crime, iria tomar a frente de Nina e Carminha, e iria falar bem assim para o Sax: “Vem, bate em mim covarde”, ou estou errado?

Mary Miranda disse...

Gênio é você, Sérgio! rs

Não percebi NADA disso, e olha que sou boa nesses mistérios ficciosos!!!!
Mas, quer que eu te contrarie? (Lá vou eu discordando de você, desculpe!...) Não gosto quando tenho que trabalhar muito com a cabeça em se tratando de novela... Para mim, esse monte de detalhe é muito bom em thrillers, não em novelas, que são obras de ficção de massa!... Não nos iludamos: por mais inteligentes que sejam os filhetins, é para o povo que são escritas, lê-se, assim, que terá uma gama diferencial enorme de intelectualidade. Enfim: tem que haver assunto que TODOS possam compreender com facilidade!...
Suas comprovações sobre o assassino ser Jorginho foram lúdicas e as adorei, uma por uma, mas entre no cérebro de um trabalhador retornando do trabalho, doido para saber "QUEM MATOU MAX"? A pessoa não se ligará muito em troca de olhares, foco de câmera sobre a vilã (tomada única cinzenta de cena, mostrando enxada não marcada com sangue, truque usadíssimo em cinema; João Emanuel conhece bem por ter trabalhado na sétima arte), e nem irá lembrar do andamento da novela onde um Édipo torto (Jorginho) odiava o pai, portanto, defenderia a amada, ao matando-o no lixão.
Novela é imediatismo: quem matou Max é Carminha dizendo que matou e a cena do desespero dela o fazendo, e só!
Sabe o que conseguiu João Emanuel junto ao povo mais povo, seu público-alvo? Ser chamado de burro, por causa de uma Carminha bem óbvia à frente dessa morte! rsrs É pena, eu sei, adoro-o, o melhor autor da atualidade, mas é para pessoas que não galgam a vida metafórica, que são escritas as ficções...
Acho que caberia melhor mostrar o assassino em silhueta que somente nós do público saberíamos quem era!
Carminha assumiria o assassinato por temer que o filho fosse acusado, porém, nem mesmo ela teria certeza de quem foi!... Aí, sim, jogada de mestre João teria lançado nesse último capítulo!
Bem, essa é minha opinião. Desculpe qualquer coisa!
Mas sem ironia, nem discrepância, repito: você é quem foi genial!!!! Entrar na mente do que o autor quis dizer, é coisa para bem poucos...

Abração da Mary:)

A viajante disse...

Olha Sérgio, tô com tanta saudade da novela que "corri" em seu blog para ler mais coisas sobre... ah, eu particularmente não vi a novela nos dois últimos capítulos. Tive várias questões de trabalho para fazer, mas acompanhei nos bastidores, pela internet.
Achei mesmo que foi Jorginho!!! Beijo!

Anônimo disse...

Ficou mais claro q a água a cena em q carminha dá uma paulada em Nina, a cena de capitulos antes qnd ela vai no enterro de max a declaração dela é quase uma confissão, lucinda a aceitou facilmente pq viu q ela matou meio q sem querer, ou ela matava ele ou ele matava ela, e pelo motivo q fosse, por maior q ele fosse Jorginho jamais daria uma paulada em Nina e JEC não seria tão imbecil de deixar esse final em aberto. Abraço!

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", obrigado por expor sua opinião. Abraço.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", porque Jorginho trataria a mãe diferente no aeroporto? Ela ainda tem tinha confessado o crime, ou seja, ele nem sabia que ela assumiria. Tá vendo que até nas justificativas mais óbvias há contradições?

E Carminha dizer "o que foi que eu fiz" não prova nada porque esse já poderia ser um tipo de estratégia para ajudar o filho, tanto que antes de sair ela dá uma olhada para trás, pela fresta do barraco, como se estivesse refletindo. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Mario, realmente o post rendeu pano para manga. Não acho que Jorginho tenha desaparecido, ele pode ter fugido por um outro local ou simplesmente ter se escondido.

Sinceramente, não considero nada do que eu postei como absurdo, até porque se considerasse nem perderia meu tempo.

Mas é aquilo, se foi mesmo Carminha, eu lamento muito, não por ter errado e sim por ter tido tantas falhas em uma cena tão aguardada. Abraços e bom trabalho.

Sérgio Santos disse...

Samuel, sim eu vejo coerência, se não visse não perderia meu tempo postando meus argumentos.

E acho muito mais falhos os argumentos como: foi a Carminha porque a Globo.com disse ou foi a Carminha, mas tiveram vários erros que fez parecer não ter sido.

Mas eu respeito totalmente sua opinião. Porém, não acho que todo mundo tenha quebrado cada um dos meus argumentos, até porque muita gente concordou. E, convenhamos, o texto ter mais de 140 curtidas, em se tratando de um blog tão insignificante quanto o meu, não deixa de ser um sinal que muita gente concordou.

Mas ainda que todos me crucificassem, não mudaria minha opinião. Até porque, como eu disse, mudar minha opinião implica em aceitar os inúmeros erros da cena e numa novela onde a direção primou pela qualidade acho difícil.

Se o autor confirmar a autora do crime, indiretamente assumirá que a reconstituição foi muito falha. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, a Lucinda acobertar a Carminha e aceitar a morte foi estranho mesmo. Mas enfim, a novela acabou e nós ainda estamos falando sobre o final. Isso que é sucesso. rs Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Carlos, agradeço novamente sua paciência de vir comentar. Olha, não me pagaram nada, mas tô aceitando uns trocados. rs Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Tatiane, sim eu entendo esse ponto de vista e nem questionaria se a cena não tivesse sido mostrada daquela forma. Quanto ao Jorginho pedir para Nina se lembrar, é relativo porque se ele a golpeou, sabia muito bem que ela não tinha visto. Mas eu não descarto nada, apenas acho que dá forma que foi mostrada fica claro que a vilã não foi a autora. Se a intenção não foi essa, eles erraram feio. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Anônimo, como já disse, não acho que tenha derrubado um a um meus argumentos e o texto ter tido mais de 140 curtidas mostra que não sou o único a pensa nisso. Mas as pessoas não precisam se aborrecer tanto por uma mera tese a respeito de um assassinato fictício. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Mary, você pode discordar de mim SEMPRE!!!! E eu achei seu comentário muito gentil comigo. Pelo visto esse final que eu observei ficou muito melhor que o 'oficial', hein? rsrs

Assim como você, também acho que novela não pode ser muito sofisticada em mistérios porque a massa precisa entender e sem complicações, por isso mesmo acredito na minha tese.

E Jorginho tinha todos os motivos para matar o pai, e ao golpear Nina ele impediu-a de assassiná-lo e virar uma assassina. Afinal, ela ia matá-lo antes de ser golpeada. Enfim, quanta polêmica! E obrigado pela parte que me toca! rs Beijão!

Sérgio Santos disse...

Oi Ju, também estou com saudades! Mas se você não viu os últimos capítulo, quando puder veja, hein? Aí você me diz o que acha do meu pensamento. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, "anônimo". Abraço!

Anônimo disse...

Você não acha que o pessoal derrubou todos os seus argumentos? pois eu acho, acho não, tenho certeza, tanto que você não tem mais argumentos para ponderar os novos questionamentos, kkk, e cadê esse 140 curtidas que não veio aqui te dá pelo ou menos um apoio moral? nem teus amigos próximos concordaram com suais ideias surreiais, desculpa cara, mas repito que eu digo, você como advogado de acusação é uma negação, sem querer ofender, claro. Você está certo de manter a sua tese até o fim, é menos vergonhoso, eu faria o mesmo. Sei que você apesar de tudo é gentil, mas não precisa nem responder esse comentário. E sabe de uma, também vou curtir seu texto.

Anônimo disse...

Pronto mais uma curtida, agora já são 143, mesmo eu não concordando com a sua investigação criminal, você pode dizer que 143 pessoas te apoiam, espero que você leve na boa, e não se irrite, afinal de contas, o Max está vivo, e a Carminha está solta, kkk.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", ou qualquer que seja o seu nome, fique tranquilo que não me aborreço por essas bobagens. É apenas uma novela e este um blog de quem gosta do tema. Mas se você não concorda com nada do que eu falei, pode tirar a curtida, até porque nunca me importei com isso e você não precisa fazer esse grande favor por mim. Meu blog é bem simplório e nada influente.

E muito obrigado por dizer que eu sou gentil "apesar de tudo". Você é que é um poço de gentileza. Abraços e fique à vontade!

Carlos disse...

Sérgio, vou copiar uma frase sua, da resposta.

"E Carminha dizer "o que foi que eu fiz" não prova nada porque esse já poderia ser um tipo de estratégia para ajudar o filho, tanto que antes de sair ela dá uma olhada para trás, pela fresta do barraco, como se estivesse refletindo. Abraços."

Ela saiu murmurando pro vento? fazendo drama pro senhor ninguém? Ela estava olhando pela fresta pq tinha acabado de matar o homem que ela AMAVA. Bom, se vc acredita que foi Jorginho, tem que concordar que a cena foi mal feita, pq NINGUÉM olhou pra um terceiro elemento, principalmente a Carminha, que olhou sem parar pro Max. A enxada dela estava limpa, pq é a mesma que a Nina pegou depois e a Nina que sujou.

No geral, desisto. Vcs já pintaram o autor como gênio mesmo kkkkk.

Abraço

Sisi disse...

Sérgio,
Concordo com sua tese. Achei que havia algo de estranho na cena, mas hoje conversando com uma pessoa, chegamos à conclusão que o golpe não foi da Carminha e que poderia ser da Nina. Hoje vi várias vezes a cena do assassinato. Quando comentei com minha irmã ela lembrou que Nina chama o Jorginho. Daí pelo google encontrei seu blog.
Assisti esta novela desde o início por saber que o autor era bom e não era óbvio. No último capítulo de A Favorita, a personagem adolescente e grávida que nunca falou quem era o pai(péssimo caráter,que batia na mulher e ciumento com a filha)não deixa ele segurar o bebê e diz que "Não vai deixar ele fazer com sua filha o que ele fez com ela", o que se conclui que ele era o pai. Assunto muito pesado para ser colocado ao longo da novela, mas para quem é observador entendeu nas entrelinhas. Esse é João Emanuel.
Declarão da diretora : No dia do último capítulo de "Avenida Brasil", da Rede Globo, a diretor Amora Mautner afirmou que o desfecho da novela é "sensacional" e "diferente do que todo mundo imagina".
Não tem coisa mais óbvia do que Carminha matando Max.

Carlos disse...

Sisi,
a declaração da diretora foi por defechos como: quem matou com vários culpados (e não apenas um) e Nina perdoando Carminha.

A frase da filha não deixando o pai segurar o filho sim, foi uma maneira discreta de dizer o que ele fez. No entanto, Carminha declarou-se culpada dizendo "O que foi que EU FIZ". Em um momento tenso daquele, em que ela matou o homem que ela sempre amou, vcs acham mesmo que ela estaria com cabeça pra pensar em fingir? Tanto que ela nem pensou em rejeitar o pai quando o mesmo a pegou no lixão. Ela estava em estado de choque. Isso sem contar que em NENHUM momento, repito, NENHUM, eles olharam pra um terceiro indivíduo.

Queria que vcs me dissessem em que momento, daquela cena, teve algum indício de que NÃO foi ela. Não me venham falar da enxada, pq a enxada só ficou suja por causa da Nina. Me digam em que momento o ator x ou y OLHA e ENCARA pra esse terceiro elemento. Vcs não acham estranho que Carminha não tenha olhado pro Jorginho após ele ter matado? Os diretores podem ter feito uma cena muito ruim, mas eles tbm não são amadores pra pecarem justamente no detalhe do OLHAR (olhar da cadeia não vale, se analisarmos que ela o olhou como "a última vez até quem sabe". Ela iria pra cadeia, seria a última vez "juntos").

Sério, pra mim esse assunto chegou, mta viagem. Daqui a pouco vão lembrar de uma cena de Da Cor do Pecado, aí vão lembrar de outra de Cobras e Lagartos só pra tentar explicar kkkk

Abraço

Sérgio Santos disse...

Carlos, é exatamente o contrário, se foi mesmo o Jorginho eu acho que a cena foi excelente. Mas se não foi, aí sim eu acho que terá sido péssima. O que eu insisto é pra que iriam focalizar na enxada quase seca? PRA QUÊ? Sobre o olhar, acho normal Carminha se fixar apenas no Max morto no chão, até porque, como eu disse, se o autor quis ser discreto, isso já quebraria a discrição.

E, vamos supor, que Carminha tenha sido uma ninja mesmo e tenha golpeado Nina. O que isso impede de Jorginho ter matado o vilão? Nada.

E confesso que gosto de falar sobre isso porque comentar Salve Jorge, por enquanto, me dá sono. rs Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Sisi, compactuo com a sua opinião. Lembro bem que em A Favorita muitos nem sequer perceberam essa insinuação do autor e alguns que perceberam usaram o mesmo argumento que usam com o Jorginho: "Ah, mas ele seria capaz até disso? Não é possível!"

E também vi essa declaração da Amora. Ao contrário do Carlos, não acho que ela tenha falado isso por causa de vários 'ajudantes' para o crime, uma vez que antes mesmo disso ser revelado já era óbvio que foram várias participações, porque ele havia sido golpado antes e nós vimos. Beijos.

Tatiane disse...

Eita que a discussão aqui rendeu, e concordo com o Sérgio, está até melhor do que Salve Jorge, rsrsrs, bom, vou alimentar a discussão colocando o link do vídeo que mostra Nina acordando e congelando com a mesma enxada que a Carminha matou o Max. Se a arma do crime fosse outra a policia que investigou tanto não teria encontrado ou não teria percebido que não foi que a Nina estava segurando pela falta de sangue? Também podemos acrescentar como erro grosseiro as posições e proximidades de Nina e Max, enfim, como alguém já citou, se preocuparam mais com os impactos nas cenas, do quê com a sequência lógica das mesmas. Por isso, focaram na pancada e depois na enxada, e colocaram a Nina em uma posição diferente da queda.

Aí vai o vídeo: http://tvg.globo.com/novelas/avenida-brasil/videos/t/cenas/v/max-e-assassinado/2185363/

Estou convencida que existem muitos elementos que comprovam que a Carminha foi mesmo à autora do crime, e que houveram inúmeros erros nas cenas e incoerências. Quer mais incoerência do que a Lucinda chegar no momento do crime, mandar Carminha e ir embora, e largar a Nina desacordada ao lado do corpo de Max? E com relação à declaração Amora Mautner ela estava se referindo a reconciliação de Nina e Carminha que foi surpreendente e diferente.

Focados em Séries disse...

Muito interessante a sua visão. Eu tb achei estranho a cena em que Max ganhou a machadada, pois, nela, não me pareceu na hora que havia sido a Carminha quem tinha feito o golpe.

Posso publicar o seu texto no meu blog? Achei muito legal mesmo.

Danuza disse...

Sérgio, sabe minha opinião a respeito da novela e o seu final.
Achei esta sua análise interessante, e não seria de se estranhar, já que Carminha sempre nutriu um amor muito maior, senão único, por Jorginho. Só não sei se ele seria capaz para tanto, já que sempre foi muito covarde. Mas também não vejo relação dela defender Nina, (caso fosse ela a assassina de Max), nem mesmo para 'agradar' ao filho. Concordo com Elvira nesse aspecto. Abrs!

Sisi disse...

Lucinda não exitaria em proteger Jorginho e Nina, como o fez. Ela diz que viu, mas não diz o que. Pode ter visto a mesma coisa que a Carminha: Jorginho matando.
O vilão se redimir no final da novela não é novidade, nem sensacional. Aliás Carminha não se redimiu por completo. Ela estava controlada pela Lucinda. Se ficasse largada no mundo de novo ia voltar a fazer m...
O bom do Joao Manoel é que as coisas nunca sao preto no branco.

Carlos disse...

Última vez que entro nesse papo de maluco kkkkkk

Sisi, pra que Lucinda iria dizer o que viu, se ela viu O MESMO que os telespectadores? Imagina que frase boba seria se dissesse: "Eu vi Carminha, Eu vi que vc matou Max, meu filho, que saiu do meu ventre". Exagerei de propósito, mas seria nesse nível. E como Carminha não se redimiu se a PRÓPRIA quis ficar no lixão? Ela pode não ter ficado EDUCADA, mas uma pessoa do bem, ela ficou sim.

Voltando ao Sérgio, a enxada era a prova do crime, nada mais coerente mostrar a mesma. E ela bateu com a ponta da enxada, tenta fazer isso com alguém, de forma rápida como ela mesma fez, pra ver se vai ficar suja de sangue? kkkkkkk Falando sério, foi rápido o movimento da Carminha e na cena em que a Nina pega a enxada, a mesma está limpa.

Quanto a Carminha ter golpeado, só vc assistir e verás que foi ela. E isso não impede de Jorginho de ter matado o Max, desde que, o autor solte pistas coerentes. Ser "discreto" não mostrando os personagens olhando para o lado não é ser discreto, é ser ruim mesmo. Suspense não é assim. O próprio Jorginho não mexeu UMA SOBRANCELHA quando ela revelou ter sido assassina. Que atuação é essa? Se ele fosse o assassino pq ele não ficou surpreso com tal ato? Ja tinha lido o roteiro?

Se o autor quisesse ser discreto, quando a enxadada fosse dada, eles iriam focar na Lucinda chegando, um pouco mais distante daquele barraco, mostraria a Carminha nervosa e tremula dizendo "o que foi que eu fiz?" e Lucinda respondendo: "eu vi...". Antes de focalizar na Lucinda, seria até melhor se Carminha olhasse pra direção de onde veio a enxadada, como se olhasse pro ontem, mas em questão de segundo já olhasse para o Max no chão. Foco na enxada NÃO foi pista considerando que as duas estão limpas (quem suja é a NINA, NINA, NINA kkkkkkk).

A cena em si foi mal feita, mesmo que fosse o Jorginho, perfeita ela jamais seria, se for analisar tecnicamente. Não faz sentido "Carminha ninja", como tbm não faz sentido "Jorginho esconde-esconde".

E outra, Nina chamou e Jorginho chegou após tudo. Burro, né? Pq vamos combinar: ele sabia que o detetive estava ali, então pra que ir pra cena do crime se ele sabia que não poderia sair dali? A não ser que ele seja um adulto desinformado.

Desisto mesmo desse assunto, são quase 100 comentários falando da MESMA COISA. Ninguém vai mudar de opinião. Pra mim, a resposta já foi dada no dia e só constatei com a analise minuto a minuto. Mais claro, impossível. Somando a isso a falta de surpresa do Jorginho ao ver sua mãe confessar o crime, me faz ter mais certeza ainda. Se o autor quisesse, teria pedido no roteiro do Cauã, um movimento sutil de surpresa, não foi o que ocorreu, ele continuou com a mesma expressão durante a cena TODA.

Abraço e pra mim, fim de papo. Isso aqui já tá uma mesmice... Faz tempo kkkk.

Maria disse...

Tatiane, parabéns pelo comentário, muito pertinente as suas colações e a indicação do vídeo foi sensacional , se tivesse sido outra pessoa que tivesse matado o Max, o autor teria dado a grande dica nessa cena, mas não a Nina congelou com a mesma enxada que a Carminha estava, ou seja, arma do crime. E Danuza a Carminha não matou o Max para defender diretamente a Nina, seu objetivo maior era proteger o próprio Max, tanto que ela ainda o chamou pra sair dali, mas ele se recusou e foi pra cima dela com a faca, deixando ela sem opção. Por isso que ela disse para mãe Lucinda que não teve outro jeito, e a mãe Lucinda disse que viu, e a Carminha sai dizendo baixinho “ O que foi que eu fiz”. Sisi a Lucinda tanto viu que foi a Carminha que em uma conversa com uma presa na cadeia ela deixou claro que estava ali para pagar uma dívida. E como sabemos ela ainda achava que tinha matado a mãe da Carminha. Eu não tenho dúvidas que foi a Carminha, agora quem tem vai ter que aguardar o autor dizer com todas as letras. Abraços!

Mario disse...

Como vejo que a discussão continua, vou acrescentar mais uma fato que alguns possam desconhecer ou ter esquecido. A participação de cada um dos personagens na morte do Max foi gravada na última semana, se eu não me engano foi na quarta ou na quinta-feira da última semana, para evitar o vazamento de quem era o assassino, o que não adiantou nada, pois vazou. O que eu quero dizer é que as primeiras cenas da morte do Max não foram gravadas novamente, as outras cenas é que foram acrescentadas, talvez seja por isso que algumas cenas não tenha ficado perfeitas , como as das pauladas que a Nina recebeu , as quais não foram aplicadas nem pela Carminha e nem pelo Jorginho, e sim por alguém da produção na gravação original. Com relação à batida fatal diferente em Max, volto a frisar que foi para provocar o belo impacto que vimos em cena, e o foco na enxada, foi apenas para mostrar a arma do crime. Boa noite e boa discussão.

Sérgio Santos disse...

Oi Tatiane, rendeu muito ,né? Mas que tá BEM melhor que Salve Jorge, ah siso tá! rsrsrs Beijão!!!

Sérgio Santos disse...

Focados em Série, obrigado. Olha, você pode publicar esse texto desde que coloque o meu nome nele e o link do blog. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Danuza, sim, sei. Eu achei muito coerente essa minha visão e entendo também a sua concepção em relação a Elvira. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Sisi, exato. A Lucinda pode muito bem ter visto o Jorginho e não se opôs quando Carminha assumiu, ou então nem viu a cena, e sim apenas a vilã com a enxada na mão e Max morto. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Carlos, eu entendo seu ponto de vista! A enxada da Carminha estava seca, mas a da Nina não dá pra saber. Ela sujou ainda mais a enxada, mas não sabemos se sujou toda. PORÉM, quando a enxada bateu, espirrou sangue, inclusive na mesma. Enfim, ainda prefiro falar disso do que de Salve Jorge... rsrs abraço.

Sérgio Santos disse...

Maria, obrigado pelo comentário. Também acho que Carminha não mataria Max por Nina e sim para salvar sua própria vida. Por isso mesmo creio que Jorginho salvou a mãe. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Mario, obrigado pelo comentário. Realmente pode ter sido um verdadeiro conjunto de erros, o que seria uma pena. Enfim... Abraços.

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.