quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Máscaras: terminou um dos maiores fracassos da Rede Record

Nesta terça-feira (2/10), foi exibido o último capítulo da problemática novela da Record.  Muito provavelmente a trama que será a última do grande Lauro César Muniz, "Máscaras", saiu de cena sendo um dos maiores fracassos da emissora, tendo derrubado a audiência do horário e obtendo uma média geral de 6 pontos no Ibope.


Assim que estreou, o telespectador pôde notar que a história contada não seria fácil de ser compreendida. Apresentando um primeiro capítulo marcado pela ousadia --- afinal, foi praticamente voltado exclusivamente para uma única personagem, que sofria de bipolaridade ---, "Máscaras" prometia muita inovação, mas não conseguiu o principal: manter o interesse do público. Contar uma história cheia de mistérios é muito atraente, mas demorar para informar a respeito do que está se passando é fatal. Além da lentidão inicial em explicar, pelo menos um pouco, os fatos da novela, foram perceptíveis os erros de direção, exageros dos atores e cenas artificiais.

Lauro César Muniz se decepcionou ao perceber que, além do ibope não ter reagido, o diretor não estava compreendendo o que ele queria passar. Resultado, com a crise instaurada e o desespero pela baixa audiência sentida, saiu Ignácio Coqueiro e entrou Edgar Miranda na direção. Para piorar,
a atriz  Luiza Tomé deu declarações reclamando da sua personagem na obra, causando outro mal-estar.

Após a mudança na direção, o autor conseguiu melhorar sua novela e também passou a dar mais agilidade à trama. No entanto, já era tarde demais. Os telespectadores já haviam se afastado e, com as demais opções na concorrência, não voltaram mais. É preciso enfatizar que a Rede Record só prejudicou ainda mais toda a situação com as constantes mudanças de horário da novela, devido à exibição do reality "A Fazenda".

O último capítulo de "Máscaras" chamou atenção pelo depoimento de Paloma Duarte. Perto do final, a atriz descreveu como foi prazeroso participar da novela e elogiou a profissão do ator, dizendo que é a ponte entre o autor e o público. Apesar de ter sido louvável a atitude do elenco em enaltecer o autor e a obra, acabou parecendo uma justificativa pelo fracasso e avalanche de críticas que a trama recebeu. Soou desnecessário.

Lauro César Muniz é um grande autor, mas infelizmente sua criação não foi bem-sucedida. O erro inicial ainda somou-se à incompetência da direção e da própria emissora, resultando em uma novela sem repercussão, com péssima audiência, que mudou de horário diversas vezes e  abriu uma crise na teledramaturgia da Record. "Máscaras" termina após ter escancarado uma sucessão de equívocos.

22 comentários:

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, não assisti a "Máscaras", mas acompanhei toda a polêmica em torno do autor, da novela e dos atores.
Lamento que o talentoso Lauro César Muniz, que escreveu novelas belíssimas como "Escalada", "O Casarão", "O Salvador da Pátria", "Cidadão Brasileiro", "Poder Paralelo", e minisséries como "Chiquinha Gonzaga", tenha tido tanto insucesso.
Ele também não foi bem entendido em "Espelho Mágico","Os Gigantes" e Zazá".
A impressão que ficou é que o texto de "Máscaras" mais parecia uma sessão de psicoterapia do que uma novela, e que alguns talentos tenham sido desperdiçados. Torço para que Muniz volte a fazer sucesso futuramente.

Kellen Bittencourt disse...

kkkkkk amigo, ri muitoooooo agora, essa só pode ter sido fracasso geral mesmo por que sequer ouvi falar kkk nem sabia desta novela kkk Abraçossss

Milene Lima disse...

Eu não vi Máscaras. Só sei que eram basicamente os mesmo atores de todas as novelas da Record. Isso cansa um pouco.

Não sou muito adepta ao endeusamento que se faz da Globo, embora reconheça a sua superioridade em relação às outras emissoras. Mas em se tratando de produção de novelas, muito raramente troco de canal.

No mais, considero a Globo um instumento do mal, bastante sedutor.

Thallys Bruno Almeida disse...

Bem, Sérgio, eu apostava que Máscaras, dada a experiência de Lauro César, faria sucesso. Mas uma coisa que me incomoda é a necessidade de diretores da Record de atacar a Globo sempre que vão lançar alguma novela/programa. A cada pré-lançamento é sempre assim. Vê se o Ricardo Waddington saiu atacando o LCM na época do lançamento de AVBR?

Lauro César no início, deu algumas declarações arrogantes, como a de que a Record "produziria as melhores novelas do país" e "a audiência não quer ver novela no lixão". Porém, conforme o fracasso da novela foi chamando a atenção, Lauro mudou o tom em algumas entrevistas mais recentes. Numa delas, ele declarou que a nova direção de dramaturgia da Record deu todo o apoio como nunca antes havia feito.

Lauro não errou sozinho e nem a Record errou sozinha. Mas fica claro que a emissora tem muita culpa no cartório. A troca do diretor da novela ajudou a melhorar em boa parte dos aspectos, mas aí já era tarde, o público já tinha saído da novela.

A "carta de amor a Máscaras" publicada tempos atrás, por um lado, não deixa de ser uma atitude louvável dos atores, profissionais que ali estavam, defendendo o trabalho que gostavam. Porém, conforme o próprio Lauro declarou, foi feita em um momento infeliz, o auge daquela crise.

Acho uma pena que LCM tenha encerrado sua carreira em novelas com este fracasso, assim como outras que a própria Elvira citou acima. Ele declarou que ainda irá fazer outros projetos em televisão, além de peças, mas novelas não mais.

A Record, nos últimos tempos, tem apresentado sérias dificuldades com uma coisinha chamada planejamento de programação. Por exemplo, Rebelde, que estava prevista pra acabar só em Novembro, foi encurtada e já vai terminar na semana que vem. E o programa que a substituirá (Fazenda de Verão) só estreia em novembro. Ou seja, não se tem o que colocar no ar. Li um boato de que reprisariam Rei Davi - e não consigo aprovar isso, porque a série foi maravilhosa, mas já tinha sido muito reprisada em sua exibição normal (os resumões). Se reprisarem a série, vão desgastar ainda mais o produto.

Se eu estivesse na Record, trocaria alguns de seus diretores por gente que realmente entenda de TV e planejamento. E já deu pra perceber que até a Record quer esquecer a novela: a maioria dos apresentadores tá com o logo de Balacobaco (a sucessora) na camisa, a música de abertura toca direto nos intervalos... Só aí já dá pra ter uma ideia do fiasco. Espero que com a nova novela a emissora tenha melhor sorte. Abçs!

EDER RIBEIRO disse...

Sérgio, a Record tenta imitar a Globo e consegue ser pior do que o Sbt e a Band juntas. Nunca ouvi falar dessa novela. Abçs.

paulo disse...

Caro Sérgio, as novelas da globo atualmente tambem são enormes fracassos. A das 6 menos de 20 pontos, a das 7 menos de 30 e a das nove menos de 40. Esses números pra globo, cujas novelas antigamente não davam menos de 40 as 6 e 7 e 50 as 9, são vergonhosos pra emissora do projac. E não venha com desculpa de que naquela época não tinha isso ou aquilo, pois o mesmo serve pra todas as emissoras. As novelas da Record são fracas, SÃO, mas as da globo ATUALMENTE não ficam atrás. Se Cheias de Charme fosse na Record voce e todo mundo que acompanhou teriam a mesma visão da novela? Eu sou fanático pelas novelas que a globo fez na década de 80, e algumas dos 90. De 2000 pra cá são raríssimas as que eu gostei. Portanto não sou defensor desse ou daquele canal, mas é que no geral as coisas pioraram muito, infelizmente! Abrçs.

Sissym disse...

Eu sou uma mulher sortuda, porque nunca assisti absolutamente nada sobre esta novela. Então, nao perdi o meu tempo.

BEIJOS ardentes! kkkkkkk

Barbie Californiana disse...

Ah! Sérgio, deve mesmo ter sido um grande fracasso, pois além de eu não ter assistido, nunca tinha ouvido falar... (risos) beijos e linda noite.

Nívea Marco disse...

Eu vi a primeira semana da novela pq achei que fosse boa. Mas não consegui mais. A direção era ruim, montagem péssima e não aguento a forma de atuar de alguns atores da Record. Alguns soam muito artificiais e se a gente não acredita que aquilo é real e percebe que estão te "enganando" perde a magia da novela. Assisti ao último capítulo só por ver mesmo. Não gostei da fala da Paloma Duarte ser antes da cena final e, no final do depoimento, ela explicou que na novela, alguém comprou uma casa para outro personagem. Parece preguiça de diretor em filmar a cena em que o personagem compra a tal casa. Enfim, não gostei.

Fabio Dias disse...

Começou toda equivocada, direção ruim e texto confuso,complexo e quando melhorou a Record abandonou a trama, deixando a em segundo plano na sua programação!

Aí só foi esperar terminar... com médias pífias de audiência! Tinha dias que a novela começava quase meia noite, impossível dar mais audiência.

Uma pena que Lauro não faça mais novelas!

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo"-F.P- disse...

Uma pena msm, o título da novela me atraiu no começo, mas ficou só na expectativa msm. Não supriu em nada mais. Bem que dizem que não se deve julgar um livro pela capa. Sei da competência do autor e só lamento o fracasso. Não lamento em nada a audiência da Record, pra deixar de ser incompetente e parar de ficar reaproveitando atores. Deviam procurar seu próprio time sem mirar nos Globais.
Criticas excelente e justas. ótimo blog. Voltarei sempre!
Até mais ler.

Sérgio Santos disse...

Elvira, obrigado pelo comentário. Lauro errou na novela e a postura da direção e da emissora apenas ajudaram a piorar o que já estava ruim. Foi uma conjunção de equívocos! Chiquinha Gonzaga foi fenomenal! Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, não se assuste, você não é a única!!!! rsrs Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, obrigado pelo comentário. A Record sempre repetiu seu elenco e cansa a imagem dos seus atores, porém, ultimamente, a Globo tem caminhado do mesmo jeito. Vários emendam uma novela na outra sem nem dar tempo de descansar a imagem.

A qualidade e superioridade das novelas globais é nítida e todos percebem isso. Concordo com você!

Porém, não acho a emissora um 'instrumento do mal', não. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Thallys, também acho patéticas essas declarações dos diretores da Record, sempre alfinetando a Globo. Parecem adolescentes birrentos e, pior, invejosos. As declarações do Lauro foi arrogante mesmo e ele acabou pagando pela língua.

Sim, a Record enfrenta uma crise grave e Rebel é outra que tá catastrófica. Nunca escrevi porque jamaias assisti a nada disso e nem quero ver. Ainda mais porque tem fãs desse seriado que sabem como encher a paciência de uma pessoa. Abração.

Sérgio Santos disse...

Eder, sou o brigado a concordar com você! Abraços!

Sérgio Santos disse...

Paulo, imaginei que você fosse escrever isso caso lesse o texto, mas discordo. Respeito você detestar as novelas da Globo, mas daí a chamar de fracasso são outros quinhentos. Avenida Brasil fracasso? Acredito que você não esteja acompanhando a repercussão assustadora que a trama vem fazendo desde a estreia e muito menos os números acima dos 40 em vários capítulos

Não podemos comparar números de antigamente com os de hoje. Agora a Globo estipulou meta de 25 pontos para 18h, 30 para 19h e 40 para 21h. Antigamente era 30, 40 e 50! E

Cheias de Charme foi um sucesso. Guerras dos Sexos está no seu segundo capítulo, já falar que é um fracasso me soa precipitado. Enfim, Máscaras foi o pior fracasso da Record só perdendo para Metamophosis, a novela que não teve fim. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Sissym, sorte mesmo! haha Beijos!!! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, imaginei, viu? rsrs Beijão!

Sérgio Santos disse...

Oi Nivea, interessante isso que você escreveu. Realmente Paloma citou um desfecho e pareceu que nem quiseram se dar ao trabalho de filmar. E, posso estar enganado, os risos dela me soaram como deboche pela 'burrice do público em não entender a novela' do que por felicidade de ter trabalhado lá. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Fabio, tem razão, o início foi uma sucessão de tragédias e depois a própria emissora jogou a toalha e abandonou a equipe sozinha no furacão. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi amigo, muito obrigado. Que bom que gostou do texto e do blog, seja bem-vindo! A Record precisa parar de olhar para a Globo porque o SBT já está voltando à vice-liderança e se a emissora dos bispos não se cuidar terá que se contentar com o 3º lugar. Abraços.