sexta-feira, 29 de abril de 2016

"Velho Chico" e o mundo das artes cênicas perdem muito com a morte de Umberto Magnani

Nesta quarta-feira (27/04), faleceu Umberto Magnani. O ator ---- que completou 75 anos justamente no dia que sofreu um AVE (Acidente Vascular Encefálico) hemorrágico (25 de abril) enquanto esperava as gravações de "Velho Chico" ---- é mais um grande nome que se vai, deixando o mundo das artes cênicas mais triste. Ele estava brilhando como o padre Romão na atual trama das nove e esteve presente nas duas fases do folhetim de Benedito Ruy Barbosa, escrito por Bruno Luperi e dirigido por Luiz Fernando Carvalho. Foi um dos poucos do elenco, inclusive, que continuou após a passagem de tempo ---- além dele somente Selma Egrei e Gésio Amadeu, coincidentemente seu grande amigo pessoal e que o acudiu na hora do mal súbito, permaneceram.


O intérprete (que ficou dois dias em coma) era um dos grandes destaques de "Velho Chico" e seu personagem transbordava emoção. Sempre tentando apaziguar os ânimos daquelas pessoas que protagonizavam vários embates, motivados pela rivalidade familiar e disputa por terras, o padre --- um costume nas obras de Benedito --- era uma espécie de 'coringa', pois estava presente em todos os núcleos. Ele fez ótimas cenas ao lado de Selma Egrei, Cyria Coentro, Rodrigo Santoro, entre tantos outros. Recentemente, emocionou ao lado de Domingos Montagner em uma sequência na igreja, onde Santo é acalmado pelo padre. Agora, após essa inesperada e triste morte, Carlos Vereza foi chamado para substituí-lo à altura.

"Velho Chico" perdeu um grande ator, mas não só a novela. O universo das artes cênicas ficou mais vazio sem uma figura dedicada ao ofício, que sempre esteve trabalhando, tanto no teatro, quanto no cinema ou na televisão. Também ficou marcado como produtor de espetáculos consagrados e sua última peça, onde atuou ao lado de Suely Franco, foi "Elza & Fred" em 2015.
Estreou na tevê em 1973, aos 32 anos, na primeira versão de "Mulheres de Areia", na pele do médico Zé Luis. Esteve depois em "Caso Verdade" (1982), "Razão de Viver" (1983), "Anarquistas Graças a Deus" (1984), "Joana" (1985), "Grande Sertão Veredas" (1985) e "Rosa dos Rumos" (1990).

Em 1991, o ator começou a sua parceria com o amigo Manoel Carlos, autor que viria a escalá-lo para praticamente todas as suas produções. Ele interpretou o Ataxerxes, pai da protagonista Helena, vivida por Maitê Proença. Era um dos perfis mais populares da trama. Antes de continuar trabalhando com Maneco, Umberto esteve no remake de sucesso de "Éramos Seis", no SBT, em 1994. Dois anos depois, voltou para a Globo e logo foi solicitada a sua presença no elenco de "História de Amor" (1996), onde interpretou o Mauro Moretti, pai do protagonista Carlos (José Mayer). No ano seguinte, em 1997, continuou firme ao lado de Maneco em "Por Amor", vivendo o Antenor.

E a parceria seguiu em "Laços de Família" (2000) ---- em reprise no Canal Viva, onde interpretou o doce Eládio, padrasto de Cintia (Helena Ranaldi) e marido da esnobe Olívia (saudosa Marly Bueno, outra figura conhecida nas obras de Manoel Carlos) ----, "Presença de Anita" (2001) ---- Dr. Eugênio ----, e "Mulheres Apaixonadas" (2002) ---- Argemiro, o pai da virginal Edwiges (Carolina Dieckmann) e marido de Ana (Regina Braga). Já em 2004 houve uma rápida 'interrupção' dessa 'ligação' com Maneco, pois o ator foi escalado para o remake de "Cabocla" e brilhou como o extrovertido Chico Bento. No ano seguinte, em 2005, ele ainda viveu um de seus melhores momentos na carreira em "Alma Gêmea", onde deu vida ao espiritualista Elias, fazendo um lindo par com Walderez de Barros.

Mas, após esse breve 'hiato', Umberto voltou a trabalhar com Maneco em "Páginas da Vida" em 2006, interpretando o caseiro Zé Ribeiro, repetindo a parceria com Walderez de Barros (Constância) e sendo pai de Telminha, o primeiro papel de Grazi Massafera em novelas. Esse folhetim, inclusive, foi seu último trabalho com o autor, pois ele depois migrou para o SBT, onde esteve em "Amigas e Rivais" (2007), vivendo o Pedro. Se transferiu para a Record em 2008 e lá participou de quatro produções: três novelas ("Chamas da Vida" - 2008, "Ribeirão do Tempo" - 2010, e "Balacobaco" - 2012) e duas séries ("Milagres de Jesus" - 2014 e "Conselho Tutelar" - 2015). "Velho Chico" marcou a sua volta à Globo, após dez anos.

Umberto Magnani foi um grande ator e cumpriu sua missão com louvor. Honrou a profissão e deixou sua marca na história da teledramaturgia. A atual novela das nove da Globo perderá muito sem ele, assim como o mundo das artes cênicas. Sua repentina morte é um choque e uma tristeza imensa. Todos estão de luto. Que siga em paz!

30 comentários:

Caio disse...

Perdemos todos. Triste demais.

Ernane disse...

Parabéns pela merecida homenagem!

Pâmela disse...

Grande companheiro do Maneco! Vai deixar saudades ��

Johnny disse...

Linda homenagem! Que ele descanse em paz...

Quércia disse...

Umberto era um grande ator e eterno parceiro de Manoel Carlos. Fiquei muito triste quando soube de sua morte, mas pelo menos ele morreu feliz e trabalhando no que amava. Que esteja melhor agora.

✿ chica disse...

Tão triste partida e fizeste linda homenagem. Aliás, senti falta da homenagem na novela... abraços,chica

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Sérgio,bom dia... todas as novelas estão repletas de coadjuvantes brilhantes e carismáticos, que caem nas graças do público e Umberto Magnani personificou muitos deles, conforme bem relatou...o universo das artes cênicas e -muitos de- nós estamos tristes porque ele nos deixou, justa e merecida homenagem póstuma...
Bom f.d.s,abraços!

Renato disse...

Uma triste e inesperada perda. Não gosto dessa novela e nem vejo, mas sempre admirei muito ele.

Sérgio Santos disse...

Triste mesmo, Caio.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Ernane. Ele merece.

Sérgio Santos disse...

Vai, Pâmela!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Johny. Que ele esteja bem.

Sérgio Santos disse...

Verdade, Quércia. Eterno parceiro do Maneco.

Sérgio Santos disse...

Tb senti, Chica.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Felis. Abçsss

Sérgio Santos disse...

Tb sempre fui fã, Renato!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Sem dúvida, mais uma perda importante para o mundo artístico bem como para todos nós, apreciadores do ótimo trabalho de Umberto Magnani.
Não sabia que ele teria substituto na novela. Com certeza, Carlos Vereza será um substituo à altura do talento de Umberto Magnani.
Lamentei profundamente a sua morte. Que ele descanse em paz!

Ótima semana.

Abraço.

Bia Hain disse...

Olá, Sérgio, como vai? Discorreu magistralmente sobre a carreiro desse ótimo ator... deixará saudades com certeza,! Abraços!

Bárbara Almeida disse...

Foi uma perda muito grande, sem dúvida. Sem contar que foi super triste por ter sido no aniversário dele. Ele era um ótimo ator, vai fazer falta na novela.

Beijos, Love is Colorful

Ed Taborda Assunção disse...

O mais triste foi tudo ter acontecido no aniversário dele. Vai fazer falta mesmo, lembro sempre dele nas novelas do Maneco.
Inclusive em Laços de Família que tá reprisando agora, pena que ele mal aparece.
Abraços

MARILENE disse...

Sérgio, sua postagem é uma bela homenagem a Umberto Magnani, grande ator. Lamentei sua morte, uma real perda para o mundo artístico. Que descanse em paz. Bjs.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Bela homenagem ao grande ator Umberto Magnani. Que a alma dele descanse em paz.

Rita Sperchi disse...

Serginho querido voltei......
E vejo essa noticia triste né.um grande
ator sempre gostei dele,mas que Deus conserve ele no
canteirinho florido la no céu
Bjussss
Rita

Sérgio Santos disse...

Foi mt triste, Vera. E o Vereza está substituindo à altura mesmo. Bjss

Sérgio Santos disse...

Tudo indo, Bia. E mt obrigado.

Sérgio Santos disse...

Já está fazendo, Bárbara! bj

Sérgio Santos disse...

Foi triste e irônico, Ed. O dia do nascimento foi o dia da morte. E ele em Laços de Família deu show msm. Tem sido mt bom revê-lo no Viva.

Sérgio Santos disse...

Amém, Marilene. E obrigado.

Sérgio Santos disse...

Que ele esteja bem agora, Elvira.

Sérgio Santos disse...

Bem vinda de volta, Rita. E uma notícia triste mesmo. bjs