quinta-feira, 14 de abril de 2016

Volta de Sofia insere clima de tensão e movimenta "Totalmente Demais"

A atual novela das sete é um dos maiores acertos da Globo na faixa dos últimos anos. A estreia de Rosane Svartman e Paulo Halm como novelistas ---- após duas temporadas de sucesso de "Malhação" ("Intensa" - 2012 e "Sonhos" - 2014, que não deixam de ser novelas adolescentes) ---- não poderia ter sido melhor. O delicioso folhetim é um verdadeiro fenômeno de audiência. E os autores estão provando que têm muitas cartas na manga para continuar prendendo o telespectador diante da tevê. A volta da Sofia (Priscila Steinman) é uma das provas disso.


A novela chegou a sofrer algumas injustas críticas a respeito da 'dependência' do concurso da Garota Totalmente Demais. Porém, o enredo da novela nunca foi refém da competição, com exceção da trajetória da mocinha Eliza (Marina Ruy Barbosa), que obviamente era toda voltada para o tema. O concurso era apenas um bom pano de fundo para todos os desdobramentos. A comprovação foi a nova virada da produção com o retorno da filha de Germano (Humberto Martins) e Lili (Vivianne Pasmanter).

A personagem, sempre citada na história e sendo a 'responsável' pelos grandes problemas emocionais da família, forjou sua própria morte, enganando a todos. A menina sempre teve uma vida dupla e passou a vida enganando os pais. Seu grande prazer era a adrenalina do perigo, que fazia questão de passar ao furtar lojas mesmo sem qualquer necessidade financeira.
Se autodenominava Nina quando se envolveu com Jacaré (Sérgio Malheiros), levando o garoto para o mundo da criminalidade. Já diante da família era uma menina educada, dedicada, solícita e doce, que se mostrava completamente apaixonada pelo noivo Rafael (Daniel Rocha). Em suma, uma garota 'ideal' diante dos olhos dos outros.

Ao sofrer um grave acidente ao lado do namorado (uma batida de carro), viu a oportunidade de se livrar de tudo e todos. Assim que observou o corpo desfigurado de uma mulher com o seu biotipo (prostituta que acompanhava o motorista do outro carro), a fria personagem, mesmo muito machucada, não pensou duas vezes e trocou de lugar com a morta. Colocou o cadáver junto do noivo desacordado e desapareceu no mundo. Viajou e foi pedindo empréstimo em nome de Sofia até o estelionato ser descoberto e a fonte secar. Sem dinheiro para continuar mantendo a boa vida, a canalha retornou para roubar a família se aliando novamente a Jacaré.

Teoricamente, Sofia não precisaria de nada disso, pois é rica. No entanto, a personagem é uma sociopata clássica e ainda resolveu se vingar de Eliza desde que descobriu que a mocinha é filha de Germano, não admitindo 'outra em seu lugar'. Ou seja, a novela ganhou uma grande vilã para movimentar ainda mais o enredo e a estratégia funcionou a contento. Aliás, a falsa morte em novelas é um verdadeiro clichê e a atual trama das sete abusa de todos eles. Mas sabe como utilizá-los de forma competente. Afinal, uma situação clássica folhetinesca é sempre bem-vinda, se bem trabalhada.

E a coragem em colocar um rosto novo para viver esse rico perfil merece elogios em meio a tantas repetições de elenco. Priscila Steinman fez apenas pequenas participações na televisão (no remake "Ciranda de Pedra" e em "Caminho das Índias") e tem mais de dez peças teatrais em seu currículo. É atriz formada, mas também é roteirista e colaborou na equipe de "Malhação Intensa", praticamente o mesmo time que está conduzindo a atual novela das sete. Agora, vive seu grande momento na tv e ganhou uma oportunidade de ouro dos autores. Está, inclusive, sabendo aproveitar muito bem a chance dada.

Sofia é uma mulher fria, cruel, sarcástica e com vários traços de psicopatia. A atriz está convencendo no papel e tem protagonizado cenas ótimas com Vivianne Pasmanter, Daniel Blanco, Juliana Paiva, Sérgio Malheiros, Daniel Rocha e Humberto Martins. Todos os momentos da personagem são carregados de tensão, o que inseriu um clima de suspense na trama. Priscila consegue transmitir periculosidade daquela pessoa e ainda inseriu um apropriado tom canastrão nos instantes que a filha de Lili dissimula ser bondosa e desmemoriada para a família.

"Totalmente Demais" segue repleta de bons acontecimentos e os autores Rosane Svartman e Paulo Halm estão a cada dia mais inspirados, evitando ao máximo que o folhetim caia no esgotamento. São sempre novas situações surgindo e o retorno da diabólica Sofia serviu para deixar a história ainda mais movimentada.

35 comentários:

Gabriella disse...

Perfeita crítica. Adorei a virada da novela e essa atriz é uma grata surpresa. Alguns falam que está péssima, mas não percebem que o tom canastrão é justamente na hora que a psicopata finge pra família. É justamente pra parecer fingimento.Vc foi preciso.

Giovany Gdss disse...

Maior acerto da novela!!

Anônimo disse...

Que bom que nesse texto vc detalha tudo bem detalhadinho fazendo jus ao nome do blog para aqueles que tão achando absurdo, incoerente e blábláblá.

William O. disse...

No início eu odiei. Achei tudo absurdo. Mas com as explicações dadas e depois de lembrar que ela já era uma sociopata antes do acidente, passei a gostar da virada.Tá bem feita mesmo.

Denise disse...

ÓTIMA CRÍTICA!

Joana Limaverde disse...

Concordo integralmente. Só acho que os autores se perderam nisso dos casais porque está insuportável Eliza com Arthur. Uma melação que dá ânsia.Demoraram demais pra fazê-la voltar pro Jonatas.Não precisa ser só no final da novela.Mas a vilania da Sofia está maravilhosa.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Gabriela.

Sérgio Santos disse...

Foi uma ótima virada, Giovany.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Anonimo.

Sérgio Santos disse...

Entendo, William. =)

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Denise.

Sérgio Santos disse...

Compreendo sua decepção, Joana, mas faz parte isso pro andamento da novela. Bjsss

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Sérgio,bom dia , ...não conhecia Priscila Steinman,nem lembrava dela nas suas -pequenas- participações anteriores na televisão...e você tem toda razão, a falsa morte está um verdadeiro clichê , Alexandre Nero que o diga... e psicopatas e sociopatas existem deveras e se escondendo entre nós e , fato verossímil, são, por vezes, pessoas bem sucedidas na sociedade, cruéis, insensíveis e encantadoras, caso da Sofia...Obrigado pelo carinho,belos dias,abraços!

Anônimo disse...

dei uma paradinha de totalmente demais, está bem chatinha. Estragaram a linda historia da Debora, ela ficou avulsa depois que assumiu repentinamente com Charles, só pra darem mais destaque pra Cassandra,haha essa sua obsessão pela atriz é tanto q até com o insosso do Rafael vc shippou só pra ela não ficar sem par romântico, e agora com Fabinho, arghh. Nao é a toa as analises do Thallys tem sido os melhores do twitter ele é mais coerente nos comentarios. E outra coisa, a Eliza que se cuide porque é capaz ate do presidente ir atras dela tamanha tamanha a obsessao dos personagens quererem acabar com ela.

Heitor disse...

A novela conseguiu ficar ainda melhor pós-concurso.Está tenso e empolgante.Não dá pra perder um só capítulo.Concordo com toda a crítica.

Tainá disse...

Não conhecia o trabalho da Priscila e adorei.Ótimo o seu parágrafo falando da formação dela e enfatizando o tom canastrão dado quando a Sofia banca a vítima. E quando ela encarna a psicopata dá medo.Estou adorando essa nova fase tensa da novela.Está imperdível e com a audiência lá no alto.

Anônimo disse...

A volta da Sofia fez toda diferença nessa reta final.E os haters da Juliana Paiva seguem vomitando bosta.Não se conformam com o sucesso da menina e da Cassandra. ACEITA QUE DÓI MENOS!

MARILENE disse...

Sérgio, não conhecia a atriz (ou não me lembro dela). Suas postagens são claras e abordam aspectos relevantes das novelas. Realmente, Sofia já era uma pessoa com problemas, pelo que se viu ao descobrirem não ter sido a santa que a família imaginava. Em sua volta, a atriz adota posturas e expressões que bem caracterizam um psicopata. Bjs.

Sérgio Santos disse...

A Priscila não é mt conhecida mesmo, Felis. Mas mostrou talento na novela e está mt bem. Boa lembrança do Nero que já viveu isso duas vezes... Eu que agradeço. abçs

Sérgio Santos disse...

Concordo, Heitor.

Sérgio Santos disse...

Shippei pq gostei deles juntos, anonimo. Mas ele ficou ainda mais babaca, então achei ótimo com o Fabinho. Até pq ela é um dos maiores acertos da novela e merece o sucesso que faz, mesmo pro desagrado dos que a odeiam. E a Eliza ainda vai sofrer mais. Até pq é a mocinha.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Tainá. E tb concordo com seu comentário.

Sérgio Santos disse...

Pois é, anonimo...

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Exato, Marilene. Ela já era problemática e tinha sérios desvios de caráter. Na verdade, é uma sociopata mesmo. E a volta dela movimentou mt a novela. bjs

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Priscila tem se mostrado uma ótima atriz. Não a conhecia. Gosto muito desta novela. Surpreendi-me com o retorno de Sofia. De fato, uma boa movimentação para a novela.
Como sempre, perfeito em suas análises.

Obrigada pela atenção com relação à minha saúde. Estou bem, embora mentalmente cansada e com alguns sintomas decorrentes de estresse. Pretendo dar uma pausa no blog para me cuidar. Afinal, já está na hora do meu check-up anual.

Grande abraço.

Anônimo disse...

A Sofia foi vital pra reta final da novela que ficou ainda mais empolgante.Concordo plenamente.

Sérgio Santos disse...

Vera, espero que fique bem. Bjs e melhoras!

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Obrigado, anonimo.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Também gostei da volta da Sofia e da atuação da Patrícia Steinman, atriz que eu desconhecia. Ela faz bem um papel de psicopata.

Sérgio Santos disse...

Faz mesmo, Elvira!

Sérgio Santos disse...

Ah, o nome dela é Priscila Steinman. bjsss

clary disse...

A princípio achei um pouco desnecessária essa volta da Sofia, e alguns capítulos foram editados de forma que mesmo Carol acabava não aparecendo :(

Mas a atriz está de parabéns, e os autores obviamente conseguiram transformar algo que poderia ter ficado forçado em ótimos textos.

Um dos grandes destaques na minha opinião foi a Cassandra sendo genial, e indiretamente ajudando a salvar a vida da Eliza com sua desconfiança.

O que não gostei foi que por causa da volta da Sofia a Lili sacrificou sua relação com Rafael, e por isso ele começou a ficar um chato [ótimo pra Leila q sempre foi chata]. Eu ate gosto de ver Lili com Germano, mas a relação dela com o Rafael não deveria ter acabado da forma como acabou...

Clary

Sérgio Santos disse...

Clary, obrigado pelo comentário. Bjsss