quinta-feira, 19 de março de 2015

Em busca de audiência a qualquer custo, Gugu volta à TV sem novidades e abusa do sensacionalismo

Após um longo período no SBT, Gugu Liberato foi para a Record em 2009, onde estreou o "Programa do Gugu", que ficou no ar até 2013, quando saiu da grade da emissora no dia 9 de junho, depois de um rompimento de contrato nada amigável. O apresentador, então, ficou quase dois anos curtindo férias, enquanto recebia propostas para voltar. Band e SBT estavam interessadas, porém, por mais estranho que possa parecer, ele resolveu retornar justamente na empresa que encerrou sua atração sem grandes explicações. E esta nova 'saga' iniciou-se no dia 25 de fevereiro.


O programa não é mais dominical e terá um regime de temporadas. Gugu agora surge na tela da Record toda terça, quarta e quinta. Mas esta é a única mudança da atração. O apresentador voltou usando as mesmas armas em busca de audiência: sensacionalismo, números musicais e quadros cansativos no palco. Logo na estreia, inclusive, foi exibida a primeira parte de uma entrevista exclusiva com Suzane Von Richthofen, a criminosa que mandou matar os próprios pais.

Gugu tratou a assassina com benevolência e a conversa não acrescentou nada de novo ao crime já esclarecido. A 'reportagem' foi mostrada em várias partes para sustentar a audiência e, obviamente, a estratégia de conseguir bons índices a qualquer custo surtiu efeito. O programa chegou a liderar no Ibope e ficou na vice-liderança isolada na média geral.
Mas a entrevista revelou apenas uma Suzane sonsa e o apresentador ainda fez questão de mostrar o romance da assassina com Sandrão, outra bandida da cadeia, tratando as duas como celebridades. Um festival de mal gosto.

Para culminar, houve um primário problema técnico, uma vez que o som do microfone da prisioneira não funcionou. Ou seja, quase toda a entrevista foi ao ar com um som abafado, oriundo do aparelho do apresentador. Segundo notícias, o responsável foi demitido no dia seguinte. Mas este era apenas o começo. Afinal, os problemas não cessaram e, mesmo com menos de um mês no ar, outros 'micos' já entraram para a galeria da atração.

Uma menina que estava no palco para reencontrar seu gato desaparecido, por exemplo, foi atacada pelo bichano ao vivo. Já Wanessa Camargo enfrentou um momento de puro constrangimento quando foi cantar e o 'playback' não entrou. A cantora precisou improvisar e no dia seguinte fez questão de reclamar em sua página no Facebook do erro grotesco da produção do programa.

Além destes 'micos' e dos quadros de gosto duvidoso (como um exame feito no palco para verificar o sexo de um galo), Gugu vem enfrentando problemas na audiência. Apesar da animadora estreia, chegando a liderar, como já mencionado, os índices decaíram bastante e o 'Programa do Ratinho', no SBT, já está conseguindo se manter na vice-liderança com mais facilidade, deixando o rival em terceiro lugar. Os bons resultados da nova atração, ao que tudo indica, eram frutos da curiosidade do telespectador.

Até porque ter um programa de auditório três vezes por semana é um risco e tanto. Impossível não deixar o formato desgastado desta maneira, afinal, não é sempre que haverá uma entrevista bombástica ou algo que prenda a atenção. Cair na mesmice é praticamente uma certeza. Se já é complicado sempre exibir algo novo ou interessante nas atrações semanais ----- vide "Eliana", "Domingão do Faustão", "Domingo legal" e "A Hora do Faro" -----, inserir novidades em um produto exibido três vezes por semana é uma missão difícil.

Gugu ficou quase dois anos de férias procurando descansar e se renovar, mas voltou ao ar sem apresentar nada de novo para o telespectador. Seu programa parece mergulhado na década de 90 e não é possível ver um único traço de reformulação ou novidade. Tudo cheira a mofo e a televisão não merece mais este tipo desgastado de formato. Resta saber se a Record continuará apostando no sensacionalismo ----- como novamente ocorreu nesta semana, com a entrevista Goleiro Bruno (assassino que ganhou até áudio da filha para 'emocioná-lo') ----- e nos quadros cansativos deste programa ou se substituirá o apresentador pela Xuxa, que assinou contrato recentemente.

73 comentários:

Anônimo disse...

Esse cara não fez falta NENHUMA!

Raíssa disse...

Qual a credibilidade do Gugu depois de ter forjado aquela entrevista com dois marginais do PCC? Nenhuma, né. Assino embaixo do texto.

Anônimo disse...

Nem pensei que vc teria paciência pra escrever sobre esse programa. E pior é que dão audiência pra isso!

Denner disse...

Gugu voltou sem ter deixado saudade. E voltou pior que antes. Esse programa é um retrocesso. Muito boa sua crítica.

Anônimo disse...

OK, OK, sua critica seria válida(e eu ate concordo) se você não fosse fã numero 1 de um tal programa baixíssimo nível chamado big brother. Ah, mas é na globo então pra você deve ser "cool" aquelas pessoas fazendo sexo, com direito a relato da moça sobre o sabor da p**** do rapaz que ela fez sexo oral. Entre outras coisas que nem vou citar. Se fosse o teste de fidelidade, ou casos de família, ou a banheira do gugu seria apelativo e tudo pela audiência, mas na globo é tudo "moderno", tudo "natural", enfim, é um estudo do comportamento humano. Ah, se tais entrevistas fossem no fantástico você certamente acharia um furo de reportagem ou coisa parecida. E quer saber, odeio o Gugu e essas entrevistas mas só de saber que incomodaram a globo no ibope e VOCE eu achei ótimo!

Tiago disse...

Concordo, Gugu é um lixo. E tava demorando pro talifã da Record que odeia a Globo surgisse pra defender o programa mais sensacionalista de todos os tempos. E ainda te chama de puxa saco da Globo.

William O. disse...

Nunca parei pra ver nem um minuto desse novo programa que pelo visto de novo não tem nada. Lendo seu texto vi que fiz bem. E esse anônimo que defendeu o programa e atacou o BBB é aquele que gosta de A Fazenda?

Anônimo disse...

Vocês não sabem ler? Eu disse que odeio o Gugu e nem assisti tais entrevistas, o que me deixa estupefato é o autor do blog e suas incoerências e parcialidade. Se ele acha baixaria uma coisa só porque é de determinado canal e enaltece algo tão baixo nível como bbb alguma coisa esta errada. Acho tão atrasado essa guerrinha de emissoras e seus fãs, passo longe disso, aliás nem TV assisto praticamente e quando o faço 99% do que vejo são canais fechados.

Anônimo disse...

O que tem a ver BBB com esse sensacionalismo do Gugu? Parece que tem gente que não raciocina.

Anônimo disse...

Só porque o assunto é o Gugu não pode lembrar das baixarias do bbb? O que tem a ver? TUDO. Ambos são programas baixo nível, ambos são programas sem conteúdo, ambos visam apenas ibope. E acho que esse questionamento "o que tem a ver bbb com gugu" parece desculpa de politico quando é colocado contra a parede. Vamos ser imparciais, gente! Se o Sergio se sente tão incomodado com o baixo nível do programa do Gugu(O QUE EU TAMBEM ACHO) como pode gostar tanto do programa mais baixo da TV brasileira? Só porque é da globo? Ele já escreveu sobre as baixarias dos programas do João Kleber, do Ratinho, do Gugu, ou seja, de TODAS as emissoras, menos da globo que tem imunidade "parlamentar" perante boa parte dos brasileiros. Incrivel como ainda tem gente que pensa que "se é na globo, é bom".

Anônimo disse...

Qual a diferença, por exemplo, daquele teste de fidelidade da redeTV pro big brother? Ah, já sei, o programa do João Kleber é baixo nível, é escroto, mas o big brother é um "estudo do comportamento humano", é quase um programa didático, é da globo...

Anônimo disse...

O Fantastico entrevistar o casal Nardoni foi um furo de reportagem, as novelas da globo mostrarem GRATUITAMENTE uma cena onde o filho mata o pai, outra onde a filha dá um tapa na cara da mãe, o que é? Ah, não pode criticar porque seremos "politicamente corretos", né? Tudo bem, novela é ficção, concordo, mas ate na ficção existe limite. Se tais cenas tivessem relevância na trama, como na novela "Mandala" onde o pai morto pelo filho desencadeava toda a trama tá tudo ok, mas nas ultimas novelas da globo as baixarias, traições, cenas de sexo e assassinatos estão gratuitas, sem necessidade, apenas pra atrair o tão almejado ibope que curiosamente a emissora vem perdendo.

Anônimo disse...

Ah, e antes que venham dizer que sou evangélico ou puritano, não sou. Tanto que achei uma bobagem as criticas ao beijo das atrizes nessa novela. O que eu critico são as cenas de violência gratuita, por que não colocaram o tal de Maurilio ou o mordomo lá pra matar o Comendador, tinha que ser o filho? Qual o proposito daquilo? Chocar? Pois conseguiram.

luiz claudio disse...

"Anonimo", discutir com esse povinho aqui do blog do Sérgio é perder tempo, o controle remoto da televisão deles deve ate estar emperrado nos botões que não sintonizam a Globo, estes em compensação devem ter aquela marca de suor em volta(rsrs).

Ed Taborda Assunção disse...

Sérgio, eu assisti esse programa do Gugu e detestei. Esses programas de auditório são muito sensacionalistas e transformam as pessoas em miseráveis. Odeio tipo de programa que explora a miséria humana. Essa entrevista com a assassina foi sem cabimento por que do jeito que eles a mostravam ela parecia uma coitadinha e não a sociopata que é. Essa é a diferença das reportagens da Record pra outras emissoras. Eu ri, ri muito da Wanessa no palco, mas coitada, a culpa não foi dela mas foi engraçado mesmo assim.
E pra mim, tanto Gugu, como João Kléber, BBB e Casos de Família são programas horríveis que nem deveriam existir mais. Aliás, o Casos de Família poderia existir se fosse com a Regina Volpato. E eu tava apostando que esse programa ia ser bom, mas é mais do mesmo. Espero que o programa da Xuxa seja bom por que se for igual esse...

Gabriella disse...

A que ponto chega o fanatismo de uma pessoa que defende esse sensacionalismo barato do Gugu só porque odeia a Globo? Concordo com todo o seu texto e é triste demais que um programa como esse ainda tenha espaço na televisão. E se até o Ratinho disse que esse formato é uma baixaria, imagine a que ponto chegamos!

Carlos disse...

Só acho que se o Sergio critica o programa do Gugu deveria criticar também um certo reality, só acho!

Anônimo disse...

Daniel Kastro escreveu uma boa crítica sobre esse sensacionalismo do Gugu. E a sua tambem ficou ótima, Sérgio.

Arthur Silva disse...

Eu já acho que as pessoas que criticam o BBB deveriam criticar A Fazenda.

Juliana Santos disse...

Eu não sei como tem gente que assiste esse programa. A entrevista do Suzane e do Bruno foram horríveis. Parecia um bate papo entre amigos. Se fosse na Globo ou o Roberto Cabrini, com certeza eles seriam entrevistados de outra forma. A record faz tudo pela audiência, é no programa do Geraldo, no programa do Faro.
Tá faltando criatividade na Tv aberta, a Globo é a única que procura inovar.
Espero que a Xuxa tenha sorte. Bjssss

Anônimo disse...

A Marilia Gabriela pode criticar o Gugu, a Sonia Abrão NÃO. Uma pessoa com bom gosto televisivo pode criticar o Gugu, uma pessoa que é fã numero um do programa mais escroto e baixo nível da TV brasileira(bbb) NÃO.

Karina disse...

Oi Sérgio
Não sei qual é o pior esse ou aquele do Geraldo Luis que eu esqueci o nome, baixaria total! A record só é boa com algumas novelas.

Zyon disse...

Sérgio, de acordo com algumas pessoas aqui vc não pode falar mal de nada da Record pq vc gosta de BBB. Olha a argumentação! Eu nem ia comentar esse post pq eu nem vejo Gugu mas me vi obrigado com isso tudo que li.

Anônimo disse...

Pobre telespectador, sempre perdendo Tempo ao deparar com Gugu entrevistando lixos da sociedade.

Anônimo disse...

Como a globo perder alguns pontos preciosos no ibope incomoda tanta gente. Eu não assisti o Gugu e nem gosto mas é bom demais ver a globo perder pra quem quer que seja. E o que tem a ver BBB com o Gugu? É O SUJO FALANDO DO MAL LAVADO.

MARILENE disse...

Sergio, não perderia tempo vendo um programa da natureza. Não gosto do Gugu e ele não passa credibilidade. Bjs.

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

De fato, o Gugu abusa do sensacionalismo, por isso não merece respeito ou credibilidade. É degradante ver os furos 'arranjados' que ele costuma se valer para segurar ou angariar audiência.
Um absurdo tratar bandidas como celebridades. Só mesmo o Gugu.
Não sabia desses 'foras' noticiados em sua postagem. Sem dúvida, este é o espaço mais bem informado acerca do mundo televisivo.

Abração.

Sérgio Santos disse...

Tb acho, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Raíssa.

Sérgio Santos disse...

Nem ia escrever, anônimo, mas depois da Suzane veio o Bruno...Então fui quase obrigado...

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Denner.

Sérgio Santos disse...

Sempre o msm discurso, anônimo, "Odeio a Record mas acho ótimo tudo o que ela faz pq o da Globo é sempre pior". E sério que vc vai me desqualificar pq eu gosto de BBB? Oi? O que tem o dito cujo a ver com as calças? E se o Fantástico fizesse esse tipo de entrevista seria igualmente sensacionalista. Aliás, o Domingo Espetacular fez algo parecido com o Guilherme de Pádua, ou seja, não é a primeira vez que apelam pra isso. E partindo desse principio, posso te desqualificar por gostar de A Fazenda.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Tiago.

Sérgio Santos disse...

Deve ser ele mesmo, William.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, não sei se vc sabe, mas baixaria e sensacionalismo são coisas distintas. Aliás, as duas coisas são deploráveis.

Sérgio Santos disse...

Parece mesmo, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, eu adoro BBB da mesma forma que adorava a Casa dos Artistas, que, veja só, era do SBT!!! Ó, eu gosto de reality show, que criminoso eu sou. Não posso criticar nada sensacionalista então. Ok.

Sérgio Santos disse...

Anonimo, na época foi um furo de reportagem pq eles não tinham dado declaração alguma e o crime havia sido cometido há pouquíssimo tempo. No caso de agora o que Suzane e Bruno tinham a falar? Nada. E ainda foram tratados como celebridades e não como criminosos. Aliás, por isso que aceitaram falar, obviamente. Teve até ÁUDIO da filha do Bruno pra ele se emocionar. Ora, por favor. Mas se vc não vê diferença, sem problemas. Cada um é cada um.

Sérgio Santos disse...

Foi péssimo mesmo, Ed. E que saudades do Casos de Família com a Regina. O programa era excelente. Mas depois virou um festival de baixaria e, pior, com casos armados. Destruíram a atração. Respeito quem odeia reality até pq é um tipo de programa que só fã msm gosta.

Sérgio Santos disse...

Até o Ratinho mesmo disse, Gabriella, eu vi a entrevista dele. rs

Sérgio Santos disse...

Vc pode achar à vontade, Carlos. Mas eu acho o BBB um ótimo programa assim como achava a Casa dos Artistas.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anônimo.

Sérgio Santos disse...

É engraçado isso, Arthur. Aliás, é só eu falar mal de algo da Record que brota hater da Globo. Parece aquele militante do Tá no Ar.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Juliana, e tem gente que não entendeu. A questão nem foi a entrevista em si e sim a forma como foi abordada, tratando eles como vítimas e ainda dividindo as mesmas em vários dias, como se fosse novela. O Gugu até levou um "teste" no palco prometendo que mudaria o caso Bruno. Só sei que era uma estupidez e não mudou nada. Trouxa de quem ficou vendo.

Sérgio Santos disse...

Desculpe, anônimo, mas eu posso criticar o que eu bem quiser. Cabe a vc concordar ou não. Aliás, se odeia o blog e despreza meu gosto, não sei pq vem aqui. Deve ser masoquista.

Sérgio Santos disse...

Geraldo tb abusa, Karina. bjs

Sérgio Santos disse...

Pois é, Zyon, veja o nível de argumentação.

Sérgio Santos disse...

Mas a audiência decaiu bem, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Verdade, anônimo, a culpa é pq a Globo perdeu ibope. Tudo culpa da Globo, essa golpista. O povo não é bobo....

Sérgio Santos disse...

Marilene, bom te ver de volta. bjs

Sérgio Santos disse...

Vera, obrigado pelo carinho. Bjão!

Sérgio Santos disse...

Desculpe, Luiz, mas meus leitores não são "povinho". Respeito é bom e todo mundo gosta.

Anônimo disse...

Não dá pra comparar a casa dos artistas(um reality bem legal) com aquela bagaceira de bbb. Ninguem transava na casa dos artistas, não tinha provas de mau gosto, etc. Big Brother pode ser comparado ao teste de fidelidade. E só você não desconfiou ate hoje que no bbb é tudo uma grande armação, alias você é tão conhecido lá no projac já devia saber.

Anônimo disse...

E só pra arrematar nossa "conversa": o que você acha mais chocante e apelativo? Uma simples entrevista com um presidiário ou uma cena de novela onde o filho mata o próprio pai, cena essa totalmente desnecessária e que em nada acrescenta a trama, cena feita apenas pra chocar, pra dar ibope. O próprio autor que estranhamente detesta antecipar o final de suas novelas anunciou aos quatro cantos que teria essa cena, somente pra criar uma expectativa de "será que a globo vai ter coragem de mostrar isso"? Ate a Sonia Abrão(imagine quem) ficou indignada com a cena, nas redes sociais todo mundo indignado. E na novela seguinte vemos outra cena chocante e desnecessária, a filha dá um tapa na cara da mãe. Essas cenas interferem no desenrolar das tramas ou são apenas apelativas? Pense...

Anônimo disse...

"Ninguém transava na Casa dos Artistas" HAHAHAHA Esse aí nem viu Supla com Barbara Paz!!!!!!!!! E quem se ofende com transa em reality deve ser virgem...

Anônimo disse...

Eles não transaram mesmo, e quem se ofende com uma simples entrevista com presidiário deve ser... deixa pra lá.

Anônimo disse...

Eu deixaria meu filho assistir as entrevistas do Bruno e da Suzane, nada demais. Mas as cenas de filhos matando e estapeando os pais GRATUITAS das novelas da globo ultimamente eu não deixo, aquilo é chocante ate pra adultos.

Denner disse...

Crianças não tem que ver msm novelas violentas pq NÃO É PRODUTO PRA CRIANÇA! Quem deixa é pq tem preguiça de educar. É a mesma coisa que levar o filho pra ver um filme com classificação de 16 anos. E quem deixaria o filho ver a entrevista com dois marginais tratados como vítimas inocentes não poderá reclamar se o filho achar normal cortar a cabeça da ex e depois chorar na tv.

Clau disse...

Oi Sérgio, tudo bem?!
Eu acho que a Record vai sim
continuar apostando no sensacionalismo,
afinal é esse tipo de babaquice que da audiência.
E o programa da Xuxa hein?
Será que veremos mesmices ou novidades!?
Bjs \o/

Anônimo disse...

O IBOPE BAIXO DA EX-PODEROSA INCOMODA MUITA GENTE, AS OUTRAS EMISSORAS CRESCENDO NO IBOPE INCOMODAM MUITO MAIS, KKKK.
(hoje a tarde a globo estava em terceiro, é o fim do monopólio dessa emissora no país finalmente).

Anônimo disse...

Acabei de ver essa entrevista que tanto incomodaram e não vi nada demais, não houve sensacionalismo nem mostraram imagens. Quem quer ver cenas fortes e GRATUITAS de filhos matando pais tem que assistir as novelas da globo.

Anônimo disse...

E esses petistas que odeiam a Globo ficam falando que vai acabar o monopólio? hahaha Que monopólio? Alguém assiste com uma arma apontada pra cabeça?

Anônimo disse...

Ué, mas a Globo já entrevistou o Guilherme de Pádua uma vez nos anos 90, não sou nenhum fá da Record mas a Globo não é tão perfeitinha assim não

Sérgio Santos disse...

Ninguém transava na Casa dos Artistas, anonimo? Vc não deve ter visto Supla com Barbara Paz, Vitor Belford com a Joana Prado, enfim... E não tinha prova de mau gosto? rsrs Isso é memória seletiva, viu. Tinha sim e o reality era ótimo.

Sérgio Santos disse...

Anonimo, eu achei aquele final envolvendo o filho do comendador ridículo. Mas não p foi chocante, pq foi porcamente construído. E as entrevistas com os assassinos não foram chocantes, foram deploráveis, o que não são sinonimos.

Sérgio Santos disse...

Pois é, anonimo, ele se esqueceu disso...

Sérgio Santos disse...

Ainda bem que vc não deixaria seu filho ver o filho matando o pai, anonimo, pq novela de horário nobre não é pra criança. Criança tem que ver desenho, Chaves e Power Ranger. Novela das nove é pra ADULTO. Vc deixaria seu filho ver as entrevistas? Então seria melhor vc explicar que eles estavam na cadeia pq mereciam, já que pela entrevista eles pareciam vítimas puras.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Denner. É cada uma, viu!

Sérgio Santos disse...

Eu tb acho, Clau. E sobre a Xuxa, não tenho ideia, mas não deve ser nada de mt diferente do que ela já fazia na Globo...

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Não houve sensacionalismo???? Dividir cada entrevista em várias partes como se fosse novela e ainda fazer suspense no palco não é sensacionalismo pra vc? Olha....

Sérgio Santos disse...

É o msm assunto, anonimo, monopólio, golpismo, mimimizzzzzzzzzz

Sérgio Santos disse...

Anonimo, ela entrevistou na época do crime, qd tinha relevância jornalística. Entrevistar 20 anos depois só pra colocá-lo como coitado?