terça-feira, 17 de março de 2015

Com bom ritmo, "Babilônia" faz ótima estreia e aposta no duelo de vilãs para prender o público

Aguinaldo Silva saiu de cena e cedeu lugar para três colegas. Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga são os autores de "Babilônia", nova novela das nove, que estreou nesta segunda (16/03) com missão de aumentar os índices de "Império", que podem ser considerados satisfatórios depois do fracasso de "Em Família" (aumentou a média em 3 pontos). Dirigida por Dennis Carvalho, a trama apresentou um atrativo e movimentado primeiro capítulo, despertando interesse pelo enredo que aborda os diferentes tipos de ambição.


A história tem três mulheres como protagonistas. Glória Pires vive a poderosa e devoradora de homens Beatriz e Adriana Esteves interpreta a recalcada e infeliz Inês. As duas eram amigas de infância, mas a relação acaba com o tempo e as duas viram inimigas mortais quando se reencontram depois de anos. Já Camila Pitanga é Regina, o vértice deste triângulo feminino ----- afinal, o assassinato do pai dela é o ponto que entrelaça o trio. Ao contrário das outras duas, que transbordam ganância e veneno, a mulher batalha para sustentar a família e não passa por cima de ninguém para atingir seus objetivos. Ou seja, há uma mocinha e duas vilãs no núcleo central.

Através destas três mulheres, a ambição será mostrada das mais diversas formas e, de uma certa maneira, servirá de pano de fundo para basicamente todos os conflitos da nova novela. O primeiro capítulo priorizou o nascimento da rivalidade entre Beatriz e Inês, com a história começando a ser contada no ano de 2005.
A personagem interpretada por Adriana Esteves apareceu logo no início reclamando da situação financeira do marido, que 'só' conseguiu um apartamento com vista para a favela. Ela, uma advogada sem sucesso profissional, descobre que sua amiga de infância está bem de vida e inicia um plano para proporcionar um reencontro. Enquanto esta agia, o telespectador pôde acompanhar a frieza da vilã vivida por Glória Pires. Em menos de 20 minutos, foi exposto a sua tara por homens mais jovens e sua ganância.

Beatriz conseguiu dar um golpe do baú no poderoso empreiteiro Evandro (Cássio Gabus Mendes repetindo com Glória a bem-sucedida parceria de "Vale Tudo") e belas imagens de Paris foram exibidas enquanto a víbora seduzia sua vítima. Foi mostrado, inclusive, a entrada do ano de 2006. Já o primeiro embate entre as vilãs aconteceu em uma badalada festa da construtora de Evandro no morro da Urca, no Rio de Janeiro. Inês se apresenta e tenta ser simpática relembrando os velhos tempos, mas a "amiga" a trata com desprezo e a humilha. Porém, a mesma logo comete um deslize ao ficar com seu amante ----- o motorista Cristóvão (Val Perré) ----- na festa, sendo filmada justamente por Inês, que arma a vingança e a chantageia.

A estreia foi tão agitada que a reviravolta ocorreu no mesmo dia. Beatriz matou o motorista (em uma sequência primorosa protagonizada por Glória Pires) e armou para incriminar a 'amiga'. Provocou Inês, que pegou na arma do crime, deixando suas digitais. A sequência, inclusive, foi a mais forte do primeiro capítulo e as atrizes brilharam absolutas ----- destaque para o forte diálogo das rivais: "Cala a boca, você era só uma piranha." "Então vai! Mata a piranha, mata a piranha que você sempre quis ser!". E o jogo virou a partir daquele instante, deixando claro, logo na primeira briga, que as duas víboras carregarão a novela nas costas, como era de se supor.

Mas o capítulo também presenteou o público com uma cena delicada protagonizada pelas magníficas Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, que vivem um casal na história. A cumplicidade entre Estela (mãe de Beatriz) e Teresa ficou evidente ---- assim como os segredos que ambas escondem ----, e as duas deram um lindo beijo logo na primeira sequência juntas, ao som de 'Eu Te Desejo Amor', de Maria Bethânia. Assim, o tabu em torno deste assunto se quebrou imediatamente, sem qualquer tipo de alarde. Também foi mostrada a ingenuidade de Regina, que caiu na lábia de um malandro (Gabriel Braga Nunes). A moradora do morro da Babilônia, aliás, perde a doçura depois que engravida do cafajeste e ainda descobre que ele é casado. Para culminar, seu pai acaba assassinado por Beatriz e a mocinha se vê sozinha para cuidar da família. Após os traumas, ela fica agressiva e barraqueira, lembrando, inclusive, a Morena (Nanda Costa), de "Salve Jorge", que também era geniosa e morava em uma favela.

Por tudo o que foi apresentado na estreia, os autores estão com uma grande história em mãos. O trio começou inspirado e conseguiu rechear o primeiro capítulo de conflitos atraentes. O elenco foi muito bem escalado e Glória Pires tem tudo para fazer de Beatriz uma de suas melhores personagens na carreira. Vê-la na pele de uma vilã tão fria e debochada é um privilégio. Já Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg dispensam comentários, uma vez que são duas profissionais de alto nível, engrandecendo toda produção que conta com a presença desta respeitável dupla. Cássio Gabus Mendes, Adriana Esteves (que conseguiu imprimir um tom mesquinho e invejoso em sua Inês, apesar de alguns poucos resquícios de Carminha), Camila Pitanga, Rosi Campos, Val Perré e Tuca Andrada são outros que merecem elogios neste início.

"Babilônia" apresentou um animador primeiro capítulo e a ótima direção de Dennis Carvalho está em plena sintonia com a história de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga. A trama, ao menos na estreia, cumpriu o que prometeu nas instigantes chamadas e resta torcer para que o enredo não se perca no caminho, pois tem bom potencial para prender o público, principalmente através do duelo das vilãs. A sorte foi lançada.

76 comentários:

Henrique disse...

Achei a estreia OK. Só. Glória e Adriana vão mesmo levar a novela nas costas mas o resto não me despertou interesse. E achei a mocinha chataaaaaaaaaaaaaaa.

Anônimo disse...

Estreou com 31 pontos. FRACASSO!

Fernanda disse...

Sérgio, gostei da crítica e concordo com ela. Mas assim como já imaginava nas chamadas, o duelo das vilãs é que será o ponto alto. Será tipo o José Alfredo com a Maria Marta da vez. Os núcleos paralelos não me agradam. Já senti sono com a trama da Regina com aquele malandro e a esposa do Zorra Total. Medo dos outros que virão. A estreia foi boa pq praticamente só tivemos Inês X Beatriz. Portanto priorizaram o que a novela tem de melhor. Vamos ver se sustenta ao longo dos capítulos.

Sabrina disse...

Sérgio, tb gostei mais isso não quer dizer nada. Lembra da estreia de Império? Foi maravilhosa, aliás, a primeira fase toda foi perfeita. Depois começou aquilo tudo que sabemos no que deu... Então vou esperar muito ainda pra observar essa novela. Por enquanto, Glória e Adriana salvam. O resto é resto, com todo respeito a Fernanda e Nathalia.

Anônimo disse...

Apostou no duelo mesmo porque se não fosse por isso sobrava o que? Nada, seja sincero!

Anônimo disse...

VOCÊ NÃO ACHOU A ADRIANA INCORPORADA NA CARMINHA??? VC ESTÁ LOUCO!

Andressa Mattos M. disse...

Sérgio, olha eu aqui. Bem, vamos lá. Achei o primeiro capítulo bom, nada de fantástico, apenas bom. Mas melhor que o primeiro capítulo de Insensato Coração foi. Só não achei melhor que o de Império e olha que eu detestei essa novela. Mas aquela primeira fase tava bem boa. Mas sobre o que foi mostrado, achei a mocinha um saco que nem todas as do Gilberto, e as vilãs ótimas, que nem todas do Gilberto também. Beatriz será o grande momento da Glória que merece todos os prêmios. Já Adriana tá mt Carminha ainda, mas concordo com vc que ela conseguiu imprimir um tom mesquinho e invejoso na Inês, diferente da vilã histérica daquela novela. Achei a cena do beijo gay muito bonita e esse casal já acabou com aquele de Império com o Zé Mayer. No mais, vamos esperar o resto dos núcleos e como isso tudo se encaminhará. Beijos.

Anônimo disse...

Discordo, achei a estreia fraca e sem emoção. Mas já virou moda elogiar primeiro capítulo de novela. Depois que a verdade aparece.

Rafaella disse...

Glória Pires é a dona dessa novela. Não vai ter pra mais ninguém. Ela foi a dona de Insensato Coração (Ô NOVELA RUIM) e será dona dessa. Beatriz é uma vilã apaixonante e estou encantada. Já as outras tramas não me atraíram por enquanto. Vou esperar mais um pouco.

Quércia N. disse...

Gostei da estreia mas detestei a abertura. Que coisa de mal gosto. E tb não gostei do drama da mocinha não. Só curti as vilãs se degladiando mesmo.

Anônimo disse...

Babilônia foi mais uma novela que deu prioridade total ao núcleo central da novela em seu primeiro capítulo o que ajuda a ter um bom capítuloaliás cada vez os primeiros capítulos tão mais movimentados, acontecendo várias coisas, foi assim com império tbm,agora resta saber se o nível vai se manter e os outros núcleos vão emplacar, tomara!

helio an disse...

Oi Sérgio vi só algumas partes desse primeiro capítulo e achei incrível o olhar que Adriana passava enquanto sua personagem olhava para Beatriz voce conseguia vê que ela não tem ódio e sim inveja e uma admiração pelo oq ela nunca foi e achei ela genial e claro gloria que esta formidável ate onde eu vi
PS: acho que os resquícios de Carminha saíram com o tempo mas VC já percebe que ali já e outra não só pelo olhar mas pelo jeito Carminha era por cima da carne seca se achava superior tinha alto estima já Inês se acha um lixo anda encurvada fala mas manso achei isso incrível

✿ chica disse...

Gostei da estréia! Promete!! Vamos ver! abraços, chica

Pamela Sensato disse...

Bom como não assisto mais a Globo perdi a estréia ontem mas tem muito tempo que as novelas da Globo estão deixando a desejar.......colocaram a Adriana Esteves novamente para fazer maldades para ver se alavanca a audiência.....e lá vem as traições, mortes e tudo mais!

Beijos;)
* Blog da Pâm

paulo disse...

Eu só assisto o primeiro e ultimo capítulos das novelas atualmente pois não me despertam interesse. A Adriana Esteves esta como sempre "esteves" (rsrs): exagerada, com voz de falsete, gritando. Péssima atriz. A Gloria Pires eu achava maravilhosa quando era mais jovem(sem preconceito) fazendo vilãs, agora a acho meio sei lá... Aquele casal lésbico da terceira idade achei que já tá parecendo que a Globo quer chocar, claro, sabemos que é normal mas o publico em geral não gosta de ver nem os mais jovens que dirá os atores idosos interpretando gays. Também acho a Camila Pitanga e o Gabriel chatinhos e sem sal, sempre achei. A IMAGEM EXCESSIVAMENTE ESCURA, CHEIA DE FILTRO CANSA, NÃO DÁ A SENSAÇÃO DE ESTARMOS ASSISTINDO NOVELA MAS SIM UM FILME, UM SERIADO. Mas acho que isso é irreversível dentro dessa "nova" rede Globo. A abertura como todas as atuais é sem graça, feia, longe do conceito das feitas pelo Hans Donner antigamente. Musicas em novelas hoje em dia ou recorrem as trilhas dos anos 70, 80 ou se rendem as bagaceiras de agora e sendo uma novela do Gilberto Braga teremos muito flashback. Outra coisa que me incomoda muito é que vilão nas novelas agora tem que matar, falar frases engraçadinhas, etc. Dá pena ver a Gloria Pires que tem Maria de Fatima e Raquel no currículo ter que fazer esse tipo de papel tão óbvio. No geral achei tudo meio chato, sem sal, sem açúcar. Que bobagem aquela chantagem da outra com um vídeo, depois a outra mata pra incriminá-la, e ainda diz que a própria mãe(?) é testemunha, eu hein... Vou continuar acompanhando O Dono do Mundo no viva pra lembrar dos bons tempos do Gilberto Braga e das novelas da Globo.
Ah, o mais engraçado é que muitos anos depois uma novela do GB é novamente ameaçada por Carrossel, kkkkk, o ibope foi um fiasco. Mas Babilonia parece ser bem ruinzinha mesmo, com ou sem ameaças!

Juliana Santos disse...

Achei o começo da novela meio chata, não fiquei empolgada. Só gostei dos embates de Glória Pires e Adriana Esteves. Não gostei da abertura, também achei que a música não tem nada haver.
Mas ainda é cedo pra dizer se vai ser boa ou não, temos que esperar e torcer pra "Babilônia" ser um sucesso. Bjssss

Gustavo Nogueira disse...

Achei a estreia boa Sérgio, mas nada de espetacular, assim como a Andressa disse o primeiro capítulo de Império foi muito melhor apesar da novela ter deixado a desejar.Não simpatizei(ao menos por enquanto) pela mocinha da Camila Pitanga e as cenas dela foram chatas demais, apesar do bom desempenho dela.Gostei dos embates entre a Glória Pires e Adriana Esteves(que ainda lembra muito a Carminha), elas tiveram ótimos desempenhos e foram o ponto alto do primeiro capítulo.Fernanda Montenegro e Natália Timberg estiveram ótimas, mas o núcleo delas não me empolgou muito por enquanto.Não gostei da abertura e nem da música.

Melina disse...

Sérgio, compartilho da opinião de alguns colegas, achei a estreia ok. Nada além disso. Achei bonita a cena da Fernanda e da Nathalia e adorei o embate das vilãs. Mas achei aquela mocinha um porre e o personagem do Gabriel Braga Nunes irritante. A abertura é horrível e a música em nada combinou mas não esperava nada diferente porque aquela abertura de Insensato Coração era horrível também e dessa vez repetiram até as cores vermelha e preto do título. Acho que Glória será a rainha da trama e pros outros se destacarem precisará de muita mudança. Aguardando a entrada da Sophie sendo filha da Adriana porque o duelo de mãe e filha promete. Mas achei a novela nada demais. Um beijo.

Ed Taborda Assunção disse...

Como eu imaginei, já detesto essa Regina e ela vai ser apagada igual a Cristina da Leandra Leal. Juntar Camila Pitanga com Gabriel Braga Nunes? Zzzzz imagina se esse fosse o par romântico da novela o desastre que não ia ser. E não é que essa novela me surpreendeu? Eu não dava nada por ela, mas o primeiro capítulo me prendeu e já tô com vontade de ver o próximo. Não vi a cena do beijo lésbico mas acho que foi bom colocarem logo no início pra não ficar naquele lenga lenga de "vai ter beijo?" Espero apenas que a Teresa não fique a novela toda vomitando discursos em prol dos LGBT aos 4 cantos da novela por que ninguém merece personagem assim. A Adriana Esteves ainda tá muito Carminha, principalmente quando a personagem grita. Mas o olhar tá bem diferente, a Inês parece mais demoníaca que a vilã anterior. Aliás, essa novela vai ser da Beatriz hein, parece que o Gilberto não quer cometer o mesmo erro de IC de deixar ela metade da novela avulsa. Eu gostei da música de abertura apesar de achar que não combina. E mostrar a imagem das atrizes ficou parecendo até abertura de novela mexicana... O logotipo é idêntico ao de Insensato Coração, fundo preto e letras vermelhas. No mais, gostei do capítulo. Ainda é cedo pra saber se vai ser boa mesmo, já que Império teve um primeiro capítulo excelente e virou aquela patacoada. Mas acredito no Gilberto. As novelas dele sempre estiveram entre minhas favoritas. E elas também não sofrem barriga. A audiência da estreia foi pífia mas acho que com o tempo melhora. E tomara que melhore, por que as novelas da Globo tão precisando voltar pra média. 3 anos de fiascos já... E quando uma faz sucesso é só um sucesso suficiente pra levantar o Ibope e não um sucesso de ultrapassar a meta.

Anônimo disse...

o logo dessa novela parece de filme de terror. A escuridão das cenas e a quase ausência de sonoplastia foi muito estranho. E cá pra nós, esse Sergio Santos se empolga com tudo que é novela(da globo) que estreia, vergonha alheia. Vai ser puxa saco assim de uma emissora lá no projac. E os comentários dele minuto a minuto no twitter? Pô, vai viver cara!

Anônimo disse...

O duelo entre Beatriz e Carminha parece ser bem interessante, mas ainda é muito cedo para fazer previsões, vamos aguardar os próximos capítulos.

Denner disse...

Achei a estreia boa e concordo com a crítica. Aliás, vc fez uma ótima comparação da Regina com a Morena. É A MESMA COISA. A Morena também engravidou de um canalha e depois se apaixonou pelo mocinho. Era marrenta e barraqueira e morava na favela. A diferença é que essa não será traficada pra Turquia. Eu bem que tive a sensação de ter visto essa mocinha em outro lugar mas não lembrei de Salve Jorge. Lendo o que vc escreveu tudo veio na mente. Portanto, tá evidente que será tão chata quanto a outra. E Gilberto copiando Glória Perez? A que ponto chegamos.

Anônimo disse...

Achei Incrível as mulheres dominaram o capítulo de Estreia, mas sem sombra de dúvidas Glória Pires e Adriana Esteves foram as donas absolutas do primeiro capítulo.

Kauê disse...

O capítulo de estreia foi bom. Nada de extraordinário mas foi um belo convite para os capítulos posteriores. Se a trama tiver fôlego pra manter o ritmo assim até o final tem tudo pra ser uma ótima novela. Meu medo são os núcleos paralelos que até então não despertaram interesse mas ainda é cedo pra qualquer afirmação. Os embates entre Beatriz e Inês foram o ponto alto e como eu imaginava Regina ficou em segundo plano, mas achei bem interessante a forma de como as três foram entrelaçadas no enredo. Glória Pires foi sensacional do início ao fim. Não consegui ver mt de Carminha em Adriana Esteves não, que tb esta maravilhosa e apesar do bom desempenho da Camila Pitanga achei um pouco chata sua Regina, sobre o personagem do Gabriel Braga Nunes já tenho preguiça, a atuação não muda, o personagem não muda, assim não dá, rs. Prefiro não criar mt expectativa pra não me decepcionar depois mas sigo acompanhando, pode ser que eu me surpreenda! Abrçss

Anônimo disse...

A "Carminha" já no primeiro capitulo fez o que a Nina demorou cem capítulos pra fazer naquela novela boba. Mas achei tud muito absurdo aqui também: a personagem da Gloria consegue entrar na UTI do hospital sem ser nem conhecida da família. Depois consegue convencer o marido da falecida a viajar com ele pra Paris(ali do lado, rsrs) pra jogar as cinzas. E o bobo acredita. Mata o homem que tinha um caso só pra jogar a culpa na outra, não era mais logico matar a personagem da Adriana? É novela, eu sei, mas um pouco de logica não faz mal a ninguém. Não sei mas as novelas da globo estão estranhas, o ibope não foi bem.

Matheus Nogueira disse...

Sérgio,o pouco dessa novela q vi,fru pra ver q Adriana Esteves e Glória Pires serão o ponto alto dessa novela.agora,a Record vai ter travalho com ´´Dez Mandamentos´pq,´´Chiquititas ´´deu 11 pontos e a reprise de´´ Carrossel´´ deu 12.agora eu te pergunto:Será q ´´Dez Mandamentos´´chegará a 10 pontos e seja vice na audiência?será q a criançada trocará novelas voltadas para ela por uma novela bíblica?acho difícil.e vc,Sérgio?

Karina disse...

Oi Sérgio
Amei o primeiro capítulo. Sensacional o embate entre Inês e Beatriz, Glória e Adriana já "engoliram" a novela e vai ser dificil alguém superar. No mais também já estou shippando Estela e Teresa em nivel máximo e esperando a "hora" do Cássio brilhar nessa novela, ele já fez um ótimo primeiro capitulo ao lado da Gloria. Quanto a Regina não quero "julgar" na primeira semana mas não to com boas expectativas apesar do imenso talento da Camila.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Gostei do capítulo de estreia de Babilônia: texto, direção, produção, elenco, especialmente do confronto entre Glória Pires e Adriana Esteves, e da presença de Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg. Só achei pouco criativa a abertura. Se continuar no mesmo ritmo, Babilônia tem tudo para ser um sucesso.

Anônimo disse...

O Walcyr Carrasco elogiou a estreia mas o Aguinaldo deve ter se doído. Mas como não sou nem um e nem outro digo que achei a estreia ruim.

Ana Carolina disse...

Demorei mas vim. Gostei da estreia mas já não gostei da mocinha pedante e barraqueira. Também detestei aquele perfil cômico do Braga Nunes e muito menos aquela trama do canalha que engravida a coitadinha. Mas o embate das vilãs é bom e gera interesse. Também curti no segundo capítulo a Sophie Charlotte com a Adriana. O conflito delas também promete. Impressão minha ou a menina que fez a Alice criança era a mesma que fez a Mayara em Sangue Bom? Mas como ainda tem muito núcleo pra entrar, sejamos cautelosos, vide Império. Já o casal lésbico eu achei bonito mas não vi uma trama ali.

Anônimo disse...

Lamento pela minha querida Camila Pitanga, uma atriz que tanto admiro. Preferia vê-la com uma coadjuvante a ver na pele da mocinha. A novela mal estreou e a personagem já está sendo criticada como eu previa. Gilberto não sabe fazer mocinha e dessa vez ainda copiou a da Glória Perez em Salve Jorge que era horrível. Já li várias críticas falando sobre a mocinha sem sal, a história chata e só elogios as vilãs. Vc ao menos ainda não criticou mas imagino que vá criticar daqui a pouco.

Anônimo disse...

Nossa que novela ruim, o Gilberto Braga só piora ou o elenco não ajuda ou tudo junto? O segundo capitulo foi péssimo. Nada aconteceu, a não ser a falta de logica total e a rapidez dos acontecimentos bobos. Tudo muito sem graça, dá vontade de trocar de canal, essa novela tem tudo pra ser o maior fracasso da historia, querem apostar?

Amanda Ventura disse...

Adorei os dois primeiros capítulos. Apresentaram a trama principal e mostraram a passagem do tempo sem cenas desnecessárias.

Glória Pires, maravilhosa, vive uma vilã diferente das anteriores. Mais uma vez sua personagem dá o golpe do baú no personagem de Cássio Gabus Mendes, como em Vale Tudo. Beatriz poderia ser a Maria de Fátima 30 anos depois, mais madura, fria e cínica.

Adriana Esteves também está muito bem como Inês. Pelo que percebi, a única caracteristica que Inês e Carminha têm em comum é a ambição. Talvez por isso ainda existam alguns resquícios de Carminha na interpretação de Adriana, como você falou. Mas nada que comprometa o resultado e não possa ser corrigido com o tempo. Em Felizes Para Sempre? Adriana viveu uma personagem completamente diferente e sua interpretação em nada lembrou Carminha.

Quanto a Camila Pitanga, é uma ótima atriz, mas em uma novela com duas vilãs de peso, obviamente a mocinha fica em desvantagem. Mocinhas são quase sempre chatinhas enquanto as vilãs são sedutoras.

O que foi mostrado até agora agradou bastante. Vamos esperar a introdução de novas tramas, novos personagens, para ver se a novela vai continuar atraente. Isso só saberemos com o tempo. Mas achei o início bastante promissor.

Anônimo disse...

JAMAIS essa personagem seria a Maria de Fatima. A vilã de Vale Tudo não matava ninguém, pelo contrario, dizia que não "transava" violência. A Fatima era esperta, armou mil situações pra conseguir fisgar o Afonso em muitos capítulos recheados de emoção. Essa personagem de Babilonia simplesmente inventou uma mentira descabida e em um capitulo já pegou o outro, conseguindo ate viajar pra Paris, totalmente inverossímil. Alem de matar, coisa que os vilões de novela agora só sabem fazer, além de dizerem frases de "efeito" bobas e as vezes ate fazerem careta pra convencer. Quanta diferença hein Gilberto Braga?! E o ibope ontem despencou mais ainda.

Thallys Bruno Almeida disse...

Acredito que sempre se deve tomar cuidado com estreias arrebatadoras, devido ao risco que existe de se perder no meio do caminho. Mas fazia tanto tempo que eu queria apostar novamente alto numa trama das nove que me empolgasse logo de cara e a estreia causou isso mesmo. Foi de tirar o fôlego. Eu adorei.

E a Glória Pires já sinaliza que vai pegar a novela pra si, vai ser a mais destacada das três protagonistas. Sua Beatriz chegou com tudo, já chegou logo agindo.

Continuo achando que Adriana Esteves está um tanto Carminha (o que fica evidente nas cenas dos gritos), embora ela tenha se saído bem em uma das cenas de embate das vilãs.

A cena de Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg foi lindíssima e é uma pena ver que isso ainda causa tanto choque.

Mesmo aparecendo menos que as outras duas, a Camila Pitanga se saiu muito bem e torço para que sua personagem seja delineada o quanto antes e mt bem entrelaçada com as duas vilãs. Discordo da comparação com a Morena porque aquela era intragável.

O personagem do Braga Nunes não me agrada, mas o achei bem, me pareceu mais à vontade do que no papel anterior de Em Família, onde estava bem apático.

Dennis Carvalho nasceu pra dirigir Gilberto Braga. A sintonia dos dois é excelente.

Enfim, adorei a estreia, o segundo capítulo e a novela já me pegou de cara. Que assim continue, pq acredito que tem chances de se tornar a melhor trama no ar com bastante vantagem.

Anônimo disse...

O segundo capítulo de Babilônia já teve uma queda vertiginosa de audiência. O engraçado é que no passado O Dono do Mundo foi um fiasco e sofreu com a concorrência de Carrossel. Agora o carma de Gilberto se repete com o SBT reprisando Carrossel no mesmo horário. E gostei da sua comparação da Regina com a Morena. Se parecem mesmo e só não vê quem não quer.

Anônimo disse...

O garoto que se indigna com quem puxa saco de autor puxa o saco do Gilberto Braga na cara dura. Bem que vc disse, Sérgio, que fala do rabo dos outros sem olhar pro dele. Sobre essa novela, achei mediana. Tirando as Vilãs e o drama da Inês com a filha não sobra muita coisa. A audiência está uma catástrofe e já derrubou os números de Império. Atualmente só me prendo a Sete Vidas.

Carlos disse...

"Babilonia" boa mesmo é aquele programa musical dos anos 80 que mostrou ontem no túnel do tempo do vídeo show, só cantores e bandas feras, como tudo feito naquela década. Essa novela com mesmo nome esta podre.

Sérgio Santos disse...

Entendo, Henrique!

Sérgio Santos disse...

Ainda é cedo pra isso, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Fernanda, isso é fato, o duelo das víboras será o trunfo da novela. Por isso torço pra não suavizarem a trama pq senão ela perderá justamente o que tem de melhor. A mocinha tem se mostrado chata msm e o núcleo do Braga Nunes é um porre.

Sérgio Santos disse...

Isso é, Sabrina, as primeira semanas de Império foram maravilhosas. Então melhor esperar msm.

Sérgio Santos disse...

Nada não, mas esse é o ponto forte.

Sérgio Santos disse...

Tá bom, estou louco.

Sérgio Santos disse...

Oi Andressa, tb achei a estreia boa. E os demais capítulos têm consegui manter o interesse. Mas concordo que a primeira fase de Império foi ótima mesmo, aliás, impecável. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Não há problema discordar, entendo perfeitamente.

Sérgio Santos disse...

Rafaella, a Glória foi mesmo a dona de Insensato Coração, que era péssima mesmo. Ao que tudo indica, ela será dona dessa tb. Está impecável de Beatriz.

Sérgio Santos disse...

Tb não gostei da abertura, Quércia, a música não tem nada a ver. E tb tô achando a mocinha cansativa.

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente com o seu comentário, realmente o primeiro cap foi bem movimentado e focou só na trama central da rivalidade das vilãs.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Helio. As personagens são diferente e Adriana está conseguindo diferenciar. Senti apenas alguns resquícios da Carminha mas já tá melhorando muito. E discordo de quem diz que ela está toda Carminha. Não vejo. abçs

Sérgio Santos disse...

Vamos ver, Chica. bj

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Pamela. bj

Sérgio Santos disse...

A novela não foi ameaçada por Carrosel, Paulo, mas realmente é curioso ver outra novela dele com problemas no Ibope que nem O Dono do Mundo e tendo como rival uma que está indo bem. Sobre frases engraçadinhas, a Odete Roitman tinha várias sobre o Brasil e eu amava. Então não é de hoje isso. Eu achei a Gloria maravilhosa e a Adriana ótima. Sobre o casal gay, só se choca quem é preconceituoso.

Sérgio Santos disse...

Sim, Juliana, ainda é mt cedo, mas até agora tenha gostado. Só do núcleo de humor que é ruim e aquela trama da mocinha. bjsss

Sérgio Santos disse...

Oi Gustavo. Tb achei a estreia boa mas nada de espetacular. E concordo com todas as suas primeiras impressões, com exceção da Adriana Esteves. E vamos ver como a novela se sairá daqui pra frente. Abração.

Sérgio Santos disse...

Melina, tb não gostei dos personagens do Gabriel e da Camila. A diferença é que acho ela mt bem na trama, mas ele tá muito ruim. E é verdade, as cores do logotipo são iguais a de Insensato Coração e a música não ficou boa. O duelo das vilãs e o casal lésbico são os pontos altos junto da trama de Alice com a mãe e o Murilo. Bjsss

Sérgio Santos disse...

É verdade, Ed, vc já tinha falando da Regina bem antes. Eu ainda aguardava, mas tenho que reconhecer que ela é uma chata mesmo. E ainda bem que não faz par com o Gabriel, pq ao menos o Vinícius parece ser um mocinho bacana. Tb acho que o Gilberto parece não querer repetir o erro de antes e irá valorizar a Glória como ela merece. Adriana está mt bem e o duelo promete. O logotipo é igual msm ao de Insensato. Vamos ver se a novela continuará atrativa, mas n]ao foram 3 anos de fiascos, não, Amor à Vida fez um honroso sucesso e Império elevou em 3 pontos a média. Agora, Salve Jorge e principalmente Em Família foram fracassadas mesmo. A estreia de Babilônia foi de 33 pontos, um bom índice. Mas os números despencaram depois. Tomara que voltem a subir.

Sérgio Santos disse...

Vc deve viver muito, né, anônimo. Dá pra ver que vc tem uma vida maravilhosa já que perde seu tempo vigiando o que uma pessoa que vc detesta escreva aqui e no Twitter.

Sérgio Santos disse...

Sim, é cedo mesmo.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Denner, as similaridades entre essas mocinhas são muitas, isso é inegável. E obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Elas foram as donas da estreia mesmo.

Sérgio Santos disse...

Kauê, eu assino embaixo de todo o seu comentário. abçssss

Sérgio Santos disse...

Seria mais lógica ela matar mesmo a personagem da Adriana, mas aí não teríamos novela. E a estratégia dela foi um golpe de mestre, convenhamos. Nesse caso considero licença poética plenamente aceitável.

Sérgio Santos disse...

Matheus, acho difícil o publico infantil migrar pros Dez Mandamentos pq são nichos distintos. O SBT não deverá ser mt afetado, mas o público do JN aí sim poderá dar uma migrada.

Sérgio Santos disse...

Tb gostei, Karina. E a novela será msm dessas duas, não tem jeito. Tb não tenho boas expectativas com essa mocinha e acho que o Cássio irá brilhar sim, o papel dele é mt bom. Vamos ver.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Elvira, inclusive com a crítica à abertura.

Sérgio Santos disse...

O Walcyr elogiou pq ele sempre é mt educado com seus colegas e isso é ótimo. Pena que nem todos sejam assim.

Sérgio Santos disse...

Que bom que veio, Ana! Tb não gostei dessa mocinha e o duelo desperta muito interesse. E vc tá certa, a menina fez a Amora jovem e foi a Mayara em Sangue Bom. O Dennis dirigiu a novela e a escalou novamente pra ser a Sophie. Achei ótimo. bjs

Sérgio Santos disse...

Entendo sua posição, anônimo. Eu acho a Camila uma ótima atriz e sempre a elogiei. Aliás, novamente estou gostando de seu desempenho, mas a personagem é cansativa e irritante. Talvez melhore com o tempo ou piore ainda mais. Resta aguardar. Mas entendo que algumas vezes é melhor um papel menor msm do que um de destaque mais mt criticado.

Sérgio Santos disse...

Só o tempo dirá se será um dos maiores fracassos ou não. Ainda tá mt cedo pra isso.

Sérgio Santos disse...

Amanda, desculpe a demora em responder. E concordo, os dois primeiros caps foram ótimos e gostei bastante da primeira semana, no geral. Mas é verdade, com duas vilãs como essas, é normal a mocinha sair perdendo. Ainda mais se tiver as características que essa tem. Mas vamos dar mais tempo ao tempo, embora ela já esteja sendo bem criticada.

É verdade, o Cássio e a Glória repetiram a parceria e a trama de Vale Tudo, mas a diferença é que o Afonso era íntegro e o Evandro vale tão pouco quanto a nova esposa. Vamos ver como tudo isso será desenvolvido. Promete. bjssss

Sérgio Santos disse...

Realmente, Beatriz e Maria de Fátima se parecem mt pouco. Mas isso não quer dizer que a atual seja uma personagem fraca, pelo contrário.

Sérgio Santos disse...

Glória Pires já pegou a novela pra ela e nem é surpresa porque é uma das maiores atrizes brasileiras. A estreia foi ótima e a primeira semana mt boa.

Sérgio Santos disse...

Sim, a audiência caiu mt mas eu espero sinceramente que os autores não modifiquem a novela por causa disso já que o ponto alto dela é justamente o duelo de pestes.

Sérgio Santos disse...

Tudo bem, Carlos.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, pois é. E tb acho Sete Vidas excelente. Está encantadora a novela.