domingo, 28 de dezembro de 2014

Edição de 2014 do "Melhores do Ano" foi marcada pela ausência de muitos destaques

A última edição do "Melhores do Ano" foi em março deste ano. Em virtude das comemorações dos 50 anos que a Globo completará em 2015, a premiação do "Domingão do Faustão" de 2014 foi adiantada para dezembro. E no último domingo, dia 28, o público pôde conhecer os vitoriosos das várias categorias em um programa já previamente gravado ----- tanto que as informações já haviam sido vazadas dias antes.


As indicações deste ano foi uma das mais injustas do "Melhores do Ano". Muitos nomes foram lamentavelmente esquecidos e outros, que não mereciam tanto, foram colocados no lugar. Entretanto, muitas vitórias foram justas. Na categoria de Melhor Ator ganhou o ótimo Alexandre Nero, que está impecável na pele do comendador José Alfredo em "Império". Ele concorreu com Murilo Benício e Osmar Prado, que também brilharam em "Geração Brasil" e "Meu Pedacinho de Chão". Mas, o esquecimento de Tony Ramos (que deu um show em "O Rebu" e completou 50 anos de carreira em 2014) foi lamentável.

Na categoria de Melhor Atriz quem ganhou foi Cláudia Abreu. A atriz é sempre maravilhosa, entretanto, Pâmela Parker, de "Geração Brasil", está longe de ser uma de suas melhores personagens, pelo contrário. Mas este troféu acabou sendo uma justiça tardia, afinal, ela brilhou absoluta como Chayene, em "Geração Brasil", e acabou não ganhando prêmio algum na época por causa do fenômeno "Avenida Brasil", que destinou todas as estatuetas para Adriana Esteves (merecidamente).
Cláudia concorreu com Lilia Cabral, que está ótima como Maria Marta em "Império", e Bruna Linzmeyer, que protagonizou "Meu Pedacinho de Chão". As grandes injustiças ficaram por conta do 'esquecimento' de Patrícia Pillar e Sophie Charlotte, que estiveram incríveis em "O Rebu", e pela inclusão de Bruna, que foi bem, mas não a ponto de ser indicada ---- ela merecia em 2013 por sua impecável atuação em "Amor à Vida", na pele da autista Linda. E fazendo uma comparação entre as finalistas, não há como negar que Lília Cabral merecia mais a vitória.

Bruno Gagliasso faturou na categoria de Melhor Ator de Série ou Minissérie e a vitória foi a mais justa possível. Ele esteve impecável em "Dupla Identidade" e o serial killer Edu é o seu melhor personagem da carreira. Esse prêmio não poderia ir para outro ator. Cauã Reymond ("Amores Roubados") e Vladimir Brichta ("Tapas & Beijos") eram seus concorrentes. Já Fernanda Torres ganhou como Melhor Atriz de série ou minissérie, pela Fátima de "Tapas & Beijos". Ela é ótima, mas Isis Valverde merecia mais pelo seu grande trabalho em "Amores Roubados". Luana Piovani (por "Dupla Identidade") foi a outra concorrente, mas Débora Falabella deveria ter concorrido pela sua complexa Ray, da mesma série. O esquecimento do seu nome foi um absurdo, assim como a não inclusão da grandiosa Fernanda Montenegro, por "Doce de Mãe".

E Aílton Graça faturou o troféu de Melhor Ator Coadjuvante pela sua cativante Xana Summer, em "Império". Prêmio merecido, pois ele está muito bem na novela de Aguinaldo Silva, embora o personagem tenha perdido destaque na história. Ele concorreu com o também merecedor Luis Miranda, que foi um dos poucos acertos da fraca "Geração Brasil" na pele da Dorothy Benson, e com Lázaro Ramos (pelo Brian Benson, da mesma novela). Porém, José de Abreu (por "O Rebu") ou Reynaldo Gianecchini (por "Em Família") no lugar de Lázaro seria bem mais justo.

Na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante, a vencedora foi a grande Drica Moraes, pela sua Cora, em "Império". A vitória foi um reconhecimento do seu grande trabalho na novela e foi gratificante vê-la recebendo o troféu, principalmente depois que precisou sair da trama por problemas de saúde, sendo substituída por Marjorie Estiano. Ela concorreu com Andreia Horta e Marina Ruy Barbosa, que também estão ótimas na mesma novela. Mas Cássia Kiss não ter sido indicada pela sua atuação em "O Rebu" foi um erro, assim como Juliana Paes por "Meu Pedacinho de Chão".

Chay Suede faturou como Ator Revelação e ele realmente fez um ótimo trabalho na primeira fase de "Império", interpretando o José Alfredo. Entretanto, seus concorrentes também mereciam. Jesuíta Barbosa deu um show em "O Rebu", enquanto que Irandhir Santos emocionou na pele do fascinante Zelão, em "Meu Pedacinho de Chão". Fazendo uma comparação, não há dúvidas que Irandhir era o maior merecedor.

Já na categoria Revelação, a vencedora foi Josie Pessoa. Uma vitória justa, pois a atriz está ótima vivendo a Du, em "Império", e este é seu primeiro papel de maior destaque na televisão. Chandelly Braz é muito talentosa, mas fez uma série e duas novelas antes de "Geração Brasil". Mas Paula Barbosa, a outra concorrente, merecia pelo seu grande trabalho em "Meu Pedacinho de Chão", uma vez que a briguenta Gina foi muito bem interpretada por ela.

Giovanna Rispoli ganhou como Atriz Mirim. Troféu merecido, afinal, ela está se saindo bem vivendo a pestinha Cláudia, em "Boogie Oogie". Mas Tomás Sampaio (Serelepe) e Geytsa Garcia (Pituca) também mereciam por "Meu Pedacinho de Chão". Leandro Hassum ganhou na categoria Comédia ---- com méritos, já que seu filme, "O Candidato Honesto", foi um sucesso de bilheteria e ele estava hilário ---- e concorreu com Marcelo Adnet (que merecia pelo "Tá no Ar") e Rodrigo Sant`Anna ("Zorra Total").

Na categoria Jornalismo Apresentador, o vitorioso foi o simpático Evaristo Costa, que concorreu com Renata Vasconcellos e Sandra Annenberg, sua parceira de "Jornal Hoje". Na categoria Jornalismo Repórter, ganhou a carismática Fernanda Gentil (a musa da Copa), que concorreu com os igualmente talentosos Ernesto Paglia e Caco Barcellos. Luan Santana ganhou como Melhor Cantor (concorreu com Lucas Lucco e Thiaguinho) e Cláudia Leitte faturou como Melhor Cantora (disputou com Ivete Sangalo e Paula Fernandes). Já a Música do Ano foi "Diz pra Mim", da Banda Malta, fazendo jus ao sucesso que a banda vem fazendo após ter vencido o "SuperStar" ---- Domingo de Manhã (Marcos e Belutti) e País do Futebol  (MC Guimê) eram os concorrentes.

Apesar dos erros em várias indicações, o "Melhores do Ano" segue sendo um dos poucos atrativos do "Domingão do Faustão". Mas é inegável que premiação de 2014 foi marcada pelas injustiças. Ainda que vários vencedores tenham merecido levar o troféu para casa, a ausência de muitos nomes entre os concorrentes foi sentida e este fato prejudicou a edição deste ano. Pena.

45 comentários:

Ana Carolina disse...

Foi mesmo, terem ignorado Tony Ramos, Patrícia Pillar e Cássia Kiss foi uma piada. Sophie Charlotte tb merecia menção assim como Júlia Lemmertz e Reynaldo Gianecchini. Mas gostei das vitórias do Gagliasso e do Alexandre Nero. E Cláudia vencer a Lilia Cabral foi absurdo.

Anônimo disse...

As maiores piadas dessa premiação foram as derrotas do Irandhir Santos e da Lilia Cabral.

Ricardo disse...

A cada ano a lista de absurdos desse premio vai aumentando. Ignorarem em família foi um desrespeito ao Maneco, pq msm com o baixo ibope, a qualidade do trabalho de interpretes como Reynaldo Gianecchini, Júlia Lemmertz, Humberto Martins, Vanessa Gerbelli e Macello Mello Junior não poderia passar em branco. Giane teve a cena do Cadu com a família do doador repercutida no fantástico, impulsionou a doação de órgãos no país e fica de fora? lamentável isso.

Thallys Bruno Almeida disse...

Essa premiação foi repleta de injustiças. Deixar a Juliana Paes, que pra mim é a melhor atuação do ano de fora foi um absurdo completo. Patrícia Pillar e Tony Ramos deviam estar no lugar da Bruna Linzmeyer e do Benício - que devia concorrer em ator de série por Amores Roubados.

Acho que Cláudia Abreu merecia tanto como Lília e não só pela Chayene. GerBra foi fraca mesmo mas achei que Pamela foi um acerto e ela defendeu muito bem. O prêmio vale pelos dois papeis, pra meu ver.

Como a Cora de Drica não foi que se esperava, considero este prêmio como um reconhecimento ao conjunto de sua obra e carreira. E se eu escutei direito, ela talvez volte em Império - o que dá margem pra ideia da Cora da Marjorie ser uma parente ou impostora a ser desmascarada pela Cora verdadeira.

Em infantil, os três eram merecedores, então ficaria feliz com qualquer dos três. Hassum ganhou pelo sucesso dos filmes e mereceu, mas queria o Adnet pelo Tá no Ar. Em atriz revelação, acho que Paula Barbosa merecia mais que Josie (apesar desta estar bem) e em ator revelação o Irandhir perder foi lamentável.

Em jornalista, torcia por Renata ou Sandra, embora Evaristo seja muito bom. Em repórter, fiquei feliz pela vitória da Fernanda Gentil. Torcia por ela ou pelo Caco. Ator coadjuvante eu colocaria, José de Abreu, Reynaldo ou também Marco Ricca no lugar do Lázaro (que prefiro os papeis de cinema). Em atriz coadjuvante, eu escolheria Vera Holtz, Camila Morgado ou Fabiula Nascimento juntamente com a Juliana Paes, apesar de amar Andreia e Marina. E em atriz de série, colocaria Dira Paes, Cássia Kiss e a Débora tb. Queria que a Isis ganhasse, apesar de adorar Fernanda Torres. Piovani duvido muito que ganhasse pq tem rejeição com o público. Colocaria Débora, Dira Paes e Cássia Kiss no lugar da Torres.

Ator de novela e de série, foram eles e não poderiam ser outros. Alexandre Nero e Bruno Gagliasso honraram as vitórias e mereceram muito.

Música não vou comentar as músicas pq não gosto de nenhuma e nem as acho os maiores sucessos do ano (Lepo Lepo e Beijinho no Ombro são tão ruins quanto ou até piores, mas fizeram mais sucesso). Cantor, Luan Santana é o menos pior daí. Cantora, Cláudia ganhou, acredito que por sua atuação na Copa. Ivete tinha o novo DVD, que ganhou Grammy Latino, a seu favor. Paula Fernandes é ótima, mas teve um ano mais "apagado" - sua melhor fase foi em 2011, quando seu ótimo DVD ao vivo vendeu horrores e ela ganhou com mérito sobre Ivete e Ana Carolina.

E eu gostei mais do MDA voltar pro fim do ano em vez de ser em Mar/Abr. Apesar disso, vi problemas visíveis no som de cada apresentação musical e achei aquela última música de encerramento bem brega, preferia We Are The Champions do Queen.

Amanda Ventura disse...

De fato, houve esquecimentos, injustiças e merecimentos. Este Melhores do Ano prioriza popularidade, e não talento. Como a maioria das votações abertas ao público, vence o mais bonito, o que tem maior torcida, o que é mais simpático, e não necessariamente o mais talentoso.

Chay Suede vencer Irandhir Santos e Jesuíta Barbosa parece até brincadeira. Por melhor que ele tenha se saído como José Alfredo jovem, foram apenas 4 capítulos, não houve tempo para construir o personagem. Igualmente injusto foi Fernanda Gentil ganhar de Caco Barcellos e Ernesto Paglia. Fernanda pode ser promissora e dedicada, mas ainda não chega perto da experiência nem dos desafios dos veteranos jornalistas.

Injustificável também a não inclusão de atores de O Rebu na lista. E concordo com a opinião do Ricardo acima. Apesar de Em Família ter sido uma novela ruim, houve ótimos desempenhos e eles mereciam ser lembrados.

Agora, cá pra nós: se houvesse uma premiação de Apresentador Mais Grosseiro, Faustão bem que merecia a vitória.

Reinaldo SP disse...

Olá Sérgio, tudo bem? Infelizmente, a premiação de hoje não deu aquele gostinho como nos dois últimos anos, ficou evidente que faltaram ótimas novelas (ou falta de vontade da Globo pois ela poderia ter indicado vários nomes de O Rebu). Com todo o respeito, mas fiquei com a impressão de estar assistindo a um funeral e não a uma premiação.
Tenho notado que a internet e as redes sociais tem tido bastante influência sobre as premiações populares. Algumas vitórias inusitadas do Melhores do Ano comprovam exatamente esse fato. Cláudia Abreu é uma atriz de talento incontestável, porém, teve em suas mãos um texto muito fraco que a impossibilitava de brilhar como merecia. Seria mais cabível Lilia Cabral levar o prêmio, mas Cláudia Abreu, assim como a ótima Giovanna Antonelli, possui uma força muito forte nas redes sociais, o que explica sua vitória sobre Lilia. E, por incrível que pareça, Geração Brasil fez sucesso na internet entre o público adolescente.
As vitórias de Chay Suede e Josie Pessoa são outros exemplos que comprovam tal fato. Havia, inclusive, altas chances de Marina Ruy Barbosa também levar o prêmio. Mesmo já prevendo esses resultados, fiquei chateado, afinal, Irandhir Santos e Paula Barbosa mereciam mais, ambos trabalharam de forma magistral dentro daqueles figurinos quentes durante meses, chega a ser injusto fazer comparações entre eles, mas, felizmente, o APCA reconheceu o trabalho do talentoso Irandhir Santos. Mesmo não concordando com a premiação de Suede e Josie, devo admitir que ambos não fizeram feio, mas, na minha opinião, Chay terá que mostrar mais de seu talento na próxima novela e mostrar que realmente mereceu tal prêmio.
Senti muito a ausência de alguns atores de O Rebu, alguns poderiam muito bem ocupar o lugar dos concorrentes de Geração Brasil. É chato ver que até mesmo a minissérie Amores Roubados não foi valorizada muito nas premiações da Globo, Isis Valverde merecia ter ganho no lugar de Fernanda Torres e, na minha opinião, a minissérie foi mais marcante que a atual temporada de Tapas e Beijos.
Com relação aos demais vencedores, creio que as premiações mais verossímeis foram as de Bruno Gagliasso e Giovanna Rispolli. As premiações de Alexandre Nero, Ailton Graça e Drica Moraes, de certa forma, foram justas, mas caso estivéssemos falando de uma premiação mais séria seguramente
não teriam levado o prêmio (ainda mais levando em consideração que Império infelizmente não foi uma produção marcante).
Confesso que não levo muito a sério o Melhores Do Ano (existem premiações melhores), mas sempre a acompanho todos os anos de forma totalmente descompromissado. Ao contrário das duas últimas premiações (que tiveram mais acertos que desacertos), a deste ano, de uma forma geral, esteve muito fraca. Resta-nos torcer para que o próximo ano traga ótimas novelas que valha a pena conferir nas premiações ao contrário da que acabamos de ver.
Ótimo Ano Novo e até mais.

Kauê disse...

Sim, Sérgio essa edição do Melhores do Ano pecou pela falta de alguns nomes na indicação e algumas vitórias injustas ao meu ver.
Foi lamentável terem ignorado a ótima "O Rebu" e ter dado mais destaque para "Geração Brasil". Como vc bem colocou, Patricia Pillar, Sophie Charlotte e Cassia Kis mereciam mt uma indicação assim como Tony Ramos.

Algumas vitórias foram merecidas como a Maravilhosa Drica Moraes, a promissora Giovana Rispoli, a talentosa Josie Pessoa, o ótimo Bruno Gagliasso e o excelente Alexandre Nero. Só não curti o Chay ter ganhado do Irandhir e do Jesuíta, embora ele tenha feito bonito na primeira fase de Império mas como bem disseram foram apenas 4 capítulos e alguns flash backs então eu acharia mais justo o Irandhir em MPC ganhar. Ailton Graça fez por merecer mas eu preferia que tivesse ganho o Luis Miranda. Bruna Linzmeyer defendeu bem a sua personagem mas não a ponto de concorrer com Cláudia Abreu e Lília Cabral esta que merecia ter levado o prêmio. Quanto à atriz de série Ísis merecia bem mais, a indicação de Luana Piovani achei um pouco equivocada, concordo que Débora Falabella merecia ser lembrada, já Fernanda Torres é ótima mas o Tapas e Beijos nem tanto... Na categoria música e cantores eu nem crio muitas expectativas até porque é sempre a mesma coisa, não acredito que o mundo da música gire em torno de Ivete Sangalo, Cláudia Leitte, Paula Fernandes, Luan Santana e Thiaguinho (mesmo gostando de alguns desses e sabendo que se destacam mais). Espero que ano que vem a premiação melhore quanto as indicações de artistas que de fato mereçam. Feliz Ano! Abçss.

Karina disse...

Acompanho a anos o "melhores do ano" do Faustão e realmente senti falta de alguns nomes concorrendo e também fiquei muito surpresa pela vitória da Claudia jurava que a Lilia fosse ganhar (amo Claudia Abreu mas Pamela não merecia "troféu"). Eles deveriam ter colocado alguns atores de boogie oogie concorrendo tb (pela novela) como o Pigossi (que tá ótimo de "mocinho") , a Giulia Gam e até a Deborah Secco apesar do pouco reconhecimento que ela vem tendo nessa novela.

juliana s disse...

Sérgio, como você resumiu muito bem, essa premiação foi muito injusta, principalmente com a novela O Rebu, que tiveram atuações primorosas.
Achei um absurdo a Débora Falabella não ter sido indicada, pois ela estava muito bem na série.
Não achei que a Josie Pessoa merecia o prêmio de atriz revelação, apesar dela está ótima, a Paula Barbosa merecia muito mais, como o Irandhir santos também merecia vencer como ator revelação, pois ele foi incrível como Zelão.
Os melhores cantores tanto faz, eu até gosto de sertanejo e pagode, mas já está enchendo o saco, as rádios só tocam isso, tá ficando insuportável.
Enfim, eu acho que a Globo tem que melhorar no critério das escolhas das indicações, pois muita gente boa ficou de fora. Bjsssssss

Melina disse...

Sérgio, querido, foi uma edição fraca e entediante. Nem parecia premiação. E pensar que em março vimos uma premiação bem diferente com a consagração dos atores de Amor à Vida que levaram todos os prêmios. Dessa vez foi um fiasco. Cláudia Abreu não tinha condições de vencer a Lilia até porque a sua Pamela estava caricata e fora do tom. Lilia merecia, mas por sua vez não era páreo para Patrícia Pillar em O Rebu que nem concorreu. Aquela menina que faz a Karina na Malhação deveria estar na revelação mas nem foi indicada. E Alexandre Nero mereceu ganhar mas cadê Tony Ramos? Foi uma vergonha. Teu texto está completo e comprova isso tudo. Um beijo.

Anônimo disse...

Não gostei da premiação, ignoraram totalmente O Rebu e Em Família e muitos que não mereciam ganhar ganharam, como Cláudia Abreu, Chay Suede, Cláudia Leite, Josie Pessoa (acho ela ótima, mas a menina de MPDC era bem melhor).
Alexandre Nero mereceu, mas era pra Tony Ramos ter ganhado, o Murilo não convenceu em Flopação Brasil. Achei justa a vitória da Fernanda sobre a Ísis, que ainda é muito inferior a ela. Bruno Gagliasso mereceu e Ailton Graça também, mas o Reynaldo Giannechini merecia ainda mais pelo Cadu de Em Família. A novela era péssima, mas os atores defenderam muito bem seus papéis, com excessão do Gabriel Braga Nunes. Sobre cantor e cantora todo ano é a mesma lástima de sempre, das 3 a minha favorita é a Paula, mas a Cláudia é ótima também é creio eu que ganhou mais pelo destaque na Copa e pelo The Voice Brasil. Paula Fernandes quase não apareceu esse ano na mídia, aliás, desde 2011 ela não se destacou mais. Luan Santana, Thiaguinho e Lucas Lucco, não gosto de nenhum dos 3, mas achei até justo Luan ganhar,apesar da qualidade das músicas dele ter caído muito, já Lucas Lucco é um genérico e Thiaguinho só canta as mesmas músicas sempre.
Enfim, não gostei dessa premiação, foi injusta, ganhou gente que não merecia e deixaram de fora o ótimo elenco de O Rebu e Em Família, que apesar de maçante, tinha atores maravilhosos.

Abraços
Ed

Anônimo disse...

Essa foi a Pior Edição de todas,nao tenho Duvida,dar o Premio para Claudia Abreu por Pamela Parker foi uma Vergonha,sendo que o Ano foi marcado pela Lilia Cabral e sua Maria Marta,Lilia sem duvida é a Melhor Atriz do Ano,merecia ter ganhado.Quantos as outras Categorias,Concordei com Josie Pessoa,Drica Moraes e Alexandre Nero terem ganhado,mais tem atores que nao merecia nem ser indicados,cade Patricia Pilar,Julia Lemmertz,Cassia Kiss,Sophie Charlotte,Joaquim Lopes,Juliana Paes,Daniel Rocha e Tony Ramos que Simplesmente Brilharam durante o Ano.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Gostei do comentário, Sérgio. Houve mesmo várias injustiças. Faustão inclusive chegou a dizer que o programa era ao vivo.
Para mim, a seleção ideal entre os indicados seria: Alexandre Nero, Lília Cabral,Bruno Gagliasso, Isis Valverde, Luís Miranda, Drica Moraes, Irandhir Santos, Paula Barbosa, Giovanna Rispoli, Leandro Hassum, Renata Vasconcellos, Caco Barcellos, Thiaguinho,Paula Fernandes e País do Futebol.

Anônimo disse...

O prêmio de melhor atriz virou piada. Ano passado a Paola Oliveira ganhou da Vanessa Giácomo de forma absurda e nesse ano a Claudia Abreu venceu a Lilia Cabral. Só rindo.

Gustavo Nogueira disse...

Concordo Sérgio, as vitórias de Alexandre Nero, Bruno Gagliaso e Ailton Graça, Drica Moraes.Até gostei da vitória do Chay Suede porque o achei muito bem em Império mas entendo que os outros dois eram melhores que ele.Também gostei da vitória da Josie Pessoa, ela está ótima com Du.As vitórias de Giovanna Rispoli, Leandra Hassum e Evaristo Costa também foram merecidas.

Gustavo Nogueira disse...

Ah Sérgio, eu não entendi a Cláudia Abreu ter vencido a Lilia Cabral, ela é ótima, mas a Lilia é muito melhor na minha opinião e ela ainda ter vencido por aquela personagem desinteressante que foi a Pamêla Parker é uma piada.Se fosse pela Chayene ainda seria compreensível.

Sempre Fênix disse...

Ao meu ver a premiação 2014 foi morna ... Mc Guimé concorrer já é uma piada neh ?Claudia Abreu desbancar Lilia Cabral?Dá licença !
Ficou claro que Império foi a novela do ano , por ter vários premiados , mas as injustiças tb ....
Abraços

Liveware Lu disse...

É por isso que nunca gostei dos prêmios populares, obviamente sempre haverá injustiças e isso é algo que ocorre desde muito antes, o simples fato de Chay Suede ganhar de Irandhir Santos e Jesuíta Barbosa mostra claramente a fraqueza dessas premiações. Chay inclusive já concorreu no trófeu imprensa do sbt uma vez, não estranharia caso concorresse denovo este ano, as fãs são capazes de tudo mesmo. Quem concordou com a vitória de Chay é por que nem se deram ao trabalho de verem e analisar o trabalho dos outros dois concorrentes, mas fazer o que né. É provável que no próximo ano o premio seja mais justo ainda mais levando em consideração que João Emanuel Carneiro estará de volta.

F Silva disse...

Algo a comentar...

Esse tipo de premiação é e sempre será questionável. No caso dessa envolve os funcionários da Globo e voto popular pela Internet. E como escreveu Nilson Xavier em seu Blog: Bom para quem tem fã clube nas redes sociais, não?

Sérgio, essa é praticamente a forma em que quase todas essas premiações anuais que vemos por aí procedem. Isso abre espaço pra muitas injustiças, afinal de contas todos nós temos as nossas predileções, é só dá uma olhada nos comentários. Alguns discordam e outros concordam. Uns acham isso outros aquilo.

Eu, particularmente, prefiro um tipo de premiação onde especialistas em cada área façam uma análise bem detalhada, técnica mesmo, do trabalho que cada um realizou e assim haja uma melhor escolha dos vencedores.

Bom, essa seria minha escolha

Melhor ator: Osmar Prado, ninguém faria o Epa como ele. Foram várias cenas onde Osmar deu um show de interpretação.

Melhor atriz: Patrícia Pillar, uma interpretação impecável na pele de Angela Mahler de "O Rebu"

Melhor ator coadjuvante: Reynaldo Gianecchini num sensível trabalho como Cadu de "Em Família"

Melhor atriz coadjuvante: Heloísa Perissé - que brilhou em seu primeiro papel dramático, a sofrida Beatriz.

Ator revelação - Irandhir Santos que numa atuação brilhante que tornou o seu Zelão inesquecível.

Atriz revelação - Paula Barbosa, pela competente composição da Gina de "Meu Pedacinho de Chão"

Ator de série - Bruno Gagliasso - aplausos unânimes a ele.

Atriz de série - Cássia Kiss, numa atuação impecável na pele da ex-cafetina Carolina de "Amores Roubados"

Um grande abraço...

Anônimo disse...

Bom... eu sei o grande fã de o rebu que você É. Gostei muito da novela e acho sim que seus atores deveriam ter sido reconhecidos, mas nem tanto quanto os de meu pedacinho de chão. Sim, não foi uma novela barbara. Mas foi um trabalho 100% de atuações. Bruna foi mto bem, mas juliana paes merecia a indicação no lugar dela. Assim como o Tony ramos no lugar do murilo benicio em melhor ator. Em relação a vitória da josie, adoro ela e a personagem dela... mas n gostei. Paula merecia mto; Começou como coadjuvante e virou protagonista. Incomparável. Já esperava q o chay fosse ganhar pela quantidade de fã clubes que tem ( é inegável que irandhir é o melhor) mas o que é um melhores do ano pra um ator como ele que tem premio até fora do país e é considerado um dos melhores DO MUNDO? Também senti falta da moça que fez a mãe da gina ( a dona tê) que atriz incrível... e do johnny massaro (outro que virou protagonista) no lugar do lazaro. e da sophie ou da patricia da claudia abreu. ( que é uma atriz maravilhosa, mas seu papel ficou OOOOVER demais). Alexandre nero, embora ache seu comendador um pouco caricato, mereceu demais. Demais mesmo. Calou a boca de muita gente; Só espero que ele em seus próximos trabalhos varie mais seus personagens, porque se vc olhar o histórico dele... nero sempre interpreta esses homens durões e tal. Então espero que depois desse grande ano (já que grandes personagens surgiram para ele) que escolha papéis mais desafiadores, porque ninguém merece um ator que sempre faz os mesmos personagens ( só muda os nomes) e atua como a si mesmo... já temos mtos assim e n precisamos de mais.
Sobre a vitória da fernanda sobre a isis... sim, isis foi magnifica em amores roubados, mas é a fernanda tava devendo há um bom tempo por tapas e beijos (nunca ganhava) senti falta da deborah e da grande montenegro no lugar da luana também.
Detalhe: ADOOOOREI que abriram uma novela categoria para seriados, tava devendo. Essas séries brasileiras tão me surpreendendo, mta qualidade, feliz q a globo vá investir mais nisso.
E, sem dúvidas, o prêmio mais merecido e mais incontestável da noite foi o do bruno gagliasso. Meu deus, que ator.
Gosto do bruno porque ele é totalmente maluco e diverso. Seus personagens são sempre complexos, difíceis e eles nunca se repetem... Bruno tem uma cara de menino bonzinho, e poderia ficar eternamente nessa de só fazer papel de mocinho, sabe? (ou fazer sempre os mesmos papéis o tempo todo) mas n... ele muda. Um grande camaleão. E temos que reconhecer isso, acima de tudo, pelo fato dele ser bonito. Porque quando se é bonito, pra entrar na globo ou no mundo da tv, basta ser mediano. A aparência é mto valorizada, e ele simplesmente n se deixa levar por isso. Vejo mto disso no mateus solano também.
Enfim, acho que já falei demais; Beijos sérgio.

Anônimo disse...

Apesar de Em família ter sido uma novela entediante, Vanessa gerbeli merecia ter concorrido como melhor atriz, pois fez um excelente papel, e Tony Ramos em O Rebu deveria estar no lugar de murilo benicio. Musica do ano e cantores são sempre os mesmos, os cantores populares que mais fazem sucesso na mídia, sempre os mesmos que estão longe de serem os melhores. Esse prêmio deveria se chamar os melhores da globo.

Sérgio Santos disse...

Tb gostei das vitórias do Gagliasso e do Nero, Ana. bjs

Sérgio Santos disse...

Tb acho que eles mereciam mt, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Ricardo, concordo que esses atores foram mt bem em Em Família e mereciam uma indicação.

Sérgio Santos disse...

Eu achei que a Cláudia foi bem em GB, Thallys, mas não pra ganhar da Lilia. Já como Chayene sim. E teve muitas injustiças que foram as ausências nas indicações, já que muitas das vitórias tiveram méritos. Mas o esquecimento foi o mais grave da premiação e foi melhor ir ao ar no final do ano de fato.

Sérgio Santos disse...

Isso é, Amanda. Votação popular é sempre assim. E dessa vez houve merecimentos, injustiças e muitos esquecimentos lamentáveis como os já citados. O Chay foi mt bem mas concordo que ganhar do Irandhir não dá. Ele foi infinitamente superior. O Faustão tava de péssimo humor, o que tem sido uma rotina, embora ache ele um bom comunicador. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Reinaldo, seu comentário está excelente. Nem tenho o que acrescentar além do que vc bem colocou. Concordo com tudo. E ótimo ano novo pra vc também! abçs

Sérgio Santos disse...

Kauê, concordo plenamente. O Rebu tinha que ter ocupado todos os lugares da péssima Geração Brasil, tirando a indicação do Luis Miranda. Foi lamentável. E concordo com todo o restante do seu comentário. abçs e bom 2015!

Sérgio Santos disse...

Pois é, Karina, a Cláudia é maravilhosa, mas a Lilia merecia bem mais dessa vez. Acho que o Pigossi tá mt bem, mas não a ponto de concorrer e tb não acho que a Deborah mereça pq a Inês não tem função alguma e nem proporciona pra elas grandes cenas. Pelo filme Boa Sorte, sim, ela mereceria. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Juliana, pois é, O Rebu foi mt injustiçada. E tb acho que o Irandhir merecia mt mais. Já a Josie, eu achei justo, mas realmente a Paula merecia muito pela Gina. E essas categorias de cantor,cantora e afins eu nem me importo pq é tudo horrível msm.... rs bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Melina. E é verdade, o clima dessa premiação nem se compara com a premiação exibida em março. Estava mt mais enfadonha e sem ânimo. O Rebu foi mt injustiçada. bjão

Sérgio Santos disse...

Ed, concordo com o seu comentário. Achei que Josie mereceu, mas a Paula merecia muito mesmo. E o resto teve mta injustiça mesmo, como o esquecimento dos atores dessas novelas. Abçssss

Sérgio Santos disse...

Tb senti falta desses atores, anônimo, e a Cláudia não merecia ganhar da Lilia. Ao menos considerei isso uma justiça pela Chayene, mas pela Pamela não merecia.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Elvira. E tirando Thiaguinho e País do futebol (onde aquele menino desafinou absurdamente no palco), concordo com todas as suas indicações. bjsss

Sérgio Santos disse...

Anônimo, apesar de ter gostado mt da Paolla em AAV, concordo que a Vanessa merecia mt mais pela Aline, assim como dessa vez a Lilia merecia mais tb.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Gustavo, muitas injustiças marcaram essa edição, embora alguns vencedores tenham merecido. abçs

Sérgio Santos disse...

Sobre a Cláudia, Gustavo, tb estou de acordo.

Sérgio Santos disse...

Verdade, Sempre Fênix. E nem achei morna, achei bem fraca mesmo. abçsss

Sérgio Santos disse...

Liveware Lu, eu achei o Chay mt bem, mas realmente não tinha como ganhar do Irandhir. E muitas vezes esse tipo de votação tem dessas injustiças mesmo. E tenho achado o Troféu Imprensa ainda pior... É verdade, ano que vem será a novela do JEC que pegará as premiações, mas espero que Babilônia e Sete Vidas sejam lembradas pq terá mta gente boa.

Sérgio Santos disse...

F Silva, gostei mt dos seus vencedores e concordo. E é verdade, esse tipo de votação sempre ocasiona este tipo de situação, porém, o desse ano extrapolou. Mas esse Nilson me dá sono...Chato pra cacete. abçssss

Sérgio Santos disse...

Não falou demais, não, anônimo. Gostei mt do seu comentário e eu tb adorei Meu Pedacinho de Chão. A atriz que fez a Tê foi a grande Inês Peixoto e ela foi ótima mesmo, assim como Johnny Massaro, Paula Barbosa, enfim... E os atores de O Rebu foram magníficos.

O Nero tem feito tipos mais agressivos mesmo, mas ele tb fez sujeitos mais passivos, como em A Favorita e Paraíso. E Bruno é um grande ator. Eu não gostei dele como Timóteo e nem como Berillo pq ele estava falando pra dentro que nem o Ricardo de Sinhá Moça. Mas ainda bem que ele parou com isso.Abraços!

Sérgio Santos disse...

Tb acho que a Vanessa Gerbelli merecia, anônimo, mas como atriz coadjuvante. E Tony é um mito.

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Amigo eu sinceramente não gostei da premiação deste ano, salvo poucas exceções, concordo com suas colocações, deixou a desejar e não foi das mais justas! Abraços

Sérgio Santos disse...

Foi fraca mesmo, Kellen. Uma das mais injustas. bjs

Mary Miranda disse...

Boa tarde, Sérgio!

Também achei os "Melhores do Ano 2014" marcado pelas injustiças.
Ignorarem completamente a novela "Em Família", por exemplo, como se nada ali tivesse valor, é um absurdo! (Certos atores brilharam, como Vanessa Gerbelli, Gianecchinni, Marcelo Mello Jr e Helena Ranaldi).
Achei interessante que imitaram direitinho Hollywood no quesito "justiça", ao darem prêmio à Cláudia Abreu.
Houve um caso assim também nos EUA, não lembro o ator, mas um grandioso de lá jamais havia ganho o Oscar, então resolveram lhe premiar com um, por um filme bom, mas cujo personagem não lhe exigia grandes esforços.
No nosso caso foram "justos" com Cláudia, mas imensamente INJUSTOS com Lília Cabral que, como sempre, está brilhante com sua Maria Marta...
E confesso que mesmo sem assistir a novela, Irandhir Santos merecia a vitória pelo inesquecível Zelão. Parava às vezes só para vê-lo!... Caso de entrega total do ator!
No entanto, por um magnífico acerto, já vale todo e qualquer erro: Bruno Gagliasso, em "Dupla Identidade".
Estava triste, quando passava o seriado, que Bruno passaria batido da premiação porque não havia ainda o quesito "Melhor Ator de Série".
Olha, dá a impressão de que o criaram às pressas para encaixar o Bruno! rsrs Dizer que ele interpretou bem, ainda é pouco. Bruno, com certeza, é um dos melhores atores de sua geração! Ele emociona; ele é incrível!...

Beijos, amigo! :)