segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Reviravolta na segunda fase inicia história e movimenta "Em Família"

Após um começo lento e com baixa audiência, "Em Família" sofreu algumas intervenções da Globo. A emissora editou os capítulos e acelerou a história. Portanto, a grande virada da segunda fase da trama de Manoel Carlos, que só iria ao ar no fim dessa semana, começou a ser exibida na sexta-feira passada (07/02). E as cenas que representaram essa reviravolta no núcleo central foram muito bem realizadas.


A sequência em que Laerte (Guilherme Leicam) tem uma briga feia com Virgílio (Nando Rodrigues) foi primorosa e muito realista. O filho de Selma (Camila Raffanti) sempre teve um ciúme doentio de Helena e acabou expondo toda a sua agressividade depois que o 'amigo' o criticou após sua despedida de solteiro. Eles se enfrentaram e o rapaz enfiou uma espora no rosto do filho de Maria (Cyria Coentro), que acabou caindo e batendo com a cabeça.

Pensando que tinha matado Virgílio, Laerte carregou o corpo até um matagal e enterrou. As cenas transbordaram tensão e o capítulo prendeu a atenção de quem assistia. Maneco surpreendeu e mostrou que também sabe escrever sequências de pura adrenalina. Porém, os momentos posteriores  a essa tentativa de assassinato conseguiram ser ainda melhores. Linda a sequência do cachorro (Federal)
encontrando o seu dono ferido e latindo desesperadamente. E as cenas envolvendo o casamento de Helena com Laerte foram ótimas.

Obviamente, o ápice foi quando Maria entrou na igreja, durante a cerimônia, seguida por policiais e familiares, chamando Laerte de assassino. O barraco foi armado e o noivo acabou sendo preso em pleno altar. Para culminar, Ramiro (Oscar Magrini), pai de Helena, teve um infarto fulminante e faleceu. Destaque para a interpretação visceral de Cyria Coentro, que demonstrou toda a dor daquela mãe. Bruna Marquezine também fez bonito e convenceu expondo o choque de sua personagem diante daquela constrangedora e traumática situação.

É bom ressaltar que, apesar de grande parte dos atores da segunda fase não serem figuras muito conhecidas, praticamente todos os profissionais se saíram muito bem. Destaque para Juliana Araripe (Chica), Gabriela Carneiro da Cunha (Juliana) ---- atriz que já havia se destacado em "Morde & Assopra" (2011) e "Beleza S/A" (2013) ----, Nelson Baskerville (Itamar), Antônio Sabóia (Fernando), Henrique Schafer (Viriato) e Tânia Toko (Rosa). Além, claro, de Alice Wegmann, que dá um show na pele da venenosa Shirley.

A segunda fase de "Em Família", apesar de bem melhor que a primeira, começou devagar, mas se encerrou em grande estilo. A história finalmente começou de fato. Essa grande virada do núcleo central proporcionou excelentes cenas, destacou os atores e ainda preparou bem o terreno para a terceira e definitiva fase da novela de Manoel Carlos. Que essa boa impressão continue durante os próximos meses.

52 comentários:

✿ chica disse...

Vamos indo, tentando entender as confusões com essas mudanças de fase ainda...abração,chica

Anônimo disse...

Adorei aprimeira semana da novela
Em familia que venha a terceira fase
Dessa novela que promete fortes
Emocoes assim espero.

Pamela Sensato disse...

Eu não estou nem assistindo a novela...não gostei muito do elenco...agora vamos ver na próxima fase...o que achei estranho é a Bruna voltar na terceira faze fala sério todos saíram e porque ela continuar?
Só queridinha da Globo mesmo..mas enfim achei a história fraca..embora o Laerte seja uma pessoa ruim.....não gosto dele...e vai voltar bonzinho vai entender..

- Resenha nova no blog ^^

Beijoss *-*

==> Blog Resenhas da Pâm

Thallys Bruno Almeida disse...

Uma sequência de capítulos excelentes se viu desde que a segunda fase começou.

De cara, adorei a Helena da Bruna Marquezine. Essa personalidade volúvel, sensual, ousada, que sabe como jogar com Laerte e Virgílio pra alimentar seu ego fez dela uma personagem sensacional. E Bruna arrasou, correspondeu brilhantemente e mostrou que a atriz-prodígio de Mulheres Apaixonadas virou uma realidade, após o acidente de percurso que foi Salve Jorge. E como a Julia Lemmertz prima pelo lado mais elegante, mais classudo, torço para que Luiza (filha da Helena definitiva) herde pelo menos alguns dos traços ousados da Helena.

Alice Wegmann foi outra que mostrou a que veio logo de cara. Shirley é a típica peste, mas Alice é tão boa atriz e carismática que me deixou encantado logo de cara. A troca de ironias entre a patricinha e a Helena foi tão boa que eu nem pude escolher entre torcer por uma ou outra, amei as duas.

Guilherme Leicam melhorou nos dois últimos caps e protagonizou, junto com o Fernando Rodrigues, uma série de sequências excelentes. Sobre o enterro vivo, sinceramente, não achei que Maneco tenha copiado ninguém. Pelo menos não consegui ver qualquer marca de Xica ou de Avenida.

Oscar Magrini foi o ponto destoante. Só atua do mesmo jeito. Mas nem isso prejudicou as sequências.

O capítulo do sábado, então, foi épico. Maravilhosas atuações da Cyria e da Bruna, em especial da primeira.

Valeu a pena a Globo adiantar as fases de Em Família na edição. Da terceira, aposto em Julia Lemmertz, Gabriel Braga Nunes, Natália do Valle, Ana Beatriz Nogueira e principalmente no triângulo Giovanna-Reynaldo-Tainá Muller. Sem exagero, digo que o grande Manoel Carlos da fase dirigida por Ricardo Waddington está de volta. A parceria com o Monjardim dessa vez tá dando certo e tem tudo pra trazer um novelão daqueles. E torço pra que seja assim mesmo. Abç!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Gostei dos capítulos de sexta e sábado. Concordo com os elogios a Cyria Coentro, Alice Wegmann e Juliana Araripe e às cenas do cão Federal. Bruna Marquezine está bem. Achei fracos os desempenhos do Guilherme Leicam e do Nando Rodrigues, além do Oscar Magrini.

Felisberto Junior disse...

Olá,Bom dia, Sérgio
é verdade... a primeira semana,foi de uma adrenalina a mil e até as passagens de tempo confundiu um pouco, e que Maneco possa então manter esses piques de emoções na sequencia.
Obrigado pelo carinho, bela semana, abraços!

Anônimo disse...

Achei tudo tão over... A única que se salvou foi a Cyria! O resto deu vergonha alheia! A Globo acelerou porque os índices estão catastróficos mas não acho que isso vá melhorar alguma coisa.

Barbie Californiana disse...

A novela está se desenvolvendo bem... tomara que permanece assim ou melhor daqui pra frente. beijinhos

Flaviana disse...

Só eu acho a Bruna fraca? Ela só chora nas cenas e parece a Dani Winits da novela anterior que expelia lágrimas toda hora! Gostei desses dois capítulos e seus elogios são justos, mas não me empolguei com a novela. Parece que eu já vi tudo isso antes. E não me iludo com essas cenas eletrizantes porque a partir de hoje é certo que aquele ritmo modorrento continuará.

Vinícius disse...

Gostei do capítulo, mas a novela é cansativa. A filha da Helena também será filha do Laerte? Porque se for a situação será a mesma de Ordália - Gina - Herbert de Amor À Vida.

Anônimo disse...

Manoel Carlos costuma ser um pouco lento demais mas sempre tem uma história principal muito chamativa. Acho que essa novela pode render bons momentos nesse quesito. Porém, não me empolgo muito por não gostar do ritmo e das repetições dele. Vamos ver!!

Anônimo disse...

Manoel Carlos costuma ser um pouco lento demais mas sempre tem uma história principal muito chamativa. Acho que essa novela pode render bons momentos nesse quesito. Porém, não me empolgo muito por não gostar do ritmo e das repetições dele. Vamos ver!!

Kelvin disse...

Eu estou gostando muito da novela, os quatro primeiros capítulos foram bons apesar de um tanto quanto arrastados e com poucos acontecimentos, mas esse de sexta e o de sábado foram um dos melhores capítulos de novela que eu já assisti. A cena da briga, a do casamento, a do enterro vivo do Virgílio, e as do cachorro também foram muito emocionantes (Tanto a que ele encontra o Virgílio na floresta quanto a que ele vai atrás dele no hospital). Eu comentei aqui que eu tinha achado o Guilherme Leicam muito canastrão, mas tenho que reconhecer que ele melhorou muito nesses dois últimos capítulos. Ele, o Fernando Rodrigues estão indo muito bem, e digo o mesmo da Alice Weggman. Oscar Magrini sempre atua do mesmo jeito, mas nem ele atrapalhou o desempenho das cenas. Algumas pessoas (Poucas) criticam a atuação da Bruna Marquezine, mas eu me rendo a ela. A garota está mandando muito bem e está fazendo por merecer esse papel. Eu nunca ouvi falar dessa Cyria Coentro mas para mim ela está atuando muito bem, tanto ela quanto as atrizes que interpretam a mãe da Helena e a mãe da Helena. Ah, destaco também a cena que a Chica flagra o Felipe bebendo uísque. Ansioso pra que chegue logo a terceira fase da trama, eu gosto do Gabriel Braga Nunes e da Julia Lemmertz e espero que o Gabriel vá bem nesse papel porque eu não gostei muito dele fazendo o Léo de Insensato Coração. Abraços!

Kelvin disse...

Aonde eu escrevi "Ele, o Fernando Rodrigues" lê-se Ele e o Fernando Rodrigues. Aonde eu escrevi "Atrizes que interpretam a mãe da Helena e a mãe da Helena" lê-se Atrizes que fizeram a mãe da Helena (Chica) e a mãe do Laerte (Selma).

Anônimo disse...

A cenas de sexta-feira foram muito boas gostei desses atores que fazem o Virgilio e o Laerte não conhecia nenhum dos dois, e a Bruna tava ótima além de gata como sempre

Filha do Rei disse...

Aos poucos tudo vai se encontrando, agora mesmo estou a assistindo e está movimentada como a maioria gosta :)
Bjss

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio, como vai?
Esse acerto no início das novelas me parece normal, principalmente quando sai um grande sucesso, como foi o caso. Continuo não gostando porque não gostei do enredo, mas acredito que a aceleração dos capítulos pode ser uma grande sacada para quem gosta do estilo. Um abraço!

Kerollay disse...

Essas cenas foram muito boas e tiveram atuações perfeitas do Leicam, Nando, Bruna, Cyria e da Juliana Araripe, eu tava até começando a gostar da novela, mas a terceira fase já começou beeem chatinha, e as saudades de Amor á Vida só aumenta

Anônimo disse...

Nunca vi nada mais bizarro que essa passagem de tempo nessa novela. Na fase que se passa nos anos 80 tinha carros dos anos 90 e outros detalhes que reparei. Será que numa emissora como a globo eles não tem o cuidado pra fazer esse tipo de coisa? E os atores nada a ver, tipo, a Vanessa Gerbeli é muito mais parecida com a bruna markezine que a Lemmertz, que além de tudo é velha pro papel. Deu a louca na globo, que bagunça!!!

Melina disse...

Sérgio, achei esses dois capítulos bons e foram os que salvaram a novela até agora. Mas o de ontem foi cansativo e absurdo. Correram com a história depois de arrastarem a trama e a passagem de tempo ficou mais absurda do que seria. Vanessa Gerbeli tia da Júlia Lemmertz é um abuso. E aquela cena do Laerte no concerto que durou quase 10 minutos? Era pra dormir? Qual a necessidade daquela cena do estupro? Não vi razão a não se chocar. Ai, Sérgio, tô sem paciência com essa novela. Tomara que melhore. Um beijo.

Athyne Tedesco disse...

Esses capítulos da reviravolta, foram simplesmente espetaculares, depois dos primeiros capítulos mornos, a trama precisava de uma movimentação. Na sexta todas as cenas de tensões foram ótimas, Guilherme Leicam que eu só tinha gostado em Tempos Modernos, melhorou bastante e foi ótimo, e o Fernando Rodrigues se mostrou uma ótima revelação. O capitulo de sabado também foi maravilhoso, com ótimas atuações principalmente de Bruna Marquezine e Cyria Coentro.

O capitulo de segunda também foi ótimo, mas a terceira fase já começou meio monótona talvez hoje melhore com a entrada do núcleo da Clara, e além do núcleo da Shirley, pelo que eu li esses dois núcleos tem tudo para serem os melhores.

Patricia Galis disse...

Tbm gostei a passagem de tempo, mas os dois dias da nova fase foram meio chatos, o Gabriel Braga Nunes esta meio bobo sei lá affff nada haver com um homem maduro que viveu fora do pais....e afirmo mais uma vez a Julia como Elena sei não affff vamos esperar.

regina trompowski disse...

olá sérgio. estou achando a novela boa, acho que pisa nas anteriores do maneco, que foram irritantemente cansativas. o elenco não é dos melhores, mas não chega a ser horrivel. o que me desagrada é o fato de Vanessa gerbelli ser tia da julia lemmertz e natália do vale ser mãe da última. depois disso vou até renovar meu estoque de renew, estou com medo, kkk. fiquei com medo de aparecer de repente a eva todor sendo filha da nívea maria. hahaha, brincadeiras à parte, acho que a novela pode ser promissora, se não se arrastar muito e manter o bom ritmo das primeiras fases. ainda é cedo pra julgar se será mais uma páginas da vida II.

Anônimo disse...

NOVELA HIPER CHATA O CAPITULO DE ONTEM E HOJE FOI PRA DORMIR

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Chica. bjs

Sérgio Santos disse...

Tb espero, anônimo. abçs

Sérgio Santos disse...

Pamela, eu preferia uma outra atriz pra fazer a Helena jovem justamente por isso e achei equivocado a Luiza ter exatamente o mesmo visual da Helena. Pelo menos o cabelo podia ter mudado. Enfim. bjsss

Sérgio Santos disse...

Esses dois capítulos, Thallys, foram excelentes e o elenco deu um show. Mas não gostei da Globo ter interferido não. Deveria ter visto isso antes da novela ir ao ar, até pq adiantaram à toa já que os capítulos da terceira fase estão bem arrastados.

É claro que a cena do enterramento não foi cópia de nada. E se tivesse em Amor à Vida tb não seria cópia. São situações completamente distintas.

Acho precipitado falar isso da novela pq com Maneco é preciso esperar um pouco. E eu queria que Luiza fosse bem diferente da Helena pra Bruna poder se diferenciar, senão estará interpretando a mesma personagem com nomes diferentes.

Sérgio Santos disse...

Elvira, estou sentindo falta dessa fase. Alice e cão Federal, principalmente. Achei que Guilherme melhorou mt, embora ainda precise melhorar mt mais. Não achei o Nando ruim. De resto, concordo com vc. bjsss

Sérgio Santos disse...

Maneco não é disso, Felis, mas tomara que o ritmo seja ao menos igual ao de suas tramas de sucesso. abçs!

Sérgio Santos disse...

Anônimo, obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Tomara, Barbie. bjs

Sérgio Santos disse...

Flaviana, não, tem gente que não está achando a Bruna bem mesmo. Mas eu estou gostando muito. E Realmente os capítulos da terceira fase estão bem mais lentos. Mas tomara que melhore. bjss

Sérgio Santos disse...

Vinícius, ficará sim com essa dúvida no ar, da mesma forma que o caso de Amor à Vida. Boa percepção a sua. abçs.

Sérgio Santos disse...

Concordo com sua percepção, anônimo. Mas vamos ver como tudo será desenvolvido. abçs.

Sérgio Santos disse...

Kelvin, eu achei o primeiro capítulo fraco, mas gostei desses dois e achei excelentes. Maneco mostrou que tb sabe fazer cenas tensas. Mas a terceira fase, por enquanto, ainda não mostrou a que veio. Eu tb quero que o Gabriel se saia bem, mas eu nunca o achei um grande ator. Os sussurros dele me irritam e tb não morri de amores pelo Léo. abçs.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, anônimo!

Sérgio Santos disse...

Tomara que tudo se desenvolva bem, Cléu. bjs

Sérgio Santos disse...

Bia, acho que vc não iria gostar dos capítulos mais recentes. Bjão!

Sérgio Santos disse...

Kerollay, a terceira fase ainda não disse a que veio, mas vamos aguardar mais um pouco. E tb sinto saudades. bj

Sérgio Santos disse...

Anônimo, a questão cronológica é a grande falha da novela. Tudo ficou muito artificial e forçado mesmo. Abçs

Sérgio Santos disse...

Melina, tb não gostei da Globo acelerar a trama pq deveria ter visto isso antes da novela estrear. Mas paciência. Tb achei a cena do concerto cansativa. A do estupro foi chocante mas eu tb não vi função, pareceu gratuita. Talvez tenha no futuro, como por exemplo a mulher ter tido um filho fruto desse ataque, vai saber. bjs

Sérgio Santos disse...

Athyne, os dois capítulos foram espetaculares mesmo e deu gosto de ver. Grandes cenas. Mas a terceira fase está lenta mesmo e isso ficou evidenciado no cap de ontem e de hoje. Mas vamos ver como tudo se desenvolverá. A Shirley ainda nem entrou e isso fará diferença depois. Bjão!

Sérgio Santos disse...

A terceira fase tá meio monótona,. Patrícia. Mas ainda tá no começo. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Verdade, Regina, é muito cedo ainda pra tecer algo. Até pq as duas fases nem contaram mt, o que conta é a partir de agora. Mas isso das idades ficou puxado mesmo. O que não falta é piada. O elenco não é ruim, não, mas tb não é incrível. bjs

Sérgio Santos disse...

Os dois capítulos não tiveram mts acontecimentos mesmo, anônimo, mas ainda é cedo. abçs

Leandro disse...

Eu estou adorando a Novela, já deixei claro que prefiro o MC, e como não sou critico posso ser totalmente parcial...rsrsrsrs
Também gostaria de dividir minha alegria em saber que Regina Duarte estará de volta no Viva e também está reservada para uma novela das 18 hs.
Li uma entrevista onde ela dizia que adoraria ter sido escalada para a última novela do MC, nossa seria perfeito na minha opinião. Pronto acabei falando dela novamente...desculpa se alguém me achar chato mas o que posso fazer se essa mulher me inspira rsrsr
Aproveitando gostaria de parabenizar o autor do texto, muito bom mesmo. Posso não concordar com algumas opiniões suas mas adoro ler seus texto bem escritos. Abraços!!!

Sérgio Santos disse...

Leandro, mt obrigado. Eu não estou adorando a novela e tenho achado os capítulos da terceira fase bem sonolentos. Mas ainda estou aguardando mais um pouco. Eu tb queria que Regina tivesse feito essa última novela do Maneco e seria interessante vê-la numa trama dele sem ser a Helena. Abçssss

Fabíola Oliveira disse...

Sérgio, que história fraca essa dessa nova novela de Manoel Carlos. A história parece girar em torno de um cara ciumento, que no passado fez uma bobagem, anos depois retorna ao país de origem e passa a querer reviver seu romance que fora abruptamente interrompida há 20 anos.

Sinceramente eu não acho que só isso seja suficiente para sustentar um folhetim que provavelmente ficará mais de 5 meses no ar e aparentemente, pelo menos até agora, os núcleos paralelos parecem pouco interessantes... Sei lá...

Desde que vi as primeiras chamadas desse novo folhetim do superestimado Manoel Carlos, não consegui me interessar muito pela novela, pois achei a história inconsistente e pouco atrativa.

Parece que Maneco quer fazer um dos pontos altos de sua história o romance entre a irmã da protagonista e uma famosa fotógrafa. Só que tem aparecido tantos casais gays nas novelas da Globo, que isso já deixou de ser novidade, transformando-se em uma chata repetição. Sem contar que Maneco já trabalhou esse mesmo tema anos atrás em outra novela sua.

Quem tirou a sorte grande nessa novela foi a Tayná Müller, atriz que, embora já tenha alguns trabalhos tanto na TV quanto no cinema, ainda não é muito conhecida do grande público. Essa pode ser uma boa oportunidade para ela se destacar e, quem sabe, consolidar profissionalmente o seu nome e tá até bonita na novela

Para mim, a novela mais interessante e que, por sinal, teve um belíssimo fim dos últimos anos foi Amor À Vida e, na minha opinião, o Walcyr é um dos melhores autores de novela da atualidade, principalmente por ser versátil, coisa que não vejo no Maneco.

Todas suas novelas parecem contar uma mesma história, só que de outra forma...

Uma coisa que não dá para engolir é a pouca diferença de idade entre os personagens que sugeriria atrizes mais velhas para interpretá-lo.

Embora um dos atores dessa novela tenha se manifestado nas redes sociais sobre o assunto, alegando que um ator não estaria vinculado a sua idade para interpretar um determinado personagem e que ele aos 32 anos interpretou Renato Russo aos 16 anos, a verdade é que a Wanessa Gerbeli não convence nem um pouco vivendo uma mulher tia da protagonista que já conta com 40 anos...

Eu até concordo que é perfeitamente possível um ator mais velho interpretar um personagem mais jovem. Prova disso é a própria Júlia Lemmertz, que já está com 50 anos e interpreta, na novela, uma mulher de 40. Nesse caso, até que convence.

Poxa, com 32 anos ainda se é jovem e, a depender do biotipo da pessoa em questão, até pode se passar por alguém bem mais jovem, se bem que eu assisti ao filme em que esse ator trabalhou e não sabia que aquilo era Renato aos 16. Pensei que fosse aos vinte e poucos...rsrsrs

Mas quem sabe a trama não melhore e me surpreenda. Mas...

Sérgio Santos disse...

Fabíola, ótimo o seu comentário. Não tenho achado a novela fraca, mas tb não acho incrível e vejo mtas repetições. Mas a trama parece promissora e eu espero que seja bem desenvolvida. Entretanto, pelo que foi mostrado até agora, tb me pergunto se a trama terá fôlego pra ficar 8 meses no ar.

A diferença de idade é um grave erro. No caso desse ator, é ainda pior pq ele é mt mais baixo que o Guilherme Prates, que o fez na primeira fase. E ele é mais VELHO que a irmã Clara, da Giovanna Antonelli. Enfim, vou escrever um texto sobre isso e aí eu explano mais.

No caso da Júlia, nd teve de errado. Ela pode se passar por uma mulher de 40 fácil, mas não pode ser filha da Nathalia sem nem ao menos terem envelhecido a mãe. Clr que o ator não precisa ter a mesma idade do personagem, mas precisa sim APARENTÁ-LA. Enfim...

Sobre o Walcyr, sou suspeito pq sou fã dele e está na minha lista de autores prediletos, ao lado de Silvio de Abreu e João Emanuel. Até colocaria Lícia Manzo, mas ela só fez uma novela, então esperarei outras. Bjão

Lucas disse...

WC bom escritor? HA HA HA só no Brasil mesmo e talvez no México, só de lembrar o excesso de explicações das novelas dele me dá um tremor. Por mim ele apodreceria na Geladeira Global, mas como o que o povão quer é caricaturas logo logo ele vai estar assombrando nossas telas. E dessa lista de autores sua só se salva Silvio de Abreu, junto com, Manoel Carlos e Benedito Ruy Barbosa. Maria Adelaide Amaral também, mas só teve uma novela inédita então deixo ela de lado por enquanto.

Sérgio Santos disse...

Não gosto das novelas do Benedito, Lucas, pq me dão sono e são sempre a mesma coisa: dois fazendeiros que se odeiam, um padre legal, campo, pasto, peão galã, etc. Mas não é por isso que digo que acho o autor uma porcaria. O que vejo que vc não faz com o Walcyr. Poderia dar uma lista telefônica de exemplos de mexicanização em nossas novelas de TODOS os autores, mas nem vale a pena pq conseguiram criar esse mito inútil a respeito do autor.

E para seu desespero ele voltará em breve mesmo, afinal, já escreveu inúmeros sucessos e a Globo não é besta.