quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

"Pecado Mortal" e o amadorismo da Record

A estreia de "Pecado Mortal" foi cercada de expectativas. Afinal, era a primeira novela de Carlos Lombardi na Record, após sua saída da Globo. E o alto investimento na trama evidenciou o interesse da empresa no sucesso do produto. Porém, não deu certo. O folhetim ---- que completou 100 capítulos nessa quinta (13/02) ---- é um fracasso e tem uma média em torno dos 6 pontos no Ibope. Mas para agravar ainda mais essa situação, a emissora resolveu mudar o horário da obra no dia 3 de fevereiro.


É bom lembrar que a Record nunca respeitou o telespectador da novela, já que a história quase sempre só começava quando "Amor à Vida" (da Globo) chegava ao fim. Por coincidência ou não, a líder estendia os capítulos da trama de Walcyr Carrasco até umas 22h50m, ou seja, acabava 'obrigando' a rival a deixar "Pecado Mortal" ---- que teoricamente teria que iniciar às 22h30m ---- cada vez mais tarde. Não por acaso, os índices de audiência foram caindo.

Só que essa crítica situação conseguiu ser piorada após o término de "Amor à Vida". Achando que poderia 'enfrentar' o produto mais assistido do horário nobre, a emissora antecipou "Pecado Mortal" para às 21h15m com o intuito de competir com "Em Família", nova trama de Manoel Carlos. Em suma, não
se preocuparam com a mudança já que os índices sempre estiveram abaixo do esperado e ainda desrespeitaram o público que acompanha a novela.

Como se não bastasse esse conjunto de erros de planejamento, a Record ainda anunciou a alteração com pouco tempo de antecedência. E para agravar a má fase, Alexandre Avancini, o diretor, deixou a produção para se dedicar a uma nova faixa de horário de teledramaturgia e Mel Lisboa pediu para sair da trama devido a compromissos com uma peça teatral. Em meio a esses problemas, a emissora chegou a divulgar que faria um 'resumo' da trama durante a primeira semana no novo horário --- com o intuito de conquistar novos telespectadores ---, mas depois acabou desistindo e optou pelos capítulos inéditos mesmo.

Mas claro que essa alteração não deu certo. Após exibir 91 capítulos depois das dez e meia da noite e não obter a audiência desejada, os números caíram ainda mais quando "Pecado Mortal" começou a entrar no ar no mesmo horário de "Em Família". E pior, tem perdido --- ou empatado --- até para a reprise de "Rebelde", exibida no SBT, amargando em torno dos 4/5 pontos e ficando em um incômodo terceiro lugar.

Não deixa de ser uma justa punição para uma emissora que não se preocupou com o telespectador que acompanha diariamente a novela de Carlos Lombardi. Independente de ser fracasso ou sucesso, uma produção que teve quase 100 capítulos exibidos em um determinado horário, não pode se dar ao luxo de entrar no ar quase duas horas mais cedo sem pensar nas consequências.

A Record mais uma vez deu uma aula de amadorismo e acabou prejudicando ainda mais uma novela, que, apesar dos baixos índices, tem apresentado mais qualidades que as tramas anteriores da emissora. O autor, o elenco e o público que acompanha a história não mereciam tanto descaso.

46 comentários:

Anônimo disse...

Ui, que peninha da globo, afundada na crise. Isso você não comenta, né?

paulo disse...

Pecado Mortal é muito boa, se não dá o ibope esperado não é novidade, o povo só assiste a globo, não sabem o que estão perdendo. Pra mim PM é muito melhor que essas novelinhas toscas que estão no ar na globo. Só a abertura e o logo de PM já humilha as da globo. Ah, não acompanho sempre pois não tenho muita paciência mas o pouco que já vi gostei, é a melhor do Lombardi desde Bebe a bordo de 1988, época em que a globo mostrava nada menos que Fera Radical as 6, BAB as 7 e Vale Tudo as 8, ou seja, bons tempos da ex-poderosa.

Thallys Bruno Almeida disse...

A Record conseguiu desaprender tudo o que havia conseguido em 2006-8, melhor fase da emissora, por causa da arrogância da antiga gestão. Erros que aos poucos os novos diretores tentam reparar aos poucos.

E tem uma receitinha de sucesso na Globo que a Record deveria adotar. Um outro exemplo do bem.

É o seguinte: a Record devia LEVAR os atores a seus programas, levar seu elenco, fazer sua programação de entretenimento girar em torno da parte dramatúrgica. A Globo é o que é por isso. Quantas vezes a gente não tem um ator de qualquer novela global no Video Show, no Mais Você, no Encontro, no Faustão, no Altas Horas? É isso o que a Record devia fazer, levar o pessoal no Hoje Em Dia, no Programa da Tarde, no programa do Faro, chamar o autor pra uma entrevista no talk-show do Justus no dia de segunda. Isso com certeza ajudaria a atrair o público. Valorizar o ouro de sua casa e investir nesses produtos. É assim que a audiência vem.

Uma pena, porque, mesmo eu que não tenho acompanhado a novela do jeito que eu gostaria, de tudo que eu já vi, considero essa a melhor novela da Record dos últimos 7 anos. Ainda mais com um super elenco com mta gente como Jussara Freire, Paloma Duarte, Betty Lago e Simone Spoladore. Abç!

Thallys Bruno Almeida disse...

Ah: e evitaria micos como o Maurício Mattar perguntando na plateia do Programa da Tarde se alguém assistia Dona Xepa sem qualquer resposta.

Thallys Bruno Almeida disse...

Errata: repeti o "aos poucos"

Anônimo disse...

A Record não faz esse AUTO PAGA PAU porque não é patética feito a "grobo". E opinião de quem aprecia aquela idiotice chamada big brother deve ser bem embasada, né?

Leandro disse...

Bem, nunca gostei muito das novelas do Lombardi, mas acho que a Record
deveria tratar com mais respeita a obra dele.
Atualmente a Globo amarga na audiência com 2 novelas e houve também o caso da intervenção na Em Família, que eu particularmente não achei certo, mas nem por isso fica trocando de horário e fazendo os telespectadores de bobos.

Thallys Bruno Almeida disse...

Não faz, anônimo? E os editoriais que vira e mexe apareciam no Domingo Espetacular, isso quando não tinham ataques gratuitos. Mas pelo visto pra vc o Paulo Henrique Amorim deve ser o maior jornalista do mundo, né?

Anônimo disse...

Deve ser, veio da globo, né?

Anônimo disse...

Eu quero mais e que a record se FODA mais
Se FODA mesmo uma emisora que
Nao respeita o seu publico tem mais
E que se FODER.
Mais e que se foder.

✿ chica disse...

Como não assisto essa novela, apenas li e não posso opinar. Mas o abração posso deixar,rs Lindo dia!chica

Danizita L. disse...

Nossa é uma pena mesmo Sérgio, eu aprecio muito Pecado Mortal. A Record pelo visto só se empenha em competir com a Globo por meio de matérias sensacionalistas e baixas, o autor, o elenco ( que aliás, são ótimos) e todos os que acompanham a trama merecem mais consideração. Não sei como será o futuro do Carlos Lombardi na Record, desconheço o tempo de contrato dele na emissora, mas é evidente que ele está insatisfeito com o descaso que sua obra vem sofrendo, ele próprio já admitiu isso, e com razão né? Acho que assim que ele puder vai pular do barco, com sorte volta pra Globo, ou talvez quem sabe vá para o SBT, já que li uma notícia que a emissora de Sílvio Santos pretende voltar a produzir novelas adultas para um horário mais tardio da noite. Bom isso só o tempo dirá...

Bjs ;-)

F Silva disse...

Algo a comentar...

Sérgio, o Sílvio de Abreu em uma recente entrevista para um site comentou sobre a produção de novelas da Rede Record e a saída de Carlos Lombardi da Globo. E ele falou algo interessante, ele disse que a fórmula para a emissora encontrar o sucesso e um público cativo é ela parar de copiar as produções da Globo. Ou seja, ela precisa encontrar seu próprio estilo de produção. Segundo Sílvio, não é interessante para o público encontrar o estilo Globo de produzir novelas em outras emissoras. Ele falou ainda que as produções bíblicas produzidas pela emissora são muito boas e talvez aí seja um bom caminho.

Bom, eu particularmente, concordo com Sílvio, e quero relembrar aqui as produções da extinta tv Manchete, que encontrou o sucesso em suas produções, buscando seu próprio estilo de teledramaturgia. Os sucessos daquela época como "Dona Beija", "Corpo Santo", "Pantanal", "Kananga do Japão", "Chica da Silva", tinham um estilo Manchete de ser e deram muita dor de cabeça a Globo na época.

A Record encontrou um relativo sucesso em algumas de suas novelas, como "Prova de Amor", "Vidas Opostas", "Chamas da Vida", "Poder Paralelo". Mas para se ter algo duradouro, precisa buscar um caminho que conquiste uma parcela do público que quer ver algo diferente do que é apresentado na Tv Globo.

Um grande abraço.

Fabíola Oliveira disse...

Oi, Sérgio! Eu não consigo entender como foi que a Record conseguiu se perder tanto. Lembro que há alguns anos quando ela começou a se reestruturar e se tornar mais competitiva frente às outras emissoras,alcançou até bons resultados como a novela Escrava Izaura, dentre outras, por exemplo, e parecia ser uma promissora concorrente da Globo, chegando, inclusive, até a ameaçá-la em alguns horários.

O Programa O Aprendiz também representou os tempos áureos dessa empresa, mostrando-se ser, na época, um grande acerto, trazendo uma proposta de entretenimento nova e educativa para os lares brasileiros. Hoje esse programa é uma fórmula ultrapassada e que não ajuda a alavancar o pífio IBOPE da Record em absolutamente nada.

A Ana Hickman foi contratada pela Record para se tornar a musa da emissora. os anos se passaram, a atração dominical que ela apresentava e que parecia que iria dar uma guinada na carreira dela foi encerrada, e ela acabou mesmo foi apresentando um programa de fofoca no meio da tarde ( que decadência!).

Acho que foi para o marido dela pagar a língua da praga que rogou a Galisteu por conta daquela discussão idiota, que foi causada muito mais por ele do que pela Adriane em si.

Por falar em Ana Hickman, Sérgio você se lembra que há uns 3 ou 4 anos aproximadamente foi realizado no antigo programa dominical uma competição entre várias moças, cuja vencedora se tornaria repórter desse mesmo programa?

Pois bem! Lembro que quem venceu foi uma moça que, salvo, engano abandonou até o emprego de aeromoça para concorrer à vaga oferecida pelo programa e quando venceu, não foi contratada e a vi dizendo na net que a emissora nunca justificou o porquê de a contratação nunca ter sido realizada. Até isso!

Fabíola Oliveira disse...

Arrisco dizer que o grande problema da Record esteja em suas escolhas. Até onde eu sei, o Carlos Lombardi nunca figurou entre um dos melhores autores da Globo.

Penso que, ao invés de ficar esbanjando dinheiro investindo em produções caríssimas, fosse mais sensato para essa emissora contratar profissionais que realmente possam traçar um planejamento de programação para a Record e, quem sabe, através disso conseguir elaborar um produto realmente atrativo para o telespectador porque, convenhamos, depois que o espírito de ambição e megalomania se apoderou dos líderes dessa emissora, mais nunca ela conseguiu fazer algo que realmente prestasse ou que se pudesse dar um mínimo de atenção.

Anônimo disse...

A Record deveria mesmo era se aprimorar em novelas bíblicas, assunto que ela domina melhor.Entretanto eu pergunto: por que nessa atual Milagres de Jesus, Ele, Jesus não aparece?

Maxxi disse...

O grande problema de Pecado Mortal e por extensão, de Lombardi, chama-se Record. Se essa mesma novela fosse exibida em outra emissora (Globo ou até SBT) ela seria uma trama extremamente competitiva.

É uma pena que essa história que me parece tão atrativa esteja numa emissora perdida. Dia a dia novelas boas se perdem na emissora. E além dos telespectadores desrespeitados, fico com peso pelo elenco que deve se vê sem expectativas.


Não torço para que a Record desista da teledramaturgia. MAs tenho consciência que se continuar com essa administração, será dinheiro jogado fora.

Barbie Californiana disse...

Não vejo essa novela, Sérgio, então nem vou opinar. beijinhos

Alexandra Amaral disse...

O que é Record? Não assisto, rs. Bjs sérgi

regina trompowski disse...

não assisto e não gosto da record por que ela insiste em criticar a Globo( não que eu seja fã da Globo, mas acho uma coisa ridícula criticar algo só pra conseguir audiência). Quem sabe se parasse de criticar a emissora com argumentos sem fundamento, talvez seria mais digna. o que ela ganha com isso? rs, não sei! Bjs de Curitiba e de uma pessoa que sonha em conhecer o RJ, :D

MARILENE disse...

Sergio, essa novelo não acompanho, mas gosto de ler seu posicionamento, sempre coerente. Bjs.

Sérgio Santos disse...

Nossa, anônimo, vc é talifã da Record mesmo. Nem leu o texto e ainda escreveu essa bobagem.

Sérgio Santos disse...

Paulo, confesso que não entendi a contradição. Se vc não tem paciência é pq a novela não é boa pra vc, desculpa. Caso contrário vc assistiria. abçs

Sérgio Santos disse...

Eu li o Flávio Ricco escrevendo no blog dele isso de a Record chamar os atores em seus programas pra divulgar seus produtos. Realmente poderia ajudar, mas mudando de horário e só começando quando a novela da Globo acaba é difícil. Insisto que essa novela traz vários recurso amplamente abordados pelo Lombardi, mas tem qualidades e merecia dar mais audiência que as anteriores e não menos, como é o caso.

Sérgio Santos disse...

Sim, Leandro, a Globo tem uma grade rígida, que às vezes até irrita, mas querendo ou não é um diferencial. Tb não achei certo o que fizeram com Em Família, mas nem se compara com essas mudanças que a Record faz.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Chica. bjs

Sérgio Santos disse...

Danizita, que ele não está satisfeito, é notório. Mas ainda tem um longo contrato a ser cumprido e não creio que ele volte pra Globo. Primeiro pq há tempos ele não emplacava uma novela de sucesso e segundo pq ele rompeu o contro e não sei se a empresa viu isso com bons olhos. bjsssss

Sérgio Santos disse...

F Silva, não li essa entrevista do Silvio, mas eu concordo plenamente com ele. Embora essa repetição de temas bíblicos me canse, realmente não deixa de ser um caminho.

Teve uma época que a Record produzia novelas competitiva,sm as isso foi se perdendo com o tempo e depois nunca mais ela se reergueu. Querendo ou não, a Globo será sempre a preferida do telespectador. E fez por onde, sejamos justos.

Boa lembrança da Manchete. É verdade. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Fabíola, excelente comentário. Concordo com tudo. Ela seguia um bom caminho, mas se perdeu na própria pretensão de ser lider. Gastou demais e não soube se planejar.

Eu não sabia desse concurso de repórter na Ana Hickman, mas não me surpreende isso.

E sim, o Carlos Lombardi nunca figurou entre os autores mais prestigiados da Globo. Por isso que a emissora nem fez questão de segurá-lo. E estava deixando na geladeira há anos. Sua última novela foi em 2007. Mas nem acho que um grande autor resolveria. Lauro César Muniz é mt respeitado e acabou sendo demitido pela Record depois do fracasso de Máscaras. Enfim... bjsssss

Sérgio Santos disse...

Anônimo, eu acho bem melhor que o Jesus não apareça. É mais interessante dramaturgicamente que ele não surja em cena.

Sérgio Santos disse...

Talvez no SBT ela até desse mais audiência, Maxxi, é verdade. Tb não quero que a emissora desista da teledramaturgia pq é muita gente desempregada. abçs

Sérgio Santos disse...

Ok, Barbie. bjs

Sérgio Santos disse...

Bjs, Alexandra! rs

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Regina! =) Beijão!

Sérgio Santos disse...

Bom domingo, Marilene! bjsssss

Clau disse...

Oi Sérgio :)
Não tem pra ninguém, só a Globo sabe fazer novelas!
A Record investe tanto, contrata bons profissionais, mas depois não dá conta do recado.
É isso mesmo, o amadorismo da Record põe tudo a perder...
Tenha uma ótima semana. \o/
Bjs!

Anônimo disse...

A culpa do fracasso dessa novela é da Globo que esticou os capítulos de Amor A Vida até onze da noite!

Sérgio Santos disse...

O Sbt já fez boas novelas, Clau. A Manchete tb fazia e até a Record já foi mais feliz anos atrás. Mas claro que a Globo é a melhor, afinal, é referência mundial. Bjs e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Desculpa, anônimo, mas isso se chama concorrência. Cada um usa as armas que tem. A Globo exauriu o Walcyr, aproveitando o sucesso da novela, e conseguiu alcançar o objetivo.

Fabíola Oliveira disse...

A Globo promoveu uma mudança de horário em sua grade vespertina e, desde então, vem exaustivamente anunciando tanto por meio de chamadas quanto através dos seus programas a novidade.

Isso é respeito ao telespectador e, acima de tudo,profissionalismo.

O que você achou dessa mudança, Sérgio? Não sei por que a Globo fez isso. Há tantos anos que é desse jeito...

Isso é respeito ao telespectador e, acima de tudo, profissionalismo.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Fabíola. Eles anunciaram isso exaustivamente. E eu achei a mudança ótima. E já surtiu efeito. Caras & Bocas já conseguiu mais audiência e com isso ajudará o restante da grade, como Malhação, por exemplo. Já a Sessão da Tarte manteve os índices do VAPVDN, ou seja, valeu a pena. Bjsss

Anônimo disse...

Ontem a novela marcou 2,9 pontos e empatou com o Jornal da Cultura. Que fracasso vergonhoso!

Sérgio Santos disse...

Eu não sabia disso, anônimo. Preocupante.

andreaejoselio Junker disse...

Acho que o grande erro da novela é ser ambientada nos anos 70. Fica meio enjoativo., há incoerências, não convence muito, mas mesmo assim é um bom produto. Os atores são ótimos. Principalmente o Vitor Hugo.

andreaejoselio Junker disse...
Este comentário foi removido pelo autor.