segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

A genialidade de Silvio de Abreu

Silvio de Abreu é um dos grandes autores do país. Nascido no dia 20 de dezembro de 1942, chegou a ser ator e roteirista antes de se dedicar à profissão que o consagrou. No último domingo, o autor deu uma excelente entrevista ao Jornal O Globo (na Revista da TV) e falou sobre sua carreira, além do próximo trabalho: supervisor de "Búu", novela da saudosa Andrea Maltarolli, escrita por Daniel Ortiz.


Essa deliciosa entrevista apenas confirmou a genialidade de Silvio, que fez questão de condenar o vazamento dos spoilers de novelas, fazendo uma comparação com os filmes e séries, onde ninguém gosta de saber o que irá acontecer. Ainda falou do prazer que sente em escrever e supervisionar, além de ter apontado os sucessos e os fracassos da carreira. Também criticou os baixos índices do remake de "Guerra dos Sexos", ressaltando todos os pontos positivos do folhetim, que de fato foi ótimo.

O autor tem um currículo admirável e sua última novela inédita foi a excelente "Passione", encerrada em 2011. A trama presenteou o público com a melhor atuação de Mariana Ximenes, que deu um show na pele da víbora Clara. E o elenco estelar deixou a atrativa história ainda mais interessante de se acompanhar. Fernanda Montenegro, Irene Ravache, Tony Ramos, Cleyde Yáconis, Elias Gleiser, Emiliano Queiroz,
Werner Schunemann, Vera Holtz, Daisy Lucidi, Aracy Balabanian, entre tantos outros ótimos nomes, brilharam na trama que (apesar da média geral de 35 pontos) alcançou picos de 59 pontos em sua última segunda-feira (capítulo onde Clara era desmascarada por Totó, marcando 54 de média), índice que nenhuma outra obra que a sucedeu conseguiu até agora.

E a escalação é uma das principais qualidades do autor. Suas novelas sempre têm um bom time e os veteranos são valorizados como merecem. Tem sido cada vez mais raro ver algum ator de mais idade em um papel de destaque, porém, é algo frequente nas produções de Silvio ----- o que também ocorre nas tramas de Walcyr Carrasco, que chegou a pedir ajuda ao colega na época de "Sete Pecados", quando enfrentou uma crise de criatividade.

Outra preocupação dele é dar aos atores sempre papéis diversificados, evitando estigmatizá-los. Quando não consegue, prefere ser honesto e repetir o personagem, ao invés de criar outro parecido. Vide Dona Armênia (presente em "Rainha da Sucata" e "Deus nos Acuda") e Jamanta (presente em "Torre de Babel" e "Belíssima").

Entre os grandes trabalhos de Silvio de Abreu, há as duas versões de "Éramos Seis" (1977 na Tupi e 1994 no SBT), "Guerra dos Sexos" (1983), "Cambalacho" (1986), "Sassaricando" (1987), "Rainha da Sucata" (1990) ---- sua primeira novela no horário nobre da Globo ---- e o melhor folhetim policial já escrito: "A Próxima Vítima" (1995). "Torre de Babel" (1998), "Belíssima" (2005) e a já citada "Passione" (2010) também foram grandiosas produções do autor, que já ajudou colegas hoje consagrados, vide Maria Adelaide Amaral (responsável pelo remake de "Anjo Mau") e João Emanuel Carneiro ("Da cor do Pecado"), ambos supervisionados por ele em seus primeiros trabalhos. Elizabeth Jhin e a saudosa Andrea Maltarolli foram outras autoras beneficiadas pela generosidade dele ----- auxiliadas em "Eterna Magia" e "Beleza Pura", respectivamente. Agora é a vez do novato Daniel Ortiz receber o auxílio do grande autor, cuja novela só estreará depois de "Geração Brasil", por sua vez substituta de "Além do Horizonte".

Silvio de Abreu é um dos autores mais respeitados do país e o horário nobre global está precisando de uma outra novela desse mestre. Enquanto a oportunidade não vem, resta apenas aplaudir esse profissional que entende tudo de teledramaturgia e cujo currículo impressiona pela quantidade de obras marcantes e personagens inesquecíveis.

40 comentários:

Raquel disse...

Oi, Sérgio!

Fico muito feliz de poder ser a primeira a comentar nesse post, porque Sílvio de Abreu é, na minha opinião, o melhor autor de novelas das 21 E 19 horas. Eu sempre adorei as suas tramas das 21 horas, sempre cheias de mistérios e reviravoltas e o seu humor escrachado nas 19 horas. Essa entrevista dele só reforçou a minha posição de fã.

Acho legal que ele levantou pontos muito interessantes sobre o gênero das novelas nessa entrevista, e mostrou uma percepção admirável. Tanto essa questão do carinho para com os atores, a percepção da novela como obra aberta, a necessidade de formação de novos atores e de arriscar novas idéias mostram que ele não é apenas um autor, mas pensa bastante do produto que ajuda a gerar.

Inclusive, eu mesma tinha alguns dos questionamentos que ele levantou sobre a temática das novelas da atualidade. Essa questão da falta de interesse da população em questões profissionais, explica sucessos como FE que era uma novela horrível, mas a Griselda ganhava na loteria e passava de pobre a rica. O povo quer ficar rico, mas não quer trabalhar... Juro que escrevi sobre isso naquele post que se perdeu quando ainda rolava GDS.

Não sei se você ouviu a entrevista em vídeo também, mas Sílvio diz que não tem nenhuma novela das 21 horas em vista pra ele. Vai fazer falta... :(

Thallys Bruno Almeida disse...

Essa do Walcyr ter pedido ajuda pro Sílvio em Sete Pecados eu não sabia.

A entrevista do Sílvio de Abreu foi de uma segurança impressionante. O investimento em supervisionar novos autores, em especial JEC, MAA e Andréia - só tiro a Jhin porque pra mim ela só acertou em Escrito Nas Estrelas, achava Eterna Magia chata - a valorização de atores veteranos (Passione foi algo incrível nesse sentido), a atitude de diferenciar personagens de atores, os resgates bem-sucedidos da Dona Armênia e do Jamanta.

Em Guerra dos Sexos, eu lembro que comentei no teu artigo do último capítulo que o início da novela tava meio confuso e que aquilo teria afastado a audiência. Quando Sílvio começou a mexer na trama no fim de Nov/Dez, eu comecei a gostar, mas já era tarde. Pena, pois mesmo preferindo Cheias de Charme e Sangue Bom, tenho um carinho especial por essa novela.

O horário nobre merece Sílvio de Abreu de novo. A gente tem muita gente boa surgindo, mas os veteranos como SdA e Gilberto Braga ainda têm muito a mostrar. Abç!

✿ chica disse...

Silvio é muito bom e merece todo o reconhecimento!Gosto de tudo que ele faz! abração,linda semana,chica

Anônimo disse...

Gosto dele, apesar de não ser meu autor preferido. O problema é que ele não sabe fazer remake,mas isso passa. A novela dele que mais gostei foi A próxima vitima. Seria ótimo se ele estivesse fazendo novela das 21:00 atualmente.

Bruno Marques disse...

Ao contrário do que muita gente pensa sou um grande fã do Silvio!!!
Sinto falta de seus trabalhos!!! Queria vê-lo novamente numa novela com o mesmo estilo de Belíssima,Torre de Babel e A Próxima Vítima!!!
Espero sim que retorne ao horário nobre,mas que faça algo bem diferente de Passione!!!
E de fato Silvio é um gênio!!!

Anônimo disse...

Adoro as novelas do Silvio de Abreu e gostaria muito de rever Belíssima no Canal Viva pois gastei muito dessa novela !

Mai disse...

Meu querido velho porco kkk (apelido carinhoso que dei). Silvio de Abreu é o melhor autor do País, na minha opinião e meu preferido também, um verdadeiro gênio da teledramaturgia. Ele merece grande reconhecimento por suas novelas de fato, gostei de todas que vi, destacantando Belíssima, Guerra dos Sexos, e Passione, minha favorita. Amo amar-odiar esse cara. Espero que volte ao horário das 9 com uma novela sambante, do jeito que ele sabe fazer. Parabéns pelo texto Sérgio, o cara merece. Vou amá-lo eternamente por ter juntado os atores que mais admiro, Mariana Ximenes e Reynaldo Gianecchini, por ter escrito a Clara e pelo desfecho de Guerra ter sido Juliana e Nando. Bjs.

F Silva disse...

Algo a comentar...

Sérgio, é verdade. Sílvio é, de fato, um dos autores mais bem sucedidos da história da teledramaturgia brasileira.

Agora, eu sempre repito aqui nos meus comentários: Já está na hora de nós esquecermos um pouco essa história de compararmos audiências de telenovelas. Isso já deu. A audiências das novelas acompanha uma conjuntura mais complexa.

Estamos vivendo uma conjuntura onde a televisão brasileira, isso incluindo todas as emissoras e toda a grade de programação, estão enfrentando uma perda considera do seu público.

Essa perda não significa, absolutamente, que as novelas e a programação da tv de alguns anos atrás eram melhores. Hoje, o que vemos, são novelas muito mais bem produzidas e com uma narrativa bem mais ágil do que as do passado. O remake de Guerra dos Sexos, por exemplo, foi muito mais bem produzido do que o clássico original, além de mais interessante, afinal o Sílvio está mais experiente. Ocorre, que o clássico de 1983 foi exibido em outro momento da história da tv.

Acho correto o que a Globo está fazendo em relação aos seus autores. Ela está investindo no futuro da teledramaturgia, dando oportunidades a nova geração de autores, diretores e atores, de engrenarem trabalhos solos. Isso porque assim como Sílvio de Abreu, os veteranos Aguinaldo Silva, Gilberto Braga, Benedito Ruy Barbosa, Manoel Carlos, Walter Negrão, Glória Peres, Maria A. Amaral já passaram dos 70 anos, assim como os principais diretores e os principais astros e estrelas.

Vamos prestigiar o trabalho da nova geração e ficar "de olho" no futuro.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Gosto do estilo do Silvio de Abreu, especialmente em A Próxima Vítima, Rainha da Sucata, Torre de Babel, Passione. Ele é versátil, porque produziu boas novelas de humor, como Cambalacho, Deus nos Acuda, Guerra dos Sexos e Vereda Tropical.

Rita Sperchi disse...

Ser reconhecido pelo publico é um
privilégio pq ele é maravilhoso, espero que venha com uma novela maravilhosa para substituir essa que não estou gostando Além do Horizonte

Elogios e abraços a ele

Bjusss
de boa tarde

___________Rita!!!
http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com.br/

Patricia Galis disse...

Sem duvida todas suas novelas foram sucesso, tbm gosto do seu estilo.

Melina disse...

Silvio de Abreu é maravilhoso, Sérgio! Sou fã dele e suas novelas sempre me prendem! Passione foi uma novela ótima e que pena que naquela época eu ainda não conhecia seu blog. Nossa, 59 de pico? Nem a superestimada Avenida Brasil conseguiu isso!

Rainha da Sucata, A Próxima Vítima, Éramos Seis, Belíssima, Cambalacho... Adorei todas! Só As Filhas da Mãe e o remake de Guerra dos Sexos que achei fracas.

Eu li a entrevista e foi muito boa. Você leu a do Walcyr, Sérgio? Foi ótima também! Um beijo!

MARILENE disse...

Sergio, grandes trabalhos não são esquecidos e o reconhecimento é um grande prêmio para os autores. Ele já deixou sua marca, é valorizado, e espero que retorne com outro brilhante sucesso. Bjs.

Clau disse...

Oi Sérgio :)
Gostei de saber um pouco mais a respeito desse talentosíssimo autor.
Quanto ao vazamento dos spoilers de novelas, os autores podem não aprovar, mas acho que o povo sempre gosta de saber o que irá acontecer!!
Bjs!

Barbie Californiana disse...

De fato, um gênio. As novelas dele sempre fazem sucesso e geram polêmicas, Sérgio. beijinhos

Gustavo Nogueira disse...

Gosto das novelas do Sílvio de Abreu, mas as duas últimas que foram Passione e Guerra dos Sexos não achei ótimas.Passione na minha opinião foi apenas uma boa novela, nada mais além disso.E Guerra dos Sexos começou fraca, mas depois engrenou em razão do triângulo amoroso formado por Nando, Juliana e Roberta, mas mesmo assim foi longe de ser uma ótima novela.

Sr. Soares disse...

Sílvio é o melhor autor do país.
Vi Passione, Guerra dos Sexos, Belíssima, um pouco de As Filhas da mãe e posso acompanhar através da internet Éramos Seis, Rainha da Sucata e estou vendo A Próxima Vítima no meu horário de almoço.
O cara é um gênio, espero que em um futuro não tão longe, ele escreva pro horário das 21h outra vez.

Sérgio Santos disse...

Raquel, eu sou muito suspeito pra falar do Silvio porque sou fã dele. Até já tinha pensado em escrever sobre ele mas faltava oportunidade. Essa entrevista acabou sendo uma chance.

Ele é um dos melhores do país e concordei com praticamente todas as declarações dele. E tb vi a entrevista em vídeo, pena que durou pouco mais de 6 minutos.

É verdade, já tem uma fila longa de autores para o horário nobre e ele não está incluído. Tb lamento mt. bjssss

Sérgio Santos disse...

O Walcyr pediu ajuda ao Silvio quando Sete Pecados estava em crise e na época eu adorei porque os meus dois autores preferidos estavam trabalhando juntos, ainda que por uma questão problemática.

Guerra dos Sexos teve seus tropeços, principalmente no começo, mas foi uma ótima novela e o saldo foi positivo. Ele sabe escalar um bom elenco como poucos.

Sérgio Santos disse...

Eu tb, Chica. bjssss

Sérgio Santos disse...

A Próxima Vítima foi ótima mesmo, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Bruno, não entendi o "ao contrário do que mta gente pensa", mas enfim. Eu achei Passione excelente do início ao fim. Teve erros, como toda novela, mas nada que prejudicasse a trama e seu desenvolvimento. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Belíssima foi incrível, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Que apelido carinhoso, Mai! rsrs Mas o coitado não merece ser odiado, ele é ótimo! A única novela dele que achei fraca foi As Filhas da Mãe, apesar do bom elenco. O resto eu gostei de tudo. É um gênio mesmo e que volte logo! Bjsssss

Sérgio Santos disse...

F Silva, concordo com vc. Não dá pra comparar ibope de anos atrás com os atuais, mas faço questão de ressaltar isso pq tem quem diga que Passione foi um fracasso e não foi. Novela que alcança esse índice jamais pode ser classificada assim.

Tb acho certo a Globo investir em gente nova, até pq os veteranos não são eternos e mts já estão se repetindo em todas suas obras. Mas é preciso, ainda assim, ressaltar a genialidade de pessoas como o Silvio. abçs

Sérgio Santos disse...

Eu tb, Elvira. E concordo com seu comentário. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Rita, a trama supervisionada pelo autor só virá depois da substituta de Além do Horizonte. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Patrícia.

Sérgio Santos disse...

Verdade, Melina, nem Av Brasil conseguiu esse índice. Eu concordo sobre As Filhas da Mãe que tb achei fraca, mas eu adorei Guerra dos Sexos.

Sim, li a entrevista com o Walcyr e ficou ótima mesmo. Até postei na época na página do blog no Facebook. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Sem dúvida, Marilene! bjssss

Sérgio Santos disse...

Clau, o povo gosta mesmo de saber, senão as revistas, sites, blogs e afins não teriam tanto retorno. Mas não deixa de ser uma espécie de banho de água fria nas surpresas da trama. bjssss

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Barbie. bj

Sérgio Santos disse...

Gustavo, respeito sua opinião sobre Passione e GdS. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Sr. Soares, concordo com vc! Abraços!

Raquel disse...

Falando do recorde de IBOPE de Passione, o recorde de comentários aqui no blog do Sérgio também foi em um post sobre uma novela dele: Guerra dos Sexos. Foram mais de 200 comentário, se não me engano... Teve algum outro que foi mais comentado, Sérgio?

Sérgio Santos disse...

Acho que não, Raquel. Os posts sobre os últimos capítulos costumam ser mt comentados tb, mas nesse caso de GdS foi um recorde.

Anônimo disse...

Acho as novelas do Sílvio tão insossas.

Sérgio Santos disse...

Eu sou fã, anônimo.

Anônimo disse...

Tá fazendo falta no horário nobre! Só fez novelas ótimas nesse horário!

Sérgio Santos disse...

Concordo, anônimo.