quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Cheias de Charme e Avenida Brasil ofuscam Roberto Carlos Especial e Vídeo Show Retrô

Nessa última semana de 2012, a Globo está apresentando seus especiais de fim de ano. O |"Roberto Carlos Especial" é um tradicional programa da casa e sempre é exibido na noite de Natal. Já o "Vídeo Show Retrô" surgiu há menos tempo, porém, acabou se fixando na grade e tem a função de mostrar os destaques das novelas e séries do núcleo de entretenimento da emissora. Nada haveria de surpreendente nessas duas atrações; entretanto, o telespectador pôde perceber que "Cheias de Charme" e "Avenida Brasil" mais uma vez dominaram as atenções e acabaram se sobressaindo, ofuscando os especiais que as exibiram. 


O show de Roberto Carlos não costuma inovar nas músicas e, sim, nas parcerias que o rei promove. Mantendo quase sempre o mesmo repertório musical, as apresentações solo do cantor costumam ser previsíveis, embora ainda façam muito sucesso. Afinal, ele não é rei à toa. Porém, o momento mais esperado do show não foi sua apresentação com Michel Teló, Arlindo Cruz ou Seu Jorge. O público estava esperando mesmo era a aparição das Empreguetes, ao lado de Chayene e Socorro. Aliás, essa era a única notícia que havia sido amplamente publicada em sites e jornais sobre o especial de Roberto Carlos. 

Pois não deu outra. Assim que o quinteto apareceu, a plateia presente aplaudiu bastante e o público de casa vibrou. Taís Araújo (Penha), Isabelle Drummond (Cida), Leandra Leal (Rosário), Titina Medeiros (Socorro) e Cláudia Abreu (Chayene) não escondiam a felicidade de viver novamente essas personagens que fizeram tanto sucesso e ficaram totalmente à vontade no palco. Cláudia ainda tascou um beijo no Roberto Carlos, dizendo --- com aquele sotaque apaixonante --- que todas estavam com inveja de Chayene. Sem dúvida foi o ponto alto do show, pelo menos entre os telespectadores. 

Já o "Vídeo Show Retrô" mostrou que "Avenida Brasil" dominou o ano de 2012. Apesar de terem apresentado várias novelas e personagens que deram o ar da graça ao longo dos meses, foi a trama das nove que mais se destacou. Além de apresentarem o programa nos cenários da história de João Emanuel Carneiro, Ana Furtado e André Marques ainda contracenaram com Marcos Caruso, Letícia Isnard, Cacau Protásio, Cláudia Missura, José de Abreu, João Fernandes e Mel Maia. Leleco, Ivana, Zezé, Janaína, Nilo, Picolé e Rita estavam de volta. No Twitter, o público gritava pela volta de Carminha e vibrava a cada cena mostrada da novela.

É importante ressaltar que as cenas protagonizadas pelos apresentadores foram totalmente dispensáveis e artificiais. André, Bruno de Luca e Ana não convenceram e as tentativas de fazer rir não funcionaram. O programa precisa renovar a forma de apresentar os melhores do ano. Já está repetitivo a presença dos apresentadores penetrando os cenários da emissora e encontrando personagens. Aliás, também foi desnecessário a exibição das cenas de "Fina Estampa", novela que já havia sido colocada no retrospecto de 2011. Entretanto, em meio a erros e acertos, o "Vídeo Show Retrô ainda é uma atração interessante de se acompanhar.

O sucesso de audiência e a boa repercussão alcançada por "Cheias de Charme" e "Avenida Brasil" beneficiaram os dois principais especiais de fim de ano da Globo. Porém, ao exibirem situações e personagens que ainda permanecem vivos na memória do público, acabaram ficando ofuscados diante das tramas das sete e das nove. "Roberto Carlos Especial" e o "Vídeo Show Retrô" não resistiram aos produtos que mais despertaram paixões em 2012 e tiraram uma casquinha das respectivas novelas. Apesar de terem ficado em segundo plano, acabaram unindo o útil ao agradável, deixando o telespectador feliz em rever personagens que tanto se destacaram no ano que está quase terminando. Trocando em miúdos, Roberto Carlos e o "Vídeo Show" --- embora estejam precisando de uma renovação urgente e terem virado meros coadjuvantes diante de Chayene e Carminha--- acertaram em cheio ao se aproveitar dos grandes êxitos de 2012. 

47 comentários:

Milene Lima disse...

Vi um pouco do Roberto Carlos ontem, gostei de algumas coisas, mas acho babação demais aquela choradeira toda da platéia global. Sinceramente não acho que a Bruna Marquezine, entre outras, tem idade saber a dimensão dele e se apaixonar tão intensamente pelas suas canções,mesmo tendo uma música do Roberto como tema da personagem. Mas enfim, faz parte do contexto, o show tem que ser perfeitinho, eu sei. As meninas de Cheia de Charme realmente arrasaram.
Hoje eu não vi o Vídeo Show porque não tenho estômago pra Ana Furtado, portanto, me privarei de comentar.

Mas cabe aqui um abraço de ano novo bem grandão, né?

Beijo, Sérgio.

paulo disse...

Ou seja, 2012 foi provavelmente o ano mais cafona\brega da história da humanidade. E as novelas e programas da globo refletiram isso né...
Abrçs

Carlos disse...

O maior erro foi a do Video Show. RC tem que ser renovado ano após ano, porque só ouvi-lo cantar as mesmas musicas no fim de ano já não tem graça. Ao chamar as empreguetes a Globo acertou. Elas não são um grupo musical? Então nada mais natural que cantar em um show. Não assisti, mas era certo que daria a audiência que deu. Mostrou dependência a um produto de sucesso, mas que tinha tudo a ver na inovação que queriam dar ao show do RC, ou vc acha que Arlindo Cruz e Michel Teló tem alguma coisa a ver com o RC?

Agora esse Video Show Retrô conseguiu ser o PIOR. Foram com tanta sede ao pote que o programa ficou monótono. AB foi sucesso, ok, mas não precisava fazer o programa inteiro na novela. Não precisava pegar apenas os personagens da novela (com algumas participações, péssimas por sinal). Não precisava premiar apenas os personagens da novela (com alguma excessões), algumas premiações bem duvidosas, inclusive. Cadê a contagem de tapas, de acidentes, de tortadas na cara, de beijos... Descaracterizaram tudo que fez o video show de fato um retrô, pra chegar nessa porcaria exibida que só fez mesmo alegrar os fãs dessa novela, que até hoje tento entender como fez sucesso, mesmo enrolando tanto: 100 capítulos pra tirar uma foto (patético), vilã recuperando fotos (péssimo e foi a fase da barriga, que dizem que não foi), família Tufão que não fez NADA na novela inteira, etc. Enfim uma trama de vingança que no final não teve vingança (a vingança foram as fotos e no final o arrependimento rs).

Fina Estampa foi exibida até 2012, e como todo ano, eles mostram essas atrações passadas, só que sem grande destaque. Por isso Fina apareceu, mas sem o mesmo destaque do ano passado. Todo ano eles fazem isso. O maior problema foi essa overdose de AB, se eu não me engano a audiência até caiu. E se isso foi verdade, não duvido. Foi bem chato. Todos os atores forçadíssimos. Ana Furtado não tem carisma algum nas tardes, quando é ela e a tela, a noite interagindo então... Foi péssima.

Resumindo, RC com empreguetes foi um acerto, AB no video show um erro, que fez essa a pior edição.

Abraços

Gabi P. Deutner disse...

Olá, tudo bem?
Muito obrigada por vir visitar meu blog!
Estou retribuindo a gentileza, gosto muito de ler o que vc escreve aqui.
belo post! Gostei bastante.

Um ótimo fim de ano pra vc, que vc seja muito feliz!

Grande beijo ;**

Henrique disse...

Concordo com tudo o que você escreve Sérgio, é impressionante. E dessa vez resolvi me manifestar hahaha Eu concordo que tenha sido um acerto as empreguetes no Show do RC, tenho certeza que foi o maior destaque do show dele, principalmente com o beijo da Chayene. A Bruna Marquezine achei nada aver, senti que ela quis aparecer na frente das telas quando ela levantou ao meio de uma música cantada por ele. Ridículo demais da parte dela.. E quanto o Video Show Retrô sempre gostei de assistir o especial, mas esse ano não me agradou por vários motivos: um, o que eu já esperava, é a falta de carisma da Ana Furtado.. ela é muito artificial! Segundo que houve um destaque enorme dado a Avenida Brasil, desnecessário o programa inteiro se passar no cenário da casa do Tufão.. e por último, o que eu mais gostava não passou, que são os erros de gravação, a contagem de tapas, brigas, beijos, maldades etc. Enfim, gostei muito do seu blog e tenha certeza que ganhou mais um leitor assíduo

✿ chica disse...

Assisti ao Roberto e gostei do que vi. Digo isso pois estava "pescando taínha" na frente da tv,rs..

Vi lá o "CARA" chorando, emocionante e lendo, e Roberto cantando sempre é legal. Daí decidi virar pro lado e apenas ouvir... Foi o erro.. Dormi e apaguei,sr

Os outros especiais não vi!


abração, tudo de bom, agradeço a companhia e carinho nesse 2012 e desejo tuuuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom no novo que deve chegar, de preferência, nos fazendo sorrir...

abração,chica

Valquiria Novaes disse...

Nossa, o video show retro foi um saco!!! Os apresentadores são mt chatos e os quadros foram terríveis. Fora que só deu avenida brasil kkkkkkk
Feliz natal para vc, querido, espero que tenha ido td bem :D
Bjos!
http://amonailart.blogspot.com.br/

lima rose disse...

Até depois que acabou essa tal de Avenida Brasil é explorada pela globo, aff... Ninguem merece!

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Bom, o show do Roberto Carlos, só vi mesmo pra poder matar as saudades das Empreguetes, Socorro e Chayene, essa turma de Cheias de Charme faz uma falta danada.
Sobre o Vídeo Show, no geral foi bom, a ideia de se passar nos cenários da novela e inserir os personagens da trama foi uma boa sacada, sem falar na merecida homenagem á inesquecível Avenida Brasil. As outras produções foram valorizadas, mas sem grande destaque como em todos anos, ou seja de fato o vídeo show retrô 2012 foi um especial Avenida Brasil. Sinceramente esperava mais do programa, foi bom pra poder rever Zezé,Olenka, Leleco, Ivana e as pérolas de Carminha, enfim matar as saudades desse pessoal. Mas a estrutura do programa, a condução dos apresentadores, a interpretação tosca deles, enfim foi tudo muito forçado, aliás não é de hoje que esse especial deixa á desejar, desde que inventaram este negócio de troféu que a coisa ficou chata, no primeira vez que fizeram foi até bacana, mas já cansou, preferia quando de fato ocorria uma retrospectiva relembrando os grandes momentos da teledramaturgia no ano, as cenas marcantes, os diálogos, falha nossa, contabilidade dos tapas, beijos, acidentes e etc. Enfim esse negócio de troféus é tudo bem previsível, ainda mais neste ano, tudo óbvio demais. Portanto o programa se escorou em Avenida Brasil, se aproveitou do sucesso da novela para mascarar suas deficiências. Esperava mais do especial que poderia ser muitíssimo melhor, seria mais bacana se fosse como no formato diário, só que numa noite de gala,homenageando Avenida Brasil mas sem se aproveitar da novela como foi feito. Bom mas só ter relembrado Carminha e sua turma, já ta valendo, aliás se deixassem só por conta dos personagens teria beem melhor. Sobre a presença de Fina Estampa, a novela acabou em março deste ano, por tando acho natural, e mesmo que muitos tenham odiado (sinceramente não vi esse horror todo) não deixou de ser sucesso, se bem que A Vida da Gente e Aquele beijo também deveriam estar presentes seguindo esta premissa, pois também acabaram em 2012. É sempre assim na retrospectiva do ano que vem, Salve Jorge estará presente, perfeitamente normal. Bom é isso, o que houve de melhor nestes especiais, sem dúvidas foi poder relembrar Cheias de Charme e Avenida Brasil, grandes sucessos e assim podemos notar o quanto fomos do céu ao inferno no que diz respeito a teledramaturgia 2012.

Lulu disse...

Não fiquei surpresa porque Cheias de Charme e Avenida Brasil roubaram as atenções em 2012. Bastava ver o twitter bombando pra notar a popularidade dessas novelas. Por outro lado, Guerra dos Sexos e Salve Jorge ainda não cairam na preferencia do público.
Big Beijos

Anônimo disse...

Olha Paulo vou ter que discordar de ti. Você é saudosista demais. E outra,as novelas de 2012 não tem culpa de Vale Tudo(a única novela que você gostou) já ter acabado a anos.

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótimo texto, Sérgio.

Se a gente se empolgou ontem no twitter, foi por causa de Avenida Brasil e seu elenco. Pq André, Ana e Bruno estavam tristes e a inserção de atores do Zorra foi uma péssima ideia, compensada pelas lembranças de Avenida, Cheias de Charme, Gabriela e Lado a Lado. Pena que AEA, FE e SJ tenham sido incluídas.

Mas concordo com um ponto citado pelo Carlos, que é a falta da "contagem" de tapas, beijos, essas coisas, que eu mesmo gostava; e com o que o Henrique menciona da falta do Falha Nossa recente, a ausência dos erros de AVBR, CDC e Gabriela.

O especial do RC é aquilo mesmo, as mesmas músicas, o que é uma pena para um artista de uma obra tão vasta. Vez por outra é que aparece algo menos óbvio, como "É Meu, É Meu, É Meu", a canção de 1968 que as protagonistas de CdC interpretaram com ele. Curto Seu Jorge e Arlindo Cruz, mas Teló não deu pra entender.

No fim das contas, as novelas é que suplantaram os dois especiais. Abçs!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, gostei tanto do especial do Roberto Carlos quanto do "Videoshow Retrô" e concordo com seus comentários.

Barbie Californiana disse...

O Roberto Carlos agrada, a um público bem mais maduro e Avenida Brasil junto com Cheias de Charme, agradam a maioria do povão... um equilíbrio! =] Adoro ler suas críticas, Sérgio.
um beijo e tudo de bom sempre.

Tempoe Dinheiro disse...





muito bom seu trabalho continue assim ,faça um visita no meu blog e deixe
um comentario http://blogtempoedinheiro.blogspot.com.br/....
sempre que puder estarei de novo no seu blog

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Boa observação. A Globo apostou nos grandes sucessos de 2012 em seus especiais de fim de ano. Aproveito para desejar um excelente 2013! Abraços, Fabio www.fabiotv.zip.net

Sua Casa Ok disse...

Olá Sergio, tudo bem?

já que todos na Globo utilizaram a fama das duas novelas, porque não o rei Roberto? Mas, como disse uma outra passoa, ele deu um pouco de equilibrio ao programa e interessante ao publico, além de inovar (que já não era sem tempo).
Abraço Mari e um maravilhoso Ano Novo!

Demian disse...

Pela primeira vez na vida assisti a um especial de Roberto Carlos. Até gosto de algumas composições dele, mas cantadas por outras pessoas... Não gosto dele como cantor, não gosto da voz dele (será que eu sou o único?). Até entendo e respeito a importância dele para o cenário musical brasileiro, mas sinceramente não suporto a sua voz fanhosa (por favor, quem é fã,não me crucifique...). Só assisti mesmo por causa das meninas de Cheias de Charme, que eu estava morrendo de saudade... Depois que elas se apresentaram, a TV ficou ligada, mas fui fazer outras coisas... Quanto ao Vídeo Show, amei, achei muito bom, embora a Ana Furtado realmente seja super sem sal... E o que mais gostei foi do André e do Bruno dizendo para a pequena Rita (Mel Maia): "olha, qdo vc crescer e for se vingar da Carminha, não esquece de gravar as fotos num pendrive..." Hilário....

paulo disse...

O blog não é meu mas vou responder ao anonimo, se o sergio me permite: realmente "vale tudo" foi A NOVELA, assim como quase todas as novelas da decada de 80 eram excelentes. Teve 2(duas) novelas dessa decada que eu não gostei, imagine. Na decada de 90 a coisa começou a complicar, e eu só gostei de algumas novelas dessa decada. Depois de 95 então as novelas globais pioraram consideravelmente, coincidencia ou não foi nesse ano que tudo mudou na emissora e as novelas passaram a ser gravadas no projac. E lamentavelmente os grandes autores ou morreram(como ivani ribeiro e cassiano g. mendes) ou desaprenderam a escrever novelas. Sem contar os rostinhos bonitos que invadiram a TV(coincidentemente nesse ano estreou malhação). Bem, a situação piorou com a chegada do novo milenio, confesso que só gostei de pouquíssimas novelas desse periodo, a maioria do Manoel Carlos. Curiosamente o Gilberto Braga, autor de vale tudo, foi um dos autores que mais me decepcionou nos ultimos anos. E quanto a Avenida Brasil eu até tentei gostar mas trata-se de uma novela chatíssima, cheia de erros e pior, não tem trama mas um monte de personagens(chatos) e estórias avulsas, sem ligação entre sí. E cafona que dói. Até minha mãe e minha tia, que assistem TODAS as novelas odiaram essa. Ainda acho que tratou-se do maior golpe de marketing dos ultimos tempos, os numeros de AB não foram nada surpreendentes. Basta ver que pra globo tudo é "sucesso", até novelas que foram fracasso total são anunciadas no Vale a pena ver de novo como "um grande sucesso", assim como o Andre Marques chama a famigerada "salve jorge" no video show. Enfim, coisas da globo...

Paty Michele disse...

Eu gostaria mto de ter assistido ao especial do Rei, que eu acho um clássico da TV brasileira, mas tive um compromisso.
Quanto ao Vídeo Show Retrô, eu até tentei, mas achei tão chatinho o início, que não tive paciência para o resto.

Vamos esperar que a emissora do plim plim renove esses formatos, né?

Um bjo, Sérgio.

Tatiane disse...

Não assistir o especial do Rei, assistir ao Video Show adorei rever alguns personagens de Avenida Brasil e Cheias de Charmes, mas detestei a forma de como o programa foi conduzido, com humor forçado por partes dos apresentadores,e aquela "Carminha"? foi horrível,também achei desnecessários aqueles prêmios, até porque era meio óbvio que a Avenida Brasil dominasse com muito mérito a premiação, trocaria toda essa enrolação pelas melhores cenas das novelas, e pelos falhas nossas, que parece que não foi gravado de Avenida Brasil.

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Sobre o comentário do Thalys "Pena que FE,AEA,SJ" tenham sido incluídas". É claro que tinham que ser incluídas, estranho seria se não fossem, independente de terem sido sucesso ou não, de termos gostado ou não, acho que a globo deve valorizar suas produções, ainda mais que no caso dessas, apenas Salve Jorge capenga na audiência, as outras foram bem neste ponto. O programa é uma retrospectiva e neste caso a gente não só lembra do que de bom teve no ano, mas o que também teve de ruim. Mesmo não curtindo, AEA, GDS e SJ, não me incomodou em nenhum momento cenas dessas tramas, até porque o destaque foi todo para Avenida Brasil mesmo. Então neste ponto não tenho do que reclamar, o especial acertou em valorizar todas as produções dando o devido destaque ao grande sucesso Avenida Brasil. Abraços

Sérgio Santos disse...

Milene, hoje me lembrei de você. Li em algum lugar que o Rodrigo Lombardi usou colírio pra parecer que tava chorando na plateia... rsrs E, sim, claro que cabe. Feliz ano novo pra vc também! bjao

Sérgio Santos disse...

Há controvérsias, Paulo. Abraço

Sérgio Santos disse...

Carlos, concordo sobre essas falhas do Vídeo Show Retrô. Faltou mesmo essa contagem que eles sempre fizeram, mas se não me engano no ano passado já tinham tirado parte dessas boas ideias. É uma pena que estejam abandonando coisas bacanas, como o Falha Nossa, por exemplo.

Fina Estampa acabou mesmo esse ano, mas o programa já havia apresentado um grande compacto no retrô de 2011. Aliás, foram dois pesos e duas medidas. Ignoraram A Vida da Gente, que também acabou esse ano e exibiram Fina Estampa. Não vi problema no caso da novela das seis porque já haviam feito um ótimo compacto em 2011, por isso mesmo achei ridículo colocarem Fina Estampa.

As Empreguetes foram ótimas mesmo e mereciam fazer uma turnê. Faria sucesso. Aliás, achei injusto elas não terem cantado nenhuma música da novela no show.

Bem, quanto à novela, fez um sucesso muito merecido e não teve barriga. Imprimiu um novo ritmo na teledramaturgia. Aliás, veja dois dias de Salve Jorge e verá o que é barriga. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Gabi, eu que agradeço o seu carinho. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Henrique. Puxa, que bom! Seja bem-vindo! Olha, nem vi a Bruna Marquezine se levantando. Só prestei atenção mesmo na parte das Empreguetes.

Concordo sobre o VSR, que realmente tem perdido o que tinha de melhor. Incluindo os erros e esses compactos de tapas, brigas e afins... Também acho Ana Furtado muito forçada. Abração!

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio! Infelizmente não pude ver Vídeo show retrô, caiu uma árvore no meu condomínio durante uma tempestade e ficamos sem luz até as 3 da manha! :( Mas assisti ao show do Roberto, concordo que os artistas convidados ofuscaram um pouco o brilho dele. E fiquei decepcionada porque ele não cantou Detalhes, hahaha. Um abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi Chica. Gostei do 'pescando tainha'. rsrs Olha, também te agradeço e desejo tudo de bom em 2013. Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Val. Por isso que escrevi dizendo que Av Brasil ofuscou o programa. Espero que vc também tenha tido um ótimo Natal. bj

Sérgio Santos disse...

Oi Lima, obrigado pelo comentário. Nada mais natural, afinal, retrospectiva é pra lembrar o que teve no ano msm. Abçs

Sérgio Santos disse...

Rafael, por isso mesmo que não gostei de ver Fina Estampa de novo no programa. Se ignoraram A Vida da Gente e Aquele Beijo, pq não ignoraram essa também? Foram dois pesos e duas medidas.

Também não gosto desse troféu e já cansou. Era melhor quando não tinha. Os apresentadores e as situações ficaram muito forçadas mesmo, por isso que a novela ofuscou o programa. Só valeu por Av. Brasil. Pelo resto... Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Lulu. Não foi surpresa mesmo depois do sucesso alcançado pelas duas produções. Bjs

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", o Paulo é assim mesmo. Tudo que vem da Globo ele acha um lixo. Só que eu achava que era só a partir de 2000, mas pela resposta que ele deu a você, foi a partir de 95, ou seja, o caso é pior do que pensei. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Thallys, é verdade, nos empolgamos pelas novelas mesmo, porque se dependesse dos apresentadores e das situações protagonizadas por eles...

Sobre Amor Eterno Amor achei justo colocar, porque afinal, fez parte de 2012. Mas Achei que Salve Jorge e Fina Estampa não mereciam estar ali.

Também sinto falta desses quadros lembrados e a criação desse prêmio foi inútil. Acabou prejudicando todo o resto. Enfim... Abraço

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, obrigado! Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, obrigado pelo carinho de sempre! Bjs!

Sérgio Santos disse...

"Tempo e dinheiro", obrigado. abç

Sérgio Santos disse...

Oi Fabio. Também te desejo um ótimo 2013. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Mari! Obrigado pelo comentário. Todos os programas da Globo se aproveitaram bastante do sucesso das duas novelas. Bjs e tenha um ótimo ano novo!

Sérgio Santos disse...

Oi Demian. Eu respeito muito o Roberto Carlos, mas suas músicas não fazem o meu estilo e não é um cantor que me agrada.

Sobre o Vídeo Show, também achei genial a ideia de tirar sarro com a história do pen drive. Mel Maia estava ótima como sempre. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Paty. O especial do rei não teve nada de novo, a não ser as Empreguetes. O VSR se aproveitou do sucesso de Avenida Brasil msm e ficou quase nisso.

Pois é, vamos esperar por isso. Bjão

Sérgio Santos disse...

Oi Tatiane. Olha, eu acho que não tem Falha Nossa de Av. Brasil, nem de nenhuma outra novela inédita. Eles, quando exibem, colocam reprises e mais reprises. Não dá pra entender o que aconteceu... Também achei os apresentadores forçados e as 'esquetes' fracas. Não gostei da Carminha cover, se a Adriana não quis revivê-la seria melhor não terem colocado nada. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Rafael, achei que AEA deveria ter sido incluída mesmo. Mas como Fina Estampa foi amplamente abordada no retrô de 2011, achei desnecessário. Assim como achei bobo colocarem Salve Jorge, já que ela aparecerá no retrô de 2013. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Bia. Você deve ter sofrido com esse calor desgraçado e sem luz! Nessa época do ano isso vira rotina, inclusive rajadas de vento com queda de árvores. Beijos!

Carlos disse...

Vamos lá, eles sempre fizeram isso, de mostrar a dramaturgia exibida no ano. Não mostraran A Vida da Gente? Que pena, deveriam. Não digo dar destaque pra Fina ou pra Vida, mas mostrar algumas cenas, sim. Terminaram em Março, terceiro mês do ano, 1/4 do ano, uns 40 capítulos exibidos... Deveriam exibir sim, no entanto ficaram na baboseira de dar destaque a Avenida. Pra puxar audiência? Pois bem, não conseguiram. O ritmo lento e chato não deixou. AB não tem culpa de ter sido sucesso, mas Video Show tem culpa de pegar carona e tentar esticar o que já nem dava mais no horário das 9.

Barriga essa novela teve, e nem estou contando a enrolação do autor pra fazer a mocinha agir, de fato, com provas, após 100 capítulos. Não, falo da fase das fotos, daquele chove não molha, onde nada acontecia, onde a outra tentava recuperar as fotos e zzzzz... Muitas coisas na trama já foram exibidas em outras tramas. De novo apenas o "falso enterro". Enterrar viva, de verdade, não teve. Eu RI daquela cena. Fotografia EXCELENTE em uma cena risível. "Pede desculpa", fala rídicula de uma vilã ridiculamente escandalosa.

Cheias de Charme foi legal. A ideia foi ser brega, agora, uma turnê? Já é exagero. Elas não cantam de verdade. Auto-tune purinho.

Ambas foram sucessos, isso não há como negar. Agora, fato de que esse programa foi feito para os fãs da novela, isso não há como negar. Basta ler os comentários de vcs, rs.

Abraço

Sérgio Santos disse...

Carlos, pois é, deveriam porque exibiram Fina Estampa, mas se não exibissem, não sentiria falta. Como disse, ambas foram muito bem abordadas no retrô de 2011.

Olha, vc é a primeira pessoa que achou a cena do enterro ruim e risível. Bem, se ela fosse enterrada viva de verdade a atriz morreria e a personagem idem. Mas enfim... Abraço!