sábado, 22 de dezembro de 2012

2012: um ano para a Record esquecer

O mundo não acabou e os Maias erraram a previsão que gerou inúmeras piadinhas nas redes sociais. Mas se por um lado o apocalipse não chegou, por outro pode-se dizer que 2012 foi um ano para a Rede Record simplesmente apagar de sua memória. Estreias fracassadas, audiência em baixa, produções equivocadas, vice-liderança abalada, crise financeira, demissões e situações que transformaram o jornalismo da empresa em uma piada de mal gosto. Foram muitos os fatores que deixaram a emissora em uma péssima situação no ano que está prestes a terminar.


O ano parecia promissor para a emissora dos Bispos, afinal, tinham conseguido comprar os direitos de transmissão das Olimpíadas e com exclusividade. Um verdadeiro carnaval foi feito em cima desse fato. Várias ironias direcionadas à Globo, propagandas a todo instante se vangloriando da compra, enfim. No entanto, o resultado passou longe do que era esperado pela empresa. As Olimpíadas de Londres não conseguiram deixar a Record líder em audiência e muitas vezes a colocava até em terceiro lugar. Para piorar, uma gafe de Ana Paula Padrão --- onde a jornalista diz que está apresentando o "Jornal da Globo" e não o "Jornal da Record" ---  foi parar em todos os sites, gerando uma situação constrangedora para a vice-líder.

Outro grande fiasco do ano foi a novela "Máscaras". Escrita por Lauro César Muniz, a trama abusou das novidades dramatúrgicas e o resultado foi um desastre. A história precisou ser encurtada e os índices de audiência foram os piores obtidos pela emissora no ramo da teledramaturgia. Para aumentar o desespero, a novela substituta, "Balacobaco", não tem
reagido no ibope e também tem sido um outro grande fracasso. Ainda houve uma outra crise no setor de dramaturgia. "Rebelde", versão brasileira da novela mexicana exibida pelo SBT anos atrás, não conseguiu aguentar as diversas mudanças de horário na programação e precisou ser encurtada. A novelinha adolescente foi perdendo audiência gradativamente e seu último capítulo registrou pífios 3 pontos.

Como se não bastasse tudo o que estava dando errado, a emissora decidiu criar um programa para ir ao ar às tardes. Batizado de "Programa da Tarde", um nome nada criativo, a atração foi um grande equívoco. Sendo apresentada como uma grande produção por Britto Jr., que ainda criticou o "Encontro com Fátima Bernardes" dias antes de estrear, o programa amargou péssimos índices de audiência e mostrou para o telespectador que era apenas mais um produto apelativo para empobrecer a tão desgastada grade vespertina dos canais abertos.

"A Fazenda", tempos atrás, era a galinha dos ovos de ouro da Record. Sempre foi responsável por elevados índices no ibope, entretanto, nesse ano, o reality demonstrou desgaste e não obteve os resultados esperados. Outro programa que sofreu com as constantes trocas de horário, a atração apresentada pessimamente por Britto Jr. não conseguiu emplacar. Sem parar para pensar nos próprios erros, a Record resolveu insistir no formato e criou "A Fazenda de Verão". Uma espécie de "Big Brother Brasil" piorado e que foi colocado no ar exclusivamente para tapar o buraco da programação. A resposta dos telespectadores não poderia ter sido pior: audiência baixíssima; três participantes desistiram de continuar; um rapaz escolhido para substituir um terceiro quase cometeu uma agressão na casa, precisando ser retirado pela produção; e a emissora ainda despertou a fúria do público que assiste ao reality ao censurar as cenas românticas protagonizadas por um casal lésbico.

Outro grande erro da emissora atende pelo nome de "Ídolos". O reality musical, que apresentou duas edições bem produzidas no SBT, piorou nitidamente ao se transferir para a Record. E no ano de 2012, a competição entre cantores teve seu pior desempenho, onde a repercussão foi nula e o ibope constrangedor. Como resposta ao fracasso, a empresa cancelou o reality e não o produzirá mais.

O programa "Tudo é Possível" é mais um que não resistiu ao péssimo ano da Record. A atração estreou em 2005 e era comandada por Eliana. Ao voltar para o SBT em 2009, a apresentadora foi substituída por Ana Hickmann, que por sua vez ficou no comando até agora. Porém, a emissora já anunciou que irá cancelar o dominical ainda esse ano. Ou seja, Ana ficará somente no "Programa da Tarde", ao lado de Britto, e perderá seu espaço aos domingos. O fim foi decretado após sucessivas derrotas para o SBT, que consegue a vice-liderança várias vezes com o "Domingo Legal" e "Programa Eliana".

Um dos pouquíssimos acertos da emissora em 2012 foi a minissérie bíblica "Rei Davi", no entanto, desgastaram o produto e o transformaram em uma espécie de "Chaves" da Record. Sempre enfiam a produção na grade para tapar o buraco. Já a reprisaram inúmeras vezes.

O canal de notícias Record News, uma espécie de cópia da Globo News, também foi afetado pela crise. Com uma audiência abaixo de 1 ponto, a emissora não viu o alto investimento surtir efeito e vários profissionais foram demitidos.

Para fechar o ano da pior forma possível, a Record ainda conseguiu se superar negativamente. Após exibir uma longa matéria respondendo ao ataques idiotas do diretor do "TV Xuxa", Mario Meirelles, se vangloriando da audiência obtida com o Pica-Pau; a emissora ainda fez questão de enfatizar o quanto que o desenho era 'saudável' e 'benéfico'. Infelizmente não parou por aí. O "Domingo Espetacular" ---  que sempre foi usado como um objeto de ataque às concorrentes e aos veículos de imprensa que criticam os métodos nada convencionais que a Record tem para obter seus recursos financeiros --- ainda produziu uma matéria vergonhosa com Guilherme de Pádua, o assassino de Daniella Perez. Com o claro intuito de atacar Glória Perez, a Record fez questão de reprisar a entrevista inúmeras vezes, em vários programas da casa. Para ajudar a piorar a imagem da empresa, foi descoberto que o ex-detento recebeu 18 mil reais para participar do jornalístico. A autora não tolerou mais tanto desrespeito e processou a emissora e o assassino de sua filha. Resultado: A 12ª Vara Cível do Rio de Janeiro proibiu a Record de reprisar a reportagem e caso haja desobediência, a empresa pagará R$ 500 mil por exibição.

Com tantos equívocos dos Bispos, o SBT acabou se beneficiando da rival. Ajudado pelo fenômeno "Carrossel", a emissora do Silvio Santos conseguiu a vice-liderança diversas vezes. Nos meses de julho e outubro atingiu a vice-colocação na média geral, fato que não acontecia há cinco anos. E isso sem investir em quase nenhum produto novo.

A Record teve um ano traumático e não vai querer se lembrar de 2012. Apesar dos resultados trágicos, a emissora ainda se mantém vice-líder. Porém, é claro, a diferença para o SBT diminuiu muito e Silvio Santos vai querer voltar ao lugar que sempre ocupou. Portanto, é bom que em 2013 a empresa que tanto quis passar a Globo, acorde e tente melhorar sua grade apresentando produtos de qualidade. Caso contrário, além de não passar a líder, ainda perderá a segunda colocação para o SBT. E não é orando que a situação irá se alterar.

41 comentários:

Jadi Campos disse...

Nossa ,mas é tanta falta de noção e de ética ,que as vezes nem cabe enumerar.Tudo o que foi citado foram os fatos que mais repercutiram.O que dizer das chamadas da Fazenda,com bichos "policiais " correndo atrás dos robozinhos do BBB descaradamente ? Das chamadas irritantes em toda a grade do filme Avatar,com direito à Geisy Arruda caracterizada (risos)?E das ofensas de Sérgio Chapelin ao repórter Heraldo Pereira ? Não que a globo seja perfeita E Não É , mas A Record extrapola.no sensacionalismoa fim de números de audiencia.e isso hoje em dia ,com as pessoas mais esclarecidas ,menos alienadas ,ela perde credibilidade .e Não há empresa ,de qualquer gênero ,que se mantenha no topo sem isso.Mais um Ótimo post Sérgio . Parabéns

Thallys Bruno Almeida disse...

Mais um perfeito post, Sérgio. E pensar que essa emissora tem fãs tão arrogantes quanto parte de seus diretores... Aviso que vou me empolgar, rsrs.

Eles podem alardear o quanto quiserem que "cresceu no faturamento, a cobertura recebeu medalha de ouro do COI, a novela ganhou prêmio no Canadá, Rei Davi ganhou prêmio na Argentina, tivemos milhares de grandes (?) contratações", etc, mas 2012 foi literalmente pra se esquecer na emissora da Barra Funda.

1 - Sobre as Olimpíadas, apenas alguns jogos ainda conseguiram alguma coisa de liderança, de resto, perdia direto até pro SBT. A Globo que é frequentemente acusada de monopolista CEDEU a Copa 2010/14 e Pequim 2008/Rio 2016 pra BAND, que tem grande tradição em coberturas de esportes. Por isso, fica claro que a Record não quis ceder por temer que a Band, com sua expertise, a superasse. E a equipe não tá sendo aproveitada direito.

2 - Máscaras foi a "novela mais arrogante" da emissora, onde seus diretores viajavam na maionese prevendo médias de 20 pontos (o autor foi mais realista, queria 15). Apesar do profissionalismo dos atores em levar a trama até o fim, já era tarde pra recuperar o público perdido. E quem diria, ainda conseguiu marcar mais que Balacobaco. Quanto a Rebelde, eu li um número de CINQUENTA E SETE mudanças desde a estreia em Mar/2011. E encerrar na pressa foi um grande desrespeito com a legião de fãs juvenis que se formou. Bota outro equívoco: a reprise de Vidas Opostas (lembra que foi pros TTs por só ter marcado 1.2? rsrsrs)

3 - Até quando acertam, tão errando. Os excessos de reprises de Rei Davi ajudaram a desgastar o produto e essa segunda reprise foi O ERRO, uma vez que um produto de qualidade foi usado para promover uma campanha de intolerância movida pelo bispo contra Salve Jorge. Criticar a novela da GP por causa disso é uma babaquice, eu critico pq tá chata mesmo.

4 - O tal Programa da Tarde é um completo mais do mesmo, inclusive de quadros da própria Record (vídeos da internet, dia-de-estrela, etc).

5 - Britto Junior, péssimo apresentador, nem um pouco carismático, cansativíssimo e ainda quer ter moral pra falar mal do Big Brother? O Rodrigo Carelli devia voltar pros shows que dirigia na MTV, pq como diretor de reality não é páreo pra JB Oliveira (Boninho). E a tal Fazenda de Verão? Desistências, participante psicopata e a ocultação descarada do casal lésbico. Conseguiu superar o caso do estupro do BBB 12.

6 - De uns tempos pra cá, é grande a chance de se deparar com uma reportagem na Record sobre o sucesso de vendas do livro do bispo, o tal Nada a Perder, até em países. Outra prova de que Record e Universal são duas cabeças indissociáveis do mesmo corpo. O DE é usado pra atacar Globo, Folha, Veja e também rivais da IURD. Curioso que a Globo mostrou as denúncias do Banco Panamericano e o Sílvio nem tchum, nem chiou. Agora vá mostrar denúncia contra o Edir Macedo. PS: Corrigindo gentilmente à comentarista Jadi Campos, o ofensor do H. Pereira foi o Paulo Henrique Amorim, "petralha" convicto, daqueles que defendem regulação-da-mídia e tudo mais.

7 - Caso TV Xuxa x PicaPau: OS DOIS tão errados. O diretor da Xuxa porque todo mundo assiste o que quiser e porque não tava passando o desenho quando proferiu aquilo. E a Record porque: eles não preferem A RECORD, e sim O PICA-PAU, o mérito é do desenho! Divulgam na cara dura o ibope da rival e queriam notificá-la por ter divulgado o de Avenida Brasil.

8 - Caso TEP/Ana Hickmann: uma coisa que eu ri muito foi quando o Vildomar Batista, diretor dela, elogiou a Regina Casé. Ana Hickmann compete com a xará Furtado em qual das duas é mais artificial. E uma coisa que queimou a imagem dela foram as constantes brigas de seu marido com Chris Flores e Adriane Galisteu.

Thallys Bruno Almeida disse...

9 - Caso Guilherme de Pádua: eles que não venham se dizer censurados porque tomaram processo! Tudo já foi dito antes, pra quê mexer nesse assunto? A revolta da autora tem sua razão de ser e é aí que a mulher Glória Perez, a pessoa Glória Perez, merece a nossa admiração, pois antes de global, é uma pessoa como nós e não tem o direito de sofrer por isso.

Enfim, um festival de equívocos que, aliado a lições que o SBT aprendeu, reconduziu a emissora de Sílvio Santos ao segundo lugar, especialmente com o sucesso de Carrossel. É patético que existam fãs dessa emissora que acham que são capazes de julgar os outros e se acham mais inteligentes porque só assistem à Record. Se surgir mais alguma coisa na cabeça, eu falo. Grande abç!

Valquiria Novaes disse...

Nossa, 2013 a record vai ter que suar kkkkk
Bjos!
http://amonailart.blogspot.com.br/

Barbie Californiana disse...

Nossa, um erro atrás do outro, Sérgio... a Record tropeçou em suas tentativas de obter audiência. beijos e lindo dia.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Boa crítica, Sérgio. Apesar de tudo, gostei da transmissão da Olimpíada, excetuando alguns comentários infelizes dos repórteres. "Rei Davi" realmente foi uma ótima produção, mas acabou desgastada, vítima de tantas reapresentações.
"Máscaras" foi um equívoco de Lauro César Muniz, autor de tantos sucessos, mas também de alguns fracassos. Espero que o talentoso autor acerte, da próxima vez.
A polêmica em torno da desastrada declaração de Mário Meirelles e a entrevista de Guilherme de Pádua foram lamentáveis.
A Record precisa encontrar seu caminho, sem procurar imitar o padrão global.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, desejo a você um Natal muito feliz. Abraço.

Bia Hain disse...

Sérgio, meu companheiro que me atualiza sobre os assuntos televisivos, passei para deixar um abraço e desejo de um Natal inesquecível e feliz.:)

Jadi Campos disse...

Ps : Desculpem a falha de meu comentario.O ofensor do Heraldo Pereira foi o P.Henrique Amorim ,e não Sérgio Chapelin .(agradecimento e crédito à Thallis Bruno) rs

Paty Michele disse...

Affff, Sérgio, um fiasco atrás do outro. Eu vejo pouco TV, mas a Record não vejo NUNCA! rsrsrs
Brincadeira, às vezes assisto ao Fala Brasil e gosto. E só!

Querido, desejo um lindo e iluminado Natal pra vc e os seus.

Beijos.

Jurandir Dalcin disse...

A verdade é que estão colhendo o que plantaram nesses anos! Vamos ver se agora aprendem a lição!

JDComenta: jurandirdalcincomenta.blogspot.com.br

Clau disse...

Boa noite Sérgio!
Faz tempo que não assisto nada dessa emissora.É um fiasco atrás do outro.
Minha audiência é difícil eles conseguirem.
Bjs!
Boas festas \o/ com saúde e paz pra vc e sua família.

Vera Lúcia disse...


Oi Sérgio,

Vim dar "uma espiadinha" por aqui para me atualizar. Estou impressionada, pois não sabia que a Record estava passando por esta fase negra.
Gosto do Jornal da Record, pois aprecio a forma como ele é apresentado. Não sabia deste "fora" da Ana Paula.
Quanto "A Fazenda" nunca fui apreciadora, mesmo porque não considero o Britto com o perfil adequado para a apresentação de um reality show. Ele consegue ser "chato" como apresentador.

Gostei das informações, pois quase não visito a Record.

Beijo.

Sérgio Santos disse...

Oi Jadi! ótimo o seu comentário. O meu texto ficou imenso e ainda faltaram coisas, como esses fatos citados por você. Foi um ano trágico mesmo. E a produção da Fazenda mordeu a própria língua, porque após fazer esse deboche em cima do BBB, teve que enfrentar vários problemas nas suas edições esse ano.

Paulo Henrique Amorim é lamentável. Mereceu o processo que levou e agora ele gosta de falar mal da Globo, mas enquanto trabalhava lá era um santinho. Bjs

Sérgio Santos disse...

Thallys, onde eu assino? Gostei muito dessa sua empolgação. Concordo com absolutamente tudo. E é verdade, Rebelde mudou de horário 57 vezes. Como pode isso? Acho que li no Flávio Ricco essa sua informação.

Mereceram ser processados pela Glória. Eu detesto Salve Jorge, mas ela merece respeito. Acabou sofrendo tudo de novo.

E acho que após as inúmeras reprises da entrevista e a descoberta de que o assassino ganhou 18 mil pra conceder a entrevista, os fãs da Record devem estar um pouco constrangidos de terem defendido a tal reportagem que 'alegaram' ser de cunho jornalístico e ainda enfiaram a Isabela Nardoni no meio.

Enfim, haja erro, haja fiasco, haja crítica. Record e 2012 não fizeram um bom casamento. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Val. Vai ter mesmo. rs Bjs!!!!!!!!!

Sérgio Santos disse...

Foi uma sucessão de erros, Barbie. E não acredito que tenham aprendido. Bjs e bom domingo.

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira. Pois é, mas será que algum dia a Record vai deixar de copiar descaradamente a Globo, emissora que tanto critica, e ter uma programação original e com identidade própria? Acho difícil com essa direção que a empresa tem. Só vejo mudanças se a emissora for vendida para outro grupo, este mais sério. Bjs.

Sérgio Santos disse...

Ah, Elvira, também te desejo um lindo Natal. Mas ainda escreverei um pequeno texto desejando felicidades aos leitores. Bjs.

Sérgio Santos disse...

Oi Bia, minha companheira de blog, desejo o mesmo pra você. Muito obrigado. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Paty. Eu também passo longe da Record, mas ás vezes tenho que ver alguma estreia pra poder escrever. Caso contrário, nem isso. Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Jurandir. Esse ditado é clichê, mas reflete bem o momento da Record. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Clau. Faz bem em passar longe. rsrs Desejo a você um ótimo Natal também. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Vera! Olha, você foi muito benevolente ao chamar o Britto de chato. Ele é INSUPORTÁVEL! Um mala com carteirinha de identidade e rodinhas. A Record perdeu muitos telespectadores nesse ano e se continuar do jeito que está perderá muito mais e merecidamente. Beijos.

Van disse...

Oi Sergio

Não creio que esta situação vá se alterar, me parece que a Record não faz o tipo daqueles que aprendem com os próprios erros.

Desejo a você e a sua família, um Feliz Natal e um ótimo Ano Novo!

Beijos

Milene Lima disse...

Eu leio isso tudo, concordo com todas as observações e lamento muito, porque isso só corrobora pra Globo continuar inatingível e ditando o que é bom,o que é certo ou não.

Eu só discordo de ti quando cita a Record News como "uma espécie de cópia da Globo News"...Canais de notícia existem nesse molde no mundo inteiro. Ou teria sido inventado pelo Roberto Marinho, que pelo que se prega,praticamente inventou a televisão?

Não há aqui qualquer tentativa de defesa da emissora citada seu texto, até porque seria um tanto impossível. A questão é que eu detesto mesmo todo tipo de monopólio e essa coisa de que tudo que a Globo produz é a maior invencionice da tv mundial, me dá um pouco de náusea, às vezes.

Mas, enfim, é só uma mera opinião,respeitando a sua, sempre.

Barbie Californiana disse...

Oi, Serginhoooo, vim lhe desejar um Feliz Natal e um 2013 mais que especial. beijos e bom domingo.

Cecilia sfalsin disse...

Ola meu amigo....

Cá cheguei e como sempre tens uma desenvoltura maravilhosa para escrever sobre programações , particularmente não tenho como opinar, pois sou uma viciada da globo rsrsrs, e por lá fico. Mas pelo que li a record não anda nada bem né rsrs...

Bom vim te dar um abraço super apertado, um beijo carinhoso em seu coração e te desejar uma natal abençoado juntamente com toda sua família, e que em 2013 a gente se esbarre quase que colado pra continuarmos nos inteirando com carinho e valor de uma grande amizade.....

Beijosssssssss e vamos que vamos....

Boas festas viu......

Sérgio Santos disse...

Oi Van. Também não creio, não. Acredito que em 2013 o SBT se consolide na vice-liderança e deixe a Record pra trás. Beijos e tenha um lindo Natal, com muita saúde.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene! Sim, toda concorrência é saudável, mas desde que seja baseada na originalidade. A Record critica a Globo, mas quer copiá-la sempre. É um contrassenso.

Claro que canais de notícias sempre existiram, mas no caso da Record News ficou clara a tentativa de alcançar o sucesso da Globo News. Aliás, indo para o canal aberto, o logotipo do Jornal da Record é uma cópia descarada do Jornal Nacional. Pra que isso?

Não acho que tudo o que a Globo produza seja maravilhoso, aliás, como bem disse a Jadi, a Globo não é perfeita, mas é a melhor emissora aberta que temos e a terceira do mundo. E claro que também respeito sua opinião! Beijão!

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, muito obrigado. Pra vc também. Tudo de bom! bjbj

Sérgio Santos disse...

Oi Cecilia. Há quanto tempo, estava sumida! Olha, devo dizer que você não perdeu nada da Record, não... rs

Também te desejo um lindo Natal e um ano novo de muita paz e saúde. Bjs

Vanessa disse...

Sérgio, querido, tudo bem?
Que ano tenebroso para a Record! Na verdade, penso que se trata de um reflexo dos últimos anos. A emissora perdeu fôlego, se preocupou mais em atacar do que arrumar a própria cozinha. E aí, quando se deu conta, era tarde demais.

Confesso ter um pouco de preconceito com a emissora dos bispos. Me incomoda bastante essa postura 'ofensiva'. O mais intrigante é que a mesma emissora tão criticada serve de modelo para a da Barra Funda. Não dá para entender! rs. Até o portal de notícias deles é uma cópia barata da globo.com!

Olha, nunca vi uma novela, apenas algumas cenas, e achei tudo ruim. Séries bíblicas não me instigam. A linha de shows também não me agrada. Realities consagrados no exterior viram motivo de chacota no canal 7 de SP. E o que dizer do jornalismo? Completamente sem crédito, só se preocupa com o sensacionalismo barato. Pautas de ataque à rival são muito mais importantes do que alguma que preste serviço à população. Isso porque há muitos ex-globais por lá. Mas já vimos que só isso não bastante. A parte técnica tb precisa ter o mesmo nível. E não tem.

O único período que assisti à Record por mais tempo foi durante o Pan de Guadalajara, já que não havia outra emissora cobrindo o evento. Neste ano, tivemos graças a Deus um SporTV in loco em Londres. E credito às TVs a cabo a audiência pífia da emissora paulista durante os Jogos. Quem era assinante, não tinha qualquer motivo para acompanhar a transmissão na TV aberta, com uma equipe composta por pseudo comentaristas, repórteres perdidos... Talvez também tenha sido um reflexo do péssimo trabalho no Pan. Quem viu pegou trauma. Rs.

Beijos, querido.
E bom Natal! ;))

Estou no aguardo das retrospectivas das novelas. Vai ter bastante coisa para contar, não? ;)

Sérgio Santos disse...

Oi Vanessa! Realmente, ainda tem aquele R7 que é uma cópia da Globo.com mesmo. O ano foi tenebroso mesmo e eles apanas fingem para o público que tem motivos para comemorar. Não têm. A Record vai acabar caindo na repetição porque ano que vem irá produzir outra série bíblica e já tem projeto para outro. Tudo que é demais cansa e eles não perceberam isso ainda. Sugam até a última gota de tudo que faz sucesso e aí só sobre o fiasco.

Sim, farei uma retrospectiva dos melhores do ano e dos piores também. Será trabalhoso! rsrs E ainda planejo escrever sobre o especial da Fernanda Montenegro. Vamos ver se consigo! rs Beijão.

paulo disse...

Cara, leia o livro do BONI e veja o quão suja e hipócrita é a rede globo de televisão. Uma emissora que, GRAÇAS A DEUS, perdeu muita audiencia nos ultimos anos. Seus programas de humor são péssimos, seu jornalismo tá pra lá de ultrapassado, seus programas de entrevistas e de auditório são em sua maioria enfadonhos e chatos, suas novelas perderam a força(e o ibope) que tinham. Isso sem falar em produções ABAIXO DA CRITICA que ha anos não saem da sua grade como malhação, bbb, etc. Entendo que voce é jovem e esta naquela fase de idolatrar a rede globo, digo isso porque na minha infancia até o inicio da juventude a globo era tudo pra mim, um aficcionado por TV. Embora continue achando a globo do passado uma ótima emissora. É bom salientar que não sou evangélico e odeio a igreja universal, mas isso não me impede de assistir algo na rede Record, muito pouca coisa, mas assisto, como o FALA BRASIL que é um ótimo jornal. E vai me dizer que pagar milhões pro Ronaldo aceitar emagrecer no fantástico não é no mínimo anti-ético? O cara pode emagrecer com a fortuna que tem e a hora que quiser, tantos gordinhos querendo emagrecer e não tem grana pra isso, quantas creches do ciança esperança podiam ser ajudadas com esse dinheiro, né? Voce não deve saber que esse fato causou indignação nas redes sociais pois não? E aquela matéria PATÉTICA mostrando as ruas "vazias" do Brasil pro ultimo capitulo de Avenida Brasil, sendo que o ibope final não mostrou isto. MICO! Enfim, tenha cuidado amigo Sérgio pois o fanatismo as vezes nos deixa cegos. Feliz Natal pra voce!

Sérgio Santos disse...

Paulo, infelizmente você mais uma vez não deve ter se dado ao trabalho de ler o texto. Eu falei da Record, não da Globo.

Eu não sou fanático pela Globo e nem a idolatro, já disse isso mais de uma vez, porém, não voltarei ao tema.

E o seu ódio mortal pela Globo pode ser facilmente considerado um fanatismo, embora você não ache. Ok, você vê o Fala Brasil, mas eu citei VÁRIOS programas da Record que foram fracassados.

Você foi um dos poucos que defendeu a Record exibir a matéria com o Guilherme de Pádua. Após descobrir que ele ganhou 18 mil pra dar entrevista e a emissora reprisou a entrevista inúmeras vezes, você continua defendendo? Vc realmente quer comparar um assassino com o Ronaldo?

E o que tem a ver o jogador ter ganho 6 milhões com o Criança Esperança? Se é que ele ganhou mesmo, isso é problema da Globo. A grana é dela e empresa gasta com que bem entender. Eu acho deplorável que empresas gastem fortunas contratando o Michel Teló, mas e daí? O dinheiro é delas e não meu. Se for assim vou criticar o sujeito que vai comprar um carro importado, afinal, ele poderia gastar aquele dinheiro ajudando os pobres carentes... E, ao contrário da Record, o dinheiro da Globo não vem de dízimo.

Porém, como disseram aqui, a Globo não é perfeita e isso todos sabem. Mas como já disse, a Globo não está em questão no texto e sim a Record.

E por mais que vc se negue a aceitar, sim, Avenida Brasil foi um fenômeno de repercussão e o ibope de 51 pontos se mostra altíssimo com os 30 alcançados por Salve Jorge.

Espero que tenha tido um ótimo Natal.

paulo disse...

Sérgio, eu tambem acho que dar 6 MILHÕES(!!!) pro Ronaldo emagrecer é total direito da globo, mas voce não acha isso um absurdo, um assinte? O Ronaldo é milionário, ele pode emagrecer com o proprio dinheiro. É direito da globo mas como eu disse é anti-ético SIM, num país onde tantos obesos estão na fila do sus pra conseguir uma operação de redução de estomago. Como eu falei será que essa verdadeira fortuna não daria pra ajudar quantas crianças do projeto criança esperança da própria rede globo, que por acaso usa de doações do povo? Se voce acha isso normal eu acho odioso, e a repercussão nas redes sociais foi imensa por causa disso. Qto ao final de AB eu acho que pra causar o efeito de esvaziamento das ruas deveria ter dado uns 60-70 pontos no minimo, mas 51?
De qualquer forma espero que nossos pontos de vista diferentes sobre TV não te deixe irritado comigo, ok?

Sérgio Santos disse...

Paulo, não se preocupe, você não me aborreceu. E, não, isso não é anti-ético. Seria antiético se a Globo fosse um hospital público ou particular, mas não é. É uma empresa de comunicação, que visa lucro e audiência, apenas isso.

O SBT apresentou, anos atrás, um reality de emagrecimento e era uma formato comprado do estrangeiro: Quem perde ganha mais. O vencedor era quem perdia mais peso e ganhava 100 mil. Você acha isso anti-ético ao beneficiar obesos de classe média alta em meio a uma sociedade tão necessitada? Não, não é anti-ético porque o SBT não é uma rede hospitalar.

E indo pro Criança Esperança, então parte-se da premissa que não se deve doar para projeto social algum. Afinal, quase todos eles são defendidos por pessoas ricas ou artistas ricos. Doar pro Teleton pra que se o Silvio Santos pode doar a fortuna que bem quiser... Doar pro Criança Esperança pra que se a Globo paga uma fortuna para os atores e seis milhões pro Ronaldo... Enfim.

E Paulo, nenhuma novela dá mais 60/70 pontos. São outros tempos. Se for assim toda novela que não chegar nem na metade dos 100 pontos atingidos pela Selva de Pedra é um baita fiasco. Abraços.

paulo disse...

Sergio, voce foi a unica pessoa que vi até hoje que não ficou indignado com essa fortuna que a globo entregou pro Ronaldo perder uns quilinhos da sua pança de chopp na TV. E comparar esse assinte ao sbt exibir um programa com obesos tentando emagrecer, sinceramente. E concordo que hoje em dia novela nenhuma dá 60\70, assim como 51 pontos não esvasia rua nenhuma, essa é a questão.
PS.: se voce não é fanatico pela globo tenho até medo de conhecer alguem que seja, kkk

Sérgio Santos disse...

Paulo, eu não me indignei simplesmente porque não sei se é verdade. Eu só me indigno por situações que realmente aconteceram e não por suposições.

Quer dizer, então que foi a Globo que mandou esvaziar as ruas e colocar as pessoas para correrem para assistir ao último capítulo? Os bares lotaram com várias pessoas reunidas para assistir ao final por pura manipulação?

Eu seria fanático pela Globo se achasse tudo o que ela faz perfeito e não criticasse novela e programa nenhum da emissora.
E realmente, se você não gosta da Record imagine se gostasse... Tb tenho medo.

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ achat cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis generique
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis farmaco per impotenza
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis