terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Apesar de ser a história mais atraente de Salve Jorge, tráfico humano não deixa de ser mais um déjà vu de Glória Perez

A novela das nove continua sem empolgar. "Salve Jorge" tem enfrentado uma baixa audiência e a rejeição do público tem sido muito grande. Entretanto, o único núcleo que conseguiu despertar um certo interesse dos telespectadores foi o que envolve o tráfico humano, tema escolhido pela autora para retratar situações reais, que infelizmente acontecem no Brasil e no mundo. O drama de Jéssica (Carolina Dieckmann) acabou causando comoção pelo sofrimento personagem e, a partir de agora, Morena (Nanda Costa) também caiu nas mãos do tráfico e a trama tenderá a crescer. Porém, em meio a tantas repetições presentes na novela, a questão do tráfico não deixa de ser mais um déjà vu.


Para o azar de Glória Perez, o "Vídeo Show" está reprisando no quadro "Novelão da Semana" justamente "América", trama da autora exibida em 2005. Através da reprise, os telespectadores mais desatentos podem acompanhar como são parecidas as histórias de Sol (Deborah Secco) e Morena; além da perceptível semelhança entre a imigração e o tráfico humano. Claro que essas comparações já ocorriam, mas ao cometer, digamos, essa 'gafe', o programa vespertino da Globo acaba expondo as fragilidades criativas da autora.

Sol presenciou a casa dos pais ser demolida e precisou se mexer para conseguir dinheiro. A forma mais rápida foi tentar entrar nos E.U.A. para ganhar em dólar e progredir em um novo país. Mas a protagonista não conseguiu o visto e acabou resolvendo entrar em um esquema ilegal, desembolsando cinco mil reais para dar ao chefe do esquema, Alex, interpretado por Thiago Lacerda. Mas a mocinha não esperava que para entrar ilegalmente precisaria se sujeitar a
tantas humilhações e dificuldades. Ao longo da novela há uma revelação a respeito da identidade da chefe desse esquema de imigração: Djanira Pimenta, papel de Betty Faria. Como se nota, as diferenças em cima do drama vivido por Morena são muito pequenas.

A protagonista de "Salve Jorge" também se viu sem saída ao ver a mãe ser despejada e acabou aceitando a proposta de Wanda (Totia Meirelles) para viajar e ganhar dinheiro no exterior. A vilã, brilhantemente interpretada por Totia, é um Alex de saias. Enquanto que Lívia (Cláudia Raia) não deixa de ser a mesma personagem vivida por Betty Faria em "América", só que com mais destaque. E Morena se verá sem saída após cair no esquema, assim como Sol, e não duvide se a personagem tiver que dançar em cima de alguma mesa.

Obviamente que o tráfico humano não tem relação direta com imigração ilegal, assim como Turquia não tem nada a ver com Marrocos ou Índia, mas todas essas situações, apesar de terem peculiaridades, são muito semelhantes em diversos aspectos. As vítimas do tráfico humano se veem enclausuradas e sem opção de fuga, enquanto que os imigrantes ilegais vivem fugindo da polícia justamente para não serem descobertos e deportados. Dramas que se parecem em um ponto e se diferenciam em outro. Mas na história de Glória Perez, as mocinhas tiveram praticamente os mesmos conflitos e mesmas situações vividas. Como não comparar? Como evitar a sensação de já ter visto tudo aquilo antes?

"Salve Jorge" é uma novela repleta de repetições, porém, o núcleo do tráfico humano passou a impressão de que não pertencia à regra da mesmice e prometia boas histórias. Não que não venha a apresentar dramas atrativos, a entrada de Morena no tráfico sem dúvida despertará mais interesse e conflitos interessantes poderão surgir, no entanto, a sensação de déjà vu, infelizmente, também se faz presente na principal trama de Glória Perez.

43 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Sérgio, outra caracterista dessa novela é. Salva exceções, os atores não convencem. Lombardi, Nanda Costa e outros tantoa cujos nomes não me lembro. Assiti ontem o capítulo da despedida de Morena, sei lá, não me convenceu, melhor dizendo, foi tão mal dirigido e interpretado q não parecia novela da Globo. A cara do Lombardi qdo o avião decolou parecia a cara de uma crinaça q tinha seu algodão doce roubada e não a perda da amada. Abçs.

✿ chica disse...

É danado mesmo essa repetição toda! E concordo com o EDER. Minha filha tinha avisado que seria imperdível a cena da despedida. E o que vejo? Um babacão daquele tamanho, um CARA daqueles atirado como um bezerro desmamado. Ora, façam-me o favor! rs abração,chica

Filha do Rei disse...

Concordo contigo,falta "verdade" nas atuações.Uma das atrizes que tenho percebido crescimento é a Cleo Pires, vejo-a em uma atuação mais madura.
Abraço.

Rita disse...

Quando uma novela começa, o que a gente
quer ver é uma bela história, mas
ver tudo repetido cansa e cansa muito
São ótimos atores e atrizes, mas vendo em papeis parecidos com os que
já passaram, parece até que eles não estão atuando né....Ai fica parecendo
um bolo que não cresceu...enfim tomara que eles adianta logo o final dela, e por egto vamos vendo pra ver o que vai dar.
Abraços Sergio
Bjuss
Rita!!!!

Kellen Bittencourt disse...

Pois é amigo, logo a Glória tão premiada por Caminho das Indias cometendo esse erro, que pena, porém acho que a chegada da morena no núcleo das meninas traficadas promete dar uma melhorada na audiência, quem sabe! Abraçosss

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Não vejo déjà vu no núcleo do tráfico rs. Na imigração ilegal, as pessoas entram nessa porque querem, sabem que estão atravessando ilegalmente, e que estaram expostas a muitos riscos. Já no tráfico, as meninas são enganadas, vão para fazer uma coisa e se deparam com outra completamente diferente, são escravizadas. América focou mais em como sobrevive um imigrante ilegal nos EUA, em constante risco de ser descoberto e deportado, mas la ele trabalha, tem casa e tals não vive na situação precária em que vivem as meninas do tráfico, obrigadas a se prostituir sem poder falar com a família enfim. Pode haver alguma semelhança ou outra, mas acho dois temas bem diferentes. Agora acho que a forma com que vem sendo retratada o tráfico em Salve Jorge, diferente da imigração em América, muito artificial, se não fosse por Carolina Dieckmann, acho que não iria funcionar , vamos ver agora com Morena. Quanto as mocinhas, essas sim são parecidíssimas e as situações são praticamente as mesmas, com a diferença de que Sol queria ir para os EUA desde a infância, era um sonho, já com Morena foi uma oportunidade que surgiu.

Abçs

Anônimo disse...

Pra quem comentou a cena de ontem, da "despedida" da Morena... Ficou uma coisa meio fora da realidade... Depois que o Théo pegou o recado da Morena, ele ficou naquele desespero todo para chegar até o aeroporto (chegando ao absurdo de até pedir carona para a Érica)... Pergunta que não quer calar: Por que ele não conseguiu ligar para a Morena? Se ela estava o tempo todo com o celular na mão, esperando por um retorno do Théo... Será que por esse tempo todo da correria dele para sair da praia até chegar ao aeroporto, o celular ficou sem sinal, fora de área.... o celular estava sem bateria???? Meu Deus! Não dá para acreditar neste desespero todo com tanta tecnologia disponível... Putz

Anônimo disse...

Como também não dá para acreditar que a solução dos problemas da Morena seria ganhar uma "grana fácil" no exterior. O dólar está a quanto na novela? Digamos que, na melhor das hipóteses, a Morena volte com uns 30.000... Isso compra uma casa no Alemão? Quando ela voltar ela continuará desempregada... O que ela vai fazer para conseguir o resto da grana?
Já que ela ia casar com "o grande amor da vida" dela e eles iriam morar juntos... Era só ela arrumar um emprego para contribuir com as despesas da família. A mãe, sozinha, sem ter que ajudar nas despesas do neto e da filha, não conseguiria bancar um aluguel em outro lugar????

Felisberto Junior disse...

Olá!
Sérgio
...se a própria "plim plim" está repetindo América e deixando mais claro aos telespectadores, menos atentos, as semelhanças de tramas e a falta de criatividade de Glória, então com certeza, o fim está chegando!
Aliás,uma pena para alguns, porque a trama das nove tem feito a alegria da concorrência.
Obrigado!
Ótima semana!
Abraços
ClicAki Blog(IN)FELIZ

Anônimo disse...

Esse novelão da semana, como quase tudo dentro da globo, é um embuste, uma farsa. Novelão deveria ser significado de tramas que tiveram ibope e\ou repercussão com o publico e a mídia. Então o que Suave Veneno, Estrela Guia, América e outras besteiras fazem naquele quadro? Outra coisinha, rola nas redes sociais um papo de que a globo não respeita o resultado das enquetes no site do video show pra escolher o novelão, quase sempre o publico escolhe uma e vai ao ar outra escolhida pela direção do programa numa total falta de respeito com a opinião do telespectador. Lamentável!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Concordo com a similaridade das questões aqui colocadas, embora o foco principal das mesmas sejam diferentes. Glória poderia ter elaborado uma trama mais envolvente, pois tem capacidade para tal. O núcleo do tráfico também caiu na mesmice e creio que a chegada de Morena poderá provocar uma reviravolta ao mesmo.
Sabemos que as novelas não tem como funcionar se atreladas a detalhes perfeitos, mas achei estranho o Théo não estar com condução própria para correr atrás da Morena. Afinal, ele tem carro. Decididamente, Lombardi não está em seu melhor papel. Por outro lado, outro ator que está fazendo um papel ridículo e sem brilho é o pai do Caíque. Uma pena, pois o considero uma ator muito carismático.

Ótimas considerações.

Beijo.

Gal Renata disse...

Ou ligar do orelhão?Ligar para sogra? Pegar táxi e pedir para sacar dinheiro no aeroporto?( já precisei e fiz isso no Rio) pedir.para anunciar.no sistema de som no aeroporto?

Gal Renata disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Elvira Akchourin do Nascimento disse...

"Salve Jorge" continua sem empolgar. A trama do tráfico humano é a melhor da novela, mas realmente lembra a de "América" (aliás, não achei que esta fraca novela merecesse virar o "novelão da semana").

lima rose disse...

Uma novela podre dessa e a pessoa mesmo assim todo dia ligar a TV nesse canal nesse mesmo horario pra assistir é o cumulo da alienação. Mas dizem que até fora do ar a globo dá ibope...

Tatiane disse...

Oi Sérgio, vejo que Salve Jorge será exatamente como o capítulo desta terça-feira, que em sua maioria foi chato, lento, sem tramas interessantes, com alguns poucos momentos de agilidade no final, mesmo que sem coerência, como foi à surra da Morena na Wanda, em que seus comparas cruzaram os braços, e deixaram a parceira apanhar.

Sérgio Santos disse...

Oi Eder. Concordo plenamente sobre o Rodrigo Lombardi, que está mesmo péssimo e essa cena da despedida foi horrível. Mas acho Nanda Costa bem na personagem. Porém, a direção está mesmo muito equivocada. A cena da surra de hoje foi boa, mas muito mal dirigida. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Chica! A cena da despedida foi péssima mesmo. Novela mexicana perdia. O Theo é um mala! Beijos!!!

Sérgio Santos disse...

Oi "Filha do Rei", até hoje vi pouquíssimas cenas da Cleo, então nem me sinto apto a opinar. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Rita, pois é, muita repetição junta cansa qualquer um. Pelo que foi noticiado, a novela não será encurtada, então, resta esperar o tempo passar mesmo. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen. Sim, promete e hoje até que tivemos uma boa cena quando Morena dá uma surra em Wanda, mas vamos ver se não será apenas momentâneo. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Rafael. Foi exatamente isso que eu escrevi no texto. Cada tema tem sua peculiaridade, mas as semelhanças das histórias das mocinhas acaba afetando a trama. E, convenhamos, Wanda é, sim, parecida com o Alex e Lívia com Djanira. Ou seja, já temos muito mais similaridades do que diferenças.

Sol depois volta para o Brasil deportada e Alex oferece pra ela uma passagem para os E.U.A., dessa vez sem protagonista ter perdido nada. Ou seja, foi também uma oportunidade que surgiu. Outra semelhança. Abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi "anônimo". Ele poderia até ter ligado de um orelhão, mas isso foi o de menos. O próprio desenvolvimento da cena ficou tosco. Ele bate num ladrão no ônibus e ainda rouba uma moto? E a cena que ele corre pelo aeroporto com uma trilha musical totalmente desconexa? Triste. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Exato, "anônimo". E para piorar essa situação batida é a mesma da vivida por Sol em América. E claro que bastava Morena arrumar um emprego por aqui mesmo, mas enfim, aí não teria novela. Porém, claro que a situação foi forçada. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto. Mas a trama, apesar da baixa audiência, não tem feito a alegria da concorrência, não. As emissoras adversárias não têm conseguido nenhuma elevação. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Anônimo", obrigado pelo comentário. Também não acho América, Suave Veneno e Estrela-Guia merecedoras do Novelão da Semana.

Já havia lido também esse tipo de suspeita, mas não acredito. Até porque, qual o objetivo de fraudarem, despertando suspeitas? Valeria não darem opção para o público, assim como ocorre com o Vale a Pena ver de Novo. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Vera. Sim, tudo naquela cena foi questionável. Claro que em novelas há licenças poéticas e se tudo tivesse sido bem-feito, nem valeria criticar isso, mas como erraram em todos os aspectos fica difícil não falar.

Rodrigo está fraco mesmo, enquanto que muitos atores talentosos têm seus respectivos talentos jogados fora. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Gal, sim, eram muitas as possibilidades. Beijos e obrigado pelo comentário.

Barbie Californiana disse...

Aaaahhh... Eu tô gostando, Sérgio... ;D Mas sua crítica está coerente com o que a maioria pensa. beijos e tudo de bom!

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, verdade. Não merecia mesmo, a novela foi péssima e trocaram até a abertura dela. Nem sei qual que o Vídeo Show escolheu.

Hoje tivemos uma boa cena da surra, mas foi muito mal dirigida. Mas infelizmente o capítulo inteiro foi entediante e a única parte que prestou foi o fim. Foi duro assistir. Não via a trama inteira há umas boas semanas. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Lima, obrigado pelo comentário. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Tatiane. Olha, também acho, viu? Creio que, pelo que se nota, a novela terá poucas cenas interessantes e a grande maioria será totalmente dispensável. Foi duro assistir ao capítulo de hoje só por causa da tal surra. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie! Sabia que ia discordar porque sei que você gosta, mas fico feliz que esteja se entretendo com a novela. Pelo menos você tá gostando. ;) Beijos.

Enigmático Byjotan disse...

Lamentável!Como pode variar tanto de uma equipe para a outra...A Novela anterior deixou saudades,Porém esta;Besteira e enrolação pura.Está faltando criatividade a alguém la na Globo.Beijo de leitor ao bonito blog do.:-BYJOTAN.

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótimo texto, Sérgio. Logo no novelão da semana eu pude notar a semelhança, no caso, a Sol abandonando o Tião para ir aos EUA é igual à Morena abandonando o Theo para ir à Turquia. O lado bom disso tudo é o destaque merecido dado a Totia Meirelles, enfim num papel à altura do talento, embora isso implique no desperdício de outros talentos.

Ficou explícito o contraste: As cenas do Theo indo atrás da Morena foram um constrangimento só, mostrando que ele nem de longe é o tal cara defendido por Roberto Carlos. Em compensação, Nanda e Totia brilharam na cena da surra (a única que eu vi, pois felizmente não vi o cap inteiro). E espero que a continuação consiga ser boa.

E Glória continua sem aceitar críticas. Agora arrumou problema até com o Jornal Nacional, dizendo que é culpa do principal jornalístico, e um funcionário do JN (editor, acho) falou à Folha rebatendo, dizendo que a novela é um saco. Enfim, tá difícil. Abçs!

Milene Lima disse...

Eu li por aí que o Alexandre Nero (lindo e adorável) disse que o povo ainda vai se apegar à novela. Tipo, no último capítulo? Eu adoraria torcer pela Morena e o Théo, mas os dois, Nada Consta e o Lombardi (prefiro o do Silvio Santos), são ruinzinhos demais da conta. sem expressão, sem emoção, sem tesão, sem nada... Nada consta mesmo.

Inté e beio, Sergio.

Sérgio Santos disse...

Oi Enigmático! Sim, Avenida Brasil deixou saudades mesmo enquanto que essa é o oposto. As diferenças são gritantes. Obrigado pelo elogio. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys. Caramba, eu nem sabia disso do diretor do JN ter dito que a novela é um saco. rsrs Como a Glória me bloqueou, não sabia que ela tinha culpado até o JN pela baixa audiência. Lamentável.

Sim, Totia está brilhante e tendo o destaque merecido. Ao menos ela. Fez bem em não ver o capítulo todo. Eu vi todo e foi uma chatice. Ainda bem que me distraía na internet. Abraços!

Sérgio Santos disse...

Oi Milene. Pois é, será que só no último capítulo? Odeio o casal protagonista, assim como a música-tema. Agora, com a ida da Morena á Turquia, o núcleo central melhorou, mas só esse. Beijão!!!

Vanessa disse...

Sérgio, tudo bem?
Olha, sei mais de "SJ" pelo que leio do que pelo assisto. Nunca gostei do estilo da Glória Perez. A única que me encantou foi "O Clone". Isso na primeira versão. Qdo passou a reprise, achei tudo cafona. rs.

Diante de tantos problemas citados por vc e outros blogueiros, queria entender: como que a alta cúpula da Globo não barrou a sinopse de "SJ"? Seria pelo fato de "Caminho das Índias" ter levado o Emmy? Não houve uma alta ali na Globo que atentasse para a mesmice do enredo?

Outra dúvida que queria tirar com vc... Sempre pesa negativamente para um autor ter um fracasso no currículo, assim como para um diretor. E para o elenco em si? Para uma Nanda Costa, que começou agora no time principal da emissora, o quanto isso impacta?

Beijos, querido.

Obs.: Vi outro dia a sequência da Morena no aeroporto. O que foi aquela cena? Manda a Glória Perez para a Televisa, por favor. Tudo de um mau gosto sem tamanho.

Thallys Bruno Almeida disse...

Se a Vanessa me permite a resposta, explico:

Na minha visão, um fator (existem vários tantos, atento apenas para um) pode ser a atuação. Vide o caso da Alinne Moraes, cujo papel de maior sucesso na carreira foi justamente em uma novela fracassada (Viver a Vida, que foi repleta de erros, lenta ao extremo e tudo mais) - a combinação personagem bem-desenvolvida + atuação ótima a conduziu ao sucesso. A Nanda entrou nessa novela da Glória com desconfianças demais, talvez por não ter feito nada muito expressivo frente a outras como a Flávia Alessandra e a Giovanna Antonelli. Se ela se sair bem, ela pode reverter esse jogo e se sobressair.

É uma visão minha. Não sei se te responde, mas é uma tentativa minha. Abç!

Sérgio Santos disse...

Oi Vanessa. Também só gostei de O Clone, embora não tenha sido perfeita.

Olha, um fracasso só costuma pesar quando o autor é iniciante, caso ele esteja com uma carreira consolidada pouco importa, é apenas um tropeço. Mas quando o profissional acabou de começar e as únicas duas novelas que escreveu, por exemplo, são fracassos, aí sim não é bom.

Em relação ao elenco, isso nunca impacta em nada. O ator ou atriz pode fazer parte de um projeto fracassado que nada irá influenciar na carreira. A não ser que tenha uma atuação muito criticada, aí sim. A Nanda não tem carisma, mas está muito bem na novela, não acho que vá atrapalhar em nada, pelo contrário, vai até valorizá-la.

Beijos.

Sérgio Santos disse...

Thallys, realmente a atuação é um fator considerável. Abraços.