sábado, 5 de maio de 2012

O talento de Cláudia Abreu

Cláudia Abreu já é uma veterana na televisão. Sua carreira é marcada por grandes papéis e interpretações memoráveis. Uma atriz que mostra o amor pela arte de interpretar e se renova constantemente. Seu primeiro papel marcante foi a Juliette, co-protagonista de "Que Rei Sou Eu" (1989); embora tenha estreado na Rede Globo participando de um episódio do extinto "Teletema" e ter feito parte do elenco de "Hipertensão" (1986), "O Outro" (1987) e "Fera Radical" (1988). Fez muitas novelas, mas entre os papéis inesquecíveis estão a Clara de "Barriga de Aluguel" (1990), a Heloísa da minissérie "Anos Rebeldes" (1992), a escrava branca Olívia em "Força de um Desejo" (1999), a vilã Laura de "Celebridade" (2003) e a Vitória de "Belíssima" (2005). Agora ela rouba a cena como a espalhafatosa Chayene em "Cheias de Charme".


Uma vilã exagerada, caricata, com um forte sotaque, atrapalhada, recheada de frases hilárias e que veste um figurino tão discreto quanto a mansão toda rosa em que vive. Essa é Juciléia, ou melhor, Chayene (nome 'artístico'), a cantora brega que já se destacou desde o primeiro capítulo da novela e que vem se sobressaindo cada vez mais.

Cláudia Abreu está tendo um desempenho extraordinário e mostra
como fazia falta na televisão. Sua última participação foi em "Três Irmãs", vivendo a perua Dora, um papel aquém de seu talento e dentro de uma trama que fracassou na audiência. Desde então, a atriz se dedicou à família, teve mais dois filhos (são quatro ao todo) e recusava todos os convites que recebia para voltar à telinha. Os telespectadores, com razão, sentiam falta de vê-la atuando.

Mas o seu retorno foi em grande estilo. Chayene é uma vilã que já caiu no gosto popular. A atriz anda recebendo um festival de elogios muito merecidos da crítica e incorporou a alma do papel, se mostrando totalmente à vontade em cena. Sua parceria com o ator Luis Henrique Nogueira (Laércio, ex-marido e agora capacho da loura) também deu certo logo de imediato. Difícil não rir com as frases inspiradas da personagem: "Que 'dê' meu cheiro?", "A depiladora deixou minha virilha feito um carpaccio!", "Cadê Rosalba?" (na verdade ela fala de Rosário - Leandra Leal -, mas sempre erra o nome), "Meu creme de mamona braba, me dê! Diz que a gente remoça cinco anos a cada vez que passa!", "Devo tá tão jovem que vou aparecer a tataraneta de Joelma!". Claro que os autores Filipe Miguez e Izabel de Oliveira são os responsáveis por essas pérolas e merecem todos os elogios, mas se a atriz estivesse fraca, as frases  não teriam o mesmo efeito.

Cláudia já deu várias entrevistas dizendo que não pensou duas vezes em aceitar viver essa deliciosa personagem, por ser um perfil totalmente diferente de tudo o que ela já fez na carreira. Com essa decisão acertada, ganhou o público, a atriz, os autores e, claro, a Chayene! Parabéns, Cláudia Abreu! Seja bem-vinda de volta às nossas casas!

22 comentários:

ELAINE disse...

Sérgio querido! Muito obrigada pelo carinho! Confesso que já faz um tempinho que não assisto novela, mas depois de ler a tua postagem, a vontade está começando a se manifestar, rsrsrs! Bênçãos de paz, alegria, união e amor! Um abençoado sábado! Carinhoso abraço!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Rosa Mattos disse...

Bom dia, Sérgio,

Tenho visto todos falarem muito bem dessa novela nova. Não sou de acompanhar novelas e como chego tarde em casa só conseguiria mesmo ver a das nove.

Adoro Claudia Abreu. Excelente atriz.

Ótimo seu blog, com matérias bem atrativas pra se ler. E esse layout é bem bonito.

abraços/!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Claudia Abreu me encantou em "Anos Rebeldes", quando a personagem Heloísa trocou a vida de burguesinha pela luta armada e acabou morrendo por defender seu ideal.
Gostei dela também em "Pátria Minha", na qual formou uma bela dupla com Fábio Assunção, "Força de um Desejo" e "Celebridade".
No papel de Chayene, ela mostra que está se divertindo bastante, o que ajudou a compor uma personagem espalhafatosa, bem diferente das anteriores, e que faz o merecido sucesso.
Formada em Filosofia, Claudia se mostra nas entrevistas como uma mulher inteligente, além de bonita e talentosa.

Thallys Bruno Almeida disse...

A Cláudia Abreu dispensa comentários, mas mesmo assim eu vou falar. Em Celebridade (2003), a naturalidade da interpretação dela saltava aos olhos ao mostrar o ódio que Laura sentia de Maria Clara (Malu Mader), com destaque para a memorável surra que levou da mocinha. Muito realismo, uma verdade incrível que ela passava só pelo olhar, uma vilã que dava gosto de odiar mesmo.

Devido ao grande sucesso como Laura, lembro que ela foi cotada para viver a Sol, de América, mas recusou e entrou em Belíssima - ou seja, fez a escolha certa. Em Três Irmãs, achei que a personagem dela foi um pouco apagada (das irmãs, quem se destacou mais foi a Alma, da Giovanna Antonelli).

Estava mais do que na hora de ela voltar e a Chayenne é a melhor coisa de Cheias de Charme. Tá demais e tem feito parcerias muito boas com a Leandra Leal, o Luiz Henrique Nogueira e o Ricardo Tozzi (mesmo ele devendo como Fabian, a sintonia entre os dois deu certo).

Sérgio Santos disse...

Oi, Elaine. Eu que agradeço! Quer dizer que sou o responsável por essa quase recaída? rsrs Bjsss

Sérgio Santos disse...

Oi, Rosa. Obrigado pelo comentário! Fico feliz que gostou do blog. Claudia é ótima mesmo! Beijos!

Sérgio Santos disse...

Elvira, obrigado pelo comentário. Havia me esquecido de mencionar a personagem de Anos Rebeldes. Acrescentei no texto. A cena da morte de Heloísa foi muito marcante. Claudia é mt inteligente mesmo e demonstra isso nas entrevistas. Ela merece o sucesso que está fazendo e a repercussão tende a aumentar ainda mais ao longo da trama. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Thallys, é verdade, Cláudia dispensa comentários, mas mesmo assim dá vontade de falar, né? rsrs Ela fez a escolha certa em recusar a furada que era aquela Sol e deixou a batata quente nas mãos da Deborah Secco, que foi massacrada pela crítica (merecidamente). Vitória foi uma ótima personagem. E em Celebridade ela deu um show! Três Irmãs é uma novela pra ser esquecida. Também gosto da sintonia da Claudia com o Luis em Cheias de Charme. Abraços!

Rafael Barbosa dos Santos disse...

A novela é ótima, e é impossivel não rir com Chayene. Claudia Abreu é uma grande atriz, e ja estava na hora de voltar a TV. recebeu um papel merecido, e esta arrasando. Ainda vamos nos divertir muito com Chayene, ja me sinto personal colega dela. KK. Sucesso pra Cacau (olha a intimidade)

http://brincdeescrever.blogspot.com.br/2012/05/uma-entrevista-com-vila-carmem-lucia.html

Van disse...

Oi Sergio,

assisti pela primeira vez ontem um pedacinho desta novela, era justamente uma cena com Cláudia Abreu, excelente atriz, ela, bem lembrado por você.

Beijos

Jeanne Geyer disse...

não acompanho esta novela, mas a Cláudia Abreu é mesmo uma grande atriz. só acho que cansou este tipo de perua que lembra muito a viúva Porcina, mas aí o problema não é da menina e sim do autor.
Beijos

O CABIDE disse...

A atriz roubou a cena desde o primeiro capítulo!
Uma das melhores. Além de estar linda, corpão!
Fabio

Sérgio Santos disse...

Oi, Rafael. Obrigado pelo comentário. Também acho que ainda vamos nos divertir mais ainda com a Chayene. Ela tá ótima mesmo. Obrigado pelo comentário. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi, Van. Obrigado pelo comentário. Cláudia está ótima no papel. Vc deu sorte em ver justamente uma cena dela. bjs

Sérgio Santos disse...

Oi, Jeanne. Mts acharam que a Chayene seria uma cópia da Porcina, mas ficou bem diferente. Cláudia merece os elogios que sempre recebe. Obrigado pelo comentário. Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi, Fabio. Ela nem parece que teve quatro filhos. Tá com um corpão mesmo! Abração!

E. Felipe (@lip_emerson) disse...

Cláudia Abreu é daquelas que nasceu para ser atriz verdadeiramente. Estou acompanhando Barriga de Aluguel no Viva e fico impressionado a maturidade e o profissionalismo de sua interpretação no difícil papel de Clara. Atriz super versátil que foi de mocinha a sper vilã e agora aposta na comédia rasgada.

Ótimo tema e ótima descrição da trajetória de Cláudia Abreu no texto. parabéns!

Sissym disse...

Sergio, eu sou Fã dela. É uma atriz talentosa! Ela vai bem no papel de A a Z!

(Nem me lembre da outra fadaaaaa.... pois a menina dos 4 dentes de leites me levou para resolver o presente da Fada do Dente! E daria outro post... para rir, claro!)

Beijinhos

Sérgio Santos disse...

Oi, Sissym! Ela merece cada elogio que recebe! (imagino o quanto que seria engraçado! haha beijão)

Sérgio Santos disse...

Oi, Emerson! Que bom te ver por aqui! Não acompanhei Barriga de Aluguel mas já vi várias cenas da Cláudia e da Cássia Kiss na novela. O amadurecimento dela é nítido, embora ela sempre tenha tido um ótimo desempenho. Abração e obrigado pelo comentário!

POESIA COM REFLEXÃO disse...

Olá Sérgio!
Parabéns pelo DE OLHO NOS DETALHES! Blog com conteúdo abrangente e interessante.
Particularmente, amo o trabalho de Cláudia Abreu e, confesso, que estou assistindo a novela por causa de seu excelente desempenho... Foi bom rever aqui a trajetória desta nossa grande atriz.

Forte Abraço!

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Valéria! É difícil encontrar alguém que não é fã da Cláudia Abreu. O desempenho da atriz é sempre merecedor de vários elogios. Beijos!