segunda-feira, 15 de agosto de 2016

"Pro Dia Nascer Feliz": o que esperar da próxima temporada de "Malhação"?

"Malhação - seu lugar no mundo" chegou ao fim no dia 2 de agosto, excepcionalmente uma terça-feira, e o seriado sofre um hiato de quase três semanas enquanto a Globo prioriza a cobertura das Olimpíadas no Brasil. É a segunda vez que a trama adolescente fica fora do ar entre uma temporada e outra (a primeira foi no intervalo de "Malhação Casa Cheia" e " Malhação Sonhos" por causa da Copa). Também acontecerá outro fato atípico desde que "Malhação" adotou um regime de renovação total de elenco a cada ano, mudando também os autores. Isso porque a nova história será escrita por Emanuel Jacobina, o mesmo autor do recém-terminado limitado enredo, mantendo ainda alguns atores, retomando um costume encerrado em 2007.


A direção geral também continuará sob o comando de Leonardo Nogueira (que é o diretor de "Sol Nascente", próxima novela das seis). Já a história será iniciada do zero, pois todos os personagens centrais são novos, deixando de lado qualquer vínculo com a fase passada. Chamada de "Malhação - pro dia nascer feliz", a temporada começará no Ceará, contando a vida da batalhadora Joana (Aline Dias), a primeira mocinha negra do seriado. Ela mora com o padrasto Agenor (Jackson Antunes) e a mãe dele, que considera sua avó ---- Dona Damiana (querida Ilva Niño) ----, desde que a sua mãe faleceu.

É no Ceará, aliás, que a protagonista conhece Gabriel (Felipe Roque), o mocinho da trama. O rapaz é jogador de vôlei de praia e faz uma dupla com o amigo Giovane (Ricardo Vianna). Os dois são treinados por Jorjão (Oscar Magrini), um típico representante da 'geração saúde, que é considerado um pai pelos garotos ---- eles moram somente com a mãe, Irene (Louise Cardoso).
E a mocinha divide suas tarefas com a melhor amiga, Sula (Malu Falangola). Mas a vida de Joana muda quando decide sair de casa após uma briga com o padrasto. Ela vai para o Rio de Janeiro em busca de novas oportunidades, reconstruindo sua vida, e passando a morar com Tânia (Deborah Secco), melhor amiga da sua falecida mãe.

A personagem de Deborah é uma mãe solteira que foi abandonada pelo marido quando os filhos ---- Luzia e Fábio, interpretados por Barbara Maia e Caio Manhente ---- ainda eram pequenos. Tânia ainda passa um longo tempo desempregada, mas consegue emprego de recepcionista na academia Forma. Aliás, essa será outra 'retomada aos velhos tempos' da temporada. Voltará a ter uma academia como pano de fundo de vários acontecimentos. O ambiente ainda servirá como local para duas personagens da fase passada: Jéssica (Laryssa Ayres) e Nanda (Amanda de Godoi), que passarão a trabalhar lá.

A academia foi erguida por Ricardo (Marcos Pasquim), um ex-jogador de vôlei que investe em Gabriel e Giovane com o intuito da dupla ser a sua sucessora no empreendimento. Um dos métodos utilizados pelo dono da Forma é justamente encaminhá-los para Caio (Thiago Fragoso), sujeito ambicioso e seu ex-grande amigo ---- com quem fazia uma dupla de vôlei de sucesso no passado. A amizade deles foi abalada em virtude da morte da irmã de Caio, que se casou com Ricardo e teve três filhas com ele: a arrogante Barbara (Barbara França) ---- namorada de Gabriel e vilã da temporada ----, a rebelde Juliana (Giulia Gayoso) e a doce Manuela (Milena Melo).

Já os personagens da temporada passada terão uma menor importância. O Hostel agora será administrado por Cleiton (Nego do Borel) e Krica (Cynthia Senek), que estará com nove meses de gravidez. Esse, aliás, foi um dos muitos equívocos de "Malhação - seu lugar no mundo", onde a gravidez na adolescência foi tratada com humor e nenhum tipo de conflito em torno de uma menina que espera gêmeos, tendo acabado de sair do ensino médio. E as já mencionadas Jéssica e Nanda passarão a ter novos pares românticos. A atrapalhada loirinha viverá uma relação de gato e rato com o professor Belloto (Sérgio Malheiros), enquanto a viúva de Filipe (Francisco Vitti) se envolverá com o solitário lutador Rômulo (Juliano Laham).

O colégio Dom Fernão, da fase passada, também seguirá como 'cenário' para uma das tramas. Cinco alunos do terceiro ano criarão um Movimento Organizado de Fundo de Obra, chamado de MOFO. O intuito será tecer soluções para a melhoria da situação financeira da escola, além de servir como um momento para cantar. Arthur (Gabriel Kaufmann) é outro perfil de 'Seu lugar no mundo' que se mantém na nova história, fazendo parte desse núcleo juntamente com Juliana, Martinha (Malu Pizzato), Junior (Matheus Dias), Jabá (Fabio Scalon), Belinha (Valentina Prado), Dodô (Gabriel Montenegro) e Lucas (Bruno Guedes). São esses resquícios da temporada recém-terminada, inclusive, que fazem aumentar as desconfianças a respeito do novo enredo.

"Malhação - pro dia nascer feliz" dificilmente será pior que "Malhação - seu lugar no mundo", afinal, a fase anterior se mostrou um festival de erros, entrando para a lista das piores temporadas do seriado adolescente. Aliás, caso a 'lógica' (ou a sina) da produção se mantenha ---- uma história péssima é sempre substituída por uma ótima, ou vice-versa ----, a nova trama será boa. Entretanto, deixando qualquer 'coincidência' de lado, é preciso apenas torcer para que Emanuel Jacobina esteja mais inspirado na sua nova empreitada.

36 comentários:

Sol disse...

Espero uma fase tão ruim quanto a que acabou.

Felipe disse...

Me deu preguiça só de ler como será o enredo.Nossa, será tão ruim quanto...

Ale disse...

Tô com medo dessa temporada... tomara que seja boa mas a anterior era péssima e agora o mesmo autor e com resquícios como você já mencionou... Tomara que surpreenda.

Anônimo disse...

Realmente a temporada passada intitulada de "Seu Lugar No Mundo" não chamou muito a atenção dos jovens/adolescentes tudo era muito "surreal" digamos assim, a começar pela gravidez da Ciça e ao terminar com a morte de Felipe. Tomara que pelo menos desta vez, o Emanuel Jacobina, acerte em criar algo mais jovens e bem mais próximo de "Malhação" como os antigos autores e autoras faziam, misturar bastante a realidade com a ficção, porque desta vez, Deus me livre, essa temporada foi tão vida real, que parecia que se eu saísse de casa, eu iria encontrar a Jéssica na esquina da minha rua trabalhando. Faltava emoção, ação, sintonia entre os personagens, faltava as festas loucas que sempre tinham, e cadê as vilãs que nós sentíamos ódio até o final da temporada ??? Tudo bem que essa temporada teve várias vilãs, mas cara... Cadê aquelas que nos prendiam mesmo e faziam a gente torcer pelo casal ??? Enfi... Vamos esperar..

Fábia disse...

Espero nada de bom. Ainda bem que essa será mais curta.Ainda assim só acaba em março...mas é melhor do que agosto.

Giovany Gdss disse...

Eu acho que essa temporada pode surpreender. Nesse início, minha favorita foi a personagem da Giulia Gayoso, porque ela tem cara de diaba. Espero que a "sina" esteja correta e essa seja uma boa temporada. Abraços, Sérgio!

Anônimo disse...

Minha expectativa é zero.

porlapazyporlavida lc disse...

Eu gostei do enredo. Parece bom, tirando os reqsquícios da temporada passada, pode surpreender. Beijossss, Zamenzito!

Galdino disse...

O bom desse blog é que além das críticas bem escritas e opiniões embasadas você ainda se informa sobre as coisas. Não sabia nada dessa nova temporada e agora já tenho uma base depois de ler esse texto. E digo que não me animei em nada.

Pâmela disse...

Não estou nada animada pra essa nova fase. Queria apenas destacar que fico muito feliz da novelinha ter uma protagonista e que isso já tinha que ter acontecido a mais e jamais poderia ser considerado nos dias de hoje, uma ' novidade' . Ainda sobre esse assunto a temporada de 2009 , aquela da Bianca Bin , um dos protagonistas era negro ( o Luciano, do Micael Borges) mas se não me engano a mocinha ficou com o personagem do Humberto Carrão muito pela falta de enredo.

Pâmela disse...

Eu quis dizer ' protagonista negra' hahaha

Vinícius disse...

Não estou nada animado. Lendo o texto então, me desanimei ainda mais. Pâmela, a Bianca Bin ficou com o Carrão porque o Micael Borges é um péssimo ator e parecia uma porta atuando. Foi perdendo cada vez mais espaço até quase sumir na época.

Clau disse...

Oi Sérgio,
A nova história parece boa,
tomara que faça sucesso.
Mas eu tenho saudade dos anos anteriores,
Malhação já foi imperdível!
Ah, tomara que vc faça um post sobre a Elke Maravilha,
perdemos uma artista talentosa e que tinha uma alegria contagiante...
Beijos ;)

Anônimo disse...

Quer saber a verdade? A Globo pode reprisar "Malhação-Sonhos" que a gente assite todinha de novo! Saudades de Duca, Jade, Bianca, Karina, Pedro, Cobra, Joaquina, Zé, Marcão, Sol, Dandara, Gael, Lucrécia, Ed! Afff, saudade de todo mundo!

F Silva disse...

Algo a comentar...

Não dá pra tirar muitas conclusões a partir dessa sinopse, até porque, quase todas elas(as sinopses) são até bem parecidas. Pra citar dois exemplos clássicos temos a original de "Malhação Intensa" que era a história duas amigas 'bbf'(Best Friend Forever) Lia e Ju apaixonadas pelo mesmo garoto, o Dinho. E a original de "Malhação Sonhos" que era duas irmãs apaixonadas pelo lutador Duca. Ambas as sinopses sofreram modificações drásticas no desenrolar das tramas. Na "Intensa" Brutinha(coadjuvantes) roubou a cena total e valendo. E na "Sonhos" outros casais formados Perina e Cobrade foram a grande sensação.

Isso nos revela uma forte tendência nas últimas temporadas. A ausência daqueles clichês manjados que eram os casais apaixonados sofrendo as vilanias de vilão ou vilã maniqueísta. Veja que o enredo de Brutinha praticamente levou "Intensa" nas costas sem precisar de um vilão. Os casais de "Sonhos", protagonizaram pontualmente a temporada. Todos eles tinham idas e vindas, ficavam entre tapas e beijos gerados pelos conflitos existentes entre diferentes perfis.

Nem nesse post, nem pesquisando na net, pude perceber qual será o enredo do casal protagonista da nova temporada. Se teremos um triângulo amoroso, se teremos vilões, ou se teremos um casal de coadjuvantes que irá roubar a cena, como nas temporadas passadas. Uma coisa é certa, e já debatemos aqui num post recente, que é essencial a existência de lindas histórias de amor contadas por casais carismáticos que caiam na graça do público.

As minhas desconfianças em relação a essa nova Malhação difere um pouco das suas Sérgio. As minhas dizem respeito ao Emanuel Jacobina. Isso porque, a forma como ele conduziu a entediante "Seu lugar no mundo", valorando outros temas e deixando aquilo que mais cativa o público juvenil de lado, deu certo em termos de audiência, teve muita gente adulta que gostou daqueles entrechos. Assim ele pode querer repetir a façanha, de olho nos números.

Ele disse na coletiva de imprensa que essa temporada iria resgatar a essência dos primórdios da novelinha. Como assim?!!! Quem fez isso, e de maneira magistral foi a Glória Barreto, Rosane Svartmam e Paulo Halm em 2012 e 2014 com as incríveis e inesquecíveis "Intensa" e "Sonhos".

Enfim, também não tenho certeza se "Pro dia nascer feliz" será pior que a anterior. Vai depender de tudo o que já discorremos por aqui. Concordas?

Beijos e até próxima...

F Silva disse...

Algo mais a comentar...

Há Sérgio. Quando eu falo da ausência de vilões, é com referência aos romances entre os casais que amamos 'shippar'. Bruno e Fatinha, Duca e Bianca, Pedro e Carina, Cobra e Jade, Juliana e Gil, são exemplos de romances que não precisaram de uma terceira ponta formando triângulos amorosos que conduzissem a história deles.

Mas no contexto geral sim, o vilão clássico, as vezes se faz necessário para dar aquela esquentadinha na história.

Anônimo disse...

Super concordo com você amigo, até porque, antagonistas fazem uma carta falta, por exemplo... Na temporada intitulada de "Intensa como a Vida" teve uma tentativa fracassada de fazer a personagem Ju (Agatha Moreira) virar uma vilã no meio da trama, porém, se não me engano, creio que ela não tinha o perfil... Depois deixaram isso de lado humanizando-a novamente.
Em 2014/2015 tivemos o grande sucesso "Sonhos" ... Bom, dês do começo nós reparamos que a Jade (Anaju Dorigon) e o Cobra (Felipe Simas) não eram os grandes antagonistas da vez, pois eles tinham lá suas sofrencias. E acabaram deixando o casal sendo um dos mais queridos.
"Seu Lugar No Mundo", vamos ser sincero, eu não defini bem o vilão dessa temporada, até porque tiveram vários (Alina, Luan, Ciça, Samurai, Dani, Flávia, Roger, Alemão, Pedro e Vera) alguns desses deram uma passadinha pelo lado do "mal" digamos assim, fora alguns que entraram do nada para simplesmente atrapalhar casais, porém... Nem um deles teve sucesso ou chamou muita atenção do público.
Agora temos a maravilhosa Bárbara França dando vida a vilã Bárbara, porém, a globo vem nos mostrando mini episódios da nova temporada, e o que vemos é uma adolescente normal, porém com probleminhas de atenção, especialmente do pai, o mais engraçado que já vimos isso com a Jade e a Alina, e agora com a Bárbara, mas se não me engano, acho que o tempo faz ela virar uma pessoa "ruim" porque até então, a demonstrou ser uma pessoa normal.

Anônimo disse...

Não entendo por que malhação trata assuntos como adolescentes casando e gravidez na adolescência como normal. Deviam mostrar o que o jovem faz de verdade, deviam assistir um pouquinho de skins

Sérgio Santos disse...

Até que não tá tão ruim, Sol...

Sérgio Santos disse...

Vamos ver, Felipe.

Sérgio Santos disse...

Tomara, Ale...

Sérgio Santos disse...

É verdade, anonimo... veremos...

Sérgio Santos disse...

Isso sim, Fabia.

Sérgio Santos disse...

Tb gostei da Giulia, Giovany.

Sérgio Santos disse...

A minha tb...

Sérgio Santos disse...

Tomara,porlapazyporlavida lc ! bjão

Sérgio Santos disse...

Fico feliz com o elogio, Galdino.

Sérgio Santos disse...

Ela acabou com o Carrão mesmo, Pâmela. Mas foi pq o Micael era péssimo, parecia uma porta atuando. E o casal teve química zero. Até ele ir sumindo e desaparecer do enredo, transformando o vilão do Carrão em mocinho. Foi uma temporada horrível. bjs

Sérgio Santos disse...

É isso, Vinicius.

Sérgio Santos disse...

Acabei não fazendo, Clau... Mas a Elke foi incrível mesmo. Que fique em paz. bjs

Sérgio Santos disse...

Saudades msm, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente, F Silva. Aliás, excelente o seu comentário. Nem tenho nada a acrescentar. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Sim sim, entendi, F Silva. bjssss

Sérgio Santos disse...

A Barbara é claramente normal, anonimo. Com um toque vilanesco, mas com lado humano. E Jade e Alina foram completamente diferentes. Uma era vilã com sério problemas psicológicos e a outra foi uma vilã regenerada em função da perda de função no roteiro. Ficou avulsa e o autor a juntou com o Uodson do nada.

Sérgio Santos disse...

A abordagem da gravidez na adolescencia da fase passada foi horrível, anonimo.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.