quinta-feira, 18 de agosto de 2016

"Justiça": o que esperar da próxima minissérie da Globo?

A autora Manuela Dias estreou sua primeira produção solo este ano. E foi muito bem-sucedida. A minissérie "Ligações Perigosas", exibida em janeiro, foi brilhante, destacando a boa adaptação da escritora do clássico romance de Choderlos de Laclos. Sete meses se passaram e agora ela estreia uma produção de sua autoria, cujas chamadas despertaram interesse assim que começaram a ir ao ar. "Justiça" entrará no ar no dia 22 de agosto, uma segunda-feira, logo após o término das Olimpíadas, sendo exibida depois de "Velho Chico".


A minissérie terá 20 capítulos e contará em cinco semanas quatro histórias diferentes. Todas se interligam em algum momento e cada dia haverá um protagonista. A produção tem o mesmo esquema das novelas das 23h, ou seja, quarta-feira não será exibida em virtude do futebol. Como o próprio site oficial mencionou, o protagonista de segunda-feira pode ser um coadjuvante na terça, ser figurante na quinta e ter uma aparição relâmpago na sexta. É uma narrativa muito ousada para a televisão aberta. Entretanto, não é inédita.

No canal cabo GNT, por exemplo, houve um formato semelhante na primorosa série "Sessão de Terapia", onde o psicólogo Teo (Zécarlos Machado) era o protagonista, mas cada dia da semana contava com um personagem central diferente. E, no caso, os enredos dos pacientes não se cruzavam. Somente o terapeuta 'transitava' na história. Outra situação que merece ser lembrada era a de "Os Experientes", grande série exibida em 2014 pela Globo.
Foram apenas quatro episódios, onde havia um protagonista para cada história.
Porém, o perfil que encabeçava o enredo do dia X aparecia como figuração na trama do dia Y e assim por diante. Ou seja, no caso do seriado criado por Quico Meirelles, e dirigido por Fernando Meirelles, a semelhança com "Justiça" é maior.

As chamadas já deixaram claro que são quatro tramas fortes e repletas de drama. Os quatro protagonistas vivem um horror em comum: todos são condenados a sete anos de prisão e saem da cadeia com as vidas transformadas. Entretanto, três deles começam uma missão de fazer justiça com as próprias mãos, enquanto o outro vira alvo de uma vingança. É justamente esse último que protagoniza o episódio de segunda-feira: Vicente (Jesuíta Barbosa). Após flagrar a noiva (Isabela - Marina Ruy Barbosa) lhe traindo, o rapaz a mata com três tiros, despertando a indignação da mãe da menina, interpretada por Débora Bloch (Elisa). Mesmo tento cumprido sua pena, ele vira alvo daquela mulher dilacerada por dentro, que não se conforma com uma punição tão branda.

Fátima (Adriana Esteves) é a protagonista das terças. A trabalhadora mulher vive bem com o marido Waldir (Ângelo Antônio) e os filhos Mayra (Letícia Braga/Júlia Dalavia) e Jesus (Bernardo Berruzo/Tobias Carrieres). Mas sua vida vira de cabeça para baixo quando o policial agressivo Douglas (Enrique Diaz) e sua namorada periguete Kellen (Leandra Leal) se mudam para a casa ao lado, juntamente do cachorro Furacão. O animal acaba perturbando a família constantemente e ainda morde o filho de Fátima, que mata o cão em um acesso de raiva. Para se vingar, Douglas planta drogas no jardim da vizinha, que vai presa por sete anos. Seu marido acaba morrendo e quando sai da cadeia, ela ainda se depara com seu filho atuando como um trombadinha e a filha trabalhando como prostituta.

Rose (Jéssica Ellen) é a personagem central das quintas. A menina é filha da empregada da casa de Débora (Luisa Arraes), e as duas são amigas inseparáveis. Mas a vida delas sofre uma reviravolta quando as duas compram drogas no quiosque de Celso (Vladimir Brichta) para consumo próprio, juntamente com os amigos que estavam comemorando o aniversário de Rose. Há uma batida policial (feita por Douglas, inclusive), mas só Rose é revistada por ser negra. O flagrante provoca a prisão da menina, que passa sete anos presa. Ela procura a amiga assim que sai da cadeia, sem cobrar nada, e descobre que Débora foi vítima de um estupro. As amigas, então, passam a procurar o agressor para que a justiça seja feita.

Já o protagonista de sexta é Maurício (Cauã Reymond), que protagoniza o enredo mais dramático da minissérie. O rapaz é casado com a bailarina Beatriz (Marjorie Estiano) e o casal vive um romance em eterna lua de mel. Mas a vida deles vira uma tragédia assim que a mulher é atropelada por Antenor (Antonio Calloni), político corrupto, casado com a alcoólatra Vânia (Dirca Moraes), que foge sem prestar socorro. Diagnosticada com tetraplegia, ela vê sua vida acabar e implora para o marido matá-la. Após muito negar, ele acaba aceitando a dura missão e ela até grava um vídeo enfatizando ser uma decisão sua. Porém, como a eutanásia é proibida no país, Maurício acaba preso. Ele sai da cadeia sete anos depois procurando se vingar de Antenor e ainda se envolve com Vânia.

As chamadas da produção ---- umas apresentando todas as tramas resumidamente ao som de "Hallelujah", cantada por Jeff Buckley (pode ser vista aqui), e outras narradas por Fernanda Montenegro ---- estão arrepiantes e aumentaram ainda mais a expectativa em cima da estreia de "Justiça". A minissérie, dirigida pelo sempre ótimo José Luiz Villamarim, tem tudo para ser uma das melhores produções de 2016, valorizando a competência de Manuela Dias. Que assim seja.

30 comentários:

Lisandra disse...

Promete muito! Estou ansiosa e lendo o texto fiquei ainda mais.

Anônimo disse...

Tem tudo pra ser impecável.

Sol disse...

Tomara que faça jus a essas chamadas!

Fernanda disse...

O elenco está de encher os olhos e as tramas são muito boas. Acho que só um tombo bem grande vai fazer essa minissérie decepcionar.Marjorie vai dar show novamente e a Debora Bloch está incrível na chamada. Não vejo a hora.

Anônimo disse...

Promete ser muito melhor que LiberdadeLiberdade.

Anônimo disse...

Eu sei que não tem nada haver com o assunto, mas enfim... Meu nome é Ronaldo Lima, e venho lhe pedir uma ajuda para ver o que eu posso esperar da próxima temporada de "Malhação - Pro Dia Nascer Feliz" , pois eu vi que além de um excelente comentarista de novelas/séries essas coisas, você também é um ótimo observador Sérgio.

Queria que você escrevesse algo sobre a nova vilã, porque a globo (nos dias atuais) está com uma mania RIDÍCULA de tentar humanizar as vilãs, segue essa ressalva… A temporada retrasada, intitulada de “Sonhos” tiveram a invejosa Jade (Anaju Dorigon) e Vicky (Manu Gavassi) como antagonistas, porém, elas não faziam nada de mais a não ser brincadeiras de mau gosto.
Depois tivemos a temporada passada, intitulada de “Seu Lugar No Mundo”, porém, EU nunca havia visto uma temporada com tantas meninas malvadas, diga-se de passagem… Começou com a Alina (Pâmela Tomé), depois jogaram toda a vilania para Ciça (Julia Konrad), tem que vá lembrar da vilãzinha que apareceu do nada para atrapalhar o casal Ludrigo, a nojenta Dani (Joana Kannenberg) que só apareceu em 4 capítulos, e depois saiu correndo após levar um chute na cara de Luciana (Marina Moschen) numa roda de capoeira. Ai de repente, no meio do seriado teen, eles enfiaram a tal Flávia (Marcella Fetter), que se não tivesse sido impulsionada por Roger (Brenno Leone) não faria nada de mais também… Aaaaaaah não posso esquecer da Vera, aquela menina dos cabelos cacheados, do nada ela começou a atrapalhar o namoro de Beto e Lívia, e ficou meio ruimzinha e depois parou com isso, dá até para criar um post com isso…. “Seu Lugar No Mundo teve #MeninasMalvadas”
O que nós podemos esperar de Bárbara França como a mais nova antagonista da próxima temporada ??!

Só me fala se eu devo assistir mesmo ou devo mudar de canal.

Obs: Eu sei que esse comentário está muito igual ao outro, mas não é o mesmo, e desculpa lhe enxer o saco. Boa Noite :)

✿ chica disse...

Parece bem boa, uma trama no mínimo instigante! abraços, tudo de bom,chica

Décio Lucas Pereira Rodrigues disse...

Promete muito essa minissérie!

Pâmela disse...

Sérgio estava tão ansiosa pra esse texto como estou pra minissérie vai ser tão boa ou até melhor que Ligações.
Sinto que a Marjorie ganhou o personagem de sua vida. Além dela temos Adriana, Débora e Marina. SÓ ATRIZES FODAS!!
O elenco masculino tb não fica atrás : Cássio Gabus ( amo ����) , Antônio Calloni , Ângelo Antônio e até o Cauã tem tudo pra surpreender . Espero que tanta expectativa não vire frustração como foi no caso de Babilônia.

Mudando um pouco de assunto sobre ' Sol Nascente' sinto cheiro de bomba no ar. Talvez agrade as donas de casa por ser uma novela leve ensolarada mas de hidtória tá fraco, bem fraco. Walter Negrão já esteve melhor. ( eu amei despedida de solteiro e desejo proibido até tropicaliente tinha um enredo melhorzinho e teve bons momentos.)

Melina disse...

Sérgio, querido, essa minissérie promete.Estou ansiosa e as chamadas estão arrepiantes de fato. Marjorie tem tudo para brilhar de novo, apesar da morte precoce da personagem.E a Debora Bloch me arrepiou na chamada gritando ao ver a filha ser morta. Não vejo a hora de estrear! Um beijo.

Giovany Gdss disse...

Eu vi todas as chamadas dessa novela que parece ser uma das melhores do ano. Será minha primeira novela das 11, e acho que irei começar em grande estilo! Marjorie, Marina, Débora, Cauã, Jéssica, Adriana e todos os outros atores estão ótimos nas chamadas.
Tem tudo pra agradar!!

F Silva disse...

Algo a comentar...

É verdade Sérgio. As chamadas são realmente atrativas e fazem jus ao termo.

O formato da série é inovador sim, apesar de não ser inédito, e as histórias são mesmo fortes e dramáticas e estão despertando o interesse em querer conferir.

Gostaria de ver algo semelhantes nas novelas. Onde vários núcleos com seus personagens e suas tramas protagonizem a trama em momentos diferentes, evitando as famosas barrigas e as grandes bobagens que alguns autores escrevem tentando manter o ritmo de suas histórias.

O elenco é repleto de grandes talentos. Já notou o quanto a Jéssica Ellen é talentosa e ganhou uma excelente papel? Gosto dessa atriz desde a Rita de Malhação Intensa.

Sérgio, cá entre nós, eu prefiro minisséries curtas e bem produzidas nesse horário do que novelas. Bem que a Globo poderia voltar a investir mais no formato, dando a oportunidade de vários profissionais mostrarem seu talento, desde autores, atores e diretores, assim como era alguns anos atrás. Gostamos das novelas, mas demais cansam, né?

Que venha Justiça!

beijos....

Heitor disse...

Adorei o texto e espero um produto de extrema qualidade.

Anônimo disse...

Ansiedade a mil!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Vi as chamadas e posso dizer: não me interessei nenhum pouco! O mundo ja e violento, muitas vezes cruel e ainda ter que ver isso na ficção tbm? Ja basta a vida real. Eu quero ver coisas leves, divertidas e não me depara com histórias pesadas tipo essa que vai ser contada. Enfim, não vou perder meu tempo com isso!

Sérgio Santos disse...

E cumpriu, Lisandra.

Sérgio Santos disse...

Ta sendo, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Tem feito, Sol!

Sérgio Santos disse...

Sem duvida, Fernanda!

Sérgio Santos disse...

Já tá sendo, anonimo!

Sérgio Santos disse...

Vc não me enche, anonimo. E desculpe pela demora em responder. Olha, criar um lado humano pra um vilão é enriquecedor pro papel e pro intérprete, desde que bem feito. O da Sonhos foi mt bem feito, já o de Seu lugar no mundo foi gratuito e mal construido. A Barbara tem um claro lado humano que dá pra ver com ela cuidando das irmãs. A nova fase parece agradável, mas o problema é o resquício da fase passada que era muito ruim...Aguardemos e obrigado pelo elogio. Fico feliz pela confiança!

Sérgio Santos disse...

Sim, Chica. bjs

Sérgio Santos disse...

Promete, Decio!

Sérgio Santos disse...

P}amela, a participação da Marjorie foi curta, mas marcante. Não acho que seja o papel da sua vida pq a Manu de A Vida da Gente ganha fácil, mas ela foi perfeita. Até escrevei sobre ela. E tb sinto cheiro de bomba com Sol Nascente. bjsss

Sérgio Santos disse...

Tava sumida, Melina. É verdade. bjs

Sérgio Santos disse...

Já tá agradando, Giovany!

Sérgio Santos disse...

Muito bom comentário, F Silva. Mas eu acho que as novelas das onze são curtinhas, e tem uma estrutura melhor. Não passam de 60 caps. Só que essa minissérie é bem promissora mesmo. A primeira semana foi perfeita. bjssssss

Sérgio Santos disse...

Já é, Hector.

Sérgio Santos disse...

Sim, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Ok, anonimo.