segunda-feira, 7 de setembro de 2015

"Super Chef Celebridades" peca ao insistir na votação popular, mas continua sendo um ótimo reality culinário

A quarta edição do "Super Chef Celebridades" estreou no dia 10 de agosto e chegou ao fim na primeira quinta-feira de setembro (dia 3). A temporada se mostrou tão atrativa quanto as anteriores e o reality ---- que foi um dos primeiros realities culinários realizados no Brasil, antes da 'moda' disseminar pelos demais canais ---- novamente conseguiu (apesar de insistir no erro da votação popular) cumprir bem sua missão ao longo destas três semanas: entreter com provas criativas e ensinar através de aulas descomplicadas.


Bianca Rinaldi, Júlio Rocha, Totia Meirelles, Mc Leozinho, Miá Mello, Fiuk, Fernando Ceylão e Giba foram os sete selecionados desta temporada. Todos se mostraram competitivos e se interessaram em aprender durante os interessantes Workshops, comandados por vários chefs renomados que participaram ao longo da edição. Já a jurada principal continuou sendo a ácida e sempre ótima Ludmilla Soeiro, enquanto os outros dois que a acompanhavam (um chef e um artista da emissora) variavam em cada prova, repetindo o que já ocorria nos outros anos.

As provas (tanto as de imunidade, quanto as de eliminação) mais uma vez foram bem realizadas, assim como todas as 'aulas práticas'. A seleção dos participantes também foi acertada, com destaque para o bom humor de Miá Mello, as tiradas de Fernando Ceylão, a espontaneidade de Totia Meirelles e a simpatia de Bianca Rinaldi.
Já Júlio Rocha e Mc Leozinho se excederam nas brincadeiras e Fiuk esbanjou imaturidade no começo da competição, sempre reclamando e se dizendo um 'injustiçado'. Muitas das reclamações feitas pelo filho de Fábio Jr., inclusive, foram feitas ao vivo, provocando um claro desconforto entre os presentes.

A final dessa edição foi mais organizada e menos corrida, se comparada aos anos anteriores. Mateus Solano e Paula Braun fizeram parte do júri artístico, e Ludmilla Soeiro e Flávio Miyamura fecharam o time que analisou os pratos dos finalistas. Giba foi o grande campeão da temporada ---- levou o troféu e R$ 50 mil ---- e a vitória foi merecida, pois sua trajetória ao longo da competição foi marcada pelos elogios e poucas críticas. Fiuk ficou em segundo lugar somente porque Bianca Rinaldi atrasou demais a entrega dos pratos, sofrendo penalidades na pontuação. Na última prova, aliás, o voto do público valeu apenas um ponto, somado apenas depois da média final ter sido lançada. O telespectador, por sinal, escolheu o Giba para dar esse bônus.

E é justamente no quesito 'votação popular' que o "Super Chef" peca. Boninho sempre gosta de inserir o público em todos os seus reality shows, mas nessa competição a interatividade fica equivocada. Ninguém prova o prato em casa para poder fazer um julgamento justo e é sempre a popularidade de cada um que faz a diferença. Tanto que uma das maiores injustiças ocorreram em virtude deste método errôneo: Milena Toscano, em 2012, perdeu na final para Max Fercondini, que cozinhava muito menos que ela. Ao menos este problema foi solucionado ao longo dos anos. Agora, o telespectador não tem mais este poder na última prova.

Mas a melhor mudança seria eliminar o poder de decisão do público nas próximas edições, como ocorre, por exemplo, no "Masterchef", sucesso da Band. Ou então, manter o esquema da soma de um ponto na média final do participante escolhido, como foi feito na final. A competição com certeza ficaria ainda mais atrativa e, claro, justa. Tanto que esse é o único 'defeito' do reality, que deixa o "Mais Você" bem melhor enquanto está sendo exibido. Poderia até ser um pouco mais longo, já que três semanas de competição é um tempo bem ingrato.

Votação popular à parte, o "Super Chef Celebridades" novamente se mostrou um ótimo reality culinário e tem fôlego de sobra para novas temporadas. Continua sendo uma excelente opção para quem gosta do gênero. A quarta edição contou com bons participantes (em sua maioria), provas interessantes e nível de competitividade elevado. A Globo até poderia fazer uma versão noturna, utilizando toda a estrutura do "Mais Você", incluindo a apresentação de Ana Maria Braga, para exibir por temporada, uma vez por semana. Mas, como esta possibilidade é remota, resta apenas esperar a próxima edição em 2016.

22 comentários:

William O. disse...

Tive medo desse mimado do Fiuk ganhar justamente por causa dessa estupidez de votação popular. Mas ele não ganhou, ainda bem. Qualquer um era melhor que ele e lamentei a Bianca ter perdido o segundo lugar.

Maíra disse...

Tava torcendo pela Totia Meirelles, mas o Giba mereceu ganhar. E também concordo que a votação popular nada tem haver com esse programa. Tinha que ser que nem o Masterchef com os jurados decidindo.O público que deixou o Fiuk chegar até a final, ridículo. E tiraram a Totia pra deixar aquele MC Leozinho...Só votação cagada. Boa sugestão a sua. Se querem colocar o povo interagindo, então que façam que nem fizeram na final, somando um ponto na média e pronto.

Anônimo disse...

O programa é bom mesmo, mas é tudo muito corrido.Poderia durar mais e ser um pouco menos acelerado.

Talison disse...

Foi um dos primeiros realities culinários mesmo, bem antes dessa overdose que virou agora. Gosto do programa e torci pra Bianca. Pena que não deu.

Bia Hain disse...

hahaha, Ai Sérgio, concordo contigo, "ninguém prova o prato em casa"... de fato meio absurdo inserir o público na votação! Em geral nesses casos muitos votam mais por simpatia e aparência, rsrsrs. Abraços!

Ernane disse...

Por isso espero que o Masterchef nunca vá pra Globo pq já sei que enfiarão essa babaquice de votação popular. Mas o quadro é bom.

Lulu on the sky disse...

Só acompanhei no ano passado que o André Marques venceu. Neste ano soube do piti do Fiuk na atração.
Big Beijos
Lulu on the Sky

Anônimo disse...

Fiquei besta de ver que ate uma competiçãozinha boba dessas rende uns trocados pra Globo com ligações. Depois dizem que a Globo não precisa de dinheiro, que não arrecada... só um completo imbecil pra gastar dinheiro ligando pra uma tosquice dessas( e mesmo que não fosse tosco). Qual a necessidade de cobrar pra votar? Será que vai pro criança esperança também? Ah, me poupem... Bom, desabafo feito vou falar do único reality culinário que ate hoje conseguiu prender minha atenção: o bake off brasil no sbt. Nada de gritaria em cima das comidas, nada de sensacionalismo. Os competidores fazem bolos, pães e tortas pra vencer a competição. E não tem ninguém querendo puxar o tapete de ninguém, nem baixarias. E também não tem arrecadação como na globo com ligações. É o melhor programa em canal aberto atualmente, junto com a novela Dez Mandamentos.
Aguardando a resposta do advogado da globo, senhor Sergio Santos.

Gabriella disse...

Torcia pra Totia e não entendi esse Fiuk na final fazendo brigadeiro e macarrão com molho branco. Fala sério.

Anônimo disse...

Foi um bom programa, mas não dá pra ser exibido dentro do Mais Você. Dá pra ser independente.

Sérgio Santos disse...

Ainda bem msm, William.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Maíra, não tem nada a ver essa votação popular. Só atrapalha. E tb torcia pela Totia. Pra ela, pra Miá e pra Bianca.

Sérgio Santos disse...

Verdade, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Pena, Talison.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Bia. rsrs bjs

Sérgio Santos disse...

É melhor ficar na Band msm, Ernane.

Sérgio Santos disse...

Deu um piti ridículo, Lulu. Deu vergonha alheia. Era pra ter saído na primeira prova.

Sérgio Santos disse...

O Superchef e o Masterchef não têm baixaria alguma, anonimo. E são ótimos realities. O Bake off tb é ótimo. E a votação pelo telefone é para arrecadar dinheiro msm, mas quem liga sabe que vai pagar. E vc não deve ter lido o texto, pq eu CONDENO a votação na postagem e digo que é justamente o único defeito do programa.

Sérgio Santos disse...

Fala sério msm, Gabriella. Isso qualquer zé ninguém faz.

Sérgio Santos disse...

Isso dá msm, anonimo.

afetocolorido.blogspot.com.br disse...

Foi tudo muito bonito, belos pratos e os Chef's competentes, mas votar e ter que pagar... Horror!
Abçs!

Sérgio Santos disse...

Foi bacana mesmo. E tb não ligo não.