sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Com história ousada e final provocador, "Verdades Secretas" sai de cena com o título de maior sucesso da Globo em 2015

Foram quatro meses de muita tensão, suspense, adrenalina, conflitos amorosos, disputas de interesse e jogos de poder. "Verdades Secretas" estreou no dia 8 de junho e chegou ao fim de forma triunfal nesta sexta-feira (25 de setembro), exibindo um primoroso e impactante capítulo. A trama de Walcyr Carrasco, dirigida por Mauro Mendonça Filho, foi um megassucesso de público e crítica, conseguindo uma excelente média geral de 20 pontos. É necessário lembrar ainda que foi a primeira novela inédita da faixa das 23h, depois de quatro remakes ---- "O Astro" (19 pontos), "Gabriela" (19 pontos), "Saramandaia" (15 pontos) e "O Rebu" (15 pontos).


A história abordou vários temas polêmicos, ainda mais levando em consideração o atual período, onde uma onda conservadora tem se mostrado cada vez mais presente, provocando o massacre inicial do fracasso "Babilônia". A prostituição foi o foco central do folhetim, que também fez questão de tocar na ferida das drogas, além de explorar a bissexualidade, o machismo, o poder do dinheiro, o alcoolismo, o bullying, o aborto, entre outras questões delicadas. E tudo foi mostrado de forma bastante realista, provocando todo o impacto necessário, fazendo jus ao horário mais tardio.

Walcyr não teve medo de contar sua história e conseguiu fisgar o público através de um enredo repleto de reviravoltas. Todos os capítulos tiveram vários ganchos e o autor evitou qualquer tipo de enrolação ao longo destes 64 dias de muitas viradas.
O fato de ter poucos personagens foi outro desafio para manter o ritmo, uma vez que não havia um 'núcleo de escape' para entreter o telespectador enquanto o drama principal não se desenvolve. Ficou claro que a trama era muito bem estruturada e tinha capacidade de sobra para se sustentar. Tanto que ainda tinha fôlego para permanecer no ar por pelo menos mais um mês.

A abordagem do submundo da moda serviu perfeitamente como pano de fundo para todo o enredo, repleto de amarras. O termo 'Book Rosa' ---- quando modelos também trabalham como garotas de programa --- se popularizou e a saga de Arlete/Angel (Camila Queiroz) prendeu o telespectador, assim como o triângulo amoroso macabro (entre mãe, filha e padrasto) que se formou a partir da metade da trama. A ambição desmedida de Fanny (Marieta Severo), a degradação de Larissa (Grazi Massafera) nas drogas, o alcoolismo de Fábia (Eva Wilma), a falta de escrúpulos de Anthony (Reynaldo Gianecchin) e a trajetória da patricinha Giovanna (Agatha Moreira) foram outras questões que ajudaram a movimentar a novela, despertando interesse.


Todos os personagens eram controversos e ambíguos, o que deixava a história cheia de bons meandros e reviravoltas. O slogan usado antes da estreia do folhetim --- "Não se iluda, tudo tem seu preço" --- foi perfeitamente apropriado ao conjunto do folhetim, que foi o mais ousado na história da teledramaturgia, sem qualquer tipo de exagero. Foram inúmeras cenas de nudez (todas dentro do contexto) e momentos fortes, além de provocadores, jamais imaginados em uma novela, mesmo sendo exibida depois das 23h. O autor deixou o receio de lado e abordou várias situações com extrema competência, expondo tudo sem rodeios. As feridas foram expostas e os tabus quebrados em muitas cenas.


As sequências de sexo protagonizadas por Alex e Angel, os momentos em que Fábia bebeu uma garrafa de álcool puro e um vidro de perfume, todo o terror de Larissa na Cracolândia --- incluindo o asqueroso estupro sofrido pela mesma ---, a overdose de Bruno (João Vithor Silva), o erotismo entre Anthony e o estilista Maurice (Fernando Eiras) --- principalmente quando o michê sai nu do banho e derruba champanhe no 'namorado' ---,  a forte discussão entre Bruno e Alex --- quando o pai faz questão de humilhar o filho, contando que sua namorada era uma garota de programa contratada por ele ---, e a internação de Fábia em uma clínica de repouso, estão entre as mais ousadas e fortes da novela.


Os núcleos se entrelaçavam e os conflitos de cada um funcionaram, evidenciando a ótima estruturação do enredo. Walcyr conseguiu apresentar vários dramas atrativos e o suspense esteve presente do início ao fim, havendo uma espécie de rodízio de destaques. Cada personagem teve o seu momento de brilho e de maior importância, o que fortaleceu a riqueza dos papéis, que primavam pela dubiedade. O título do folhetim também foi bastante propício, pois todos os perfis tinham suas verdades secretas, que foram se revelando à medida que as semanas se passavam.


Alex foi o grande 'responsável' por quase todas as desgraças da trama e o personagem frio, arrogante e poderoso foi bem interpretado por Rodrigo Lombardi, que ganhou seu melhor papel até então. O personagem nunca ligou para os filhos, o que ajudou a explicar a inconsequência de Giovanna e a fragilidade emocional de Bruno --- vale citar a péssima mãe que Pia (Guilhermina Guinle) foi, corroborando com toda a estrutura familiar destruída. 'Viciado' em garotas de programa, o poderoso homem acabou criando uma obsessão por Angel, que se apaixonou por ele assim que o conheceu --- foi o primeiro cliente de Arlete, recém-iniciada na prostituição na época. A partir desse envolvimento, a vida da menina interiorana começou a ruir.


E o clima sombrio que cercava toda a história se intensificou quando Alex seduziu Carolina (Drica Moraes) e se casou com ela, para ficar perto de Angel, que havia rompido a 'relação', após o empresário ser acusado de um estupro que na verdade não ocorreu. A partir de então, a novela mergulhou em um suspense viciante que seguiu até o último capítulo. Mas, além da trama central forte, todas as demais também funcionaram, equilibrando bem o conjunto da obra. O esquema de prostituição de luxo montado por Fanny norteou bem os primeiros meses de trama e foi maravilhoso ver Marieta Severo de volta às novelas, depois de quase quinze anos, interpretando uma personagem tão ambiciosa e sarcástica, cujo ponto fraco era sua obsessão por Anthony.


A parceria da atriz com Reynaldo Gianecchini, vista primeiramente em "Laços de Família", foi repetida e muito bem-sucedida. Os dois tiveram um ótimo entrosamento, com o ator bem mais maduro profissionalmente. Ele, aliás, teve uma sintonia admirável com Eva Wilma (outra grande atriz que teve um excelente retorno aos folhetins), e a relação entre Anthony e Fábia expunha o lado mais humano do michê, que ainda protagonizou cenas quentes com Giovanna e Maurice ---- o ator, inclusive, teve química com Agatha Moreira e Fernando Eiras, encabeçando outras tramas paralelas que funcionaram.


Toda a deterioração de Larissa provocou um verdadeiro choque no público, tanto pelas cenas pesadas da modelo se afundando cada vez mais no crack, quanto pela caracterização da atriz, que parecia mais uma morta viva, após aparecer deslumbrante nas primeiras semanas de novela. Grazi Massafera fez inúmeras sequências dificílimas e convenceu em todas, angariando merecidos elogios por sua interpretação. Foi seu melhor papel e grande momento da carreira. Ela dificilmente terá uma outra personagem tão desgastante física e emocionalmente quanto essa. É preciso mencionar também Flávio Tolezani, intérprete do Roy, que levou Larissa para o mundo mais pesado das drogas ---- o primeiro foi o traficante Sam (Felipe de Carolis), que lhe fornecia cocaína.


A situação escolar também foi retratada com extremo realismo e o núcleo teve um bom destaque no enredo, através de personagens como Eziel (Felipe Hintze), Guilherme (Gabriel Leone), Nina (Bella Piero), Patrícia (Mariana Molina), Dudu (Raphael Ghanem) e Caco (Giulianno Laffayette), além de Angel, Giovanna, e a professora Darlene (Bel Kutner). Giovanna, aliás, era a responsável pela movimentação de todas as situações do colégio, incluindo o bulliyng com Eziel e Arlete. A personagem foi um divisor de águas para Agatha Moreira, que interpretou perfeitamente a patricinha arrogante, inconsequente e popular ---- o contraponto de Angel. Felipe Hintze, Bella Piero e Gabriel Leone também foram outros que se sobressaíram.


O amor que Oswaldo (Genésio de Barros) sentia por Hilda (Ana Lucia Torre) foi outro atrativo da trama e eles ainda protagonizaram um breve triângulo amoroso com Fábia. Os três grandes atores fizeram ótimas cenas. A relação de Hilda com Carolina e Arlete também era muito bem construída e uma das cenas mais fortes de Ana Lucia Torre foi quando a avó de Angel descobriu que ela era prostituta. A situação conturbada da família com Rogério (Tarcísio Filho) e Viviane (Laryssa Dias) também merece menção e boas sequências foram exibidas, principalmente quando a protagonista foi passar um tempo na casa do pai.


Outras subtramas que valem ser citadas são o envolvimento de Pia com Igor (Adriano Toloza) ---- ela abortou o filho que esperava dele e o personal ainda se mostrou um pai melhor para seus filhos do que Alex ----, o envolvimento amoroso entre Bruno e Stephanie (Yasmin Brunet não fez feio em seu primeiro trabalho como atriz) ---- o menino perdeu a virgindade com ela ----, a tragédia que culminou a relação entre Edgar (Pedro Gabriel Tonini inexpressivo) e Lyris (Jéssica Córes) --- ele a esfaqueou na frente de todos ---, a exploração que Divanilda (Ana Barroso) fazia com Larissa ---- a mãe 'cafetinava' a própria filha ----, e a inimizade que virou uma amizade colorida entre Visky e Lourdeca (Dica Camero ótima).


Rainer Cadete, por sinal, estava irreconhecível na trama. Depois de convencer como o tímido Rafael, no sucesso "Amor à Vida", ele incorporou o afetado Visky com competência e teve ótimas parcerias com Dida, Camila Queiroz, Agatha Moreira e Marieta Severo. Já Camila Queiroz foi a grande revelação da novela e a maior descoberta do ano. A menina nunca havia atuado na vida e mergulhou de cabeça em um papel que seria complicado até para uma atriz mais experiente. E toda sua dedicação valeu a pena. Deu show na pele da controversa Angel e já foi escalada para "Candinho", próximo folhetim das 18h do Walcyr Carrasco, previsto para estrear em janeiro de 2016. Mostrou que não é só um rostinho bonito, tem talento de sobra.


E além de todos os pontos positivos citados, é preciso fazer uma menção especial para a direção primorosa de Mauro Mendonça Filho. O diretor ousou de todas as formas e transformou a novela em cinema da melhor qualidade. Foram muitas cenas espetaculares, com tomadas de câmera diferenciadas, e momentos de pura adrenalina e sensualidade. Destaque para as cenas dos ensaios fotográficos e dos desfiles, que eram impecáveis. A parceria com o autor mais uma vez deu certo e foi o melhor trabalho da dupla ---- que também esteve junta em "Gabriela" e "Amor à Vida", outros dois sucessos.


A trilha sonora foi outro êxito e tanto. A seleção de músicas merece todos os elogios, tanto internacional quanto nacional. "Criança" (Marina Lima), "Prumo" (Tulipa Ruiz), "Cego para as cores" (Pato Fu), "Pequena Morte" (Pitty), "Angel" (Massive Attack) --- tema de abertura, que combinou perfeitamente com o folhetim ---, "A Letter To Elise" (The Cure), "Golden Hours" (Barbara Ohana), "Sentimental" (Los Hermanos), "The Last Day ft. Skylar Grey" (Moby), "Rational Culture" (Tim Maia), "Ghost and Creatures" (Telekinesis), "Love Me Tender" (Pato Fu), "Artificial Noctume" (Metric), "Eu Amo Você" (Céu") e "Sua Estupidez" (Roberto Carlos) são apenas algumas que compuseram esta excepcional 'playlist' (lista de canções).


A última semana da novela honrou todas as qualidades apresentadas ao longo dos meses e o penúltimo capítulo foi avassalador. Toda a 'saga' da salvação de Larissa foi emocionante e os momentos da viciada sendo ajudada por um missionário (Emanoel - Álamo Facó), e buscando uma luz na religião, foi lindo, sem ser piegas. Grazi impecável. A cena em que Fanny acorda ---- depois de ter sido dopada por Anthony, e tem uma 'conversa franca' com o 'namorado' ---- destacou Marieta Severo e Gianecchini, que ainda emocionou na sequência do michê visitando Fábia na clínica, com os dois tendo um momento carinhoso pela primeira vez. Aliás, a sequência em que Fábia consegue uma bebida, após subornar um funcionário, e fica abraçada com ela, olhando para o céu, melancólica, foi tocante. Eva Wilma nem precisou falar, bastou seu olhar. Outra parte que emocionou foi a bonita declaração de Eziel para Nina, sendo correspondido com um beijo.


Já a tensão extrema pôde ser vista e sentida, claro, na conclusão de uma tragédia anunciada envolvendo o triângulo amoroso que moveu a história. Uma espécie de terror psicológico foi instaurado por Carolina e a ingênua mãe de Angel não teve mais como fugir da cruel realidade, depois que Giovanna vomitou a verdade nada secreta para a esposa de Alex. O choque da notícia era na verdade o horror da constatação do que ela já sabia e todos os momentos que sucederam a cena foram marcantes e aterrorizantes. A longa cena do flagra foi brilhantemente interpretada por uma grandiosa Drica Moraes, que expôs com riqueza toda a dor, decepção, ódio, tristeza e choque do momento. Carolina chorou copiosamente, depois teve um acesso de fúria, pegou sua arma e entrou no quarto, ameaçando e humilhando Arlete e Alex. Foi a cena da sua vida. E a tomada de câmera, da direção excepcional de Mauro Mendonça Filho, expondo afastamento do quarto, voltando a imagem até a sala (como se o telespectador estivesse ali, escondido, vendo tudo), foi angustiante.


O último capítulo foi macabro, tenso, fúnebre, emocionante e aterrorizante. Walcyr soube fechar o ciclo fazendo jus ao conjunto que foi apresentado desde a estreia. A cena que expôs todo o desespero de Carolina quando viu sua filha se colocar na frente do padrasto, para impedi-la de matá-lo, foi angustiante e Drica Moraes brilhou absoluta. Foi naquele momento que a personagem morreu. Tanto que o seu suicídio evidenciou isso logo depois, em mais uma cena impactante e dolorosa. Camila Queiroz passou com maestria o sofrimento de Arlete e nem parecia uma novata. A sequência do enterro, com Hilda expulsando o 'genro' também merece muitos elogios pelo capricho.


Outra grande cena foi o choque de Larissa, já recuperada e ajudando os viciados da Cracolândia ao lado de Emanoel, vendo Roy em estado catatônico, dominado pelo crack. Ele nem conseguiu reconhecê-la. Grazi mais uma vez mostrou seu talento. Stephanie acabou com Mayra (Rhaisa Batista), protagonizando um surpreendente beijo lésbico no fim. O final de Maurice, Giovanna e Anthony foi extremamente ousado e combinou com os perfis, um mais interesseiro que o outro. Os três ficaram juntos e foram para fora do país, desfrutando do dinheiro do estilista. Fernando Eiras, Gianecchini e Agatha Moreira ótimos. Já Marieta Severo deu um show no desespero de Fanny, depois que foi largada pelo michê. E a cafetina terminou com Leo (Raphael Sander), graças ao Visky. A cena deles foi divertida e recheada de sarcasmo. O fiel escudeiro da 'empresária', aliás, ficou com Lourdeca e os dois seguiram se apoiando na solidão que vivem. O momento mais emocionante foi a morte de Hilda, que se foi nos braços de Oswaldo, se declarando para ele. Ana Lucia Torre e Genésio de Barros grandiosos.


Os acontecimentos finais devolveram a tensão vista no início do capítulo. Angel conseguiu sair da casa do pai interesseiro, se aproveitando de Alex e manipulando o empresário. Ela, friamente, o seduziu e o assassinou a sangue frio em meio a um passeio de lancha. A Angel virou Devil, limpou a cena do crime com calculismo e ainda jogou o corpo no mar. Dissimulou para a polícia --- fingindo ser a menininha sofrida do começo da história ---, se casou com Guilherme em uma cerimônia macabra --- com direito ao olhar revelador de Fanny --- e o 'casal feliz' foi embora de helicóptero. O leve sorriso diabólico da última cena --- dado enquanto beijava o crucifixo da mãe --- revelou a verdade secreta da protagonista: de boazinha ela não tinha nada. A pobre garotinha interiorana virou uma assassina sem remorsos. Loba em pele de cordeiro. Um desfecho impecável e provocador.


O megassucesso da trama é incontestável e a produção conseguiu números que nem sequer imaginava. Afinal, conseguir mais de 20 pontos, na última semana, em uma trama que muitas vezes era exibida depois das 23h30 e só acabava por volta de 00h30 é um feito e tanto. E a média ao longo de sua exibição ficou em torno dos 18/19 pontos, o que comprovou a aceitação da história ---- as duas últimas novelas da faixa conseguiam no máximo 15. E o folhetim teve tanta repercussão que a emissora lançou uma série especial no GShow, em 10 episódios, que começa a ser mostrada logo após o desfecho da obra. Serão contados os bastidores da novela, o trabalho de composição dos atores, do autor, enfim.


"Verdades Secretas" foi o grande sucesso da Globo em 2015, que enfrentou um período turbulento no horário nobre com "Babilônia", cujos resultados têm refletido drasticamente neste início de "A Regra do Jogo". O último capítulo marcou 27 pontos, terminando depois da uma da manhã. Foi a maior média de sexta-feira. Ou seja, a emissora ganhou o bolo de aniversário dos seus 50 anos de Walcyr Carrasco, o autor que conseguiu atingir índices altíssimos na faixa das 23h com a primeira trama inédita do horário. A história chegou ao fim merecendo todos os elogios que recebeu ao longo de sua exibição e a ousadia do folhetim jamais será esquecida. Foi um marco na teledramaturgia recente, onde a ousadia e a provocação fizeram parte de um enredo instigante e muito bem desenvolvido. As verdades que foram expostas impactaram e arrebataram quem assistiu. Foram 64 capítulos dignos de aplausos.



99 comentários:

Lisandra disse...

QUE NOVELÃO! Final de tirar o fôlego e cair o queixo. Walcyr se superou, que história! Ainda tinha fôlego para mais um mês ainda mesmo. A Globo foi burra em não ter esticado, não teria problema algum adiar a estreia daquela Pé na Cova chata.

Anônimo disse...

FINAL FODA! ENTROU PRA HISTÓRIA!

Ramon Siqueira disse...

Como respiraaaar depois desse capítulo? Impactado realmente, foi uma tensão e uma angústia descomunal. Angel era Devil e a cena que ela olha pra câmera no casamento já é febre nas redes sociais. Camila Queiroz simplesmente arrasooou, foi sim a protagonista mais demoníaca dos últimos anos. Sentirei saudades do Loveyouloveyouloveyouloveyou... The End

Melina disse...

Sérgio, querido, estou com insônia depois desse último capítulo e de tudo o que foi a novela. A Angel era a grande diaba da história, quem diria. Isso que é uma verdade secreta. Walcyr tem mais um megassucesso para chamar de seu e por isso que a Globo chama ele pra escrever novela todo ano. Seu texto final, como ocorre sempre, ficou impecável. Também adorei o final de Anthony, da Fanny e da Larissa. Chorei na morte da Hilda e vibrei vendo o Alex ser morto. QUE NOVELA. Um beijo.

Elisa disse...

Estou chocada com o final e admirada com essa sua resenha final. A melhor que eu li da novela. Melhor de 2015.

Rita Sperchi disse...

Bom dia de sábado, bom final de semana.
Serginho querido não pude assistir, mas só de ver
alguma coisa imaginei sim que seria bom foi uma pena
mas por aqui já deu pra saber o que aconteceu, parabéns
pela postagem divina

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Fabíola disse...

Oi, Sérgio, Walcyr tá de parabéns pela novela. Ele é realmente muito bom em criar vilões. Os vilões dele são de arrepiar até os pentelhos... Me lembrei agora de um personagem dele: a Melânia, de Fascinação...

O Walcyr é tão irônico que conseguiu criar um nome igualmente irônico para a personagem, Angel, que de anjo não tinha mesmo era nada,pois, no último capítulo, mostrou ser a mais perversa da novela.

Ela é fria demais e pior: é incapaz de assumir a responsabilidade pelos próprios atos porque tudo bem que o Alex a perseguia, mas ela também tem a parcela de culpa dela em ter cedido... História de " você me seduziu" como se ela não pudesse ter se esquivado disso tudo...

Se ela não contou nada á mãe e manteve o caso com o padrasto bem debaixo do nariz da Carolina é porque a arte dela mesmo é a dissimulação... Depois irresponsável pelos próprios atos como é, tenta aliviar a culpa matando os outros...

Me lembrei agora do sorrisinho safado que ela dá paor trás da parede quando o Alex chega à casa do pai dela. Parece uma predador esperando a presa... A Angel, apesar de ter cometido vários erros, foi humanizada o tempo todo na novela para, no último capítulo, o autor mostrar a verdadeira face dela...

Fiquei de queixo caído. Ela é muito má. Mas Sérgio, por favor me ajuda a entender porque eu fui meio lentinha nessa parte: quer dizer que ficou implícito ali que ela vai matar o Gui...?

Não acho que ele merecia isso não. Não considero o Gui mau -caráter. Ele é só muito imaturo...

Rosane Svartman disse...

Verdades Secretas realmente foi um show de teledramaturgia, direção, atuação, arte, figurino, enfim. Foram diálogos memoráveis, como a cena em que Giovana encontra o pai esperando uma garota de programa e começa dizendo "Que merda, hein, pai?" para então vermos uma sequência brilhante se desenrolar. Tivemos também o privilégio de curtir um tempo narrativo pouco visto na TV, uma "simples"cena de Angel subindo o elevador para encontrar Alex se torna uma sequência de beleza e tensão nas mãos da direção e da fotografia. Adorei a novela, o último capítulo arrebatador e sabia que você iria escrever a respeito. Como sempre, adoro ler suas reflexões.

Cristina Brandão disse...

Bom também foi esse seu maravilhoso texto. Muita informação e alguma crítica. Mas a Angel virou mesmo uma assassina . Quem se compadeceu dela nas mãos do apaixonado Alex, surpreendeu-se.

Ricardo disse...

Novela excepcional. deveria existir um melhores do ano só para o elenco dela. Drica Moraes arrebentou, Camila foi uma grande revelação e aquela Angel foi muito vagabunda com a mãe, que não merecia morrer. E foi ótimo ver a Marieta Severo e a Eva Wilma de volta as novelas. Gianecchini foi ótimo também, mostrou bem todas as facetas do Anthony e aquela cena de sexo e champagne com o Maurice foi histórica. O final deles foi um dos melhores.

Fernando Clemente disse...

Angel no ultimo capitulo se revelou um verdadeiro demônio! Podíamos apelidar Verdades Secretas de "Brazilian Horror Story"! Texto brilhante,espetacular não esperava menos de alguém que comenta tão bem a novela no twitter! No Twitter Verdades Secretas foi o sucesso do ano o que só mostra que estão errados quem diz que o Brasileiro um dia vai enjoar de novela e que ele não gosta de novela urbana,ele gosta é boas histórias ou seja os autores que precisam se reciclar e trazer novas idéias!

alguém disse...

Fabiola, eu não acho que Angel vai matar Gui.
Angel matou Alex motivada por vingança pelo suicidio da mãe.
Mas por qual motivo ela mataria Gui? Não faria muito sentido, ao meu ver.

Fran Costa disse...

Vamos por partes:

Sobre a questão da sexualidade.

Achei o final bem conservador na parte da sexualidade, apesar de algumas cenas ousadas não teve um casal homoafetivo verdadeiramente assumido,Visky continuou saído com a Lourdeca ,Maurice formou triangulo com Anthony e Giovana.Bruno ficou meio que sem definição,aparentemente é bi.Foi mostrado a Stephanie se beijando com a outra modelo mas sem sabermos se era só uma ficada ou se realmente estavam juntas.A impressão que me deu foi q o autor declinou devido a onda conservadora que ta varrendo o pais,o que é uma pena pois existe várias configurações de famílias e de sexualidade,queiram ou não os conservadores eles existem e estão na sociedade trabalhando,estudando,pagando seus impostos,não devendo serem tratados como cidadãos de segunda categoria!

Sobre a questão das drogas.

O assunto mais importante e melhor abordado na novela,louvável em tudo:Direção,texto,interpretação primorosa dos atores,com destaque para Grazi Massafera e João Vitor Silva.Só faria uma observação: Acho que deveriam ter mostrado alguém morrendo de overdose em decorrência do uso das drogas.Sabemos que existe pessoas que se recuperam mas para muitos outros é realmente uma viagem sem volta.Achei legal a cena em que um Roy debilitado não mais reconhece sua ex-parceira,mas creio que uma cena de morte é mais impactante,mas no geral o tema foi abordado com louvor!

Sobre o desfecho da história central.

Gostei do fim da história do triangulo entre mãe,filha e padrasto,apesar de ter ficado com o coração partido com o suicídio de Carolina.Achei que Walcyr quis fazer um final meio dúbio com relação ao verdadeiro motivo e caráter de Angel ter matado Alex,o cara que ela dizia amar: matou pq quis tirar um pouco de culpa que sentia com relação a morte da mãe,afinal,ela impediu da mãe atirar no malagueto ou ela de fato já tinha uma personalidade psicopata? Será que ela ficou perturbada como fim trágico da mãe e por isso seria capaz de matar todos aqueles que de alguma maneira contribuíram para o triste episódio,eis as questões.Cada um tire sua conclusão.

MARILENE disse...

Sergio, lamento não ter assisto, já que os comentários são todos elogiosos à novela. Minhas irmãs adoraram e hoje me contaram o final (rss). Você fez um relato completo e gostei muito de sua postagem. Bjs.

Ana Maria disse...

"A Angel virou Devil". Sérgio, achei seu comentário perfeito! É isso mesmo, no final a Angel se revelou uma menina diabólica. E o Alex teve o fim que merecia.

Achei a novela como um todo ótima. O capítulo final foi eletrizante! Essa novela vai deixar saudades.

Arthur Brandão disse...

Sérgio, como sempre uma ótima crítica. Parabéns! Acompanhei a novela inteira e realmente faz jus a melhor do ano de 2015 pela sua ousadia, autenticidade e uma direção impecável. Walcyr foi feliz em escalar atores certeiros pra trama, e dando para cada um deles um tipo de drama, as próprias verdades secretas, para que cada um tivesse um espaço para aparecer e surpreender. Camila Queiroz realmente deu um show com seu primeiro papel da tv como protagonista, nem parecia ser uma iniciante. Provou que realmente não tem só beleza. Mas a que realmente me surpreendeu foi Grazi, a cada cena era brilhava absoluta, se entregava cada vez mais e prendia a atenção do público com seu drama e sequências fortes. Mereceu todos os elogios que teve recebido até agora. Drica Moraes fez um dos melhores papéis da carreira e sua mistura de sentimentos no drama em que estava vivendo era visceral. Muito boa mesmo! E Rodrigo Lombardi também fez um papel pra lembrado pra sempre. Um sujeito completamente inescrupuloso, sem sentimentos e egoísta. Defendeu muito bem o papel e conseguiu ser odiado por muitos. Outros atores também merecem destaque: João Vitor (que teve um crescimento merecido e provou seu talento), Agatha, Reynaldo, Marieta, Rainer, Eva. Enfim, todos ali merecem! Foi um NOVELÃO das 11 que ficará na memória de muitos. Meus prêmios do ano seriam: Atriz Revelação- Camila Queiroz, Melhor Ator- Rodrigo Lombardi, Melhor Atriz Coadjuvante- Grazi Massafera e Melhor Atriz- Drica Moraes. Abraços Sérgio!

Zilani Célia disse...

OI SÉRGIO!
A GLOBO SALVOU 2015, COM "VERDADES SECRETAS".
ABORDOU VÁRIOS ASSUNTOS, PRENDENDO A ATENÇÃO DE FORMA DINÂMICA E NA MEDIDA CERTA.
TEU TEXTO ABORDOU TODOS OS ENFOQUES DE FORMA PERFEITA, PARABÉNS
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Gabriel disse...

Nossa q final de tirar o fôlego foi esse!
Walcyr Carrasco mostrou q pode transitar em todos os horários com vários tipos diferentes de novela. Diferente de outros autores que mt vezes se prendem a uma forma,estilo de contar história, Walcyr passa da novela das 18h as 23h com direito a sucesso em todos os horários. E claro a direção de Mauro Mendonça Filho q só veio a somar as tramas deles.
E nossa como eles estavam inspirados em "Verdades Secretas", todas as cenas q vc destacou no seu texto com certeza entram para a história da teledramaturgia, todas elas emocionaram a quem assistiu.
Graças tbm ao elenco desda revelação da novela, com a protagonista de Camila Queiroz, ótima em seu primeiro papel, com uma mocinha totalmente fora do convencional, passando pela redenção de atrizes como Drica Moraes, depois de uma passagem conturbada como Cora, numa personagem q não engrenou de fato e Marieta Severo, depois de anos interpretando a mesma personagem, vir com uma Fanny tão diferente e sem nenhum traço de Dona Nene. As surpresas como a atuação Grazi Massafera, q devo confessar,não esperava grandes coisas, mas calou a boca de todo mundo mostrando divinamente a degradação da sua personagem pelo crack, tendo como ápice para mim na sequencia do estrupo ate quando ela num instante de lucidez finalmente pede ajuda para sair do vicio, perfeito(!),de ficar em pranto. Ate atores ja consagrados como Eva Wilma em mais um show de atuação.
"Verdades Secretas" foi uma trama totalmente ousada, sobre compulsão e vícios,com direito a craque,relações destrutivas,dinheiro,alcoolismo,bullying,vitimação. A novela teve ao longo de sua exibição um ar de thriller, q foi aumentando a cada episodio e teve seu ápice nesse explosivo e corajoso final,saindo totalmente do comum e dos cliches de finais com vários casamentos, sequestro,descoberta do "quem matou?", e td quilo q a gente ja ta cansado de ver em final de novela. E q delicia foi ver um final totalmente diferente desse clima "happy end", mt pelo contrário como vc bem disse foi macabro, tenso, fúnebre. Tornando de vez a protagonista numa psicopata,demonia,e depois de d q aconteceu não dava para ser diferente,o final foi coerente com td o q foi mostrado e ainda assim surpreendente.
E como o homem não para de trabalhar, ja tem novo projeto vindo por ai agora no horário das 18h, e como eu amo as novelas dele para esse horário ja to aki na vontade para ver mas esse trabalho dele, esperando mais um sucesso!

Fabíola disse...

Alguém, na verdade, quando eu comentei que a Angel mataria o Gui, estava me referindo a um comentário que o Sérgio postou no twitter sobre o que ele achou estar implícito na cena em que ela entra no helicóptero com o marido.

Sérgio entendeu que a tensão dela durante o voo, o beijo no crucifixo e o rosto diabolicamente sisudo e arredio poderiam ser um indício, uma sacada do autor, de que ela estava se preparando para matar o Gui também. Então pedi para o Sérgio explicou melhor isso porque eu só me liguei nessa possibilidade quando ele comentou isso no titter tanto é que até assisti à cena novamente pelo GShow para tirar a dúvida e acabei concluindo que as suspeitas do Sérgio sobre o possível assassinato de Gui são mesmo plausíveis.

Beijos, alguém, seja lá quem você for...rsrsrs






Liveware Lu disse...

Olá Zamenza, não pude assistir a novela Verdades Secretas todos os dias mas consegui ver uma boa parte principalmente os últimos capítulos, achei surpreendente o final. Drica Moraes e Camila Queiroz fizeram cenas antológicas que ficaram marcadas para sempre. Mas tenho uma constatação a fazer, a maioria das personagens femininas da novela tinham perfis frágeis demais ao contrário dos personagens masculinos e não vi ninguém reclamar. Independente disto adorei a novela e tudo isso fez parte do contexto, mas que pelo menos isso sirva para ninguém reclame do ´´feminismo´´ das novelas de Lícia Manzo, fica a impressão de que só ela não pode.
Enfim, uma novela inesquecivel, Sete Vidas e Verdades Secretas são as melhores novelas do ano até agora.

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Você foi perfeito em sua abordagem e crítica. Concordo integralmente.
Penso que nunca me envolvi tanto com uma novela, não obstante o desconfortante horário.
Fiquei surpreendida com o final, que foi altamente impactante. Os atores deram show de interpretação, salvo alguns de menor relevo para a trama. Grazi esteve estupenda e merece destaque e elogios por sua brilhante participação.
Enfim, gostei demais da novela e todos nela envolvidos estão de parabéns.

Ótimo final de semana.

Abraço.

Anônimo disse...

Só queria fazer uma correção;acho q vc se equivocou quando disse que Angel teria rompido com Alex por causa do suposto estupro da Lyris pelo Alex,mas se não estou enganada, o rompimento não foi na noite que ela perguntava se algum dia ele se casaria com ela,no qual ele respondeu que ela ele comprava? A partir dai ele sai com várias garotas de programas.Foi depois q aconteceria o tal book rosa com a Lyris que mentiu. O suposto estupro só ajudou a afastá-la mais dele ainda.

Anônimo disse...

A novela teve um sesenrolar legal, mas não gostei do final. A Carolina se matou quando viu a Angel defender o cara e dizer que o ama, e depois a garota mata ele. Não curti! Ela tem bastante culpa no cartório pra a achar vitima dele e vingar a morte da mãe. E no mais, o cara morre furado de bala e ela diz que foi uma pancada na cabeça e ninguém vai lá resgatar o corpo pra velar. Ainda mais que ele é um ricaço conhecido e certamente teria uma mobilização para acharem o corpo, e achando iriam ver que tava todo perfurado e pancadinha na cabeça não ia colar. Ficou incoerente isso.
Sei que ninguém da bola, mas detesto isso de deixa assim, fazer os outros de otário, o final pode ter sido épico, mas ficou incoerente, não é porque morreu em alto mar que vão deixar lá e vida que segue, não é bem assim.

Ernane disse...

A novela foi impecável essa sua última resenha ficou tão boa quanto a novela. E para os chatos de plantão, a novela não teve a palavra FIM no final. Ou seja, com certeza terá investigação e etc, mas nada será provado. Até pq ela é menor de idade e nem ficaria presa pq esse país é uma piada.

Anônimo disse...

Melhor novela de 2015. Troféu Imprensa e APCA já estão garantidos. Sônia Abrão babou pela novela na sexta e em toda exibição. Leão Lobo, Décio Piccinninni, Keila Jimenez, Padliglione, José Armando Vanucci, Valença Sotero. Todos gostaram dela. Vai ter todos os prêmios que merecem em 2015. Os Dez Mandamentos não vai levar quase nada HAHAHA

Anônimo disse...

Walcyr Carrasco novamente se superou, depois do beijo gay de Felix e Niko, tivemos agora o suicídio de Carolina. O final de Verdades Secretas ficou em aberto, muitas coisas podem acontecer depois, acho, inclusive, que Angel sabe que Guilherme e Giovanna também foram responsáveis indiretamente pela morte da Carolina, suas expressões deixaram claro que ela está armando mais alguma coisa até mesmo uma vingança contra Gui e Giovanna, mas como já disse tudo agora está na imaginação do público. Enfim que venha agora a próxima novela do Walcyr, não vou aguentar ficar muito tempo sem ele.

beto disse...

Pessoal olha só a ironia do destino,a globo preparo com todo requinte de grande produção a novela Babilónia,que era pra se lembrada como a melhor novela do ano,em virtude dos 50 anos da referida emissora,escalo Fernanda Montenegro,Gloria Pires,Adriana Esteves,Gabriel Braga Nunes,Camila Pitanga e Marcos Palmeira pra protagonizarem a novela.o que aconteceu pessoal? R- simplesmente o contrario,pois a novela Babilónia acabou por se torna a pior novela que a globo exibiu nos ultimos anos,nada prestou naquela novela dá historia,aos personagens e atores,ou seja o tiro saiu pela culatra.Olha só a onde eu quero chega neste meu comentário,em quanto a globo se preocupava em prepara a trama por sinal muito mal escrita pelo Gilberto Braga com todos requinte de super produção para as comemorações das bordas de ouro dá emissora,Walcyr Carrasco que de burro não tem nada,escreve pra o horário das 23 horas,Essa que se tornou um verdadeiro fenómeno de novela que foi Verdades Secretas,acabando por se torna uma super novela,pois tudo funciono bem da história,trilha sonora,aos personagens,atores e diretores ok.A novela Verdades Secretas já é lembrada como símbolo das bordas de ouro dá Rede Globo.

Rafaella disse...

Perfeita crítica. E o último capítulo deu 27 pontos, a maior média do dia, ultrapassando até a trama do horário nobre. FENOMENO!

Nádia disse...

O final da novela foi ótimo. O suicídio da Carolina foi impressionante, assim como a morte do Alex. A Angel realmente se transformou e mostrou um lado diabólico, surpreendendo o público. Gostei também do final da Larissa e me emocionei com a cena em que ela reencontra o Roy, mas ele não a reconhece porque está totalmente drogado e acabado. As cenas da Cracolândia foram de arrepiar.
A despedida do Anthony da Fanny também foi boa. Marieta Severo deu um show de interpretação. Adorei a cena do Anthony, Maurice e Giovanna tomando champanhe no aeroporto e dançando rumo a Paris. Foi um final interessante para esse trio. Enfim, um último capítulo de primeira qualidade. Como muitas pessoas já disseram, vai entrar para a história da telenovelas.

Anônimo disse...

Notei que algumas pessoas reclamaram que o assassinato do Alex foi mal feito, porque a polícia iria resgatar o corpo dele e descobrir tudo. Gente, não se esqueçam de que resgate de corpos em alto-mar é tarefa super difícil... Muitas pessoas que desaparecem em acidentes de barco nunca são encontradas, porque o fundo do mar é imenso e as ondas carregam o corpo para longe. Além disso, há tubarões e peixes que comem o corpo, ainda mais quando há sangue. O próprio Alex mencionou isso quando a Angel queria matá-lo...

alguém disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
alguém disse...

Olá Fabiola, sobre a Angel matar Gui, mesmo revendo a cena, eu continuo achando uma idéia exagerada. Que o suidicio de Carolina acabou com a inocência e mexeu com o psicológico da menina, disso não podemos negar, mas isso não significa necessariamente que agora ela vai sair matando todo mundo. Ela mostrou no fim seu lado diabólico, mas o casamento me passou mais a impressão de que ela foi tentar ser feliz como deu, seguindo o desejo da sua mãe.
Abraços

Exatamente, anônimo (de cima).
Eu também não vi furo e contradição no assassinato. Angel planejou e premeditou tudo, jogou a arma no mar e deixou a lancha um brinco. Ficou implícito que o corpo do canalha cravejado de balas, nunca foi achado, pois com todo aquele sangue certamente atraiu tubarões e peixes no local.
Eu me mato de rir só de pensar: o infeliz passou a novela inteira comendo ninfetas, mãe e filha ao mesmo tempo, e no final foi comido por animais no mar. Bem-feito.Nunca havia vibrado tanto na morte de um vilão em novelas como vibrei com o fim de Alex.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Só tenho a elogiar o último capítulo de Verdades Secretas, Sérgio. Desde o início, eu imaginava que Alex e Angel não teriam um final feliz, mas foi impactante a forma como Angel matou Alex e se desvencilhou do seu corpo, como se fosse uma profissional, e não apenas uma garota de 16 anos. Drica Moraes, Marieta Severo, Grazi Massafera, Camila Queiroz estiveram ótimas. Gostei também das cenas do desabafo do Bruno, no círculo dos toxicodependentes, e do olhar angelical e diabólico, ao mesmo tempo, da Angel no casamento com Gui. Produção nota dez.

beto disse...

Verdades Secreta foi perfeita que história sensacional,quero deixa aqui meus mas sinceros parabéns para o autor Walcy Carrasco,o diretor Mauro Mendonça Filho e sua equipe,a cenografia e toda produção desta que sem dúvida alguma foi a melhor novela do ano.Há não posso deixa de parabeniza o elenco,gente e que elenco,primeiro os novato que mostram que alem de bonito são talentosos,Vou cita aqui alguns nomes como Filipe de Carolis,Agatha Moreira,João Vitor Silva,Camila Queiroz e Grazi Massafera que a cada novela vem se superando,Em quanto isso do outro lado os veteranos simplesmente arrasaram mais uma vem e mostraram que ainda estão com todo gás,ou seja quando o verdadeiro ator ou atriz tem talento,já mas o perdera;Exemplos Drica Moraes,Ana Lúcia Torres,Genézio de Barros,Marieta Severo e Eva Wilma essa ultima deu um tremendo show de interpretação ao viver áoocolatra Fábia, com uma sensibilidade fora do comum,as cenas dela com seu filho Anthony vivido por Reynaldo Giannechini,alias muito bem interpretado pelo Giannechini eram de uma emoção total a química entre os dois funciono de uma maneira tal,que parecia Mãe e filho de verdade,tem duas cenas deles que eu particularmente me emocionem bastante,primeiro foi quando ele chega ao prédio que mora é ver sua mãe completamente bêbada e tirando a roupa e a segunda é quando ele decide interna-la,gente,tanto a grande atriz Eva Wilma,quanto Reynaldo deram banho de interpretação e cumplicidade em cena.Portanto pra mim Verdades Secretas foi nota milllllllllllllllllllllllllllll

Anônimo disse...

Cadê os haters do Walcyr e da Globo dizendo que "não é bem assim", "não foi tanto sucesso", "o autor é ruim" e blá blá blá? Sumiram todinhos. ADOROOOOOO!

Juliana Santos disse...

Fiquei chocada com o final de "Verdades Secretas". A última vez que me surpreendi assim foi com o assassinato da Angela mahler em "O Rebu".
A Angel deixou de lado sua carinha de "anjo" e deu lugar a uma diaba. Camila Queiroz maravilhosa do início ao fim. Que bom que ela voltará em Janeiro na nova novela das seis.
Essa novela foi impecável e teve um final que valeu a pena esperar.
Já estou com muitas saudades. A melhor novela de 2015.
Texto do Sérgio 1000000 x 0 Outros. Bjssss

Maria Lúcia Gromann disse...

Ótima crítica, Sérgio. A novela foi um grande sucesso popular, e com merecimento. Trama ótima, desenrolar impecável e elenco perfeito, com destaque pras veteranas Drica Moraes, Marieta Severo, Eva Wilma e Ana Lúcia Torre, além de Reynaldo Gianecchini, Camila Queiroz, João Vitor Silva, Guilhermina Guinle, e claro, Grazi Massafera, que se consagrou mais do que nunca. E engraçado que eu apostei muito em Babilônia e me decepcionei, assim como não dava nada pra Verdades Secretas por não ter gostado de Amor à Vida e me surpreendi. Walcyr realmente foi ótimo e o texto coeso e justo.

Sérgio Santos disse...

Tinha fôlego mesmo, Lisandra. De sobra. A abstinência tá grande.

Sérgio Santos disse...

Fato, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Já estou sentindo mta falta do loveyouloveyou, Ramon. Foi um novelaço. Marcou mesmo e nos deixou sem ar.

Sérgio Santos disse...

Foi bom demais, né, Melina? Fui viciado e valeu a pena. O final foi avassalador mesmo e eu tb demorei pra dormir. Walcyr se superou. Saudades.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Elisa!

Sérgio Santos disse...

Foi espetacular, Rita. bj

Sérgio Santos disse...

Oi, Fabíola! Pois é, o Walcyr surpreendeu a todos com uma trama macabra e impecável. Boa lembrança essa sua.

E é verdade, a Angel era Devil. Ela tem sua parcela de culpa mesmo e jogou tudo nas costas do asqueroso do Alex pra aliviar o seu próprio remorso. E no final ela se mostrou extremamente fria mesmo. Cenas excelentes.

Olha, a cara de psicopata que ela ficou na igreja, cuja cerimônia de casamento foi extremamente fúnebre, deu a impressão da imprevisibilidade do futuro. Claro, não dá pra saber e é justamente essa a graça. Foi feliz com ele no final ou não? Não saberemos, mas Guilherme era mt babaca. Sempre se mostrou assim. E ela nunca amou ele. bj

Sérgio Santos disse...

Rosane, pra mim é sempre uma honra te ter aqui comentando meus posts. Fico feliz que vc goste. Honrado. Concordo integralmente, a novela foi impecável e um show de interpretações, figurino, direção, arte, texto, personagens, conflitos, enfim... Último capítulo espetacular. Essa cena da ngel subindo no elevador foi longa e nem precisou de texto, a tensão pôde ser sentido o tempo todo. Um show. Aguardando Totalmente Demais. Bjão!

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Cristina!

Sérgio Santos disse...

Concordo com vc, Ricardo. E deveria msm ter uma premiação só pra novela.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Fernando. É isso!

Sérgio Santos disse...

Alguém, eu acho que ela poderia matá-lo também. Mas realmente a questão do Alex foi bem mais forte. Só que ela pode não ter esquecido tudo o que ele fez com ela. Fora que pra descobrir que elec e Giovanna armaram contra ela é fácil.

Sérgio Santos disse...

Excelente comentário, Fran! Ótimos pontos de vista. Tb acho que poderiam mostrar algum drogado morrendo, mas a cena da overdose do Bruno já foi bem forte e a cena do Roy definhando e sem reconhecer Larissa foram mt boas.

Tb acho que tudo em torno da Angel ficou dúbio propositalmente. Ela se mostrou fria demais para uma menina pura que aparentava ser, por isso acho que ela o matou só pra amenizar a culpa mesmo e no fundo ela só estava pensando nela.

Mas discordo do final ter sido conservador. Mt pelo contrário, Fanny continuou com o Book rosa e nem poderia ser diferente pq nunca prenderam ninguém desse esquema na vida real. Maurice não ficou com a Giovanna, foi só um selinho. Ficou claro que o Anthony se dividiria entre os dois mesmo. E o Bruno assumiu ser bissexual, achei essa abordagem ótima.

Sérgio Santos disse...

Marilene, vc perdeu um novelaço! bjs

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Ana. Tb achei a novela ótima. Saudades.

Sérgio Santos disse...

Ótimo comentário, Arthur. Concordo com tudo, só discordo o prêmio de Melhor ator pq eu daria pro Domingos Montagner pelo Miguel de Sete Vidas.

Sérgio Santos disse...

Exatamente, Zilani. bjssss

Sérgio Santos disse...

Assino embaixo, Gabriel!

Sérgio Santos disse...

Pois é, Fabíola, pra mim ficou implícito esse ar sombrio sobre ela.

Sérgio Santos disse...

Oi Livewere Lu. Foi uma baita novela, pena que vc não viu toda. E os capítulos finais foram espetaculares. Concordo com vc, tinha mt perfil feminino frágil mesmo, embora os homens todos tenham apresentado sérias falhas de caráter. Mas é verdade, tem uns cricríticos que pegam no pé da Lícia, mas ignoram os outros. Aliás, esses mesmos amam pegar no pé do Walcyr tb. bjs

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Vera. Eu tb me envolvi mt com essa novela que foi incrível do início ao fim. Grazi deu show mesmo. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Ali eles tiveram a primeira briga, anonimo, pq ele disse que jamais se casaria com quem podia comprar. Mas eles ainda flertavam. O estupro foi o afastamento definitivo e a motivação para ele se casar com a Carolina.

Sérgio Santos disse...

Não ficou incoerente não, anonimo. Eles estavam em alto mar, achar um corpo em alto mar não é nada fácil. Até hoje não acharam corpos da queda de aviões ou naufrágios de navios. E poderiam até achar sangue no barco, mas não mudaria nada pq ela disse que ele bateu a cabeça e sangrou. O desfecho foi ousado e provocador.

Sérgio Santos disse...

Boa observação, Ernane, não teve mesmo o fim no final.

Sérgio Santos disse...

Tomara, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Concordo com suas observações, anonimo. E ainda bem que ele volta logo no começo do ano que vem.

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente, Beto. Ironia.

Sérgio Santos disse...

Fenômeno mesmo, Rafaella. Marcar 27 acabando depois da uma da manhã é impressionante.

Sérgio Santos disse...

Perfeito, Nádia. E tb gostei de todas essas cenas citadas por vc. Aliás, foi um final impecável para uma novela impecável. bjs

Sérgio Santos disse...

Exatamente, anonimo. Achar corpo em alto mar não é fácil e ele caiu ensanguentado, ou seja, foi chamariz pra tubarão, que dilacerou o corpo.

Sérgio Santos disse...

Alguém, não havia pensado nisso e é verdade. Ele comeu as ninfetas e terminou comido pelos tubarões. Genial.

Sérgio Santos disse...

Nota dez mesmo, Elvira. Coisa boa, né? Sucesso.

Sérgio Santos disse...

Nota mil pra mim tb, Beto!

Sérgio Santos disse...

Sumiram todos, anonimo. rs

Sérgio Santos disse...

Juliana, obrigado pelo carinho. Adorei. =D E O Rebu foi outra novela espetacular que deixou saudades. Verdades Secretas terminou em grande estilo, honrando tudo o que foi a trama. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Maria Lúcia. Eu sempre apostei mt nessa e não me arrependi. Foi um novelão. Bjsssss

Anônimo disse...

E a saudade?

Sérgio Santos disse...

Continua firme.

LUIS disse...

Simplesmente perfeito seu texto, criou-se um mundo de personagens e situações inesquecíveis. Realmente uma Obra-Prima da Teledramaturgia brasileira.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Luis. E obrigado.

Anônimo disse...

muito PODRE casar com o moleque drogadinho estuprador de virgem quem a
decepcionou e a jogou para o mundo do book rosa..... Quem não lembra que o Gui deu droga para Angel e praticamente a estuprou? Ele deu droga a ela antes que o agroboy descobriu que ela era virgem. De manhã a dispensou e ficou com a namorada. Portanto, Usou a menina depois de droga-la e no outro dia a dispensou. Ele queria tirar a virgindade dela, somente. é um aproveitador barato. Não PRESTA! E angel ficou triste e infeliz. Sofreu.Torci para que Angel e Alex ficassem juntos, tanta paixão para acabar numa tragédia? Ainda não me conformei com a atitude da Angel em relação ao Alex...

Anônimo disse...

O que me deixa mais enfurecido é como ESTUPRO também é algo relativizado e romantizado nessa novela.
Angel foi estuprada por um moço, o tal do Gui, numa das primeiras cenas da novela, ele a drogou e ela inclusive era virgem e a estuprou. Esse fato foi novamente romantizado e a menina se “apaixonou” pelo moço que não correspondeu porque tinha namorada, e segundo ele essa era do mesmo nível social dele, coisa que Angel não.
Então ela sofreu aquela transformação no seu estilo, clássica mudança copiada do filme Uma Linda Mulher, ascendeu socialmente pois sua mãe casou e ele se interessou por ela!!!
Oi???
E agora eles tem uma trilha sonora que é “Céu cantando Tim Maia – Eu Amo Você” e ele é tipo o amor “jovem” que ela está tendo depois de sofrer desilusão com o quarentão que paga menores para sexo. (Affffff)
Eu não gosto de falar o obvio mas alguém que te estupra NÃO TE AMA! Isso não é amor, se começou com abuso sexual, começou com desrepeito, sem empatia, com machismo, então não ‘vira’ amor quando a menina compra roupas novas!
No caso particular na novela verdades secretas a festa de Giovanna com universitários em que o álcool é consumido à larga, a justificativa está no fato de uma mulher ter bebido mais do que devia, é a senha para que qualquer boçal se aproveite dela? Pois foi isso que o Guilherme fez com a Angel. Se o cara precisa embebedar, sedar ou drogar a mulher pra fazer sexo com ela ou usar a força física... é estupro sim! Lembrando: Quem ama não estupra.
Quem bebe demais fica com o julgamento comprometido e mais exposto a acidentes e comportamentos violentos.
E a Novela Verdades Secretas mostrou que o Brasil tolera e incentiva o estupro a ponto de podermos afirmar que o crime faz parte da nossa cultura.
e agora mostrou isso em Ligações Perigosas.
Por meio da culpabilização da vítima, estimulamos que as mulheres estupradas se escondam e acabem protegendo seus algozes. Afinal, é comum elas ouvirem de policias e da própria família que estavam embriagadas, usavam roupas curtas e apertadas, que andavam sozinhas à noite ou não deixaram claro que não desejavam o ato sexual. A vítima, portanto, sente medo e vergonha de denunciar.

Anônimo disse...

A cena do suposto estupro, que foi um estupro, foi perturbadora, como disse depois: Nem todo estupro é no beco escuro, com a mulher saindo toda roxa. Aliás, foi sobre efeito de bebida batizada de gui que arlete teve que deixar que ele continuasse. É uma violência pouco lembrada pelas pessoas comuns. Cabe a gui convencer arlete que ela procurou por aquilo, queria e que não precisava se sentir culpada e nem ter medo de gui. E o personagem conseguem manipular até o espectador, o que deixa a série ainda mais deplorável. Mas cenas pesadas são tão sutil assim existem na teledramaturgia. Sim fiquei chocado com pessoas que afirmarem que foi com um "ela estava gostando". Anyway, tem gente que tem fetiche pelo assalto. E ele não é sinônimo de "pegada".

Anônimo disse...

Nada justifica tirar a sua vida ou a de outro mesmo na ficção. Angel vivia em conflito por estar traindo a mãe, portanto estava consciente do que estava fazendo. Como Angel ficou impune do crime cometido? Ridículo achar que as autoridades não investigariam ou não procurariam o corpo da vítima... além do mais, sangue deixa vestígios que podem ser descobertos... Guilherme foi cúmplice na armação que acabou em tragédia e depois, Angel casa com ele com toda pompa como se fosse um anjo? Ah! misericórdia! Não subestimem o meu desejo de viver num país isento de crimes passionais relatados nas páginas e estatísticas policiais todos os dias...

Anônimo disse...

angel era tão culpada quanto. Não deveria casar o GUI, lembrando que ela nunca deixou de amar o Alex saia com o GUI pra esquecer ele, uma porcaria o final acho sim que eles tinham que ficar juntos se mereciam, se fosse pra alguém morrer tinha que ser os dois, fazer o que paciência agora neh. O final foi uma merda mesmo!

Izabel Ramos disse...

Um monte de incoerências.

Cadê as reações de Pia e principalmente de Giovanna, a responsável por ter criado a situação, em relação ao suicídio de Carolina? Poderia também ter tido a reação das duas sobre a morte de Alex, embora nesse caso fosse menos necessário.

Quais as reações de Bruno, Pia e Alex sobre a viagem de Giovanna?

Larissa reencontrou a mãe? Aliás, foi estranho tudo se resumir em ela virar evangélica, mudando radicalmente seu destino por conta das drogas e desistindo de ser modelo, sua razão de viver até o penúltimo capítulo. E a personagem já era uma vilã no início. No primeiro desfile de Arlete, ela tentou que a jovem escorregasse na passarela, sem sucesso.

verdadessecretasyasminbrunetbeijoBruno ficou separado da personagem da Yasmin Brunet (que, pelo jeito, continuou fazendo book rosa) mesmo ela tendo se apaixonado de verdade por ele. Aliás, o beijo dela com a outra modelo loira foi também desnecessário e para chocar. Como em “Babilônia”, fica a questão (ainda que o da novela das 23h tenha sido o primeiro beijo gay de verdade que a Globo exibiu): só pode ter um beijo assim no último capítulo?

Fanny sequer foi presa? Continua o book rosa? Isso de ela ficar com o Léo foi estranhíssimo. A relação de Lurdeca e Visky continua se limitando a álcool e em segredo? O que mudou?

A morte de Lyris no penúltimo capítulo foi realmente desnecessária. Não serviu pra nada. O book rosa continuou na agência, tudo igual.

O final foi extremamente down (para baixo), desnecessariamente. Morrem Carolina, Alex e Hilda, além de Arlete virar uma psicopata, embora não dê pra entender por quê.

Desde que viu a arma na casa da avó (o fato de Hilda estar com a arma é RI-DÍ-CU-LO), planejou tudo, ou seja, “vou virar uma bandida”? Ninguém achou estranho ela estar numa lancha com Alex? Todos acharam normal a mãe dela se matar e depois Alex morrer assim?

Walcyr tem taras por mortes. Muita gente vai dizer que teve novela com muito mais mortes, a diferença é que todas as mortes tiveram uma razão de existir, para além de um: “vou fazer algo chocante pra ser elogiado''.

Izabel Ramos disse...

"Confesso que esperava que a mãe de Angel matasse o esposo e se suicidasse em seguida" esse era o final que o autor havia escolhido e que foi gravado mas devido ao vazamento ele foi mudado walcyr resolveu fazer varias gravações dando a entender que alex e angel teriam um final feliz pra no final ele morrer esse final* Por Sempre Acho um Porém da SilvaPor Mala de Plantão
Guilherme com cara de planta no casamento foi de morte. Quem, em sã consciência, casaria feliz com uma assassina? Sim, porque se existe uma pessoa além da Fanny em Verdades Secretas que sabe que Angel fez o serviço sujo, esse alguém era o agroboy. Sabia do caso da namorada, foi pra ele que ela disse que ainda tinha algo mal resolvido pra por fim e, claro, era pra ele que ela teria que se explicar sobre o passeio em alto mar com o padrasto morto. Não colou. Nota: casou e é bem capaz de levar uma rasteira da “demonha” logo ali na esquina. A cara dela dentro do helicóptero foi triste. Mas, sim, uso um ditado como defesa para o desfecho: o amor, assim como a Justiça, é cego, lembram?sangueÉ força de sangue, como diriam na minha terra
Pensem na morte de um grande empresário. Rico, conhecido, badalado… Respondam vocês, meninas, que trabalham em um meio de comunicação: passaria desapercebido? Sem investigação, como se fosse a coisa mais simples do mundo cair no mar depois de bater a cabeça? Não, né? Bastariam algumas gotas de luminol para a polícia descobrir que ele no mínimo teria que ter sido degolado pra deixar tanto sangue espalhado no iate. Ninguém desconfiou. Os filhos não se manifestaram. Assim, nem na ficção.
Nota: daí eu pergunto, senhor Silva, um homem daqueles existe aqui fora onde a gente nasce, cresce, se reproduz e morre? Não, aquele homem era todo “fricção”. Que descanse em paz.Fanny: Serve?* Por Pé no Saco
E a Lyris morreu pra quê, se não foi para que Fanny fosse denunciada pelo book rosa? Que o tal Edgar era um zero à esquerda do logo da novela, certo. Agora, foi lá, tentou acertar Alex, quase matou um homem, foi preso e saiu a passear, esquecido no mapa. Depois, pra não desperdiçarem o cachê do moço, eis que com uma facada mata a modelinho mais fraquinha da trama, ele assina atestado de louco e Fanny segue feliz da vida, escrevendo mais uma página em seu book azul. Pastelão.
Nota: sim, concordo! Um belo pastel de carne – de gato, no caso – que sobrou para a Fanny, não? Mas com essa versão eu tenho que concordar. Seria muito mais coerente darem sentido para o assassinato, né? Muito sangue pra pouca história. Hilda: Vai ver até é outra arma…* Por Mala sem Alça
Para não falarem que eu me arrasto por ai, fui atrás de um especialista policial em coberturas de mortes e assassinatos e a resposta foi curta e grossa: não, não existe a possibilidade de a arma com a qual Carolina se suicidou estar nas mãos da Hilda dias depois do acontecido. Furo (de bala) na história.
Nota: olha, não gosto de falar de quem já morreu. Dona Hilda, nessa altura do campeonato, deve estar lá no céu acompanhando a repercussão do caso e puta da cara, já que pediu para a Letinha “colocar a arma dentro do caixão” quando a vó morresse e a neta entendeu “colocar um bala dentro do bonitão” (sim, maldito corretor que anda instalado dentro do cérebro desta juventude computadorizada!).Mais um furo. A canga que a Angel seguro, solta aos ventos, fazendo charme pro RajGrey, quando muda a cena, ela senta na lancha e cadê a canga??? E o vento levou??…. heheh Outro… Ela secou o deck do barco com um pano e em seguida colocou fogo no pano molhado… Pode isso produção?! kkkkkkkkkkkkkk panos encharcados pegam fogo?Lancha de Alex A lancha onde ocorreu o assassinato de Alex levava o nome de Gênesis, primeiro livro da bíblia e que em grego significa "nascimento". Pode ser apenas coincidência, mas o nome pode ter sido escolhido propositalmente por Walcyr Carrasco para deixar a entender que Angel teria uma 'vida nova' após a morte do amante

Izabel Ramos disse...

A novela já está deixando saudades!! . Nessa novela, não existiu vítimas, muito menos a Angel.... A vida não foi fácil pra ela, assim como não é fácil para milhões de pessoas, pena que diante disso ela foi se afundando em escolhas erradas e em mentiras cada vez mais sérias. Mesmo antes do Alex se envolver com Carolina, ela já não era a Angel do primeiro capítulo, não era a Letinha que muitos achavam que era, inclusive sua mãe. A Angel nunca assumia de frente a consequência de suas ações, sempre tentava culpar alguém ou forças externas pelos seus erros.
Houve mais do que a admissão de um caso extraconjugal. Houve a admissão de um amor. O que fica evidente quando Angel salva Alex de ser morto pela Carolina, porém ela não sabia que o tinha escolhido em detrimento da mãe (ainda que o tenha feito inconscientemente naquele momento). Angel não suporta a culpa pela morte de Carolina, o que provoca uma cisão em sua personalidade que a lança na insanidade (a "Letinha" não existe mais)....
Só que diante da dor e da culpa que ela sentiu pela morte da mãe, ela não tinha como continuar juntos ...
E mesmo apaixonada por ele e não seria feliz sem ele, ela o mata, em nome da mãe, como forma de reparar a escolha inconsciente e inconsequente que culminou no suicídio de Carolina, passando a carregar a morte das duas pessoas com as quais ela amava (Carolina e Alex) pois justificava a morte dele ao amor que dizia sentir por Carolina, mais uma vez tentando justificar suas más atitudes (a Angel não existe mais).
Na minha opinião, a Angel jamais se recuperaria psicologicamente dos fatos que ocorreram em sua vida, tornando-se incapaz de ser feliz definitivamente, seja pela culpa, seja pela morte das pessoas que ela realmente amava (alex e carolina), de forma a viver em um eterno vazio existencial. Simplesmente tornou-se uma pessoa, fria , calculista, vazia, a ponto matá-lo friamente, como se afundando ele no mar e limpando todo o sangue do barco, ela estivesse limpando o sangue da mãe. Pena que mesmo se ela limpasse um titanic de sangue, ela jamais se livrará da culpa que lhe cabe pela morte da mãe, sem falar no amor que sentia pelo alex, a quem matou. No fim, tornou-se psicopata, sim, afinal, quem em condições psicológicas normais, mataria com toda aquela frieza, faria toda aquela encenação pra polícia, conseguiria viver com o peso de duas mortes (que ela amava de verdade, alex e carolina) nas costas, sem contar na cara macabra dela ao sair da igreja, demonstrando nenhum remorso, nenhuma culpa.O mais coerente é que com esse peso na consciência, ela se matasse tbm, mas não, continuou a viver como se nada tivesse acontecido, vendendo a imagem da menina pura, feliz, um verdadeiro anjo, mas que por trás disso tudo, existe totalmente o oposto, ''lobo em pele de cordeiro''. Mesmo que ela tente, nunca será feliz, uma hora a vida cobrará seu preço, e por fim, na última cena, no helicóptero, ela diz ao Gui que está feliz, mas ao virar o rosto, sua expressão é totalmente sombria, sem nenhum traço de felicidade!! Quem não percebe que o Guilherme deu droga para Angel e praticamente a estuprou? Não se iluda: nunca vai ser feliz de verdade pois se casou com alguém que não amava de verdade. Viver com quem a gente não ama, com certeza é um ótimo castigo...A novela terminou com muitas verdades continuando bem secretas!

Izabel Ramos disse...

Verdades Secretas terminou com o casamento de Arlete com Gui, com a moça desfilando uma falsa alegria, mas completamente vazia por dentro. Para mim, mostra uma Arlete que ninguem conhecia. Talvez, ela ja; fosse assim, ou adquiriu o lado diabólico.unica certeza, e que a Angel se transformou em uma pessoa vazia e infeliz.Casar-se com o Gui foi uma fuga (mesmo motivo pelo qual ela o namorou antes, fugir do alex) do pai e da madrasta interesseiros...pois a mãe só descobriu porque o namoradinho ajudou a prima,que por sinal fez maldade e saiu ilesa.é um bom autor mais poderia ter feito um final mais interessante pois ainda ficaram muitas máscaras por caí.Como ela ficou diabólica com certeza ao descobrir q Guilherme ajudou na descoberta de sua mãe e q causou sua morte , ela ira mata-lo e em seguida voar para Paris atrás de Giovanna.kkkkk

Izabel Ramos disse...

Novela é uma estória não tem "SE" é aquilo que autor escreve e os atores gravam, este final já estava escrito desde o início o Walcir entregou o roteiro da novela com início meio e fim, e aposto que a cena da morte do Alex ja tinha sido gravada á muito tempo na mesma época que gravaram as cenas em Angra quando Alex levou os filhos e amigos pra passar o final de semana lá .Angel esta até usando o mesmo biquíni , todos sabiam do desfechos da novela , porque Walcir já entregou a obra terminada
Considerando a importância dele (financeira) e a família que tinha, é incrível como simplesmente ninguém nem se preocupa em achar o corpo e ver que tem algo errado.
Mesmo no Brasil, onde a Polícia não investiga nada, seria tão admissível assim. mesmo um fdp não ficaria sem os familiares se preocuparem e quer saber detalhes da morte. quanto mais investigar a respeito.

Izabel Ramos disse...

Viver um casamento sem amor é impossível, mesmo porque se não houver mais amor também não há comprometimento, não há partilha, não há alegria , e com o decorrer do tempo até o respeito um pelo outro irá se acabar, partindo para a intolerância , daí pra frente para a agressão verbal e se não der um basta nesta situação ate mesmo agressão física. A partir do momento que se tenha tentado TODOS OS MEIOS para resgatar o relacionamento e chegou ao ponto que se tem a consciência de que infelizmente não há mais jeito aí o melhor é cada um seguir o seu caminho buscando sempre a felicidade.
Amor pode não ser casamento. Mas casamento é amor!!! Podem até viverem juntos mas terão uma relação seca,fria, sem amor! será bem desgastante essa relação!
Agora minha dica é, não case sem amá-lo!
Sem o mais nobre sentimento, sobrará apenas a carcaça. Já pensou tanto compromisso APENAS por causa de um documento assinado? Pode até durar, mas será por comodismo ou interesse $$$, TAL COMO FORA MILÊNIOS ATRÁS...
espero que tenha auxiliado em alguma coisa, expondo minha posição em relação ao tema abordado.

Izabel Ramos disse...

E é exatamente aí que está uma das maiores qualidades de Verdades Secretas. Embora traga tramas que seguem a fórmula padrão, a narrativa é muito mais ágil do que as novelas usuais e seus personagens são mais complexos. Além da velocidade na resolução dos conflitos, a construção dos personagens e das histórias também é mais sofisticada. Ninguém é 100% do mau, nem 100% do bem. Em outras palavras, ninguém presta em Verdades Secretas! Todos os personagens são dúbios ou possuem conflitos internos que explicam as suas atitudes (nem sempre tão corretas). Segue abaixo alguns bons exemplos disso:
Gui - Bonito e rico, vive uma vida de luxo sustentada pelo pai fazendeiro. Diz que quer estudar medicina, mas na verdade não quer fazer nada na vida. Ao conhecer Angel no primeiro dia de aula da menina, imediatamente se interessa por ela. "Batiza" a bebida de Angel numa festa para conseguir ir pra cama com ela, pratica o estupro de vulnerável. Após conseguir tirar a virgindade da garota, dá um pé na bunda dela. Quando descobriu que era garota de programa expulsa da vida. Ainda, oferece dinheiro para transar com ele. se uniu a Giovanna para estragar o romance Angel com Alex. E causador junto com Giovanna do suicídio da carolina.
Giovanna - Menina arrogante, gosta de chocar e incomodar para ser notada. É extremamente popular na escola, onde lidera um grupo de jovens ricas e preconceituosas. Tem um profundo desprezo por pessoas de classe social inferior à dela e pratica bullying contra os alunos mais pobres.A adolescente-problema. Tem um jeitão arrogante e também gosta de usar o dinheiro para chega ronde quer. Para conseguir seus objetivos, também trabalhou como prostituta de luxo. Detesta pobre e adora praticar bullying. Trama para estragar a vida amorosa do próprio pai. responsável junto com GUI pelo suicídio de carolina

Izabel Ramos disse...

Lyris - É modelo e trabalha na agência de Fanny. Diz não aceitar qualquer tipo de esquema e não está na lista das que fazem book rosa. Entretanto, fez programa com Alex para comprar um apartamento e, como está noiva, inventa para todo mundo que o milionário lhe estuprou, afetando, diretamente ou indiretamente, a vida dos outros personagens;
Pia - Chique e consumista, nasceu rica e é totalmente submissa aos filhos, Giovanna e Bruno. Namora seu personal trainer, Igor, a quem dá uma boa vida e acaba engravidando. Vive de pensão do ex-marido, Alex, e, com medo de perder a mesada "gorda" que recebe dele todo mês, preferiu abortar o próprio filho do que abrir mão do alto padrão de vida;
Igor - Personal trainer GOSTOSO e namorado de Pia. Trabalha numa academia, mas leva uma boa vida proporcionada por Pia. Resolve dar o golpe do bau nela engravidando-a só para, de alguma forma, arrancar ainda mais dinheiro da namorada e se casar com ela;
Everaldo - Médico ginecologista, conhece Carolina e a contrata para trabalhar como recepcionista em seu consultório. Acaba se apaixonando por ela. Não é tão bonzinho como aparenta ser, pois realiza abortos clandestinos (foi ele quem fez o aborto de Pia);

Izabel Ramos disse...

Eziel - Sofre bullying na escola por ser mais pobre que os outros alunos e por estar acima do peso. Ao conhecer Angel, torna-se seu melhor amigo, mas acaba se apaixonando por ela. Quando descobre que a garota era prostituta, lhe oferece dinheiro em troca de fazer sexo com ele! Ela, claro, recusa e rompe a amizade com ele. A partir daí, Eziel fica jogando indiretas para o namorado de Angel sobre o passado dela e torturando a garota psicologicamente com insinuações;
Divanilda - Mãe de Larissa, com quem tem uma relação conturbada. Explora a própria filha e sempre fica com o dinheiro que ela ganha fazendo programas graças ao book rosa. É rude e desagradável, mas se faz de simpática na frente dos outros, principalmente de Fanny;
Fanny - Dona de uma agência de modelos que leva seu nome, é uma mulher experiente e ambiciosa. Usa o negócio para conseguir aquilo que realmente deseja: dinheiro e poder. Para dar a impressão de que quer ajudar os outros, mantém uma ONG que auxilia crianças. É cafetina de luxo e o próprio namorado, muitos anos mais novo, só está com ela em troca de dinheiro. Seu único ponto fraco é Anthony, ex-modelo bem mais novo que ela com quem mantém um caso. De mulher de ferro e poderosa, vira uma adolescente apaixonada de filme romântico água com açúcar nas mãos do ex-modelo, pelo qual se humilha e é submissa com medo de ficar sozinha. Tanto é que aceitou dividi-lo com a amante dele. Ao mesmo tempo, não pensou dua vezes em cafetinar o próprio namorado para Maurice, um famoso estilista que se interessou por Anthony, só para que sua agência seja responsável pelo desfile da grife internacional dele; Há quem precisar de conselhos amorosos, Fanny não hesita em dizer “pegue um homem rico e tire tudo que puder dele”. Foi assim que ela conseguiu formar a fortuna dela.
Anthony - Ex-modelo, vem de uma família tradicional que perdeu todo o dinheiro. Banca os luxos da mãe, Fábia, e se preocupa realmente com ela, fazendo de tudo para vê-la bem. Como o Modelo que não estourou, garantiu a boa vida se aliando à uma velhuda, dona da agência de modelos. Para viver com conforto, se relaciona com Fanny, que é apaixonada por ele e o sustenta, mantém por interesse o relacionamento com Fanny na cama e nos negócios; trabalha na agência e é garoto de programa. Tem relação homossexual com um estilista muito mais velho e podre de rico. Apesar de não saber bem que jogo que ele está fazendo: se está só querendo garantir o dele transando com o estilista francês -, não há como negar que, de fato, se preocupa com a mãe (Eva Wilma), que anda bebendo até perfume.
Larissa – Modelo, sempre ganhou os maiores cachês com book rosa. Virou craqueira. Pura e simplesmente? Não. Walcyr humaniza a personagem que sempre fez programa estimulada pela mãe sacoleira, que amava as notas de 100 reais chegando em envelopinhos em casa. O pai fingia não saber. No fundo, mais uma personagem solitária, como as outras citadas, que contava apenas consigo mesma e sucumbiu ao amparo do único cara que não queria só o corpo dela e que não encarou a história do book rosa com naturalidade. A questão é: ela encontrou amor no colo de um craqueiro. Modelo que se prostituiu e, viciada em crack, acabou na sarjeta. Numa das últimas cenas, cheia de realismo, foi vítima de estupro coletivo.

Izabel Ramos disse...

Visky – Personagem homossexual que é o braço direito de Fanny. Atualmente tem caso com uma mulher e vive dilema, tentando se afirmar a todo tempo como gay. aliciador do book rosa e book azul.
Lourdeca - aliciadora do book rosa e azul. E cura gay do Visky.
Stephanie – Mais uma garota de programa.
Pia – Mulher rica e consumista que não consegue controlar os filhos. Dá mais atenção ao namorado personal trainer que a eles.
Bruno – Filho de Pia e Alex, é viciado em drogas pesadas. Protagonizou várias cenas em que aparece completamente drogado. Numa delas, teve overdose.
Roy – Modelo que teve problemas com drogas no passado e chegou a morar na rua. Ao conhecer Larissa, os dois se envolvem e se afundam cada vez mais no consumo de crack.
Lyris – Modelo da agência de Fanny que em um dos últimos capítulos foi morta a facadas.
darlene - Uma educadora vendo a Arlette, a Giovanna ... a escola onde ela lecionava era o ponto de reunião das que caíram no conto do puteiro com placa de Agência. Infelizmente nossas famíias e nossas crianças acreditam que nesse ramo é necessário pagar para trabalhar. Pagar para usar seu tempo em favor dos interesses dos outros. A estória abriu nossos olhinhos, os da professora já estavam abertos, devia ser muito estranho ver aquelas crianças com roupas provocantes, e caras. E contrastando com os rapazes que não tinham assim tanta sorte na vida profissional. Alguma coisa tinha, ela farejou desde o início. Mas não fez nada... Portanto, fofoqueira e intrometida.
Rogério_ Pai de arlete e um intereseiro, covarde e oportunista.
Nunca se viu tanta gente que não presta reunida em uma só novela. É por essas e outras que a cada dia eu tenho mais certeza: Verdades Secretas precisava de um final trágico! E para todo mundo!

Anônimo disse...

Foi como se durante a novela toda ela tivesse lutado entre ser a Arlete, a menina doce, ou a angel, a modelo ambiciosa que sentia até mesmo prazer em ser tão desejada pelo Alex. No final, foi como se essas duas personalidades tivessem se fundido de vez: a Arlete, consumida pela culpa, viu no assassinato de Alex, como forma de se redimir e, talvez, fechar esse ciclo, decidiu matá-lo. Tentando ajudar a família, a Angel se deixa seduzir pelas roupas caras e pelo mundo de aparências. Angel sempre viveu em conflitos com ela mesmo, entre os princípios e ensinamentos da mãe e as tentações que o cidade grande lhe oferecia. Mais que ela se martirizasse e tivesse peso de consciência na maioria das vezes, ela era muito fraca para resisti as tentações. E a parti do momento que sua mãe morreu, Angel meio que se libertou dessa responsabilidade e abraçou a sua própria natureza. No final ela era só mais um anjo caído.

Anônimo disse...

Deu para ver que a personagem Angel/Arlete não terminou feliz. Na última cena, no helicóptero, ela fala com o Gui que já estava muito feliz, mas em seguida vira-se para a janela e tem um olhar vazio. Dá para perceber que, na verdade, ela amava o Alex, mas Culpar o Alex foi a forma q ela encontrou p aliviar a própria culpa em relação à morte da mãe dela.

Casar-se com o Gui foi uma fuga (mesmo motivo pelo qual ela o namorou antes) do amor por alex. O casamento de Angel não é como sua busca pela felicidade, e sim uma fuga do pai explorador, sua única família restante. Eu acho que a tristeza dela não foi ter assumido e ficado com o Alex, que na real era o que ela queria.

Estão dizendo q ela teve um final feliz, mas pode olhar o rosto dela na cena final quando ela vira o rosto p janela. A consciência é o pior castigo q ela pode ter. A culpa irá acompanhá-la p sempre pq a única pessoa q poderia perdoá-la já estava morta. Por isso q temos q prestar atenção com o q falamos e fazemos pq as vezes o tempo passa e o momento do perdão tb. O tempo cura um amor, um ódio, uma desilusão... mas nunca retira uma culpa!!
Concordo... temos que pensar mil vezes antes de fazer algo, para não nos arrependermos depois.

Essa foi a escolha do autor, eu preferiria um final idêntico até a morte na lancha, porém dali em diante, já que ela tinha jóias e provavelmente algum dinheiro, ir tocar sua vida sozinha, sem seu pai e com um misto de dever cumprido e loucura...

Foi uma surpresa com Angel atirando-se nos braços do amante quando Carolina estava com a arma apontada para os dois. Essa atitude só reforçando a situação...Houve mais do que a admissão de um caso extraconjugal. Houve a admissão de um amor...nada justifica ela ir para a cama com o marido da mãe. Óbvio que não dá para defender isso. Mas, para Angel, Alex não é seu padrasto: ele é o seu grande amor, o seu ex-caso, amante, cliente. Tudo, menos o marido da mãe! É claro que ela está errada.

Mas depois de viver tudo o que viveu e fazer tudo o que fez, ela se transformou em algo diferente. Toda a inocência foi perdida e, para conviver com o peso de ter contribuído diretamente para a morte da mãe, matado o homem que amava de verdade e "tentar ser feliz" (como a Carolina pediu que fosse), ela teve que virar uma pessoa fria e dissimulada, que justifica suas ações com base em ideias distorcidas.

Anônimo disse...

O barco que ela matou o Alex se chamava Gênesis. A Letinha renasceu para uma vida tão fria e cínica quanto a expressão dela no casamento... porém Angel colocar, em seu discurso, toda culpa em Alex, achei incoerente, afinal ninguém fez nada sozinho, sem falar que ela traiu a própria mãe. Ela estava transferindo a culpa e a raiva que sentia de si mesma pra ele. A fala dela não reflete a situação, mas a maneira como ela quer ver a situação.

Acredito que ela deve ter pensado que matando Alex estaria saldando uma dívida com a mãe e, consequentemente, diminuindo um pouco da culpa que ela mesma sentia. Mas isso nunca vai acontecer, ela nunca vai deixar de se sentir responsável. Então, ela teve que corromper a sua alma e virar uma pessoa complemente diferente, uma pessoa capaz de conviver com o sangue das pessoas que ela mais amava nas mãos (a mãe Carolina e do amante Alex) e, por isso, ela jamais será verdadeiramente feliz

Matou o amante após perder a mãe, vai ter que carregar a culpa dessa última morte calada, dando continuação ao mundo de aparências ao qual ela resistiu tanto no começo. Se eu fosse comparar com o Retrato de Dorian Grey, diria que ela acabou de vender a alma pra manter a beleza. É melancólico, bonito e coerente. Faz tempo que não vejo um final tão interessante em um produto brasileiro. a trama foi toda sobre pessoas bonitas por fora, mas fúteis, vazias e egoístas. O Gui só se interessou por ela de verdade quando viu que ela estava fazendo sucesso.

A Arlete, a Carolina eram as únicas que escapavam desse pensamento hedonista, nem por serem do interior, mas por uma construção moral própria (o pai da Arlete e o ex-marido da Carolina morava no mesmo lugar que ela era completamente egoísta). No bloco final, quando Angel é praticamente vendida pelo pai e pela madrasta

Anônimo disse...

O barco que ela matou o Alex se chamava Gênesis. A Letinha renasceu para uma vida tão fria e cínica quanto a expressão dela no casamento... porém Angel colocar, em seu discurso, toda culpa em Alex, achei incoerente, afinal ninguém fez nada sozinho, sem falar que ela traiu a própria mãe. Ela estava transferindo a culpa e a raiva que sentia de si mesma pra ele. A fala dela não reflete a situação, mas a maneira como ela quer ver a situação.

Anônimo disse...

Walcyr Carrasco deixa claro que Angel era perversa. 'Verdades Secretas' ainda exibiu uma cena de Angel se fingindo de vítima.

Worm Tail disse...

Minha nossa senhora, esse Anonimo/Izabel Ramos esta literalmente em TODAS as pagina de site ou video de Verdades Secretas com diversos nomes e contas escrevendo calhamacos de textos sobre o fim da novelA... eu nao sei se esse ser eh homem ou mulher mas da pra notar que esse cara/garota eh viciada em Verdades Secretas, viu...
Essa pessoa faz analises muito interessantes, principalmente em relacao a Angel/Arlete - na qual concordo, mas da pra notar que ele odeia o Gui com fervor e nao se conforma ate hj dele ter terminado com a Angel... kkkkkkkkkkk ... Pelo visto ele shippava o Alex com a Angel por isso nao se conforma com o final que o walcyr escolheu... hehehe.
Pra mim o final de Verdades Secreta foi perfeito, e o casamento sinistro e dubio de Angel e Gui fechou com chave de ouro a historia.
Meus personagens favoritos: Angel, Giovanna e Gui.
Personagens que eu mais odiei: alex, o pai da Angel e a madrasta.
Alex, um vilao que amei odiar. Totalmente sem escrupulos, obssessivo e egoista. O pai da Angel, entao, era detestavel. Um covarde infeliz que dava mais valor a ex-amante vagabunda do que a propria filha. Que nojo!!! E essa madrasta entao, apareceu pouco, mas todas as vezes que aparecia eu tinha vontade de estrangula-la. A unica que prestava ali era a querida Yasmim, que nao merecia ser filha desses dois idiotas.
O Gui e a Giovanna eram tambem dois assholes, mas pelo menos eu me divertia muito com os dois.

Worm Tail disse...

O que se fala do Gui esta basicamente correto, ele era um asshole, aquele tipico guri malandro e galinha, mas quem nessa novela nao fazia escrotices?
Dava pra contar nos dedos os personagens realmente centrados e 100% bondosos. O Alex nao valia nada, pra mim ele era pior que o Gui de longe. O Gui era adolescente enquanto o Alex Tinha o dobro da idade do moleque e mesmo assim continuava imaturo, como se fosse um jovem preso no corpo de um tiozao. Alem de um pedofilo devorador de novinhas , Alex era hipocrita pq a filha dos outros ele podia comer, mas quando descobriu que a filha dele tbm tava na roda, ai o mundo dele desabou....hipocrisia pura!
Gui foi um canalha malandro com a Angel no comeco, mas depois o feitico virou contra o feiticeiro, ele se apaixonou por ela e ficou correndo atras dela a novela toda depois. O Gui era bem falho mas pra mim o Alex era muito mais e sua relacao com Angel era bem mais imoral e sordida pois envolvia a traicao dupla sobre Carolina. O Alex era um narcisista egoista, nao amava Angel de fato, o que ele tinha era uma obsessao doentia por ela, uma atracao puramente fisica e sexual.
E No meu entender, o que Angel sentia por Alex era a mesma coisa, uma paixao movida pelo desejo sexual - que facilmente se confunde com amor - o que a levou a ruina e a pessimas escolhas, enquanto que com Gui ela sentia uma especie de "crush" so que um crush mais infantil e idealizado, onde o desejo nao era tao intenso e nem avassalador, mas isso nao significa que ela nao sentisse nada por Gui, tanto que ela se mostrou dividida entre os dois em certas ocasioes.
Quanto a Alex, pra mim ele nao amava ela, o que ele tinha era uma obsessao e um vicio doentio por ela, movido unicamente pelo sexo e por ela ser uma ninfeta.