terça-feira, 18 de agosto de 2015

"Malhação - Seu Lugar no Mundo" faz boa estreia e apresenta trama central envolvente

Rosane Svartman e Paulo Halm fecharam o ciclo de "Malhação Sonhos" da melhor forma possível e agora o horário fica sob a responsabilidade de Emanuel Jacobina, autor que conhece bem o universo do seriado ----- afinal, ele foi um dos criadores deste formado, originado em 1995, escrevendo ainda as fases de 2001 e 2010. Assim sendo, estreou, nesta segunda-feira (17/08), uma nova temporada de "Malhação". Com o subtítulo de "Seu Lugar no Mundo", a trama é dirigida por Leonardo Nogueira e a principal missão desta nova 'saga' será manter a qualidade da anterior, que chegou ao fim deixando saudade.


A nova trama trará de volta para o centro do enredo o universo escolar. Na fase passada, este tema recorrente ficou de lado para ceder lugar ao universo das lutas e das artes. Agora, dois colégios serão os principais ambientes dos personagens e haverá uma rivalidade entre as instituições (chamadas de Leal Brazil e Dom Fernão). Uma será de primeira linha, frequentada por alunos de boa condição financeira. Já a outra terá estruturas precárias e jovens de baixa renda serão os frequentadores do local, que reflete a realidade de muitas escolas públicas do país.

Uma cidade cenográfica de 4.200 metros quadrados foi construída para a nova temporada e é a maior já feita pela emissora em se tratando de "Malhação". Porém, a história começou longe deste ambiente, que conta ainda com pista de skate, lanchonete, loja de bicicletas, etc.
A trama iniciou apresentando imagens dos irmãos Rodrigo (Nicolas Prattes) e João (João Vithor Oliveira) fazendo uma escalada em Arraial do Cabo e depois voltou no tempo, assim como é feito em várias séries americanas e algumas produções nacionais também --- vide "Amores Roubados", "O Rebu", entre outras.

Houve uma preocupação para apresentar os personagens principais de uma forma mais superficial, dando um enfoque maior na relação do irmãos. Entretanto, já ficou claro, por exemplo, que Uodson é um perfil que tem tudo para roubar a cena. O garoto é filho de Vanda (Solange Couto), irmão de Luan (Vitor Novello), e é o típico 'fortão, meio burro, de bom coração'. Lucas Lucco está estreando como ator e mostrou talento. O papel, aliás, parece feito sob medida para ele. Quem acompanhou a temporada de 2010, escrita pelo mesmo autor, como já mencionado, pôde notar muitas semelhanças com o goleiro Maicon (Marcello Melo Jr.), que, coincidentemente, virou um dos trunfos da história em virtude do sucesso.

A estreia já mostrou os problemas do colégio Dom Fernão, que fechou no dia da formatura dos alunos, por causa de cocô de pombo. As dificuldades da instituição começaram a ser expostas logo no começo, assim como a péssima relação entre pai e filho, protagonizada por Miguel (Marcello Airoldi)  e João. E também foi exibida a delicadeza de Luciana (Marina Moschen), a mocinha da trama, filha de Sueli (Inez Viana) e Jorge (Eduardo Galvão), que tem um carinho imenso pelos pais. A arrogância da patricinha Alina (Pâmela Tomé), namorada do mocinho Rodrigo, foi um contraponto ao perfil da protagonista, e foi outra personagem que despertou atenção, mostrando potencial.

Mas Emanuel Jacobina priorizou neste início a cumplicidade dos irmãos e as cenas da dupla em Arraial do Cabo ficaram ótimas, com imagens lindíssimas. A conversa dos personagens expôs o sentimento que um tem pelo outro e os problemas individuais deles: Rodrigo diz que gosta de Alina, mas não sente amor, enquanto João demonstra um amor imenso por Ciça (Júlia Konrad) e expõe a dificuldade de ter uma boa relação com o pai. Aliás, o irmão do mocinho tem uma banda (chamada de 'Desatinados') com a namorada ---- algo que já virou uma constante em "Malhação", vide a recém-terminada fase 'Sonhos', com a banda da Ribalta. Ele, inclusive, cantou na festa de formatura do colégio Leal Brazil, provocando a fúria de Miguel.

E, após as sequências de carinho entre os irmãos (cuja viagem para Arraial do Cabo funcionou como uma fuga dos problemas), a trama apresentou um momento de tensão, que despertou interesse para a continuidade da história. A cena em que Rodrigo se desequilibra durante a escalada e cai no mar, para o desespero de João, foi muito bem feita e já encerrou o primeiro capítulo com um grande gancho. Já na terça-feira (18/08) foi possível acompanhar todo o pânico de João, que buscou desesperadamente ajuda para Rodrigo, que bateu com a cabeça e ficou desacordado depois da forte queda. O segundo capítulo, aliás, se encerrou com outra tragédia: João sai de carro, em meio a um forte temporal, e acaba batendo com o veículo, enquanto falava com o pai ao celular. Ele morre ---- e vale lembrar que Alan (Diego Amaral), irmão de Duca (Arthur Aguiar), também morreu na fase passada. A cena arrepiou, até porque o garoto ia dizer para Miguel que o amava, mas não deu tempo.

Os dois primeiros capítulos apresentaram dois ganchos fortes e que envolveram quem assistia. Este drama familiar que move um dos núcleos centrais é bastante atrativo, além de ser de fácil identificação. O autor também teve uma boa sacada de colocar o mocinho em perigo, mas matar o irmão dele, que foi justamente buscar ajuda. É de se lamentar apenas esta saída precoce do João porque o personagem vivido por João Vithor Oliveira cativou bastante e tinha tudo para ser um dos destaques da trama. Só que esta morte será de vital importância para o enredo.

O elenco ainda conta com Murilo Rosa (Rubem), Juliana Knust (Bia), Marcos Frota (Menelau), Vanessa Gerbelli (Ana), David Pinheiro (Idelfonso) e Flávio Bauraqui (Samuel) entre os mais experientes; além de Francisco Vitti (Filipe), Giulia Costa (Lívia), Thales Cavalcanti (Henrique), Livian Aragão (Júlia), Bruno Montaleone (Glauco), Cynthia Senek (Krica), Manuela Llerena (Camila), Mariana Constantini (Eneida), Laryssa Aires (Jéssica) e Mari Oliveira (Vera) entre os novatos, incluindo ainda outros nomes.

A abertura ficou caprichada, ao som de "Vitória pra comemorar", cantada pela banda Raimundos. A ideia de adaptar um samba de Arlindo Cruz ("Meu lugar") para o rock, modificando também a letra, ficou bem interessante, combinando com o clima da trama. A mistura de animações gráficas e imagens de jovens curtindo a vida também funcionou a contento, proporcionando um bonito resultado final. Ou seja, foram vários os pontos positivos deste começo de 'saga', levando em consideração todo o conjunto. E esta é a segunda vez que o subtítulo aparece no logo (a primeira foi com "Malhação ID", em 2009), o que foi um acerto para marcar a mudança de fase.

"Malhação - Seu Lugar no Mundo" apresentou um bom início e a história de Emanuel Jacobina parece promissora. Se o autor conseguir criar uma temporada tão boa quanto a que fez em 2010 ----protagonizada por Bruno Gissoni (Pedro) e Daniela Carvalho (Catarina) ----, honrará a qualidade da faixa, engrandecida por "Malhação Sonhos", substituindo a trama recém-terminada com competência. Os primeiros capítulos foram animadores e os dramas envolvendo a família central atraem. Agora é aguardar o que o enredo reserva para as próximas semanas.

36 comentários:

Andressa Mattos M. disse...

Sérgio, curti a estreia e tive as mesmas impressões que vc. Acho que começou bem. Mas para chegar no nível da temporada passada precisará ralar muito e não será fácil. Achei o elenco mais fraco.

Raylan disse...

Malhação ID também utilizou o subtítulo no logo.

Anônimo disse...

Adorei a estria, achei bem legal.

Jeanne Geyer disse...

não costumo ver malhação, mas vou aguardar teus comentários sobre a nova novela das 21:00 que no meu entender promete ser boa. bjs

http://espiritismofacilitado.blogspot.com.br/

Melina disse...

Sérgio, querido, achei o começo dessa bom mas nada de maravilhoso. Gostei de ler suas impressões mas não sei se acompanharei essa. A outra eu vi com gosto, seguindo seu entusiasmo e não me arrependi. Um beijo.

Bell disse...

Ainda não assisti.

Um lindo dia pra vc =)

Fernanda disse...

Vi esses dois primeiros capítulos. Achei a trama central realmente envolvente e bem novelesca, mas o elenco eu achei fraco. E achei o todo meio frágil, não sei. Verei mais alguns para poder avaliar melhor.

Leandro disse...

Vc escreve muito bem, Sérgio. E honra o nome do blog porque é detalhista em todas as postagens. Vi a estreia da nova temporada e estou de acordo com tudo o que foi escrito.

Gabriel disse...

Estreia mt boa!
As imagens estão de encher os olhos,e já começou com ritmo forte,com o acidente dos dois irmãos. A historia ta bem legal até agora.Lucas Lucco ta muito bem o personagem realmente caiu como uma luva nele, alias todo o núcleo da família dele ta bem legal,e já odeio o irmão dele,o Luan.
A única coisa q pode ter chegado a me incomodar(e não é algo mt importante) foi eles usarem o já conhecido recurso de pipocar as mensagens de celular na tela, mas mesmo assim fazer o personagem falar o q escreveu,e algo q tira a trama da realidade, já q ninguém na vida real faz isso,e q não tinha necessidade já q as mensagens estão na tela.
Tomara q mantenha o ritmo,começou mt bem!

F Silva disse...

Algo a comentar...

Um post da semana de estreia seria melhor que do capítulo da estreia.

Acho muito cedo para compor uma análise crítica de uma estreia logo no 1º e 2º capítulo. O ideal seria que você Sérgio, que é um bom observador e é um fera em suas avaliações, esperasse para realizar um post após uma semana de estreia. As análises seriam mais bem elaboradas, tanto em relação ao enredo como em relação aos personagens de deverão cair no gosto do público. É cedo. Muito cedo.

Estou acompanhando a trama, hoje estarei assistindo o 3º capítulo, e o que vi até ontem não me dá condições de dizer se "Seu Lugar no Mundo" é promissora ou não. A premissa que fica é que é uma historia do Emanuel Jacobina, que já escreveu uma agradável novela ótimas temporadas desse seriado.

Agora, Sérgio, uma sugestão: "Malhação Sonhos" foi ótima e tals... mas os créditos já subiram e vamos deixar ela guardadinha lá no baú. Agora é novas histórias, novos talentos, novas emoções. Vamos fazer o que você diz no final do post, olhar pra frente, vamos aguardar o que nos reserva "Seu lugar no mundo". Pode ser que está não repita ou supere o mesmo sucesso daquela, e daí, não tem problema. O que importa é que esta está chegando, e vamos torcer para que seja mais uma agradável temporada... para o bem do nosso entretenimento.

Abraços... e até logo...

F Silva disse...

Algo a mais comentar...

Sérgio, você notou que a Globo está mudando cada vez mais a forma de produção das imagens das cenas das novelas. Eu concordo com o conceito da "caixa cênica", um forma diferente de disposição das câmaras e libertando os atores das marcações cênicas, criando assim uma forma nova e mais livre na atuação. Me parece que esse conceito vai ser usado pela primeira vez na nova novela das 21.

No entanto, discordo de outros dois recursos que estão utilizando na teledramaturgia, incluindo essa nova temporada de Malhação. O primeiro é o da câmera em movimento ou "Câmera nervosa", nas cenas paradas, é chato e combina muito mais naquelas cenas de ação. O segundo é o uso do filtro de escurecimento das imagens. Fica bem em seriados curtos ou filmes, mas em novela fica uma impressão pra baixo, triste, deprimida. Novela deve ser apresentada em tons claros, solares, pra cima, não sei se isso deve interferir na audiência. Mas me parece que a Globo esta preocupada em se adequar as exigências do mercado internacional e com o famoso padrão globo de qualidade. Que pena!

Desculpa fugir do tema do post... mas faz parte...

Anônimo disse...

Amei o posto eu amo todos seus posts adoro saber sua opinião tbm gostei bastante dessa estreia e tomara que continue assim pelo que vi vai continuar me agradando como eu não entendo nada de atuação queria saber a sua opinião o que vc tá achando da atuação dos novatos? Por favor me responda quero muito saber a sua opinião beijinhos :)

OX disse...

Sérgio, vi a estreia e tenho acompanhado até agora. Não sei se verei como vi a passada, que mesmo gostando nem consegui ver do jeito que queria, mas achei o começo promissor. O capítulo de hoje exibiu cenas emocionantes da morte do João e do sofrimento da família. Só não gostei da passagem de tempo que foi súbita demais e pareceu uma correria desnecessária já que terá mais de um ano de história. Um abraço.

Elisa disse...

Não é tão boa quanto a Sonhos mas é boa sim, estou gostando até agora. Concordo com todo o texto e espero que ela cumpra o que vem prometendo nesses primeiros capítulos.

Anônimo disse...

Não curto essa de "câmera nervosa" e planos fechados, focando a imagem no rosto do ator. Prefiro os planos abertos. Além de uma boa história, a forma como o seriado é produzido e exibido na telinha é muito importante. E não se anime com as belas tomadas nesse início de temporada, belas tomadas de imagens são muito comuns em início de novelas, depois passa.

Anônimo disse...

Oi Sérgio gostei bastante do texto e tbm gostei bastante dessa malhação e gostei mais ainda pq são adolescentes fazendo papel de adolescentes e não adultos fazendo papel de adolescentes isso deixa a trama mais real eu adoro quando fazem isso igual na intensa por isso q amei tanto essa temporada eu até gostei da forma como ela ta sendo gravada mostra q é real mais é claro q temos q nos acostumar com essa nova temática bom é isso amei o texto e amo as suas análises :)

Filha do Rei disse...

Sérgio, confesso que ainda estou perdida no meio de tantos acontecimentos em uma semana :) Mas acharei o caminho e o que tem chamado a minha atenção é a atuação de Lucas Lucco, nem o tinha reconhecido :)

Tenha um lindo fim-de-semana e um abraço do tamanho do meu Rio Grande do Sul.

Bia Hain disse...

Sérgio, achei a nova fase de Malhação completamente renovada e diferente da anterior, com uma trama mais densa e pesada... vamos ver como a trama se desenrolará. Ótimo final de semana!

Sérgio Santos disse...

Ah, isso sem dúvida, Andressa.

Sérgio Santos disse...

Tinha me esquecido, Raylan. Já acrescentei.

Sérgio Santos disse...

Foi boa mesmo, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Promete mesmo, Jeanne.

Sérgio Santos disse...

Tb não achei mravilhoso, Melina, mas até agora tá ben bom. Foi uma primeira semana agradável.

Sérgio Santos disse...

Boa semana, Bell. bjs

Sérgio Santos disse...

Aguardemos, Fernanda. bjs

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Leandro.

Sérgio Santos disse...

Isso de colocar o personagem falando a mensagem cansa mesmo, Gabriel, e é irreal. Tb achei o começo promissor e o Lucas está mt bem na pele do Uodson. abçs

Sérgio Santos disse...

F Silva, na verdade eu esperei os dois capítulos para escrever e os 3 que vieram depois não acrescentariam nada ao que já coloquei na postagem, na minha concepção. Achei o começo agradável, mas claro que é impossível afirmar que será incrível ou não, isso em qualquer produção. Só o tempo vai dizer. E já deixei a temporada passada guardada, mas costumo lembrar sempre das produções que eu gosto no Twitter. Aqui não, e só coloquei no texto o óbvio, envolvendo a passagem do bastão. bjssss

Sérgio Santos disse...

Ah, F Silva, pode fugir, não tem problema. E essa câmera nervosa foi mt usada em Amores Roubados, por exemplo. Não é algo que eu goste, mas tem sido um modelo bastante utilizado. Agora deram uma diminuída, deram mais ênfase no passeio dos irmãos. E essa caixa cênica será explorada em A Regra do Jogo. Vamos ver o resultado.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anonimo. Desculpe a demora em responder. Tenho achado alguns bons, outros nem tanto. Ainda é cedo. Aguardemos. bjs

Sérgio Santos disse...

Concordo com vc, OX. Achei a passagem do tempo desnecessária pq terá mais de um ano de história e poderiam ter exibido o luto dos personagens. Não terem mostrado a reação da Ciça com a morte do namorado foi outro erro. abçs

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Elisa.

Sérgio Santos disse...

Sim, anonimo, essas tomadas são comuns mesmo no início das produções. Depois diminuem.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, anonimo. =) Fico feliz!

Sérgio Santos disse...

Cléu, o Lucco tá mt bem. Surpreendeu. E um beijo aqui do RJ!

Sérgio Santos disse...

Vamos ver, Bia. bjão!