quarta-feira, 5 de agosto de 2015

"Seu Lugar no Mundo": o que esperar da próxima temporada de "Malhação"?

A próxima temporada de "Malhação" estreia no dia 17 de agosto e sua missão será manter os bons índices da atual fase, a "Sonhos". O grau de dificuldade em manter a qualidade da faixa é o mesmo de aumentar os índices após um fracasso. Ou seja, o risco que Rosane Svartman e Paulo Halm correram (sucedendo a fracassada "Casa Cheia") será enfrentado por Emanuel Jacobina. Só que ele pegará um horário em alta, substituindo uma história de sucesso e que colecionou elogios. Mas o autor tem uma boa bagagem em relação ao seriado adolescente.


Emanuel faz parte da equipe que está diretamente envolvida na criação da "Malhação", que completou 20 anos em abril de 2015. O autor já escreveu várias temporadas, incluindo a primeira. A última fase que contou com sua autoria foi a de 2010, protagonizada por Pedro (Bruno Gissoni) e Catarina (Daniela Carvalho), que ainda contou com o carismático goleiro Maicon (Marcelo Mello Jr.) entre os destaques. A história teve uma boa audiência, um ótimo elenco e apresentou vários conflitos interessantes. Ele inseriu até uma situação enigmática envolvendo o desaparecimento de uma personagem ---- a bipolar Raquel (Ariela Massoti) ----, cercando seu enredo com um instigante suspense.

Agora, cinco anos depois, o autor retorna ao horário com uma temporada cujo subtítulo é "Seu Lugar no Mundo". Saem os sonhos dos alunos da Ribalta e da academia do Gael, e entram os dilemas de jovens de colégios rivais que estão em busca justamente deste lugar no mundo. A trama se passará no subúrbio e falará sobre o ensino público brasileiro (tema importante).
Porém, o foco central será a rivalidade entre estudantes de duas escolas próximas. Um colégio se chama Leal Brazil --- o 'Z' representa uma certa ostentação porque aquela instituição será uma das mais respeitadas do país --- e o outro tem o nome de Dom Fernão --- esta que reflete bem as dificuldades das instituições bancadas pelo governo.

A Leal Brazil tem um pátio imenso e que dá acesso a várias dependências, incluindo quadra e esportes e cantina. Um colégio de primeira linha frequentado por várias patricinhas e mauricinhos. Já o Dom Fernão apresenta paredes pichadas, o pátio é pequeno, a sujeira se encontra em todos os cantos e os alunos são, na maioria, de classe baixa. A temporada focará nesta discrepância que separa os dois universos, tão próximos e tão distantes ao mesmo tempo. A rivalidade entre os estudantes será a protagonista deste enredo e focará nos imensos preconceitos que ambos os lados têm. Afinal, a turma da instituição de primeira linha acha que os integrantes da escola precária são uns ignorantes, enquanto os 'rivais' os chamam de 'burguesinhos' e elitistas.

Em meio a todo este clima nada agradável, surgirá o casal Luciana (Marina Moschen) e Luan (Vitor Novello). Os dois estudarão no Dom Fernão, mas farão uma prova para a Leal Brazil e passarão. Ou seja, os dois migrarão para o 'terreno inimigo'. Claro que isso gerará inúmeras situações desagradáveis, incluindo o tradicional bullying. Os alunos não tolerarão os 'intrusos' e um dos incomodados será Rodrigo (Nicolas Prattes). O mauricinho popular da escola perturbará os novatos, mas acabará se apaixonando por Luciana. A trama clássica do riquinho que começa a gostar da menina humilde, que sempre rende. E ainda haverá uma guerra de famílias ocorrida em virtude de uma tragédia, um drama bem folhetinesco.

O elenco contará com vários parentes de nomes já conhecidos. Por exemplo, Livian Aragão, filha de Renato Aragão. Nicolas Prattes (o mocinho), aliás, é o namorado da menina. Giulia Costa, filha da atriz Flávia Alessandra com o saudoso diretor/ator Marcos Paulo, também está no time. Francisco Vitti, irmão de Rafael Vitti (que fez sucesso como o Pedro na fase "Sonhos"), é outro nome escalado. Resta saber se o talento será genético ou não. O tempo dirá.

Além destes nomes já mencionados, há também a presença do cantor Lucas Lucco, que nunca atuou na televisão. E no time de veteranos há nomes como Vanessa Gerbelli (recém-saída de "Sete Vidas"), Murilo Rosa, Letícia Birkheuer, Inez Vianna (repetindo a parceria com o autor depois de ter vivido a espirituosa mãe do goleiro Maicon em 2010), Eduardo Galvão, Flávio Bauraqui, Solange Couto (que volta à Globo depois de participar de algumas novelas na Record), Marcos Frota, Marcelo Airoldi (que atuou com vários adolescentes na série "Vizinhos", do GNT), entre outros.

"Malhação - Seu Lugar no Mundo" ----- cujo clipe você pode conferir aqui ---- tem uma trama promissora e Emanuel Jacobina é um autor que já tem uma longa experiência com o seriado adolescente. Portanto, a história, dirigida por Leonardo Nogueira, tem vários pontos a seu favor. Mas a missão de substituir uma temporada de sucesso como foi a "Sonhos" não será nada simples. Resta torcer para que a qualidade seja mantida e aguardar o dia 17 de agosto.

48 comentários:

Gabriel Rezende disse...

Muito bom o texto, Zamenza. Espero que o Emanuel Jacobina faça o mesmo bom trabalho que fez nas temporadas anteriores que escreveu.

Filha do Rei disse...

Oi, Sérgio! Tudo bem?
É, vou sentir saudades da atual temporada de Malhação, mas tudo tem um tempo, uma etapa e torço para que esta nova temporada faça sucesso.
Tenha uma semana abençoada. Bjs

porlapazyporlavida lc disse...

Gostei bastante do enredo, bem "novelesco' mesmo... Amo quando o mauricinho esnobe se apaixona pela menina humilda. S2. Espero que seja tão boa quanto a sonhos. Gael, Duca, Bianca, Cobra, Jade, Dona Dalva, Nando... Enfim, todos farão muita falta S2

Anônimo disse...

tomara que a filha do Renato Aragão tenha aprendido a atuar, pq em todos os filmes do Didi(o pai) ela ta horrivel.

Gabriel disse...

Então, gostei da chamada, mas acho q foi mais por causa da música do q por outra coisa.
Sei lá não gosto disso de tantos nomes de pessoas q são parentes de alguém q já esteja na emissora, mas as atuações podem surpreender quem sabe.
Tbm não curti mt essa ideia de Colégio rivais, me parece infantil demais.
Por enquanto sem expectativas.

Lulu on the sky disse...

Sérgio,
Faz muito tempo que não acompanho Malhação
Big Beijos
Lulu on the Sky

Rafaella disse...

A temporada de 2010 foi boa mesmo e nem sabia que ele tinha escrito. Isso me animou mas com essa próxima mas não vou negar que o elenco me desanima muito. Parece até uma espécie de lobby. E essa Sonhos já tá deixando saudade.

F Silva disse...

Algo a comentar...

Sérgio, essa questão de aumentar ou não os índices na audiência é muito relativo. Veja a média geral das mais recentes temporadas

2014 - Malhação Sonhos - 16 pontos - até o momento.

2013 - Malhação Casa Cheia - 14 pontos

2012 - Malhação Intensa – 15 pontos

2011 - Malhação Conectados – 16 pontos

2010 - Malhação Cidade Partida – 19 pontos

Bom, se formos analisar em termos de índices de audiência, em primeiro lugar estaria a temporada escrita por Emanuel Jacobina em 2010, em seguida viriam empatadas "Conectados" e "Sonhos" com 16, depois viriam "Intensa" com 15 e "Casa Cheia" com 14.

Isso nos mostra Sérgio, que a única que poderia ser considerada um sucesso, em termos de índices, seria a temporada de 2010 por ter cumprido com a meta proposta que é de 17 pontos. A "Intensa", escrita por Rosane e Glória Barreto, foi infinitamente melhor que a temporada antecessora("Conectados"), muito bem aceita pela crítica e com excelente repercussão, porém esteve longe da meta proposta.

Esse quadro nos revela que os índices de audiência não revela qual a melhor ou pior temporada, devido a outros fatores que envolvem a crise de audiência que toda a grade da tv aberta vem enfrentando nos últimos anos.

Nada contra a qualidade, em termos de produção (Qualidade das Imagens, trilha sonora, aberturas bem produzidas, cenografia caprichada). Todas essas recentes temporadas revelam o capricho que a Globo tem com suas produções.

Mas se formos analisar as histórias que nos foi apresentada o quadro muda, não é mesmo? Eu particularmente colocaria em 1º lugar "Sonhos", em 2º "Intensa", em 3º "Cidade Partida". Não gostei da "Conectados", mas confesso que com a intervenção de Ana M. Moretzon, a temporada deu uma sensível melhorada na história. E em relação a "Casa Cheia", muita pouca coisa se salvava ali. Mas há quem pense diferente.

Concordo que Jacobina tem bagagem e que "Seu lugar no mundo" tem tudo pra se tornar um sucesso. Vamos torcer!

Abraços...

Yasmin disse...

Não tinha a menor noção do que seria essa nova temporada até ler o texto. Mas parece que será mais infantil que essa. E superar será quase impossível. Essa fará muita falta.

Anônimo disse...

Achei a temática muito infantil, talvez porque os atores principais sejam muito novinhos (a filha da Flavia Alessandra tem 13! anos, a do Didi 15) não quiseram colocar algo mais elaborado.

Anônimo disse...

Baseado nas informações do comentário de FSilva, vejo que é muito engraçado esse negócio de fracasso e sucesso. A Temporada de 2011 foi considerada um fracasso por ter derrubado os índices de 19 para 16 pontos. Aí vem a temporada de 2012, derruba mais 1 ponto, e é considerada um sucesso. Agora, atual temporada tem os mesmos índices de 2011 é considerada um grande sucesso. Dá pra entender? Independente disso, eu adorei a temporada de 2012, por causa do casal Brutinha e a atual já está deixando saudades. Não assisti a de 2010. A de 2011 e 2013 eram bem chatinhas. bjs.

Melina disse...

Sérgio, querido, eu que não acompanhava Malhação há tempos passei a ver essa por causa dos seus textos elogiosos e não me arrependi. Lamento que esteja acabando e lendo a trama dessa nova fiquei meio desconfiada. Mas darei uma olhada quando estrear. Só lamentarei muito o fim dessa atual. Um beijo.

Anônimo disse...

A Giula (filha da Flavia), e a Livia (filha do Didi), 15 e 16, respectivamente. (Elas do elenco jovem são as mais novas)

Bell disse...

Nossa mas já vai mudar?
Tava acompanhando pouco mas estava gostando.

bjokas =)

luiz claudio disse...

Acho que malhação, até pelo tema e pelo horário, é um programinha ADOLESCENTE, neste horário estou terminando meu expediente e mesmo que não estivesse não acompanharia pois já passei dessa fase. Mas quem gosta boa sorte!

Anônimo disse...

acho assim
malhação lia e vitor: NÃO FLOPOU
malhação casa cheia: FLOPOU
malhação sonhos: NÃO FLOPOU
ou seja, se eu estiver certa, a proxima vai ser ruim, pq é sempre assim: uma malhação boa, outra ruim, uma boa, outra ruim... E outra coisa que me deixo chateada é que o pessoal é muito novinho a filha da Flavia e do Didi tem 14 a 15 anos.

MARILENE disse...

Sergio, vale a pena ler suas postagens, ainda que não se assista os programas que comenta. Você faz uma abordagem muito boa, que nos permite saber o conteúdo deles, os participantes, as falhas e os acertos. Não vejo Malhação, mas entendo porque agrada a tanta gente. Bjs.

Van disse...

Oi, Sérgio querido,

Você sempre detalhista e completo em suas análises. Seus textos são sempre um presente para o leitor.

Beijos

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Gabriel.

Sérgio Santos disse...

Eu tb, Cléu. Mas é bom acabar deixando saudades msm. bjs

Sérgio Santos disse...

Farão falta msm, porlapazyporlavida lc. Vamos ver se essa será boa. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Eu nem sei, anonimo, pq nunca vi os filmes dele com ela.

Sérgio Santos disse...

Aguardemos, Gabriel. abraços!

Sérgio Santos disse...

Ok, Lulu. bjs

Sérgio Santos disse...

A de 2010 foi mt boa, Rafaella. Tomara que essa seja tb.

Sérgio Santos disse...

Ah, com certeza é relativo, F Silva. Mas Conectados foi um fracasso mesmo pq derrubou o ibope da ótima Cidade Partida (nem lembrava o subtítulo). Já a Intensa fez mt sucesso, assim como a Sonhos agora. A Casa Cheia teve repercussão nula e foi mt criticada. Vamos ver como será essa próxima. Competência o autor tem de sobra. bjsss

Sérgio Santos disse...

Ah, F Silva, eu já acho o oposto da Conectados. Gostei da proposta inicial ousada, inserindo um clima sombrio e misterioso. Mas tb das mudanças tudo se perdeu e a mocinha virou vilã. Estapafúrdio. Achei as mudanças deploráveis. bjs

Sérgio Santos disse...

Superar será complicado msm, Yasmin.

Sérgio Santos disse...

Será com colégios novamente,. mas não sei se será infantil. A Casa Cheia foi mt infantil e foi péssima. Mas essa tá me parecendo melhor. abçs

Sérgio Santos disse...

É curioso msm, anonimo. Veja em novelas. Sangue Bom teve 24 de média e na época foi considerado péssimo, mas vieram as outras e ficaram com 20/19, ou seja... Agora a atual tem 24 de média. Aí, sucesso...

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo prestígio, Melina. =) bjão!

Sérgio Santos disse...

Nao sabia a idade, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Já tem mais de um ano a Sonhos, Bell. Mas passou rápido msm. bjs

Sérgio Santos disse...

É de temática adolescente sim, Luiz, mas muitas histórias são pra todas as idades.

Sérgio Santos disse...

Concordo, anonimo. E é impressionante como é isso msm que tem acontecido: uma fase ótima, outra péssima, e assim por diante. Será que essa quebrará essa sina?

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Marilene. bjs

Sérgio Santos disse...

Fico feliz, Van. =) Obrigado pelo carinho. bjão!

F Silva disse...

Algo a acrescentar...

Sérgio, a proposta inicial da Conectados foi equivocada. Equivocada por que não condizia com o formato. Tanto é verdade que o clima misterioso e sombrio criado por Ricardo Hofstetter afastou o público teen. Com as intervenções da Ana Moretzon, baseadas naquelas pesquisas do grupo de discussão, a história chamou o público de volta, e só por causa disso é que a temporada terminou com média de 16 pontos. Caso contrário o fiasco seria maior. Mas confesso que eu não gostei da temporada. Fraquíssima!

Beijos...

F Silva disse...

Algo a acrescentar...

Sérgio, uma correção. Na verdade foi a equipe de Ingrid Zaverezzi que concebeu a Malhação conectados e não Ricardo Hofstetter como eu disse acima...

abraços...

Sérgio Santos disse...

Eu achei interessante, F Silva, justamente por tentar sair da mesmice. E mantendo a trama adolescente. Mas depois que as alterações foram feitas, o que já não ia bem, ficou ainda pior. A audiência melhorou msm, mas a trama toda ficou um horror. bjs

BIA disse...

Quando leio seus textos sobre a malhação lembro da época do colégio, da adolescência, dá uma saudade! Suas análises são bem verdadeiras! Uma boa semana! :)

Bjs

Sérgio Santos disse...

Que bom, Bia. =) bjão!

Ana Mack disse...

Aos preocupados com uma suposta infantilidade: a trama começa com a morte de um adolescente, definitivamente não será infantil. Lendo as informações do teu texto, Sergio, me pareceu uma mistura de 2003 com 2004, as famílias rivais por conta de uma tragédia, o protagonista se sentindo culpado por um acidente e o riquinho preconceituoso com a menina pobre batalhadora. Só espero que Luciana e Rodrigo não sejam como os chatérrimos Gustavo e Letícia, mas que tenham cenas tão boas quanto. Quanto à audiência, não devia ser novidade pra ninguém que audiência é relativa. A questão com a Intensa ter tido audiência baixa mas ter sido considerada um acerto foi pela repercussão, mais que pelos números. Exceto em dias especiais (casamento Brutinha, pós-peça ft primeiro bjo Brutinha, capítulos com o mocotó). Casa Cheia teve a atenção de senhoras e de crianças, por isso a audiência foi mantida em números. Já a Sonhos, foi um absoluto sucesso entre quem parou de ver, mas eu atribuiria os índices baixos em relação aos de alguns anos antes pela audiência que Malhação já tinha perdido pelo caminho e pela má fama que herdou de temporadas como a de 2008, que foi cringeworthy, na falta de uma expressão melhor em português. Bom saber também que o protagonista terá defeitos e qualidades, do jeito que eu gosto, e que esses defeitos não afetarão o público (como aconteceu com o Dinho, sdds Dinho) pelo simples fato de o Nicolas (também Prates, mas com um "t" extra de tesudo) seguir o padrão de beleza das revistinhas teens e não ter muita cara de adolescente normal (ironicamente). Basta isso pra que as telespectadoras não se importem com o resto. Que seja como a Sonhos: tão boa quanto a primeira metade da Intensa e sem as alterações estapafúrdias da segunda. Amém. Não vou poder ver no horário, mas farei o possível pra acompanhar. E que o clubinho do nepotismo nos surpreenda.

Sérgio Santos disse...

´verdade, Ana, lembra mesmo essa trama das família que se odeiam por causa de uma tragédia. Mas a outra trama que se referia a isso era a de 2002, com Júlia e Pedro. Um erro médico, inclusive, que o personagem do Odilon cometeu com o do Kadu Moliterno. A de Gustavo e Letícia eu não lembro se envolvia isso. Lembro da polemica em torno do acidente numa plataforma, onde o Catraca empurrou o menino, que quase morreu. Gostei mt do seu comentário. bjsss

Anônimo disse...

Ntenho acompanhado essa malhação assisti os 2 primeiros capítulo e não achei nada de interessante.

Sérgio Santos disse...

Entendo, anonimo. Começou meio devagar msm.

Ana Mack disse...

Sergio, me referi à trama de 2003, em torno de um acidente de carro envolvendo os pais do casal protagonista. O pai do Vitor morreu "por causa" do pai da Luisa ou vice-versa. É verdade, a de 2002 teve temática parecida para separar o casal principal. Nem me fale, sou apaixonada pela de 2002.

Sérgio Santos disse...

Ah tá, Ana, é pq essa de 2003 eu achei horrível. Luiza e Vitor me davam ânsia e nem vi a fase toda pq não tive saco. Mas a de 2002 foi primorosa. bjs