segunda-feira, 10 de abril de 2017

Os vencedores da 59ª edição do ultrapassado "Troféu Imprensa"

Foi ao ar na noite deste domingo (09/04), a quinquagésima nona edição do "Troféu Imprensa". Comandada por Silvio Santos, a premiação contou com Márcia Piovesan (Revista "Tititi"), Sônia Abrão ("A Tarde é Sua" - Rede TV!), Nelson Rubens ("TV Fama" - Rede TV!), Flávio Ricco (Portal Uol e Diário de São Paulo), Ricardo Feltrin (Portal Uol), Ligia Mesquita (Folha de São Paulo), Marcelo Bartolomei (Revista Caras e Contigo) e duas novidades: o blogueiro Hugo Gloss e Jorge Luiz Brasil, da Revista Minha Novela. Como ocorre em todos os anos, várias injustiças foram cometidas na seleção dos finalistas de cada categoria, resultando em algumas vitórias questionáveis, embora alguns vencedores tenham sido merecedores.


O maior absurdo segue sendo a escolha dos três finalistas para o juri selecionar o vencedor. Todos são definidos por votação popular (170 mil pessoas votaram pelo site do SBT e pelo Portal MSN) e isso resulta em situações inacreditáveis, como Bruno Gagliasso e Malvino Salvador concorrerem como Melhor Ator, por exemplo, ao lado do ótimo Sérgio Guizé, que deu show como Candinho em "Êta Mundo Bom!". Bruno é talentoso, mas seu mocinho em "Sol Nascente" foi totalmente insosso. Já Malvino Salvador nem deveria estar ali. Ao menos venceu merecidamente o Sérgio, incluindo o Troféu Internet. O esquecimento de nomes como Marco Nanini ("Êta Mundo Bom!"), Mateus Solano, Marco Ricca (ambos por "Liberdade, Liberdade") e o saudoso Domingos Montagner ("Velho Chico") foi surreal.

O próprio sistema de votação do juri também continua injusto, pois só cinco são escolhidos aleatoriamente em cada categoria. Ou seja, não são todos que votam em cada rodada. Se a questão é o tempo, bastaria selecionar os votos com comentários e os sem. Simples assim. Mas, infelizmente, esse tipo de reclamação é algo recorrente e nunca mudarão.
Voltando aos premiados, é importante questionar a categoria Melhor Programa Infantil, que já deveria ter sido extinta há tempos. Primeiro porque os programas do gênero se resumem aos canais a cabo e a única rede aberta que segue presenteando o público infantil é justamente o SBT. Ou seja, dois finalistas foram da emissora e ainda assim todos se resumem em exibições de desenhos e séries prontas. "Bom Dia & Cia" mais uma vez venceu (Imprensa e Internet), concorrendo com "Mundo Disney" e "Parque Patati e Patatá".


Na categoria Melhor Programa, como não poderia deixar de ser, venceu o "Programa Silvio Santos" com todos os méritos, pois se mantém no ar há mais de 20 anos (e muitas vezes conseguindo a liderança) graças ao apresentador. Concorreu com o programa "Eliana" e "Caldeirão do Huck". Venceu pelo juri e pela internet. Já o Melhor Programa de Entrevista foi o "Programa do Jô" pelo juri e o "The Noite" pela internet. Os dois concorreram com o "Programa do Porchat". Aliás, vale elogiar o melhor momento da premiação: a presença de Jô Soares recebendo seus troféus que acumularam ao longo dos anos. A Globo o liberou e foi bonito vê-lo com Silvio matando as saudades e brincando um com o outro. Houve até uma piada do comunicador dizendo que Gentili estava esquentando cadeira para a sua volta.


A escolha do melhor programa de humor foi uma das mais controversas. "A Praça é Nossa" venceu pelo juri e na internet, concorrendo com "Pânico na Band" e a nova "Escolinha do Professor Raimundo". O programa comandado há anos por Carlos Alberto de Nóbrega tem uma longevidade admirável e ainda faz muito sucesso. Entretanto, o remake da Escolinha foi uma das melhores surpresas do ano retrasado e merecia a vitória. E  ainda é de se lamentar o esquecimento do "Tá no Ar: a TV na TV", o melhor humorístico da atualidade. Tanto que o próprio Carlos fez questão de citar a atração de Marcelo Adnet e Marcius Melhem, ressaltando suas qualidades.


Já a escolha da melhor novela prevaleceu a justiça, pois "Totalmente Demais" foi agraciada pelo juri e pela internet. A trama de Rosane Svartman e Paulo Halm foi o maior sucesso recente das sete da Globo e fez jus aos troféus. Porém, é necessário lamentar a escolha das concorrentes. "A Terra Prometida" teve uma boa produção, mas deixou a desejar na história e não repetiu nem a metade do sucesso de "Os Dez Mandamentos". E "Carinha de Anjo" é uma delícia de folhetim e merece o êxito na audiência, pois dá o que as crianças querem ver. Mas, a novelinha infantil, assim como o enredo bíblico, não merecia concorrer no lugar de "Êta Mundo Bom!", "Liberdade, Liberdade", e até "Velho Chico".


O "Conexão Repórter", do SBT, ganhou como melhor programa jornalístico pelo juri e o "Fantástico" ganhou pela internet. Os dois concorreram com o "Domingo Espetacular", da Record. Silvio Santos ganhou como melhor apresentador pelo juri e pela internet, o que não poderia ser diferente. Ele é o maior do Brasil e será sempre. Nada mais justo. A sua filha, Patricia Abravanel, ganhou como melhor apresentadora pelo juri e a internet premiou Eliana. As duas concorreram com Sabrina Sato. E Anitta venceu na categoria melhor cantora pelo juri e a internet elegeu Joelma. Elas concorreram com Ivete Sangalo.


A categoria Melhor Atriz teve as justas indicações de Grazi Massafera, pela Luciane de "A Lei do Amor", e Marina Ruy Barbosa, pelo seu trabalho em "Totalmente Demais e na minissérie "Justiça". Grazi ganhou pela internet e Marina pelo juri. Foi justo. Mas Larissa Manoela não tinha como concorrer com as duas. Ela foi bem em "Cúmplices de um Resgate", mas estar no lugar de nomes como Vera Holtz ("A Lei do Amor"), Eliane Giardini ("Êta Mundo Bom!"), Adriana Esteves, Débora Bloch (ambas em "Justiça") e Selma Egrei ("Velho Chico") foi absurdo. Já a escolha de Melhor Revelação foi uma bagunça, pois mais uma vez misturaram atriz e cantora. Lorena Queiroz, que está ótima protagonizando "Carinha de Anjo", concorreu com as cantoras Mayara e Maraísa e Marília Mendonça. Marília ganhou na internet e no juri ---- como podem ter ignorado a Lucy Alves por "Velho Chico"? O "Jornal Nacional"ganhou pela internet e pelo juri como melhor telejornal (concorrendo com "SBT Brasil" e "Jornal da Record"). Wesley Safadão ganhou como melhor cantor pelo juri e pela internet. Luan Santana empatou com ele pelo time de jurados e também levou. Eles concorreram com Tiago Iorc.


O "Troféu Imprensa" mostra todo ano o quanto está ultrapassado e precisa de mudanças nas votações. Entretanto, funciona como programa de entretenimento graças a Silvio Santos. Alguns vencedores acabaram sendo justos. Outros nem tanto. Agora resta esperar a 60ª edição em 2018, mesmo não havendo alteração alguma nas seleções.

22 comentários:

Cássia disse...

Eu só comemorei a vitória de Totalmente Demais. O resto foi uma tristeza... Ainda dizem que esse prêmio é mais justo que os da Globo. Não sei onde.

Anônimo disse...

Vc é sempre sensato. Deveria estar no juri. Melhor que eles.

Malu disse...

Acho um saco que justamente a premiação que não privilegia emissora nenhuma tenha essas indicações tão absurdas. Lembro que teve um ano aí que entrou como melhor ator o Rodrigo Simas por Boogie Oogie (!!!), depois disso infelizmente não tem como levar a sério.

Anônimo disse...

Não houve injustiça na seleção dos finalistas, afinal eles saíram de votos da internet cujas enquetes ficaram no site do SBT por mais de dois meses. O que precisa mudar é isso. Os finalistas devem sair de votos das ruas e não da internet onde predomina um público mais jovem que acaba influenciando nos 3 que são levados a votação pela imprensa no programa.

Matheus Nogueira disse...

essa premiação já virou uma piada,uma porcaria,Sérgio.mas vamos lá:
Cantofio uma absurdo ver ra:Anita e Joelma(Who?)serem indicadas é um absurdo,simplesmente cheguei a RIR.
Ator:foi um absurdo ver Bruno Gagliasso e Malvino Salvador serem indicados,Sérgio Guizé mereceu vencer,mas o vencedor deveria ser Domingos Montagner
Programa Infantil:deveriam trocar essa categoria por Ator/Atriz Mirim
Melhor Programa:o melhor de todos tem que ser do Homem do Baú,né?
Programa de Humor:a arte do puxa-saquismo prevaleceu
Melhor Novela:´´Totalmente Demais´´mereceu,´´Carinha de Anjo´´é uma delícia,e´´A Terra Prometida´´teve boa audiência,mas não teve a força que´´Os Dez Mandamentos´´tinha.´´Êta Mundo Bom´´e´´Velho Chico´´deveriam ter sido indicadas na minha opinião
Programa Jornalístico:o Conexão Repórter ganhou,aliás,na minha opinião,o Cabrini é o melhor apresentador de programa jornalístico do país
Apresentador:o,rei,o mito,o deus dos programas de auditório ganhou,não tinha como ser diferente
Atriz:Grazi e Marina foram indiccações justas,mas a Larissa deveria ganhar um prêmio a parte,por ter carregado´´Cúmplices de Um Resgate´´sozinha
Revelação:a Lorena Queiroz é uma foa(foi a finalista mais jovem da história do Troféu Imprensa,por sinal),vai ser a substituta ideal da Larissa Manoela,uma vez que a Lari deve ir para Globo,mas tiraria a Lorena e teria indicado Simone & Simaria ou Naiara Azevedo
Melhor Jornal:JN sempre foi e sempre será o melhor telejornal
Melhor Cantor:achei que Wesley Safadão e Luan Santana mereceram,foram justas as escolhas
emocionante foi ver o Jô Soares receber o troféu,aliás o lugar dele no SBT tá muito bem guardado pelo Danilo Gentili
muita coisa tem qiue mudar no Troféu Imprensa,quetem os mesmos jurados há anos(Nelson Rubens e Sônia Abrão deveriam vazar pois não entendem nada de TV,sóficam fofocando),método de escolha um lixo,indicações,um lixo,tudo um lixo.

Germana disse...

Olá Sérgio!!
Gosto do Troféu Imprensa, mais como programa de entretenimento do que como premiação em si, mas sabe que esse ano eu até gostei dos premiados?
Concordo que a categoria de programa infantil deveria acabar, mas como o SBT é o único que ainda tem esse tipo de programação e organiza o organiza o Troféu Imprensa, isso vai ser meio difícil...
Vou discordar quanto ao Melhor Humorístico. Eu gosto do Tá No Ar e amava a Nova Escolinha, mas o humor da Praça É Nossa é simples sem desafiar a inteligência do público, algo que dá pra reunir toda a família pra assistir e sorrir junto. E eu amei a hora que O Carlos Alberto foi receber o prêmio, foi tão bom quanto o Jô.
O problema da Melhor Novela, Melhor Ator e até Melhor Atriz foi mesmo o sistema de indicação, que sempre vai privilegiar artistas com grandes fã-clubes e produções de emissoras com fãs. Pelo menos esse ano os jornalistas fizeram alguma justiça escolheram os melhores dentre as opções, ainda fazendo menções a indicados ausentes.
Acho a categoria Revelação muito abrangente, poderia dividir em musical e televisiva, ficaria um pouco mais justo.
Para concluir, a verdade é que Silvio Santos é a alma daquela cerimônia (vide as entrevistas que foram até melhores que a premiação em si). No dia em que ele não for mais mestre de cerimônias, esse prêmio vai ser definitivamente enterrado.
No mais, é isso. Abraços!!

Adriana Helena disse...

Uai Sérgio, ainda existe Troféu Imprensa no SBT?
Eu até pensei que já tinha esgotado essa fórmula de premiação!
Mas lendo o seu artigo, fiquei por dentro de tudo e para variar, adorei sua opinião!!
Um grande beijo querido amigo!!
Maravilhosa semana! :))

Vittoria Nascimento disse...

Assino embaixo, tu é foda, Zamenza! Aliás, que bom ver você elogiando CdA, é meu xodó, me leva de volta pra infância quando assisto <3 acho injusto com a Lorena botar ela pra competir com cantoras adultas, devia ter a categoria revelação mirim, ela levaria com certeza! Aliás, quando puder, faz outro texto de CdA, vou ler com certeza, sempre digo isso mas não custa reforçar: seus textos são os melhores!

Henrique disse...

Patricia Abravanel melhor apresentadora??? Kkkkkkkk só mesmo em um programa apresentado pelo Silvio Santos e com um bando de jornalistinha puxa-saco... cada absurdo!!!

Izabel Ramos disse...

Na minha humilde opinião, creio que a competição fica injusta é que apenas 5 jurados são escolhidos para votar em cada categoria. Se todos os jurados pudessem votar, talvez os resultados fossem diferentes, porque 5 jurados não representam a opinião do todo. E como fazer isso sem perder tempo e deixar o programa longo? Simples: todos os jurados votam em todas as categorias através de um dispositivo eletrônico, e depois são escolhidos 5 jurados para comentar os seus votos.

Bianca disse...

Pra ser sincera deixei de acompanhar essa premiação há tempos. Os jurados estão na sua maioria ultrapassados. (O que "Nelson Rubens" faz ali? ele só entende de fofoca). Torço apenas para que não cometam muitas injustiças.

Uma sugestão: João Vicente de Castro está muito bem vivendo o canalha Lázaro de Rock Story. Principalmente por ser sua primeira novela. Merece texto.

Parabéns pela crítica, sou sua fã.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Cássia...

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Não tem mesmo, Malu.

Sérgio Santos disse...

Continua sendo injusto, anonimo. Os jurados deveriam escolher e deixar o público só pro troféu internet. Quem tem mais fã-clube sempre é favorecido. E fica isso aí ridículo que todo mundo viu.

Sérgio Santos disse...

Mt bom seu comentário, Matheus.

Sérgio Santos disse...

Como entretenimento é ótimo mesmo, Germana, mas como premiação já tá bem ultrapassado...

Sérgio Santos disse...

Existe, Adriana... rsrsrs

Sérgio Santos disse...

CdA é mt gostosa msm, Vittoria, e merece o sucesso. Fico feliz com o seu carinho e agradeço. bjão!!!!

Sérgio Santos disse...

Vdd, Henrique.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Izabel.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Bianca! bjsss