sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Desgastado, "The Voice Brasil" precisa urgentemente de uma reformulação

A quarta temporada do "The Voice Brasil" estreou no dia 1º de outubro e fica no ar até dia 25 de dezembro. A atração musical manteve Thiago Leifert na apresentação e mais uma vez vários cantores se candidataram para a disputa, norteada por quatro cantores que exercem a função de técnicos e avaliadores. Mas, o reality, que era um dos melhores do país, não tem conseguido mais evitar o cada vez mais implacável desgaste do formato brasileiro.


E a culpa recai na produção do programa, que não procurou renovar os jurados e nem conseguiu melhorar, ou ao menos manter, o nível dos participantes selecionados para se apresentarem no palco na primeira fase. A competição ainda é relativamente atrativa, assim como todas as etapas que os candidatos precisam passar até a grande final. Porém, todos os problemas citados ficaram mais explícitos nesta edição e, ainda por cima, encurtaram a fase das batalhas (a melhor da atração), piorando o que já não estava bom. Ou seja, será necessário um novo olhar na temporada de 2016.

Entre todas as situações que precisam ser reformuladas, ou aperfeiçoadas, a principal segue sendo a questão dos técnicos. É um grande erro mudar apenas um jurado, após três anos com as mesmas pessoas. Se ao menos o juri estivesse tão interessante quanto antes, valeria até a pena, mas não é o caso. Carlinhos Brown, Lulu Santos e Cláudia Leitte, infelizmente, se perderam e têm se equivocado cada vez mais nas avaliações.
Não é raro cantores promissores serem reprovados na primeira etapa, enquanto outros de menos talento, ou com características parecidas a tantos outros que já fazem sucesso, passarem imediatamente para a segunda fase. Para culminar, os três têm tentado aparecer mais que os participantes, muitas vezes abusando dos exageros.

O que antes era até engraçado e descontraído, simplesmente cansou. E a entrada de Michel Teló, vale ressaltar, só ocorreu por uma cláusula do formato holandês, que obriga uma renovação parcial (no máximo duas mudanças), do juri a cada temporada. Boninho havia conseguido segurar Daniel o quanto pôde, mas no quarto ano não conseguiu. E é justamente de se lamentar que apenas um foi trocado. Para o bem do programa, todos precisariam mudar. Na fase passada dois já deveriam ter saído e nesta mais dois, fazendo uma renovação completa. Até porque há vários outros profissionais talentosos que merecem as cadeiras do "The Voice Brasil".

Rita Lee, Ana Carolina, Herbert Vianna, Leonardo, Nando Reis, Milton Nascimento, Luiza Possi, Paula Fernandes, Frejat, Paulo Miklos, entre tantos outros, são alguns exemplos. A renovação desse quadro de jurados seria extremamente benéfica para o fôlego do formato, além de proporcionar para o público novos métodos de análises ou observações. A previsibilidade do atual juri é tanta que algumas vezes o telespectador até já sabe o que eles vão falar sobre algum candidato, se o mesmo já vem acompanhando todas as edições, obviamente. E quase sempre são elogios, por pior que seja a apresentação.

Além desse problema crônico, é preciso citar também a queda do nível dos participantes selecionados. A primeira e a segunda temporadas apresentaram grandes vozes e era até complicado apostar no melhor. Eram muitos destaques positivos e alguns sempre se sobressaíam mais, despertando uma maior torcida. A terceira temporada já apresentou uma clara diminuição da qualidade (é até difícil lembrar o nome da dupla sertaneja que venceu) e a atual, infelizmente, conseguiu ficar ainda pior. São poucos os que merecem menção e algumas reprovações injustas marcaram a edição, como a de Carolina Cobra, por exemplo.

Por todas as questões citadas, é fato que a quarta temporada é a menos empolgante de todas, conseguindo ser ainda mais inferior que a de 2014. No entanto, a audiência segue satisfatória, sendo menos uma preocupação para a emissora. Só que uma renovação no formato nacional se faz mais do que necessária. Do jeito que está não dá para continuar. Até mesmo o "SuperStar" tem conseguido estabelecer uma competição musical de melhor nível e com renovação do juri a cada temporada ---- várias bandas, inclusive, têm feito bem mais sucesso que qualquer participante do programa apresentado por Tiago Leifert.

O "The Voice Brasil" ainda é um bom reality musical e uma atrativa opção de entretenimento, porém, já não consegue evitar o desgaste e nem a mesmice do conjunto. Boninho precisa sair desta zona de conforto e apostar na mudança do juri, além de uma seleção mais criteriosa dos candidatos. Uma urgente reformulação se faz mais do que necessária. O telespectador que gosta desse tipo de produto com certeza agradeceria, assim como os admiradores de uma bela voz.

32 comentários:

Denner disse...

Precisa mesmo. Não aguento mais esses jurados!

Anônimo disse...

Já era pra ter acabado.

F Silva disse...

Algo a comentar...

Sérgio, eu concordo plenamente contigo sobre a necessidade urgente de uma mudança no quarteto de técnicos e incluo aqui também a do apresentador. Isso trará com certeza um novo fôlego ao programa além de torná-lo muito mais interessante.

Só discordo um pouco de alguns adjetivos que tu imprimes no teu texto quando analisado de acordo com a conjuntura.

Primeiro você diz que o formato do reality está com um desgaste "cada vez mais implacável" e isso não é verdade, haja vista o sucesso e repercussão do programa. O que está se desgastando é o time de técnicos, por alguns motivos que você pontua muito bem no post, mas o formato do programa não apresenta nenhum 'implacável desgaste'.

Apesar do desgaste do júri, temos que reconhecer que Carlinhos Brown, Lulu Santos e Cláudia Leite, são profissionais excelentes e respeitadíssimos no cenário musical, e conhecem melhor do que eu e do que você sobre o nível técnico dos candidatos, então dizer que eles se perderam e que têm se equivocado nas avaliações, é de uma ousadia atroz, mostrando talvez que você conhece a técnica tão bem ou melhor que eles.

Outro adjetivo do qual discordo é que você fala que a queda do nível dos participantes selecionados é um "problema crônico". Eu sou leiga em técnica de canto, porém ouço belíssimas vozes cantando, gente que tem uma voz muito mais bonita que muitos artistas consagrados por aí, inclusive alguns deles estão citados no post. Os talentosos artistas que estamos vendo se apresentar não trazem nenhum problema "crônico" ao programa. Meus aplausos a essas lindas vozes.

É claro que todos escolhemos os nossos preferidos, quando um técnico não o escolhe, criticamos o técnico, quando o público não escolhe, ficamos contrariado com o público. Então se todos os nossos preteridos forem eliminados, aí a temporada perde a graça e é muito natural que venham as críticas negativas.

Concordo plenamente com o final do post. O TVB é sim um bom reality musical e uma excelente opção de entretimento. A direção precisa mesmo sair da zona de conforto e apostar numa mudança radical no júri. Não porque eles estão errando, não temos o nível deles pra afirmar isso, mas por que a reformulação trará com certeza, um novo frescor ao programa.

Adoro vir aqui... beijos...

Joana Limaverde disse...

Nessa edição não tem candidatos que te despertem emoção ou que faça vc torcer. Não tem a voz e nem as vozes. É um bando de gente desafinada com algumas exceções. E não precisa ser professor de música ou cantor pra saber disso. Ouvido todo mundo tem e sabe analisar um bom cantor ou não. Caso contrário ninguém que não é ator formado poderia criticar atuação nas novelas ou filmes. Os jurados precisam ser trocados e a seleção dos candidatos precisa ser mais criteriosa. Até porque os jurados ficaram todo ofendidinhos quando um participante chamou o The Voice de programa de calouros. Pois é isso que está parecendo.

Samara disse...

Nossa, posso assinar ali no cantinho do post? Disse tudo o que eu tô pensando dessa edição. A de 2014 já foi ruim mas essa conseguiu superar. Eu nem lembro o nome da dupla sertaneja que venceu ano passado e com certeza não lembrarei o vencedor desse. É muito gente comum, sem brilho, e desafinada. Soma isso aos jurados que já deram o que tinham que dar e pronto. É isso aí.

Daniela disse...

O subestimado SuperStar consegue ser muito melhor.

Tamires Marins disse...

Oi, Sérgio, tudo bom? Desculpe o meu sumiço, estou atolada nos estudos! rss

Concordo com seu post em gênero, número e grau. Eu só assisti ao programa na fase das audições, depois desisti.
Eu acho que os jurados pecam muito, em muitos quesitos. São raras as vezes que eles falam uma coisa útil, uma coisa que o participante realmente vai aproveitar. As opiniões são sempre muito engessadas e nada elaboradas. Lembro muito bem quando a Jessie J levantou da cadeira do The Voice e foi ensinar a participante como atingir a nota da música!
Eu acho a Claudia Leite a maia aleatória de todos os jurados...só quer aparecer a todo momento, chega a dar raiva.
E concordo com a Daniela...até o Superstar consegue ser melhor!

Vamos ver o que vai ser do programa ano que vem...

Beijo
- Tamires
Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook
PARTICIPE DA PROMOÇÃO NATAL LITERÁRIO E CONCORRA A DOIS KITS RECHEADOS DE LIVROS!

Lulu on the sky disse...

É lamentável assistir. O nível dos candidatos e péssimo
Big Beijos
Lulu
www.luluonthesky.com

William O. disse...

Se tivesse ao menos seguid o que o formato pede não estaria assim. Deveria mudar dois por temporada como sempre fazem lá fora. Mas mudar dignamente porque a única mudança que fizeram aqui foi tirar Daniel e enfiar Michel Teló. AÍ NÃO DÁ!

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Não acompanho com regularidade o "The Voice Brasil", mas lembro-me dos primeiros programas, que eram bem interessantes. As vozes apresentadas eram mesmo um show de possibilidades de novos talentos no mercado musical. Fui me desinteressando exatamente por ver que os jurados já estavam perdendo a graça com os seus ataques de estrelismos. Parei de ver após a saída do Daniel e nem cheguei a ver a atuação do jurado Michel Teló. Uma renovação no quadro de jurados, independente de previsão contratual, é recomendável para não desgastar um reality musical da espécie.

Parabéns pela excelente análise.

Ótimo domingo.

Abraço.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Assino embaixo do seu ótimo comentário, Sérgio, mas faço apenas uma ressalva: para mi9m, Lulu Santos segue sendo o melhor jurado.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, como fã do quadro Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão, porque já dancei e amo essa arte, gostaria de sugerir que você escrevesse a respeito. Para mim, até agora, as melhores danças foram a valsa e o paso doble, de ontem. E acredito que Viviane Araújo é séria candidata a conquistar o primeiro lugar. E você, o qu8e acha?

Clau disse...

Oi Sérgio!
Lastimável saber que os jurados querem aparecer mais
que os participantes!rs
Renovar o juri, seria uma excelente ideia,
e eu gostei muito das suas opções.
Acrescentaria: Marisa Monte e Djavan.
Beijos :)

jlgiam disse...

Outra coisa: muita gente diz que a audiência dessa quarta temporada do The Voice Brasil não vai bem das pernas porque o programa têm recebido os números em baixa de A Regra do Jogo. Mas a julgar pela semana passada, os números da novela das 9 subiram um pouco e os do The Voice não. Pelo contrário, o reality musical igualou o recorde negativo nessa temporada. Ou seja, a teoria cai por terra. A verdade é que esse ano o programa tá uma desgraça de ruim! Uma reformulação se faz necessária urgentemente!

Sérgio Santos disse...

Pois é, Denner.

Sérgio Santos disse...

Aí discordo, anonimo. O formato ainda tem fôlego de sobra, mas precisa de reformulação.

Sérgio Santos disse...

Tb gosto mt que vc venha aqui, F Silva. E o formato do jeito que está, pra mim, tá enfrentando o implacável desgaste mesmo. Estagnaram o programa e ligaram no automático, não pode. Precisam mudar os jurados, mas discordo do apresentador porque o Tiago já tem a cara do programa e é bom um apresentador se fixar.No caso do juri não, eles já deram o que tinham que dar.

E em nenhum momento questionei a capacidade deles, tanto que elogiei várias vezes nas primeiras temporadas. Mas eles se acomodaram e tão perdendo a mão. E não sou só eu que acho o nível de candidatos fraco, um monte de gente acha. E não precisa ser entender de música pra isso. Basta ter ouvido. Não tem vozes marcantes ou candidatos que se destaquem. E os jurados aprovaram vários de gosto duvidoso, reprovando outros ótimos. Enfim... bjs

Sérgio Santos disse...

É isso, Joana. Realmente para criticar a atuação dos atores teria que ser formado em artes cênicas, caso o argumento de não ser entendedor de música invalide mesmo as críticas. E concordo com vc, esse ano tá puxado...

Sérgio Santos disse...

Pode sim, Samara. Fique à vontade. =) bjs

Sérgio Santos disse...

Concordo, Daniela.

Sérgio Santos disse...

Tamires, senti sua falta, mas não precisa se desculpar. Sei bem como é... rs E pois é, o SuperStar tem conseguido apresentar uma competição de melhor nível e ainda por cima lá há troca de jurados a cada temporada, o que ajuda a renovar. O The Voice decaiu muito. bjs

Sérgio Santos disse...

Com raras exceções, tá msm, Lulu. bjs

Sérgio Santos disse...

Exato, William. Se ao menos seguissem o que o formato pede, estaria melhor. Mas mudar um fraco por outro pior fica difícil...

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Vera. E concordo plenamente com vc. Bjssss

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira. E eu concordo, também acho que o Lulu segue sendo o melhor jurado. Se deixassem só ele e trocassem os outros não teria problema. E vou ver se escrevo sobre a Dança. Sempre escrevo quando acaba a temporada pra fazer um balanço. Acho que a Viviane e o Arthur sempre foram os favoritos e ela tem vantagem pq tem samba na final. Mas eu torço pro Arthur. bjsss

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Clau. E ótimas opções as suas. bjs

Sérgio Santos disse...

Mas a audiência nem tá ruim, Jlgiam. Continua boa, mas independente disso, o formato do jeito que está canso.

Karina disse...

A primeira temporada foi ótima, a segunda boa, a terceira fraca e essa péssima. Ou seja, o nível tá descendo ladeira abaixo.

Karina disse...

Só mais uma coisa, adorei suas sugestões de novos jurados. Que melhora de nível daria!

Ed Taborda Assunção disse...

Essa temporada é a pior de todas, de longe. Esses jurados já cansaram faz tempo. O Michel Teló, apesar de ter entrado agora, não é um jurado tão bom assim. E poderia trocar até o apresentador também. Os candidatos esse ano estão bem fracos, alguns poucos que gostei já foram eliminados enquanto alguns bem genéricos vão ficando. Nem tenho vontade de acompanhar mais.
Abraços

Sérgio Santos disse...

Pois é, Karina.

Sérgio Santos disse...

Nem dá vontade mesmo, Ed...