terça-feira, 10 de novembro de 2015

Conto de fadas moderno, "Totalmente Demais" tem estreia agradável e promissora

Uma clássica comédia romântica que traz histórias de superação e transformação através de encontros, temperados com toques de poesia. Um enredo que mostra que todos podem, caso persistam, ser o que querem ---- o slogan dos teasers era "O novo 'você pode' das sete". Um conto de fadas moderno, onde a mocinha é uma típica Gata Borralheira, mas sem a passividade do conhecido perfil. Essas são as melhores formas de definir a premissa de "Totalmente Demais", nova novela das sete, que estreou nesta segunda-feira (09/11), substituindo a decepcionante "I love Paraisópolis".


Escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, a novela (supervisionada por Charles Peixoto) é a primeira dos autores, que têm uma longa carreira no cinema e escreveram duas temporadas muito bem-sucedidas do seriado "Malhação": a "Intensa" (2012) --- Paulo estava no time de colaboradores e Rosane escreveu em parceria com Glória Barreto --- e a "Sonhos" --- um sucesso da dupla, terminado em agosto deste ano e que foi um dos acertos da Globo em 2015. E quem esteve com eles nas ótimas produções mencionadas foi o diretor Luiz Henrique Rios, que dirige "Totalmente Demais". Ou seja, a entrosada equipe praticamente foi mantida.

A base do enredo é o mundo do glamour e o pano de fundo é composto basicamente por uma respeitada revista feminina --- cujo título é o mesmo da novela ---, dirigida pela poderosa Carolina, interpretada por Juliana Paes. A personagem é dúbia e não mede esforços para atingir seus objetivos.
Uma mulher voltada para o trabalho, sobrando pouco tempo para sua vida pessoal. Qualquer semelhança com a ótima Miranda Priestly, do filme "O Diabo veste Prada", não é mera coincidência. Logo na estreia já fica claro que será um grande papel para a Juliana, que tem tudo para aproveitar bem a oportunidade dada pelos autores.

A mocinha é vivida por Marina Ruy Barbosa e todo o contexto que a cerca é claramente inspirado na peça "Pigmalião", de George Bernard Shaw, que também serviu de fonte para o clássico filme "My Fair Lady" ---- o longa é sobre uma mendiga vendedora de flores, chamada Eliza, que sofre uma drástica transformação quando conhece um professor de fonética, que a transforma em uma dama da sociedade em pouco tempo. No caso da personagem da novela, que também se chama Eliza, a transformação se dará através de Arthur (Fábio Assunção), dono de uma agência de modelos que se encanta pela jovem e promete transformá-la em uma modelo famosa.

Só que Arthur tem um 'relacionamento' de idas e vindas com Carolina, o que irá movimentar a trama central, que ainda conta com Jonatas, vivido por Felipe Simas, para completar esse quadrado amoroso. O menino se intitula 'empresário das ruas' e sustenta a família com seus 'bicos', entre eles o de vendedor de balas de dia e flanelinha à noite. O mocinho às avessas será o grande companheiro de Eliza e se apaixonará por ela. O primeiro capítulo serviu justamente para apresentar os quatro principais personagens.

A estreia começou a partir da cena final do 'capítulo zero' ---- exibido primeiro na internet e depois na televisão ----, com Eliza caminhando sem rumo pela estrada e quase sendo atropelada por um caminhão. Foi uma boa sacada e já ficou perceptível que a menina é assediada constantemente pelo nojento padrasto, e que sua mãe, Gilda (Leona Cavalli), prefere ignorar os apelos da filha porque o marido sustenta a casa/bar que a família tem. Os demais acontecimentos ficaram voltados para os outros três perfis centrais, sendo todos apresentados sem correria e de forma clara, sem didatismos.

A relação repleta de sarcasmo e apostas entre Arthur e Carolina evidenciou a química dos atores e o lado cafajeste de Arthur, que deixa Carolina enciumada, embora não admita. Esse relacionamento nada tradicional deles se mostrou bem promissor, assim como toda a trama de Jonatas, que esconde da mãe a sua verdadeira 'profissão' e ainda precisa lidar com as constantes ameaças do perigoso Jacaré (Sérgio Malheiros), seu rival nas ruas. Um batalhador nato, que não abaixa a cabeça para as dificuldades. É possível constatar que esse menino de rua é um mocinho em tempos de crise. Felipe Simas se mostrou bem seguro neste início.

E outros personagens que se destacaram nesse começo foram a Dorinha (Samantha Schmutz genial) --- irmã pobre de Carolina, que já se mudou para a casa da ricaça com a família ---, Germano (Humberto Martins) --- sujeito galinha e ranzinza ---, Lu (Juliane Trevisol), Pietro (Marat Descartes) --- fiéis escudeiros de Carolina --- e, principalmente, Lili, interpretada pela sempre maravilhosa Vivianne Pasmanter. A cena em que a esposa de Germano se encanta com Jonatas e lhe dá uma nota de cem dólares ('comprando' a bala do menino) foi ótima. É a quarta novela em que Vivianne e Humberto trabalham juntos, aliás ---- "Mulheres de Areia", "Uga Uga" e "Em Família" foram as anteriores. A sintonia é evidente.

Vale ressaltar também a boa e corajosa abordagem sobre o assédio dentro de casa, através da família de Eliza. Ela sai de casa justamente por causa dos constantes ataques do padrasto (Dino - Paulo Rocha), após quase matá-lo durante uma briga. Outra situação merecedora de elogios foi a participação do caminhoneiro Bino (Stênio Garcia), que deu uma carona para a mocinha. Inserir o personagem icônico do seriado "Carga Pesada" foi uma ótima sacada. Cláudia Sardinha (que também é colaboradora no texto) e Lady Francisco ---- vivendo duas picaretas que roubam Eliza ---- foram participações que também enriqueceram este começo de trama.

A abertura ficou muito boa, repleta de colagens e com uma contagiante versão de "Totalmente Demais", cantada por Anitta, cuja voz combinou perfeitamente com a música, originalmente tocada por Hanoi-Hanoi (também teve uma versão da Perlla, em "Cobras & Lagartos", exibida em 2006). A trilha da trama, por sinal, está bem selecionada. E a direção de Luiz Henrique Rios mais uma vez se mostra afinada com a narrativa dos autores. Ou seja, a estreia da nova novela cumpriu o que as chamadas vinham prometendo. Foi um capítulo agradável e que passou bem rápido.

"Totalmente Demais" teve um começo promissor e tem tudo para ser uma deliciosa trama das sete. Rosane Svartman e Paulo Halm mostraram que não estão contando nada de novo, muito pelo contrário, a história é bem conhecida e cheia de clichês. O desafio será a forma de contá-la e eles mostraram que sabem bem o que fazer. Se os demais capítulos mantiverem o que foi apresentado no primeiro, com certeza o horário estará muito bem representado através de um folhetim despretensioso, onde a comédia e o drama caminharão juntos.

56 comentários:

Andressa Mattos M. disse...

Adorei a novela. Que mudança de nível. Uma história sendo contada, leve e gostosa. Amei o elenco e os personagens. Promete.

William O. disse...

Agora acho que Sangue Bom conseguiu uma substituta à altura. Vi uma novela de qualidade sendo exibida as sete da noite. Que não seja uma falsa impressão e que a qualidade continue. Parabéns pelo post!

Drielly Becker disse...

Quando Malhação Sonhos estava terminando e eles já estavam envolvidos nessa novela, fiquei super anciosa para saber como seria. E faltando alguns dias para começar Totalmente Demais já estava super anciosa para ver! Essa novela vai ser demais! Boa sorte a Rosane e ao Paulo

milla disse...

Pode agradar aos mais jovens e aos menos exigentes porque essas novelas da globo de uns tempos pra cá estão tão enfadonhas. O que aconteceu com a globo, gente???

Thamires disse...

Nossa, depois daquela porcaria de Paraisópolis eu estava sedenta de uma boa novela das sete. E parece que veio. Tive as mesmas impressões que vc e o elenco é muito bom porque não é cheio de gente que fica emendando uma novela na outra. Tem Lavínia Vlasak de volta, e Gloria Menezes e Reginaldo Faria, e Humberto Martins e Viviane Pasmanter e FÁBIO ASSUNÇÃO! AMEI!!!!!

Valentina disse...

Nossa, que novela gostosa! Nem senti o tempo passar. Adorei a sua definição: agradável. Foi isso mesmo que eu senti. Vi personagens bacanas, uma trama leve e bem amarrada e o melhor, uma história sendo contada, ao contrário da anterior onde tudo era jogado.

Ana Carolina disse...

Gostei muito, Sérgio. Uma típica novela das sete bem feita. Pelo menos na estreia. E eu ri com a Samantha Schmutz tudo o que eu não consegui rir com aquele bando de personagens pretensamente cômicos da novela anterior.E já torço para Jonatas e Eliza. Arhut e Carolina também combinam bastante. Beijo.

Anônimo disse...

Parece que o ibope foi baixo, gente, que urucubaca que caiu sobre a globo que nada mais decola? Eu ate tento assistir mas só aquela imagem estranha com filtro já me afasta, será que o povo lá na globo não percebe isso?

Yasmin disse...

Novela deliciosa e concordo com todo o texto. Até agora eu gostei mais da Lili. A Viviane Pasmanter tá maravilhosa! E também já shippo Jonatas e Eliza. Ao anonimo acima, o ibope foi de 24 pontos, a meta é 25, ou seja, foi ótimo. E a anterior era horrível e tinha audiência e isso não significa nada. Aliás, nem tinha porque o Ibope foi descendo a cada semana junto com os absurdos toscos que apresentava.

Melissa disse...

Eu adorei a estreia. Fiquei empolgada e com vontade de acompanhar a trama. Que continue assim!

✿ chica disse...

Não consegui ver mas deixo meu abração por aqui! chica

Rosane Svartman disse...

Serigo! Estava ansiosa pra ler seu texto. Uma correção: a supervisão é de Charles Peoxoto, também companheiro antigo. Acho que é isso mesmo, tentamos contar as histórias que construímos na nossa cultura romântica, com nossos velhos e bons arquétipos, de uma forma diferente, que tenha - esperamos- alguma identificação com o público. Beijos!!!

Bell disse...

Vou tentar assistir,pelos comerciais parece boa, não prometo acompanhar tudo rs...

bjokas =)

Raul Damasceno disse...

Maravilhosa, Rainha, Diva! Você passou a ser uma das minhas inspirações a partir de "Malhação Intensa", foi aí que comecei a escrever mais sobre o universo jovem e gostaria de, quem sabe um dia, você algo escrito por mim.

Ale disse...

Sérgio adorei seu texto. Estava ansiosa para lê-lo e concordo com tudo. Nem percebi o tempo passar enquanto olhava a novela e ela não me desapontou em nada.

npr disse...

Boas críticas dão uma expectativa promissora, a ver veremos, quando estrear por cá.

Melina disse...

Sérgio, querido, eu adorei a estreia. E que boa sacada de começar o capítulo de onde parou o 'zero'. Adorei todos os personagens e só de ver uma novela sem favela já é um atrativo e tanto. Concordo plenamente com sua postagem! E que legal ver a autora aqui interagindo com vc. Um beijo.

Gabriel disse...

Deliciosa, não tem adjetivo melhor para essa estreia. Todos os personagens principais apresentados mt bem, e tds eles são mt legais. Difícil não se envolver com a trama.

Apenas não consigo tirar essa musica da cabeça. Totalmente demaaaaaaaaaaaaaais...

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Ao contrária da minha expectativa, assisti e gostei do primeiro capítulo. Já tinha visto o 'capítulo zero'. Parece-me que será uma novela agradável de se ver. Tomara ela mantenha um ritmo interessante.

Suas considerações são excelentes e mostram que você, realmente, está por dentro de tudo que rola na TV.

Abraço.

MARILENE disse...

Sergio, as últimas novelas nos decepcionaram. O primeiro capítulo foi interessante, mas só vou avaliar mais para a frente (rss). Bjs.

Lulu on the sky disse...

Fico na torcida que essa novela ganhe o gosto do público
Boa noite para você
Big Beijos
Lulu on the Sky

Fernanda disse...

Essa novela tá muito boa e a ousadia dos autores de abordar o assédio dentro de casa numa novela das sete é louvável. E como vc disse no Twitter, essa é uma novela que tem trama, tem uma história sendo contada. Diferente daquela coisa esdrúxula que acabou semana passada. Já quero que Jonatas e Eliza se conheçam e amei o Bino de Carga Pesada dando carona pra mocinha. E vou rir muito com a Dorinha pelo visto. Perfeito seu texto.

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente, Andressa.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, William. Tb tô achando a novela mt boa.

Sérgio Santos disse...

Tb fiquei mt ansioso, Drielly. E eles corresponderam à altura. Ao menos nesse começo. Bjs

Sérgio Santos disse...

Agrada quem tem bom gosto, Milla.

Sérgio Santos disse...

O elenco tá mt bem escalado mesmo, Thamires. Novela mt gostosa de se ver. bjs

Sérgio Santos disse...

Pois é, Valentina, nessa fica claro que há uma história sendo contada, o que é ótimo. bj

Sérgio Santos disse...

Nossa, Ana, igualzinha a mim então. rs Assino embaixo. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Vc está mal informado, anonimo. Deu 25 na estreia, a meta estipulada pela emissora.

Sérgio Santos disse...

O Ibope foi de 25, Yasmin, um a mais até. E tb concordo que ainda que tivesse sido péssimo, não significaria nada pq a anterior teve bom retorno e foi ruim demais. Bjs

Sérgio Santos disse...

Eu tb, Melissa.

Sérgio Santos disse...

Pena, Chica. bjão

Sérgio Santos disse...

Rosane, bom te ver aqui de novo. É uma honra pra mim saber que vc estava ansiosa pelo texto. Eu tava ansioso pela novela. E estou adorando. Se não estivesse gostando vc sabe que eu falaria sem rodeios. E se a trama continuar do jeito que está será deliciosa do início ao fim. Vc e Paulo começaram bem demais. Já corrigi no texto a informação do supervisor. Obrigado. Bjão!

Sérgio Santos disse...

Tenta, Bell. vale a pena! bj

Sérgio Santos disse...

A Rosane é incrível msmo, Raul.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Ale. E o tempo passa rápido mesmo, né? É tão ostosa que vc nem sente os minutos passarem.

Sérgio Santos disse...

Tomara que estreie por aí, npr!

Sérgio Santos disse...

Melina, eu tb adorei e estou adorando. Os 3 primeiros capítulos foram ótimos e tb achei uma boa sacada começar o primeiro a partir da finalização do 'zero'. Inteligente. Que continue assim! bjsss

Sérgio Santos disse...

Essa música gruda mesmo, Gabriel. E a abertura é contagiante. abçs

Sérgio Santos disse...

Vera, mt obrigado pelo seu carinho de sempre! Fico feliz. E sabia que vc ia gostar. Eu já tinha gostado das chamadas e só confirmei minha impressão. Bjsss

Sérgio Santos disse...

Isso é mesmo, Marilene... bjs

Sérgio Santos disse...

Tomara, Lulu. E que seja boa tb, senão nem adianta.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Fernanda. Tb achei uma sacada de mestre colocar o Bino como participação especial. E Dorinha promete divertir muito mesmo! A novela toda promete, aliás! bjs

Raylan disse...

Olá, Sérgio! Gostei muito da estreia e pretendo acompanhar fielmente, desde Sangue Bom não vejo uma novela das sete. Achei a personagem da Juliana Paes mais parecida com a Wilhelmina Slater de Ugly Betty. Marina Ruy Barbosa tá muito bem no papel, já estou amando Elisa do Bairro, promete.

Ed Taborda Assunção disse...

Gostei da bastante da estreia. Esses autores são ótimos mesmo, parece que finalmente temos uma história sendo contada.

Sérgio Santos disse...

Eu tb curti muito, Raylan. A primeira semana foi impecável. Abçs

Sérgio Santos disse...

Finalmente, Ed. Os autores são ótimos mesmo!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Sérgio, gostei de toda a primeira semana de Totalmente Demais. Que novela mais agradável de se ver.

Unknown disse...

Portuguesa que ama as novelas brasileiras aqui.
Sempre vejo as novelas online pois demoram a chegar cá, mas estou gostando dessa já!
Principalmente da Lili, confesso que sinto sempre falta da Viviane, qualquer novela que tenha a Viviane ou a Marjorie eu assisto logo.
Então a Viviane com o Humberto me fez viajar no tempo a dois casais épicos da história das novelas, Malu e Alaor (MDA) e Maria João e Baldochi (uga uga), que saudades desses dois em papeis com essa química que saltava do ecrã. Gosto tanto deles juntos que mesmo o Germano sendo um canalha gostava que algo mudasse e pudesse se explorar essa química.
Amei a cena da Lili com o Jonatas, algo também que os autores podem explorar, ela ajudando ele a ser um empresário mesmo, parecido com o que o Artur vai fazer com a Eliza.

Raquel disse...

Bom, como eu finalmente consegui assistir os primeiros capítulos, sinto que posso falar algumas coisas.

A minha primeira impressão foi boa. Nada muito espetacular, mas boa... Acho que tem grandes chances de se mostrar um produto muito interessante. Por enquanto eu identifiquei o mesmo potencial dos primeiros capítulos de Boogie Oogie: tem tudo pra ser uma novela correta e divertida, se a história tiver fôlego para não se arrastar depois dos primeiros meses. Vi pontos positivos e negativos; acho que ainda não estou totalmente envolvida com a história e os personagens ainda.

Positivos:
- Eu sei que a novela é para ser mais leve, mas foi justamente o núcleo de Campo Belo que mais me surpreendeu nesses primeiros capítulos. Todos os atores estão muito bem e até o Paulo Rocha que é super-galã conseguiram deixar com cara de nojento. Sem falar que essa parte da história está sendo contada com muita sensibilidade e coração. Pra mim é o ponto alto dramatúrgico da novela até então. O resto ainda não engatou, sinceramente.
- O personagem do Jonatas têm tudo para cativar o público. Ainda não sei muito do personagem, mas tenho curiosidade em saber. Já é uma grande coisa, na minha opinião.
- Eliza e Jonatas parecem formar o casal mais shipável das 7 em anos! Isso é especialmente interessante pra mim cujo o último último shipper foi Marlili, na longínqua “Além do Horizonte”. Um casal shippavel pra mim faz 70% da graça de ver uma novela.
- Interessante falar sobre o mundo empresarial da moda, mas isso pode ser uma faca de dois gumes e acabar fazendo a trama ficar excessivamente superficial. A discussão sobre a vida profissional de Carolina e o instinto maternal pra mim é a parte mais interessante, sinceramente. Quanto menos glamuroso for o dilema dos personagens, essa dicotomia pode ficar ainda melhor.
- Viviane Pasmanter está ótima vivendo uma mulher séria, finalmente. Pra ela que viveu tantos papeis meio esteriotipizados, esse deve estar sendo um respiro.

Negativos:
- Fabio Assunção de príncipe tá difícil de engolir, né?! O cara já passou da flor-da-idade faz tempo e tá com a maior cara de tiozão. Acho que essa tipificação do personagem está totalmente equivocada e soa muito forçada. Deveriam diminuir um pouco essa associação, na minha opinião. Os tempos de mocinho de FA já passaram e que descansem em paz. Sem falar de mais uma novela da Marina Ruy Barbosa que ela se apaixona por um homem bem mais velho... Há de se ter muito cuidado para não ficar repetitivo.
- Pode ser que melhore mais pra frente e pode até já ter melhorado (não vi os capítulos mais recentes), mas achei Humberto Martins muito ruim como Germano. Parece que fala com um ovo na boca, ou tá bêbado o tempo todo... Ele deve estar querendo diferenciar de outros empresários que já fez, mas não está dando certo MESMO.
- Jacaré é um personagem totalmente mal-colocado. Sua única função é encher a paciência do Jônatas? Se ele é tão importante, dada a quantidade de cenas que aparece, deviam mostrar mais background do que ele andando por aí com um comparsa aleatório.

Bom, é isso!

Beijo!

Sérgio Santos disse...

Agradável demais, Elvira. bjsss

Sérgio Santos disse...

Excelente comentário, Unknow. E concordo plenamente. Vivianne é um atrativo pra qualquer novela e é bom vê-la com Humberto novamente. A novela está mt gostosa de assistir. E fico feliz em ter uma leitora portuguesa. Bjss

Sérgio Santos disse...

Raquel, eu estou achando a novela impecável. Concordo com os seus pontos positivos e discordo dos negativos pq acho o Fábio Assunção bom pra galã ainda, mas esse 'príncipe' é só pra mostrar a idealização da Eliza, que já caiu por terra quando ela o conheceu. E gosto do Humberto como o amargurado Germano. Jacaré é um bom vilão e o Sérgio Malheiros precisava de um tipo assim. Mais pra frente virá o passado dele. bjs

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Hoje, 25/12, houve uma cena totalmente copia de Ugly Betty. No seriado, Betty está suspeitando de estar grávida e sua irmã também. Gilda vai ao banheiro, faz o teste de gravides, vê que está gravida e joga no lixo. O teste acaba caindo atrás do vaso. Por sua vez, Betty, faz o teste, mas antes de ver o resultado, deixa-o cair atrás do vaso e acaba pegando o da irmã e a trama vai se desenrolando com a falsa gravides de Betty. Isso aconteceu da mesma forma com a Juliana Paes e a Marina R.B. Quanta falta de criatividade. Será que não dava para mudar ao menos um pouco? Rolaria um processo bacana ai.