quinta-feira, 18 de junho de 2015

Com uma abordagem criativa sobre o conflito de gerações, "Vizinhos" é mais uma ótima série do GNT

O GNT foi a emissora que melhor soube aproveitar a Lei da TV Paga ----- que obriga todas as redes fechadas a terem produtos nacionais em suas grades. Desde então, várias séries foram, e são, produzidas na empresa. A mais nova estreia do canal a cabo foi "Vizinhos", produção criada e dirigida por Luiz Villaça, o mesmo responsável pela ótima "3 Teresas" (cuja terceira temporada está prevista para 2016). A trama começou a ser exibida no dia 5 de maio, às 23h, e terá 13 episódios.


A história é baseada na convivência de duas gerações e a premissa é semelhante ao que ocorre com "3 Teresas", onde três mulheres da mesma família precisam lidar com as diferenças e dramas característicos de cada idade. Neste caso, o enredo aborda a vida dos moradores de duas casas vizinhas. A primeira é habitada por um casal de meia idade que precisa lidar com o vazio deixado pelos filhos, que seguiram seus respectivos rumos. Já na segunda mora um grupo de cinco jovens, entre 19 e 24 anos, em um regime de república.

Marcello Airoldi e Bianca Byington interpretam Mário e Luísa, o casal que se sente perdido sem a presença de sua prole, enquanto os jovens que moram ao lado são vividos por Samya Pascotto (Júlia), Bernardo Bibancos (Eduardo), Gabriela Rocha (Marina), Giovanni Gallo (Rafael) e Francisco Miguez (Rodrigo).
Os personagens são totalmente reais e todos os conflitos apresentados são de fácil identificação, principalmente por causa da naturalidade com que a história é desenvolvida, sem situações muito mirabolantes.

Mário é um ex-jogador profissional de vôlei e extremamente emotivo, além de atrapalhado. Luísa ama o marido e é uma mulher forte e protetora, mas precisa enfrentar suas inseguranças, surgidas em virtude da cruel passagem do tempo. Júlia é uma atriz desempregada que transborda sarcasmo e tem um gênio muito forte. Já Gabriela é uma garota descolada, liberal, meio hippie, que se envolve com Rodrigo, um rapaz extremamente responsável e maduro para sua idade. Eduardo é o típico cowboy do litoral que se deslumbra com a cidade grande (também se acha gostoso e fica horas tirando foto de si mesmo para postar no Facebook) ---- ele, inclusive, tem um quase namoro com Júlia. E Rafael é o folgado da turma, onde a irresponsabilidade é a sua maior característica.

A série é voltada justamente para esta contradição de gerações, onde pessoas maduras buscam novamente os prazeres da juventude e adolescentes precisam amadurecer em virtude dos problemas da vida cotidiana. No primeiro episódio, os jovens moravam na casa mais simples e o casal em uma quase mansão de luxo (uma praticamente do lado da outra). Só que a partir do segundo capítulo eles trocam de casas ----- o par vai para a república onde moraram na juventude e os garotos seguem para o local bem mais amplo -----, o que implica na mudança brusca de ambos os núcleos. Isso porque Mário e Luísa são os donos das duas propriedades e alugam uma. Os dois se sentem sozinhos demais no casarão, sem os filhos, e propõem para os garotos a troca, que topam na hora.

Porém, esta mudança acaba aproximando ainda mais os vizinhos, que, mesmo sem planejar, criam um vínculo afetivo. Mário se aproxima muito de Rafael e até fuma maconha com o garoto todas as vezes que aparece na seu antigo casarão, para matar as saudades do ambiente e, claro, da sua piscina. Júlia também se aproxima bastante do ex-esportista e adora sacaneá-lo. Já Luísa cria um vínculo com Eduardo, principalmente depois que ele brigou com a mãe (Vera Mancini, em uma ótima participação), quando a mesma apareceu de surpresa na república e descobriu que o filho gastava o dinheiro que ela enviava com festas e não com a faculdade. Entretanto, apesar destes vínculos mais específicos, todos ficam próximos.

Os atores estão muito bem e a escalação do elenco foi acertada. Marcello Airoldi imprime um tom mais cômico no Mário, o deixando mais leve, mesmo com seus sofrimentos. Bianca Byington é uma excelente atriz e merecia uma protagonista como a Luísa, que lhe permite explorar várias nuances. Ela, inclusive, tem ótima química com Marcello. Já no time mais jovem, há dois grandes destaques: Samya Pascotto e Giovanni Gallo, que estão ótimos na pele da extrovertida Júlia e do encostado Rafael. A dupla é a responsável pelos melhores momentos cômicos da história e os atores têm um futuro promissor. Samya, aliás, fazia parte do elenco de apoio da novela "Sangue Bom", interpretando a Tábata. Bernardo Bibancos, Gabriela Rocha e Francisco Miguez também merecem elogios. E a participação do grande Umberto Magnani, vivendo um funcionário da autoescola administrada por Luísa, enriquece este time.

"Vizinhos" é mais uma grata surpresa do GNT e outro bom produto criado e dirigido por Luiz Villaça. A série tem uma história muito agradável, onde o conflito de gerações, abordado de forma criativa, é o protagonista e o antagonista ao mesmo tempo. Apesar da premissa parecida com a da excelente "3 Teresas", há uma vertente bem diferente, priorizando a aproximação de 'desconhecidos' que se identificam justamente por causa das distintas formas de vida. Merece uma segunda temporada.

25 comentários:

Antunes Bragança disse...

Eu tenho acompanhado essa série e de fato é muito bem feita. O elenco de jovens tem talento e os experientes foram bem escolhidos.Gosto da Bianca Byington e lamento que até agora ela não seja valorizada em uma novela. Ao menos nessa série está sendo. O GNT tem produzido séries boas, mas esse ano tá fraco. Só tem essa e Questão de Família. Amor Veríssimo é ruim e As Canalhas muito mal feita. Sinto falta de Sessão de Terapia e Três Teresas. Abraço!

Anônimo disse...

Nem sabia dessa série mas gostei do que li.Vou ver se consigo ver a partir de agora e depois vejo as reprises dos que perdi.

Ricardo Cortes disse...

Eu quando vi a estreia não gostei, mas dei uma chance pro segundo episódio e valeu a pena porque me fisgou.Gostei do texto e também acho que merece uma segunda temporada!

Joana Figueiredo disse...

Também gosto muito dessa série e comecei a ver descompromissadamente.

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Sérgio, sim,eu gosto das séries de ficção da GNT...Luiz Villaça está abordando bem e até de forma hilária o encontro de gerações bem diferentes, com histórias e vidas opostas a convivência e as questões do dia a dia,inclusive a mudança de rumos de cada um...sim,destaque para a bela interpretação de Bianca...
Bela análise, agradecido, belos dias,abraços!

Ulisses disse...

O Luiz Villaça tá se especializando em boas sérias. Amei 3 Teresas e nem sabia que essa Vizinhos era dele também. Agora entendo porque eu gosto tanto.

Anônimo disse...

A série é gostosinha mesmo.

Douglas disse...

Fui ver um episódio depois que li essa sua crítica. Nem sei qual foi, mas gostei. Vou acompanhar agora.

Luma Rosa disse...

Oi, Sérgio!
Queria ter mais tempo para assistir TV e sempre fico com uma dorzinha no coração quando vejo atores que gosto em boas produções, sem poder prestigiá-los. Vou ver se ainda dá para gravar desde o começo.
Beijus,

MARILENE disse...

Sergio, você me tem apresentado ótimas séries, que só conheço pelas suas postagens (rss). Como já lhe disse, anteriormente, não tenho o hábito de acompanhá-las e prefiro esperar o lançamento em DVD. Bjs.

Clau disse...

Oi Sérgio,
Quando consigo um tempo livre,
não tenho paciência pra ficar parada
assistindo tv, mas algumas coisas gostaria de ver
mas por questão de horário, nem posso.
E acabo por perder muita coisa boa,
'Vizinhos', por exemplo, gostaria de assistir.
Bjs!

Vera Lúcia disse...


Parece bem interessante, Sérgio.
Não vejo nada no GNT.
Gostei de ler suas ótimas considerações, tendo oportunidade de conhecer o perfil da série.

Abraço.

Sérgio Santos disse...

Antunes, posso assinar embaixo do seu comentário? Concordo plenamente com tudo o que vc bem colocou. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Tente ver, anonimo!

Sérgio Santos disse...

Merece mesmo, Ricardo. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Joana, é uma série mt gostosa. bjs

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Felis. Depois da ótima 3 Teresas, o Villaça segue inspirado. abçs

Sérgio Santos disse...

Pois é, Ulisses, ele é mt bom.

Sérgio Santos disse...

Mt, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Faça isso, Douglas. Tenho visto e tem valido a pena.

Sérgio Santos disse...

Faça isso, Luma, pq essa eu tenho certeza que vc irá gostar. bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Marilene. =) bjs

Sérgio Santos disse...

Vc ia gostar, Clau. bjs

Sérgio Santos disse...

O GNT tem feito boas séries, Vera. bjs

Luma Rosa disse...

Agora que vi... gravei o programa errado. O programa que gravei é sobre reformas em apartamentos similares. Dois vizinhos que decoram... Luma doidins.