domingo, 1 de outubro de 2017

Mesmo em um papel secundário, Juliana Paiva se destaca em "A Força do Querer"

'Orelha' é um termo usado na teledramaturgia para definir um personagem criado exclusivamente para outro, sempre com maior destaque ou até protagonista, desabafar. O perfil não tem trama própria e acaba vivendo a vida dos outros. Quase sempre resulta em um subaproveitamento de atores, caso os mesmos sejam conhecidos ou consagrados. Por isso, muitas vezes os autores optam pela escalação de nomes menos conhecidos ou relevantes. Mas, no caso de Simone, em "A Força do Querer", toda essa 'regra' foi deixada de lado.


A filha de Silvana foi escolhida pela própria Lília Cabral, que adorou o trabalho da colega em "Totalmente Demais" (onde viveu a hilária Cassandra), e já vinha acompanhando a trajetória de Juliana. A veterana sugeriu o nome para o diretor Rogério Gomes, que prontamente atendeu, recebendo o aval de Glória Perez. E a escalação não poderia ter sido mais certeira. A atriz se sobressaiu logo no começo, mesmo tendo ainda cenas pequenas. Pouco tempo depois da estreia, ficou perceptível que era um tipo promissor no enredo. Ou seja, uma expectativa acabou gerada.

Todavia, a ausência de uma trama própria frustrou parte do público e da própria crítica, em virtude do conhecido talento da atriz. Ela não tem um conflito para chamar de seu. Realmente, vive o dos outros, principalmente o da mãe e o da prima(o) Ivana/Ivan (Carol Duarte). E nunca foi prometido algo diferente, até porque era uma personagem inicialmente nem pensada para ela --- e, sim, provavelmente, para uma intérprete menos conhecida.
Mas, apesar de representar um papel 'orelha', Juliana consegue bons momentos e vem protagonizando ótimas cenas ao longo da novela. Embora não tenha dramas para chamar de seus, a menina é um dos perfis mais interessantes do roteiro.

Talvez, inclusive, seja um dos melhores personagens 'orelhas' já desenvolvidos. E Glória, no capítulo deste sábado (30/09), resolveu presentear a atriz com várias cenas intensas, valorizando seu talento. O momento em que Simone se desesperou, após ter descoberto que Silvana tentou se matar, ingerindo vários comprimidos com álcool, foi comovente, destacando a total entrega de Juliana, que passou toda a dor e a angústia daquela filha, cuja principal característica é se preocupar com os outros. A garota ainda teve que acalmar o pai, Eurico, resultando em mais um emotivo instante ao lado do também ótimo Humberto Martins. Aliás, os dois repetem a boa parceria, após o sucesso de "Totalmente Demais", onde foram sogro e nora. Vale citar, ainda, a bronca que a personagem deu em Dita, deixando claro que a empregada mais prejudica que ajuda a patroa. Karla Karenina merece elogios também.

Simone é uma espécie de anjo da guarda de "A Força do Querer". E sua principal protegida é Ivana, que recebe o apoio da prima em todas as horas, sendo sempre seu ombro amigo. Todo o processo da descoberta da filha de Joyce (Maria Fernanda Cândido), que adotou o nome de Ivan assim que se viu como trans, contou com a cumplicidade da menina. As cenas das duas sempre são boas e, nesses instantes, Juliana funciona como escada. Ela cede espaço para a colega brilhar porque é justamente essa sua função nesses momentos. E ainda assim expõe competência, emprestando um pouco da sua experiência para a maior revelação do ano.

A sua sintonia com Lília Cabral é outro ponto positivo do enredo. A filha se comporta como mãe da mãe, pois é realmente isso que ela é. Silvana não se enxerga como uma viciada em jogo e sempre se acua quando é confrontada por Simone, uma vez que não suporta ouvir verdades. São sequências carregadas no drama e algumas até levemente cômicas. É sempre prazeroso vê-las juntas. Foi a menina, por sinal, que desmascarou recentemente a mãe, expondo a sua ajuda para a fuga de Bibi (Juliana Paes), mesmo sem ter imaginado o que se tratava.

A atriz é uma grata revelação do remake de "Ti Ti Ti" (2009), onde viveu a mimada e chata Valquíria, após ter feito pequenas participações em "Viver a Vida" (2009) e "Cama de Gato" (2009). Seu auge foi em 2012, quando caiu na boca do povo com sua inesquecível Fatinha, a carismática periguete de "Malhação Intensa". Em 2013, convenceu na pele da patricinha Lili, a mocinha da fracassada "Além do Horizonte". Ou seja, sua versatilidade já estava mais do que comprovada, apesar de alguns insistirem que ela só havia feito perfis cômicos. É mentira. E em 2015, a intérprete novamente se viu no centro das atenções com a impagável Cassandra, um dos melhores perfis da já citada "Totalmente Demais".

Agora, mesmo com um papel secundário, Juliana Paiva se destaca e comprova seu profissionalismo em "A Força do Querer". Simone é aquela amiga que todo mundo gostaria de ter e uma das pessoas mais íntegras da trama de Glória Perez. A atriz merece todo o reconhecimento por mais esse bom trabalho, engrandecendo seu currículo e aumentando sua experiência.


26 comentários:

Andressa Mattos M. disse...

Juliana está muito bem e esse texto veio a calhar.Hoje ela me fez chorar junto com ela. Mas ainda assim eu acho que Simone deveria ter uma trama própria. Gloria ficou devendo nisso.

Anônimo disse...

Concordo com a brilhante crítica. Ela prova que é uma atriz muito melhor que Marquezines da vida.

Johnny disse...

A Simone memso sem trama própria já entrou pra lista de boas personagens da Ju, pois ver o quão ela é maravilhosa no drama é prazeroso. Um verdadeiro show de atriz.

✿ chica disse...

Belo desempenho dela nesse papel! Linda atuação! abraços, ótima semana,chica

Juliana Rodrigues disse...

Juliana soube aproveitar muito bem as oportunidades de mostrar seu talento diante de uma personagem "orelha". Provou para o Brasil que ela merece muito mais que uma orelha. Merece o corpo todo!
Parabéns, Ju!

Malu disse...

Juliana deu azar pq Fatinha e Cassandra foram seus papéis de maior sucesso, e sim, inegavelmente, as personagens são exatamente a mesma coisa. Em Além do Horizonte, ela brilhou fazendo drama, mas como a novela era ruim e ninguém via, as pessoas preferiram falar que ela era uma atriz de um personagem só. Agora, atuando na novela mais assistida dos últimos tempos, ela tem uma nova oportunidade de fazer um papel diferente, dramático, que comprove seu talento e versatilidade. Merece muito sucesso SIM e concordo que atrizes mais hypadas não fariam metade do que ela fez no capítulo de ontem, aliás o próprio destaque que a Simone vem tendo é fruto do trabalho da Juliana. Em outras mãos a personagem seria uma mera "orelha" mesmo. Não espero uma trama própria pra ela à essa altura do campeonato, mas a atriz cumpriu brilhantemente seu papel. Orgulho dela!

Lulu on the sky disse...

Tá mais do que na hora da Juliana Paiva ser protagonista de uma boa trama das 21hs
big beijos

Valentina disse...

Juliana leu seu texto, divulgou e ainda disse que te acompanha. Que prestígio, Sérgio!!!!!!!!!

Kaio Alves disse...

Juliana Paiva ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤

Fernando Oliveira disse...

Gostei muito da Juliana Paiva em Além do Horizonte. Mas em A Força do Querer a Simone é só mais uma no meio da multidão. A personagem é importante nas tramas dos outros, pois é a orelha, aquela que tem que estar ali para um monólogo de um personagem importante. Ela mesma (a Simone) vive dos dramas dos outros. A atriz tem um fandom que a coloca no alto (ou a Fateenha tem) mas torço para que ela pegue uma protagonista e consiga seu próprio lugar ao sol.

Germana Araújo disse...

Olá Sérgio!!
O fato da Simone ser uma personagem "orelha" que ganhou algum destaque já é um sinal do excelente trabalho que a Juliana Paiva vem fazendo. Ela pode não ter uma trama própria, mas faz uma excelente parceria com a Carol Duarte e consegue se destacar nos embates da Simone com a Silvana. E no capítulo de ontem deu mais um show, seja com o Humberto Martins, a Karla Karenina, ou mesmo sozinha (naquela cena dela chorando no hospital deu vontade de abraçar a Simone e dizer que não era culpa dela! rs). Essa é, inclusive, uma ótima oportunidade dela mostrar o seu trabalho e ganhar, futuramente, um papel de destaque em uma boa trama.
No mais, é isso. Abraços!!

Debora disse...

Olá Sérgio tudo bem???


Gosto muito dessa atriz, acho fantástico os papéis que ela faz e esse não podia ser diferente!!!



Beijinhos;
Débora.
https://derbymotta.blogspot.pt/

Adriana Helena disse...

Olá Sérgio, como vai, tudo bem?
Texto irretocável, como sempre!!

Ah, você escreveu exatamente o que eu pensava desde o início da novela: como uma atriz do gabarito de Juliana Paiva poderia servir de escada para todo mundo nesta novel se ela é tão incrível e talentosa?
Ela não tinha história e sempre estava ajudando na construção dos demais papéis...
Mas agora entendi a sua importância nas últimas cenas de desespero pela mãe, que ela fez com o pai, e percebi o quanto é fundamental um papel de "Orelha". Obrigada pro me ensinar mais esta amigão!!

Adorei!!
Desejo uma semana incrível!!
Beijos!!

Sérgio Santos disse...

Entendo perfeitamente, Andressa!

Sérgio Santos disse...

Exato, anonimo!

Sérgio Santos disse...

Show msm, Johny!

Sérgio Santos disse...

Bjs, Chica!

Sérgio Santos disse...

Provou e comprovou, Juliana. bjsss

Sérgio Santos disse...

Orgulho msm, Malu!

Sérgio Santos disse...

Quem sabe, Lulu!bjsss

Sérgio Santos disse...

Eu vi, Valentina! Adorei!!!

Sérgio Santos disse...

Concordo, Kaio!

Sérgio Santos disse...

Tb gostei da Lili, Fernando.

Sérgio Santos disse...

Concordo plenamente, Germana!

Sérgio Santos disse...

Idem, Debora!!!

Sérgio Santos disse...

Eu que agradeço o carinho, Adriana. bjsssss