terça-feira, 13 de dezembro de 2016

"Rock Story" vem se mostrando uma agradável surpresa

A atual novela das sete estreou no dia 9 de novembro, ou seja, está há pouco mais de um mês no ar. E a trama da estreante Maria Helena Nascimento vem agradando bastante. "Rock Story" reúne elementos de um delicioso folhetim, ao mesmo tempo que foge das características das últimas produções da faixa. Afinal, a história não tem muito humor, não há excesso de cores ou casais adolescentes em posições de destaque e seu protagonista é um roqueiro falido quarentão. Para culminar, como o próprio título comprova, a trilha é composta por rock e pop.


A ousadia da autora é muito válida, mas vale ressaltar que não há nada de errado em ter personagens jovens protagonistas ou apresentar a comédia contrabalançando o drama. Afinal, o fenômeno "Totalmente Demais" foi um dos maiores acertos de 2016, reunindo um conjunto impecável que arrebatou o público. Já "I Love Paraisópolis" foi péssima e "Haja Coração" começou promissora, mas se perdeu por completo. Portanto, repetir fórmulas nem sempre dá certo, assim como fugir do comum pode ser um grave erro.

No caso da atual trama, houve uma nova proposta, cujo maior objetivo é mesclar a música com a dramaturgia, tendo uma premissa semelhante ao sucesso "Cheias de Charme", mas deixando de lado o tom caricato e carnavalesco da obra atualmente reprisada no "Vale a Pena Ver de Novo". Em "Rock Story há um tom mais 'sombrio', principalmente em torno do protagonista, que representa a figura de um ídolo que viu tudo o que conquistou escorrer pelos seus dedos.
Agressivo, impulsivo e autodestrutivo, Gui Santiago é a representação do anti-herói e não tinha como ser interpretado tão bem por outro ator. Vladimir Brichta está magistral nessa sua volta às novelas após onze anos dedicado aos seriados.

O protagonista tinha tudo para ser um chato irritante, mas a ótima construção da autora e brilhante interpretação do ator fazem do personagem o mais querido e cativante do enredo. Longe de qualquer maniqueísmo, Gui não é um mocinho íntegro e um poço de virtudes. Perde a razão com facilidade, foi um pai irresponsável por muito tempo, traía a esposa frequentemente e ainda ignorava a existência de um filho 'bastardo' com uma fã, pagando apenas a pensão do menino. Características que fariam qualquer um ser odiado pelo público. Mas não é. E simplesmente porque é humano e um tipo extremamente verossímil. Ser conquistado por ele é muito fácil e vale a pena torcer pela saga do roqueiro em busca da sonhada volta por cima.

O romance de Gui com a mocinha Júlia (Nathalia Dill ótima) encanta pela cumplicidade e companheirismo, sendo necessário citar a construção cautelosa da relação, evitando atropelos e sentimentos arrebatadores. Tudo vem sendo conduzido com competência, enfatizando ainda a relação repleta de química do protagonista com Diana (Alinne Moraes irretocável), diretora da gravadora Som Discos. A ex-esposa do roqueiro é um tipo dúbio excelente. Completamente apaixonada pelo ex-marido, a personagem o traiu com Léo Régis (Rafael Vitti muito bem), seu maior rival, com o único intuito de dar o troco pelas várias traições ao longo do casamento deles e também expor o quanto ela necessitava de atenção. Firme e algumas vezes arrogante, a elegante mulher tem um relação de gato e rato com o ex e ainda é alvo da paixão do vilão Lázaro (João Vicente Castro), empresário de Gui e Léo.

Aliás, o maniqueísmo é algo quase inexistente em torno dos perfis principais. Até mesmo Lázaro tem suas 'razões' para ser um canalha: a inveja que sempre sentiu de Gui, tanto no sucesso da banda que os dois tinham no passado, quanto na conquista de Diana, seu grande amor. Nem mesmo Júlia é um poço de integridade, uma vez que foi presa injustamente e fugiu da cadeia, assumindo a identidade de sua irmã gêmea. O próprio Léo Régis, que se mostra um deslumbrado egocêntrico, no fundo é um ingênuo. Já em torno de alguns coadjuvantes há a vilania clássica, como a do traficante Alex (Caio Paduan), que armou para a prisão da mocinha logo no primeiro capítulo em conluio com Lorena, a gêmea má --- um dos maiores clichês folhetinescos utilizado pela autora de forma inteligente.

A relação de Gui e Zac é mais um dos muitos atrativos da novela, pois a relação construída passo a passo conquistou logo no início. O pai que só conhece o filho quando ele já está crescido e largado pela mãe tem um bom elemento humanizador dos dois personagens. O roqueiro até então irresponsável se viu com um garoto para cuidar, enquanto o menino se deparou com um pai que nunca havia visto na vida. O relacionamento deles está a cada dia mais sólido, evidenciando a ótima sintonia entre Vladimir Brichta e Nicolas Prattes. Os atores estão perfeitos juntos e a formação da banda liderada por Zac se mostra com potencial de sobra para movimentar ainda mais o enredo, principalmente quando Gui conseguir arruinar Léo Régis usando a mesma arma do rival: o público adolescente a seu favor.

O drama paralelo de Nicolau (Danilo Mesquita) é outro acerto da trama. A luta solitária do menino contra o câncer comove e a sua entrada na banda de Zac o integrou ao núcleo central com competência. A sua relação com os pais ---- Haroldo e Gilda (ótimos Paulo Betti e Suzy Rêgo) ---- também funciona, sendo que ele se mostra bem mais maduro, em uma inversão de papéis interessante. Os únicos poréns foram a sua súbita recuperação após uma cirurgia (a doença voltará, obviamente, mas essa melhora foi feita de forma nada sutil) e o afastamento da médica Paula (Lana Rhodes), pois seria muito envolvente ver o nascimento de uma relação mais amorosa entre eles.

Vale citar ainda o show de Ana Beatriz Nogueira na pele da interesseira e possessiva Néia, mãe de Léo Régis. É mais uma mãe controladora que a atriz interpreta, entretanto, agora o drama ficou de lado e o foco é a comicidade. A atriz está aproveitando e mostrando o quão é versátil, mesmo vivendo um perfil parecido com os anteriores. Ela se apoiou nesse humor ferino que Eva ("A Vida da Gente") e Emília ("Além do Tempo") não tinham, protagonizando cenas impagáveis ao lado de Rafael Vitti, Marina Moschen (Yasmin) e Alinne Moraes (repetindo a maravilhosa parceria de "Além do Tempo", onde foram mãe e filha).

"Rock Story", bem dirigida por Dennis Carvalho e Maria de Médicis, tem se mostrado uma agradável surpresa, incluindo o fato do elenco ser bem enxuto. A estreante Maria Helena Nascimento está começando da melhor forma possível a sua carreira como autora solo e resta torcer para que o bom ritmo da novela se mantenha, assim como os atrativos conflitos da trama das sete.

37 comentários:

Italo disse...

Concordo com cada parágrafo!

Lisandra disse...

Mais um texto preciso.A novela tá mt boa e não dava nada por ela!!

Rafaella disse...

Assino embaixo. Já humilha Haja Coração inteira, mas não chega aos pés de Totalmente Demais na minha opinião.

Cássia disse...

É verdade, a novela é bem legalzinha e só acho muito chato aquele núcleo do JF e da irmã pilantra do Alex. Tirando isso é muito boa e tomara que não se perca porque ainda estamos bem no início.

Ramon Siqueira disse...

É simplesmente meu xodó da noite, amo demais...
Vlad fez do Gui o mocinho mais foda da década no horário das 7 (ao lado do Jonatas de TD+ e do Elano de CDC), ele é cativante e foge da chatice mesmo... Guilherme Santiago é a lenda do rock que nós respeitamos.
A Dill é encantadora e arrepiante como Júlia e Lorena, respectivamente. Ela está maravilhosa como as clássicas gêmeas.
Alinne é hipnotizante, bela, elegante e firme como a Diana... perfil rico irretocavelmente interpretado por ela.
Rafa é a comicidade dessa novela, o Léo dava raiva no início, mas a gente vê com clareza que ele é muito ingênuo, que foi enganado também pela música roubada. Desempenho brilhante do Vitti.
E o Nicolas né, botar ele e o Vlad em um potinho... ele emociona e diverte como o filho que se comporta como pai do roqueiro impulsivo, Zac ganhou um ator perfeito e a relação deles é a mais perfeita da novela.
PS: VÍCIOOOOOO EM DÊ UM ROLÊ, PITTY RANHAAAA

Clara disse...

Excelente crítica. Rock Story é mesmo ótima. Tudo é tão bem amarrado e os personagens são tão interessantes que não tem como não se apegar. Tomara que faça muito sucesso, essa merece. Agora, como a novela tá muito no começo eu tenho a impressão que pode haver uma reviravolta, tipo a Diana descobrir que o Gui nunca a traiu e foi tudo armação do Lázaro e lutar por ele, eu também já ouvi que o Lázaro vai se encantar pela Júlia, ou seja, muita coisa vai acontecer. Eu acho que não está tão certo que o Gui fica com a Júlia. Eu sei que você tem uma preferência por Gui e Diana por conta da química dos atores, será que eles tem chance de ficar junto no final?

Anônimo disse...

Não acompanho direito a novela, mas quando vi o personagem do Rafael Vitti morri de rir. Me lembrou, as vezes, o justin bibier

Anônimo disse...

de todas as novelas é a única que tem algo de repercussão, claro que não a novela não chega a ser um fenômeno como Totalmente Demais mas já é muito melhor que Haja Coração e I Love, é a única novela que merece algo de atenção mesmo já que demais são totalmente deprimentes.

porlapazyporlavida lc disse...

Zamenzito, Estou amando a novela, não perco um capítulo. Ressalvo toda sua crítica. Rock Story é ótima mesmo e merece todo o sucesso que vem tendo. Gui é muito apaixonante mesmo, um dos melhores mocinhos dos últimos tempos. Impossível não se emocionar e rir com as cagadas que ele dá. O Zac também é outro personagem encantador e a relação com o pai é mais bonita da novela. Somo também a sua crítica a relação de Gui com Nelson. Pense em um melhor amigo adorável. Sobre os casais, confesso que sou time Guiana, apesar de achar Guilia muito shippáveis... hahahaha. Mas é como você comenta no twitter, ambos os pares são extremamente shippáveis. Outro ponto positivo para mim é a relação de Diana com o pai. Acho bem bonita. Você vê o quanto os dois se importam um com o outro e o quanto Diana, as vezes, muitas por sinal, assume o papel de responsável. Já quero Zac e Yasmin formando casal. haha. Soube que eles formarão. Aliás, a Marina tá ótima como Yasmin, morro de rir com ela e com Léo, que, a meu ver, é como você disse, mais ingênuo do que egocêntrico.

Lulu on the sky disse...

Essa novela é a melhor atualmente. Vladimir brichta arrasando como protagonista.
big beijos

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Também gosto da novela e da mescla de atores veteranos e jovens.

Mírian B. Rosa disse...

Cadê a linha pontilhada para assinar? Fazia tempo que eu não me interessava por uma novela logo no primeiro capítulo! Essa tá fantástica!

Gressiely Borges disse...

Sérgio, primeiramente: vc escreve muito bem, sempre coerente, melhor crítico.

Quanto a RockStory, torcia pra novela dar certo pela Alinne Moraes haha da qual sou fã e a saudade dela não tinha passado com Além do Tempo. Contudo, absolutamente tudo me surpreendeu positivamente.
Quanto ao casal principal, mesmo amando a parceria da Alinne com o Vladimir, é coerente (e shipavel rs) o Gui e Julia (mas sou teamDiana sem qualquer imparcialidade hahaha).
Vladimir, Alinne (com imparcialidade, juro) e Nathalia estão muito adequados e o Vladimir está PERFEITO. Não consigo imaginar outra pessoa para o papel.

Em relação ao Leo Regis e Chiara que eram bem chatos no início da novela, esse tempo de novela me fez entender melhor os perfis, autora extremamente inteligente em ter "diminuído o tom" de ambos pra essa compreensão ficar mais clara. Acho que o Rafael Vitti está desempenhando o papel com excelência e graça, nesse caso literalmente falando, amo a família dele, um humor que eu vejo com naturalidade e adequado. Parece uma família "normal" rs
Não tem como shipa-lo com Diana pq são perfis muito diferentes (em tudo) e não vejo química, mas entendo esse relacionamento e a atitude de ambos. Não os imagino juntos no final.

Espero que a novela se mantenha firme e dinâmica.

Um abraço, sentimos sua falta nas noites de sábado no Twitter.

Matheus Nogueira disse...

érgio,quem são os culpados pelos fracassos de´´A Lei do Amor´´e´´Sol Nascente´´?

Marcia Pimentel disse...

Essa novela é muito divertida. Gosto muito dos personagens.
Abrçs

✿Blog: Autora Marcia Pimentel✿ ✿Instagram✿ ✿Twitter✿

Lina disse...

Concordo com qse tudo, exceto que Vitti, tá mt bem

Lina disse...

Concordo com qse tudo, exceto que Vitti, tá mt bem

Anônimo disse...

A meu ver, Rock Story é a única novela que presta atualmente, não somente você mas todos os críticos têm feito comentários positivos dessa novela. Agora, Sol Nascente e A Lei Do Amor infelizmente estão uma bosta total, sequer escutamos comentarem algo dessas duas tramas. Torço muito para que ano que vem tenhamos ótimas novelas no ar.

Sérgio Santos disse...

Valeu, Italo.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Lisandra.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Rafaella.

Sérgio Santos disse...

Tb não morro de amores, Cássia.

Sérgio Santos disse...

Mt bom seu comentário, Ramon!

Sérgio Santos disse...

Seria uma reviravolta interessante, Clara. Olha, eu torço pelos dois casais. Acho Gui e Júlia mt bonitinhos e ele com Diana têm uma química imensa. Mas acredito que tudo se encaminhe pra ele e Júlia msm.

Sérgio Santos disse...

Verdade, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Inifitamente melhor que HC e ILP, anonimo. Concordo.

Sérgio Santos disse...

Onde eu assino, porlapazyporlavida lc??? hahahahaha bjão

Sérgio Santos disse...

Fato, Lulu.

Sérgio Santos disse...

Idem, Elvira.

Sérgio Santos disse...

Que bom que gostou, Mirian. bjssss

Sérgio Santos disse...

Nossa, Ggressiely, que honra ler isso. Fico feliz de verdade. Obrigado pelo carinho. E que bom que sente minha falta aos sábados. rsrsrs E melhor ainda que gosta dos textos. Venha sempre. E eu tb amo demais a Alinne Moraes e concordo com absolutamente tudo o que vc escreveu. Bjão!!!!

Sérgio Santos disse...

Matheus, ALDA era uma novela excelente, apenas com pequenos defeitos. Agora está sofrendo mtas modificações desnecessárias. Não acho culpado pq a premissa sempre foi mt boa. Já Sol Nascente não chega a ser fracasso pq tá com uma boa média, mas tem repercussão nula e é uma das piores novelas das seis já produzidas. Culpa deles mesmo,m dos autores.

Sérgio Santos disse...

Tb acho, Marcia.

Sérgio Santos disse...

Sem problemas, Lina.

Sérgio Santos disse...

Tomara, anonimo.

Jordan Costa Oficial disse...

Adorei essa análise, essa novela é Mara, poderia perfeitamente ser das 9.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Jordan!