terça-feira, 21 de junho de 2016

Encontro de Miguel e Santo proporciona ótimas cenas em "Velho Chico"

A atual novela das nove segue com audiência indesejável e vários problemas aparentes, como ritmo arrastado e tramas tediosas. Porém, o folhetim de Benedito Ruy Barbosa consegue apresentar alguns bons momentos esporádicos, como foi o caso do capítulo desta segunda-feira (20/06). O esperado encontro de Miguel (Gabriel Leone) e Santo (Domingos Montagner) fez valer a espera, mesmo tendo sido uma 'apresentação' entre quase sogro e quase genro, ao invés de pai e filho, uma vez que ambos ainda desconhecem o laço sanguíneo que os une.


O rapaz tem flertado com Olívia (Giullia Buscacio), filha de Santo e Luzia (Lucy Alves), e a relação cada vez mais próxima deles fez com que o ousado garoto fosse até a casa do inimigo número um de seu avô Afrânio (Antônio Fagundes). O intuito de iniciar uma tentativa de apaziguar as relações se fez presente em todos os momentos e ele ainda fez questão de apresentar seu projeto de ajudar todos que fazem parte da cooperativa da região, comandada por Santo. Esse encontro proporcionou uma sucessão de ótimas cenas.

Primeiramente, Irandhir Santos, Domingos Montagner e Giullia Buscacio se destacaram quando a menina foi avisar que Miguel chegou. A indignação e a fúria de Bento foram mostrados por um sempre brilhante Irandhir, enquanto a surpresa de Santo foi exposta pelo talentoso Domingos.
Já Lucy Alves fez jus ao posto de maior revelação da novela e imprimiu com segurança todo o ódio que a sua personagem sente dos Saruê, principalmente de Tereza (Camila Pitanga), pois sempre soube que o garoto é filho de seu marido com ela. A atriz, aliás, nem parece que está estreando nas novelas.

Vale mencionar o belo trabalho da direção de Luiz Fernando Carvalho, que agiu em perfeita harmonia com a situação e as interpretações dos atores. O temporal combinou com o clima pesado que se instaurou naquela casa e os relâmpagos e trovões foram complementares na sequência em que Luzia vomita sua fúria e seu rancor. A intenção era justamente parecer uma bruxa ou uma figura assombrosa, atingindo o objetivo com louvor. Lucy e o diretor estavam inspirados.

Domingo Montagner e Gabriel Leone, no entanto, foram os protagonistas da cena mais longa. O encontro de pai e filho mesclou instantes tensos com outros que intercalaram desconfiança e aparente identificação imediata. O responsável pela cooperativa e o sonhador agrônomo não divergiram em quase nada, surpreendendo Santo, que também ficou pasmo com a coragem do garoto. O laço genético acabou falando mais alto em uma situação tipicamente folhetinesca. Os atores convenceram em uma cena onde a contenção das emoções era fundamental para o êxito da mesma. Gabriel, aliás, vem de um elogiado trabalho em "Verdades Secretas" e Domingos deu um show ano passado em "Sete Vidas", vivendo o complexo Miguel, seu melhor papel.

Ainda houve uma grande cena de Lucy Ramos com a talentosa Zezita Matos, quando Luzia tentou manipular Piedade a seu favor. Já Domingos teve a oportunidade de brilhar novamente no momento de cumplicidade entre pai e filha: Santo e Olívia tiveram uma conversa sincera sobre Miguel e falaram completamente 'desarmados'.

Embora continue com todos os seus problemas e falhas, "Velho Chico" apresentou ótimas sequências nesta segunda, destacando todos os atores envolvidos, além da boa direção de Luiz Fernando Carvalho. Domingos Montagner, Gabriel Leone, Lucy Alves, Irandhir Santos e Giullia Buscacio foram responsáveis por cenas merecedoras de vários elogios e fizeram o capítulo valer a pena.

28 comentários:

Vivian disse...

Eu já achei um horror. Tudo exagerado e todo mundo parecendo maluco com exceção dos filhos.

Michele disse...

Endosso o texto, embora ache essa novela um tédio.

Paula disse...

Eu não vi o capítulo todo porque não tive paciência porque essa novela dá sono mas a cena da Luzia endemoniada eu vi e adorei. Lucy Alves é maravilhosa.

✿ chica disse...

Adorei esse encontro.Forte, marcante, esperando a continuação por lá...abraços, chica

Junior Neves disse...

Uma ótima cena mesmo, muito bem dirigida e com atuações impressionantes , especialmente do trio Domingos Montagner , Irandhir Santos e Lucy Alves. A repercussão na internet ontem também foi positiva . Espero que os autores da novela tenham entendido o recado : o público queria e quer justamente o que aconteceu ontem , dinamismo

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Sérgio...apesar do destaque principal ter sido as cenas do encontro de Miguel e Santo, Domingo Montagner e Gabriel Leone, onde os atores convenceram, no entanto, nesse capítulo, dou, também, uma menção-destaque para Lucy Alves , que, realmente, nem parece/ia ser uma estreante . Obrigado pelo carinho, belos dias,abraços!

Olímpia Menezes disse...

Vc não gosta da novela, mas elogia quando merece. Isso é imparcialidade, Sérgio. Parabéns.

Pâmela disse...

Adorei o texto, como sempre, Sérgio.
Velho Chico tá um tédio sim. E todos sabíamos que seria assim porque conhecemos o estilo do Benedito. Apesar disso, os atores estão dando show atrás de show. Sempre bom ver bons atores em cena. Ainda acho que foi um erro colocar o Montagner nessa novela e tira - lo de "A Lei do Amor". O personagem dele prometia muito. Marcos Palmeira poderia muito bem ter ficado com o Santo, tem uma boa química com a Camila. Queria destacar tb o Marcelo Serrado, que tem feito o que pode com um personagem que mal tem história pra contar. Ele merecia mais.

Mudando um pouquinho de assunto:
Queria destacar o trabalho do Eriberto Leão aqui. Ele subiu demais no meu conceito. O acompanho desde da época de Cabocla e gostei bastante do desempenho dele como Tomé, curti ele em Sinhá Moça e mais ainda em Paraíso. Comecei a pegar implicância quando ele fez o mocinho (chaaaaaato) de IC e logo depois fez aquele arremedo de remake "Guerra dos Sexos". Pra mim ele só servia pra fazer novela do Benedito, tinha o perfil ideal. Mas depois de Malhação (que de certa forma, ele fez o mocinho "adulto" da temporada) tenho curtido muito o trabalho dele. Ele tá fantástico como o picareta de EMB, tem feito belas parcerias e o mais importante em nada lembra o Gael. Teve pouco tempo pra se distânciar do personagem e conseguiu fazer isso bem demais. O que aconteceu foi que nem o Silvio, nem o Gilberto souberam valorizá - lo , o que é uma pena. Muito bacana a virada que ele deu na carreira. Virei fã!
Desculpa o textão hahahaha

Fábia disse...

Não vejo essa novela horrivel, mas depois de ter lido esse texto fiz questão de ver duas cenas: da Luzia surtada e do Miguel com Santo. Agora posso dizer que concordo com vc.

Murilo disse...

Eu não tive tempo para comentar sobre "Liberdade, Liberdade" (acho que a maioria das pessoas tem esse problema), mas concordo com tudo o que você escreveu e o mesmo vale para "Velho Chico".

William O. disse...

Novela ruim demais que os pseudocríticos lambem só pra se mostrarem "inteligentes". Mas a novela é ruim e é perceptível.Apesar de não ver mais essa trama, eu acredito na sua opinião e devem mesmo ter sido boas essas cenas. Mas foi uma exceção.

Bell disse...

Assisto pouco mas acho esses atores lindos demais rs...
Fora que a trama vai esquentar qdo for revelado a paternidade e o lance com a irmã.

bjokas e uma ótima tarde =)

Bárbara Nassar disse...

Confesso que só estou vendo um episódio ou outro. A novela não está me prendendo, saudades de totalmente é demais.

beijos, Love is Colorful

Anônimo disse...

Novela insuportável! Os atores estão excelentes, mas a novela não me agrada mesmo. Aliás, as tramas do BRB é sempre o mais do mesmo. Haja saco pra aguentar.

Sérgio Santos disse...

Entendo, Vivian. bjs

Sérgio Santos disse...

Eu tb acho, Michele.

Sérgio Santos disse...

A Lucy é a grande revelação da novela, Paula.

Sérgio Santos disse...

Foi mesmo, Chica. bjs

Sérgio Santos disse...

Pois é, Junior.

Sérgio Santos disse...

A Lucy foi uma grata surpresa dessa novela, Felis. abçsss

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Olimpia. Tento ser justo. bjs

Sérgio Santos disse...

Desculpa nada, Pâmela. Comente quando e o quanto quiser, eu gosto muito. E eu tb acho um absurdo o Domingos ter perdido o vilão da próxima pra fazer esse Santo. O Palmeira poderia ser mt bem. E eu nunca fui fã do Eriberto. O acho um ator regular. Tb gostei dele nas novelas do Benedito, embora os perfis fossem parecidos. Em IC e GDS ele esteve péssimo e em Malhação ele teve seu grande momento. Agora tb curto ele como Eriberto, embora não ache incrível. Acho bom. Apenas. Bjão!!!!

Sérgio Santos disse...

Que bom, Fábia. bjs

Sérgio Santos disse...

Fico feliz, Murilo!

Sérgio Santos disse...

Obrigado pela confiança, William!

Sérgio Santos disse...

Tomara que esquente msm, Bell. bjsss

Sérgio Santos disse...

Não prende vc e não prende mta gente, Bárbara. É mt fraca e tediosa. bjs

Sérgio Santos disse...

Tb não curto as tramas do Benedito, anonimo.