sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Marco Pigossi se destaca com a virada de Dante em "A Regra do Jogo"

A missão de Marco Pigossi não era nada fácil: interpretar um policial passivo, alheio a todos os acontecimentos da novela. Ou seja, um investigador que era facilmente feito de trouxa por todo mundo. Porém, apesar do ingrato perfil, o ator conseguiu mais uma vez mostrar o seu talento e pôde se destacar ainda mais nesta semana de "A Regra do Jogo", a partir do momento que o seu personagem finalmente descobriu que Romero Rômulo (Alexandre Nero) é membro da facção.


Dante passou a trama inteira sendo enganado e não conseguindo ver o que estava diante de seus olhos. Mesmo constantemente alertado por Juliano (Cauã Reymond) e Belisa (Bruna Linzmeyer), o policial se negava a acreditar em várias evidências a respeito da facção, inclusive a respeito de Orlando (Eduardo Moscovis). João Emanuel Carneiro abusou da paciência do telespectador e demorou demais para fazer um dos principais mocinhos da trama acordar. Mas, apesar de toda a demora, é preciso ressaltar que Marco protagonizou várias cenas boas.

O ator fez muitas sequências ótimas com Cauã, Bruna, Carolina Dieckmann (Lara), José de Abreu (Gibson), Renata Sorrah (Nora), Du Moscovis, entre outros. Só que o grande momento do intérprete na novela veio mesmo com a aguardada cena da descoberta do policial, que flagra o pai de conchavo com Tio (Jackson Antunes).
Marco Pigossi se entregou e aproveitou a esperada hora da melhor forma possível. Ele demonstrou com brilhantismo toda a perplexidade de Dante ao ver Romero fazendo o 'símbolo' de "Vitória na guerra" durante uma conversa com um dos principais membros da facção.

A constatação de que foi um idiota e que idolatrava um pai que nunca existiu provocou um choro compulsivo, muito bem interpretado pelo ator. Vale elogiar também o instante que Dante desabafa com Juliano, recebendo apoio do amigo, que viveu uma situação praticamente igual quando descobriu que Zé Maria (Tony Ramos) era um marginal perigoso. Foi praticamente impossível não ter sentido pena do personagem, após vários meses provocando irritação em virtude da imensa 'burrice'.

E outra grande cena foi quando o policial segurou sua imensa raiva quando Romero colocou a mão em seu ombro, falando com o filho sem nem imaginar que ele já sabe sobre sua ligação com o crime. O olhar de ódio lançado pelo ator fez toda a diferença na cena, que marcou o recomeço da trajetória do personagem, pois o policial finalmente deixou a posição de 'enganado', passando a integrar o time dos 'vingativos', se aliando definitivamente a Juliano. A sequência do Marco com Bruna Linzmeyer, quando Dante chora e é consolado por Belisa, também merece uma menção especial.

Após ter estreado na Globo em "Um só Coração", minissérie de 2004, Marco Pigossi já fez sete novelas e outra minissérie ("Queridos Amigos"). Ele sempre se mostrou um ator dedicado e se destaca sempre em seus trabalhos. O mais marcante personagem do ator até então foi o espalhafatoso Cássio, de "Caras & Bocas", cujo bordão "Rosa Chiclete" caiu no gosto popular. Mas o intérprete também brilhou em "Ti ti ti" (onde viveu o Pedro Spina), "Gabriela" (vivendo o íntegro Juvenal) e "Sangue Bom" (interpretando o florista Bento).

Agora, em "A Regra do Jogo", Marco Pigossi se encontra em um ótimo momento e, apesar do exagero no excesso de ingenuidade do policial, pode-se constatar que Dante entrou para a galeria de excelentes personagens do ator. Ele vem brilhando desde o início e ganhou ainda mais destaque nos últimos capítulos, fazendo jus ao grau de importância do papel que ganhou de João Emanuel Carneiro.

50 comentários:

Juliana disse...

Ele se destacou mesmo e após tanto tempo sendo um idiota parece que acordou. E junto com ele a audiência da novela parece ter acordado também porque deu 35 pontos em SP e 40 no RJ ontem. O autor salvou o horário global.

Flávia disse...

Finalmente ele teve a chance de mostrar o ator talentoso que é. Adorei o texto, Serginho. Bjkkkkkks

Anônimo disse...

OBA! ADOREI ESSE TEXTO.

Anônimo disse...

Ele é incrível! É seu 3º protagonista mocinho em 03 anos, o que deve ser bem dificil pra um ator pra manter a qualidade sem cair na mesmice e ele tem dignidade em todos!

Essas ultimas cenas lembram quando ele descobriu a verdadeira Amora, Pigossi tb fez muito bem um Bento magoado, principalmente na cena em que eles discutem feio e a Amora confessa tudo!

Enfim, ele deve tirar umas longas férias e tomara que volte em um papel do tamanho dele: grande!

Anônimo disse...

Excelente texto! Marco Pigossi é um dos melhores atores da sua geração e se destaca em todos os papeis que faz! Que o próximo papel dele seja igualmente grande e de destaque e ele ganhe os prêmios que tem merecido!

Yasmin disse...

Concordo, Sérgio. E ainda tenho saudades do casal Bento e Amora em Sangue Bom!

Anônimo disse...

Marco Pigossi é um ótimo ator. Mesmo com seu 3 mocinho banana, o ator da muito credibilidade a todos seu personagem. O Dante é bananão,. mas ele tá bem demais. Merece todo o destaque que está tendo.

Fernanda disse...

Ele tá muito bem mesmo. Mereceu todos os seus elogios. Mas eu já não tava aguentando mais o Dante. Até que enfim acordou.

jlgiam disse...

Marco Pigossi realmente tem feito ótimas cenas em "A Regra do Jogo", principalmente nos momentos em que Dante explode de raiva. Mas acho que está na hora de ele aceitar outro tipo de papel que não seja o do herói trouxa. Isso ele já mostrou várias vezes que sabe fazer muito bem.

Sérgio, queria te sugerir que você fizesse um texto sobre o Tony Ramos também(se vc puder, é claro). O vilão Zé Maria é o papel que faltava na carreira desse grande ator, embora poucos. Apesar de ser um bandido sanguinário, ele sempre mostrou uma ponta de humanidade, principalmente ao defender os dois filhos. E esse processo de humanização do personagem está sendo mais comovente do que o do Romero, que na minha opinião que só vai se redimir de verdade se morrer no final. Até o próprio Alexandre Nero acha isso.

Fabiana disse...

Sérgio,o ruim de personagens assim é que muita gente acaba confundindo personagem com ator
(mesmo caso pra Vanessa Giácomo como Toia), por exemplo: no comentário da Juliana: "ele se destacou mesmo e após tanto tempo sendo idiota parece que acordou". Bem, quem se destacou foi o ator, mas ele não tava sendo idiota e nem tava dormindo para ter que acordar :).
E palmas pra paciência do Pigossi também, que já teve que responder entrevista do Uol do porque o personagem ser tão ingênuo. Perguntar ao João Emanuel Carneiro ninguém foi.

Para o anônimo que falou em três mocinhos bananas e para jlgiam que falou em heróis trouxas, tenho que fazer uma defesa: quem achava o Bento um banana/trouxa só pode ser porque não gostava da Amora*_* e não se conformava do personagem acreditar mais nela que na história do Fabinho ser inocente e não se conformou com o final lindo de Bento e Amora. O Bento não era banana/trouxa. Ele era super chato quando criticava o estilo de vida Amora e quando ficava com aquele papo de ONG Zzz com a Malu Zzz. Chato sim, nessas situações, banana não. Ele amava a Amora :))). E o personagem dele na novela anterior (aquela coisa tosca e pavorosa chamada Boogie Oogie), por culpa única exclusiva do autor Rui Vilhena, quase não tinha função na trama (principalmente quando tudo ficou resumido ao "segredo da Carlota), mas não era banana/trouxa ;)

Fazer mocinho é difícil. Ele vem de uma sequência e mesmo assim não tem se repetido. Mas merece um personagem que não seja outro um mocinho. E que deem umas longas férias pra ele senão a gente se cansa de ver ele todo ano na TV.

ONG ALERTA disse...

Excelente trabalho...
Abraço Lisette.

Maíra disse...

Verdade! Marco Pigossi deu show, é um ótimo ator e fez bonito sempre. E concordo com a Fabiana quando criticam o "burrice" dos personagens, o responsável por isso é pura e exclusivamente o autor que conduz a história, o ator ta ali para dar vida aquilo que o autor escreve, por mais que existam piadas e tudo mais ele tem que fazer o que lhe mandam, o mesmo aconteceu com a Débora Falabella com a Nina, principalmente no lance do pen-drive, a atriz viveu um dos melhore momentos da carreira naquela novela, mais foi alvo de piadas por conta da burrice (aí sim, sem aspas) do autor. E por outro lado é preciso dar uma credito a história do personagem ir fundo nele, quem desconfiaria do próprio pai, sendo ele ainda um herói do povo (pois até o povo o idolatra) uma pessoa de bem que ajuda os outros? Como diria Glória Perez: é preciso voar, rss. É preciso entender todas as nuances e as profundezas dos personagens. Com o Bento foi a mesma coisa, eu achava crível ele acreditar na Amora, a trama tava bem amarrada e eu achava convincente a "cegueira" dele por ela.
Mas voltando ao Marco e as cenas recentes, merece todos os aplausos pelo show que deu e por todo o trabalho em A Regra do Jogo.

E gostaria de aproveitar para destacar a Renata Sorrah, acho que é o primeiro grande papel dela depois da Nazaré, uma mulher do bem com uma história própria cheia de tramas e que tem possibilitado grandes cenas para ela arrasar. Aguardo ansiosamente o encontro de Nora com a Kiki. Embora ela tenha tido papéis grandes, todos ficaram aquém e esse finalmente é um bom papel pra ela, e olha que começou chinfrim e eu achei que mais uma vez ela apenas faria mais uma novela sem brilhar.

✿ chica disse...

Realmente ele está muito bem! abração,chica

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Concordo que as últimas cenas exigiram mais de Marco Pigossi e que, então, ele pôde dar maior força e personalidade ao seu personagem. Ele é um ótimo ator e, sobretudo, um "gato"-rs.

Ótimo final de semana.

Abraço.

Ed Taborda Assunção disse...

O Marco Pigossi é um ator maravilhoso e consegue se destacar sempre. Mesmo em papéis fracos como o Rafael de Boogie Oogie e esse Dante de A Regra do Jogo ele consegue brilhar. Já tava mais do que na hora do Dante descobrir a verdade, esse foi um dos personagens mais burros da história da teledramaturgia. Coisas óbvias que estavam no nariz dele e ele não percebia. Mas enfim essa fase acabou. Agora só falta a idiota da Tóia descobrir tudo. E devo concordar também com o comentário da outra leitora, esse é o maior papel da Renata Sorrah desde a Nazaré. E olha que ela começou sem sal e sem açúcar nenhum, prometendo mais outra personagem flopada. Mas ela vem se destacando cada vez mais e torço pelo reencontro com a Kiki. A novela tá ficando cada vez melhor, ainda não tá boa, mas tá mais digerível que antes.
abraços

Rita Sperchi disse...

Bom domingo Serginho querido, è bom falar
de bons atores, gosto dele acho que atua divinamente
apesar de náo gostar muito dessa novela tenha meus
preferidos sim,um pouco tolinho pq è difícil vc
desconfiar do próprio pai.....Vamos ver como fica daqui pra frente
Uma bela postagem gostei
Bjuss de bom domingo
Rita

Lulu on the sky disse...

Gosto muito da versatilidade do Marco Pigossi, ele está ótimo.
Big Beijos
LULU ON THE SKY

Anônimo disse...

Gostei dessa virada do Dante,o ator por fim pôde se destacar.Mas tenho minhas dúvidas se realmente o personagem Dante ficou mais esperto depois de descobrir sobre seu pai,é bem provável que o personagem continue tendo esses irritantes lapsos de burrice,pelo que andei lendo nos resumos da novela Dante continuará a cometer alguns erros,sei não.

mineiro disse...

Novelinha ruim, sô...

MARILENE disse...

Sergio, eu não me conformava com os olhos fechados do policial. Aquilo extrapolava tudo que se pode esperar de alguém, em qualquer profissão. A cena em que ele comprova que Romero é do crime foi muito boa. Vamos ver, daqui para a frente, o que acontecerá. Bjs.

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Concordo plenamente, Sérgio. Marco Pigossi tem dado shows de atuação, desde que Dante descobriu quem é o pai, na realidade.

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

olá amigo! Eu adoro o ator e já estava na hora dele descobrir, a novela está ótima! Abraçoss

Matheus Nogueira disse...

Sérgio,a Larissa Manoela está incomodando muita gente no SBT.no Domingo Legal ela obrigou o Portiolli e as repórteres a chamá-la de Lari,durante sua festa de 15 anos.isso está incomodando muita gente na emissora.e ainda por cima,a própria Larissa postou uma foto nua na banheira,e isso está incomodando muitos de seus fãs,inclusive a mim.não fica a impressão de que a fama está subindo na cabeça dela,Sérgio?por quê?

Anônimo disse...

Zamenza, não vale chamar o Dante de mula ao ao contar a história do Romero pro Gibson se vc mesmo não achou nada de mais quando a Belisa insistiu que o Dante contasse o que estava acontecendo e até achou a cena linda, né? rs. Ou quando ele contou a verdade para a Toia, quando o Juliano contou a história para a Adisabeba e quando a Belisa contou pra Nora e pra Nelita. É facil achar normal e lindo o resto quando a gente sabe que essas personagens não fazem parte da facção e achar que é burrice dele contar para o Gibson quando sabemos a verdade. Ainda que seja errado contar coisas sobre as descobertas para qualquer pessoa, por que o Dante acharia que grave contar isso para o avô, justamente a pessoa que sempre manifestou uma postura de desconfiança com o Romero?

Rip disse...

Percebi o talento de Marco Pigossi desde quando ele fez "Caras e bocas' e "Ti ti ti". Se você pegar cenas de todos os personagens dele desde a primeira, vai ver que ele deu nuances tão próprias a cada um que às vezes dá para se perguntar: "Caramba, é o mesmo ator?" Observem as diferenças: Cássio era o gay espalhafatoso e viciado em moda, mas que também tinha conteúdo e humanidade (admito que torci para que rolasse um beijo na cena final entre ele e André); Pedro era o hétero pegador, estiloso e meio sacana, com toques de vilania; Rafael ("Fina estampa") era o "cafa" alpinista social, pobre e meio inescrupuloso, mas que acaba tendo uma redenção convincente através do amor; Juvenal ("Gabriela"), era o rapaz rico e bem-educado, que trouxe da capital uma pureza que o tornava imune aos pecados de seus antepassados, mas que nem por isso o tornava fraco - as cenas em que enfrentava o irmão, o pai e a avó de mau caráter para defender Lindinalva mostraram que ele era mais digno e corajoso que todos eles; Bento ("Sangue bom") era o rapaz correto e carismático, embora um tanto ingênuo (nessa parte o erro foi dos autores, acredito que não tinha chance de Amora emplacar como mocinha se já começava a novela sendo detestada por Maria Adelaide Amaral - e o fato é que não faltaram pessoas confiáveis, como Malu, Madá e Giane, dizendo a ele que ela não prestava); o Rafael seguinte, de "Boogie Oogie", que conseguiu passar virilidade e caráter apesar das limitações do personagem; e mesmo Dante, que apesar de ter cometido erros também conseguiu despertar a simpatia do público. Ô, cadê os diretores de cinema que não chamaram o moço para fazer nenhum filme?

É uma pena que não existe praticamente nenhuma chance de fazerem uma nova versão de "Selva de pedra" - Ele seria o Cristiano Vilhena "século XXI" perfeito.

Sérgio Santos disse...

É mesmo, Juliana.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Flavia.

Sérgio Santos disse...

Fico feliz.

Sérgio Santos disse...

Com certeza é complicado, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Merece sim, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Tb sinto, Yasmin.

Sérgio Santos disse...

Tb acho que merece.

Sérgio Santos disse...

Mas ainda continua palerma, Fernanda. rs

Sérgio Santos disse...

Posso sim, JLgiam. Em breve postarei. abçssss

Sérgio Santos disse...

Fabiana, ótimo comentário. =)

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Lisette.

Sérgio Santos disse...

PERFEITO, Maíra. E de pleno acordo sobre Renata Sorrah. Finalmente foi valorizada.

Sérgio Santos disse...

Beijão, Chica.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Vera.!

Sérgio Santos disse...

É um ótimo ator mesmo, Ed.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pela mensagem, Rita.

Sérgio Santos disse...

Tb, Lulu.

Sérgio Santos disse...

É, ele continua meio burro mesmo, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Aguardemos, Marilene.

Sérgio Santos disse...

Exato, Elvira.

Sérgio Santos disse...

Já tinha passado da hora, Kellen. bjs

Sérgio Santos disse...

Matheus, não vejo sentido algum ela querer ser chamada de Lari. É Larissa e pronto.

Sérgio Santos disse...

Sim, anonimo, mas ele abusa da burrice msm.

Sérgio Santos disse...

Rip, mt bom o seu comentário. Gostei.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.