quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Bianca Bin mostrou uma nítida evolução em "Boogie Oogie"

"Boogie Oogie" está chegando ao fim e a reta final da trama de Rui Vilhena se resume ao desgastado e onipresente segredo de Carlota. Todos os personagens estão em função deste cansativo assunto, o que implica em um esvaziamento do roteiro e perda de função de vários personagens. Entretanto, apesar das várias falhas, a trama teve alguns destaques, entre eles Bianca Bin, que brilhou na pele da patricinha Vitória.


A personagem começou com ares de vilã, mas depois começou a apresentar traços de humanidade e carência afetiva. Bianca soube aproveitar a oportunidade dada pelo autor, conseguindo se sobressair nas muitas cenas que contavam com sua presença. Este papel foi um dos principais da história e exigiu bastante da atriz, principalmente nos momentos dramáticos, que foram inúmeros.

Porém, infelizmente, Rui não soube conduzir os rumos da filha de Beatriz (Heloísa Périssé) e jogou fora a interessante complexidade da patricinha ao transformá-la em uma obcecada por Rafael (Marco Pigossi), além de colocá-la como detetive em busca do famigerado segredo de Carlota.
Mas, apesar destes equívocos no desenvolvimento de Vitória, não há como negar o bom desempenho da intérprete. Ela se dedicou e mostrou que evoluiu muito.

Pode-se constatar, inclusive, que Bianca Bin está em seu melhor momento na carreira. A atriz começou insegura na novela, entretanto, aos poucos, foi dominando a personagem à medida que a história se encaminhava, até se tornar um dos destaques do elenco. Os embates protagonizados pela garota mimada e Carlota proporcionam boas sequências, tanto para ela quanto para Giulia Gam, assim como os instantes de cumplicidade entre a menina e Beto (ótimo Rodrigo Simas) evidenciam o bom entrosamento da intérprete com seu colega de cena.

Antes de acrescentar Vitória em seu currículo, a jovem atriz interpretou Amélia, em "Joia Rara" (2013), e esta mocinha foi muito bem defendida por ela, que teve uma química bem interessante com Bruno Gagliasso (Franz). Já em "Guerra dos Sexos" (2012), deixou a desejar na pele de sua primeira vilã: a ambiciosa Carolina ficou uma boa parte da trama fora do tom e a insegurança da atriz transparecia para o telespectador. Perto da reta final, no entanto, houve uma evolução e vale elogiar a cena em que Nieta rasga o vestido de noiva de sua filha ---- homenagem ao fenômeno "Vale Tudo" ----, onde Drica Moraes e Bianca se destacaram.

Mas sua estreia na televisão foi em "Malhação", na fraca temporada de 2009, quando deu vida a Marina, protagonista insossa da história. Com um desempenho apático, a menina não convenceu. No ano seguinte, ela ganhou a oportunidade de participar de uma novela no horário nobre. Na bem escrita "Passione" (2010), interpretou a dissimulada Fátima, e, embora tenha melhorado, teve uma atuação apenas regular. Em 2011, viveu a irritante Açucena, mocinha do sucesso "Cordel Encantado", deixando muito a desejar. Seu desempenho corporal (saltitava e se mexia demais em cena) lhe atrapalhou muito, comprometendo seu desempenho.

Ou seja, observando a ainda curta carreira de Bianca, fica claro que sua evolução começou a ser observada nos últimos meses do remake de "Guerra dos Sexos". A partir daquela novela, foi possível constatar que a atriz tinha talento para as artes cênicas e precisava apenas de experiência para amadurecer na profissão.

Com a Vitória, de "Boogie Oogie," Bianca Bin mostrou que aprendeu com seus últimos trabalhos e ainda tem muito o que apresentar para o grande público. Vivendo um bom momento profissional, a atriz faz por merecer o destaque na novela das seis que está perto do seu desfecho.

33 comentários:

William O. disse...

Fiz questão de ver no site a tal parte que a Carlota revela o seu segredo. Que coisa ridícula! E a parte que ela esconde deve ser o tráfico de jóias que ela faz. Tanta enrolação pra isso... Mas sobre o texto, Bianca melhorou mesmo mas ainda acho longe de ser uma grande atriz.

João disse...

Ela melhorou muito porque antes era uma atriz ruim que só. Essa novela nem dá pra assistir de tão ruim que é mas é bom saber que ela evoluiu.

Anônimo disse...

Atriz ruim numa novela pior.

Elaine disse...

Gostei do texto e tenho as mesmas impressões que vc com uma única discordância; achei que ela também não foi feliz com a Amélia. Agora eu considero o primeiro acerto dela. Concordo que a ambiguidade atrativa da personagem foi jogada fora quando o autor criou aquela doença fake besta e essa obsessão pelo Rafael é uma doença que deixa qualquer personagem chato. Já bastava aquele Pedro... Bianca está muito bem. Evoluiu e amadureceu.

Anônimo disse...

A Bianca está bem e evoluiu realmente, mas não é qualquer um que consegue criar um personagem ambíguo com competência. Esse autor não é um deles. Era um papel promissor que se perdeu.

Denner disse...

Ela em Malhação foi muito mal mesmo e em Guerra dos Sexos nem vi. Mas em Passione também achei ruim. Agora ela parece outra atriz. Mais amadurecida e segura. Não é ainda uma atriz incrível, mas tá melhorando.

F Silva disse...

Algo a comentar...

Bianca Bin é ótima atriz.

Discordo absolutamente que a atriz começou insegura, ela dominou a Vitória desde o início. Sempre teve o tempo e o tom da personagem na medida certa.

Discordo também que Rui não soube conduzir os rumos ou que houve equívocos no desenvolvimento dessa personagem. Esse erro ele cometeu com a Sandra da Isis Valverde, com a Vitória não.

Concordo com os embates protagonizados e pelas boas sequências e perceba que não foi só com a Giulia Gam ou o Rodrigo Simas apenas. Bianca teve ótimas cenas com quase todos os personagens que participaram do bom desenvolvimento da história da Vitória como a avó Beth Faria, o pai Marco Rica, a amiga Alice Wegman, a mãe Heloísa Perissé, o cúmplice José Loreto, o bandido Oswaldo Mil, o amado Marco Pigossi, com o pai Daniel Dantas, com o quase pai Caco Ciocler e com os irmãos José Victor Pires e Giovana Rispoli.

Bianca Bin tem talento sim e não é de hoje não, tanto que os diretores reconheceram isso e ela já está concluindo sua terceira protagonista.

Vida longa e sucesso a Bianca Bin.

Um grande abraço...

Anônimo disse...

Achei a Bianca Bin boa na novela desde o início e também acho esse o melhor personagem da carreira dela até agora. Nem assisti a temporada de Malhação que ela protagonizou por que lembro que era horrível, em Passione ela foi bem, em Cordel Encantado achei ela razoável, mas a mocinha que era muito ruim mesmo. Achava Guerra dos Sexos horrível e a personagem dela também, fora que parecia que ela tava com medo o tempo todo, era insegurança, sei lá. Em Flop Raro ela tava boa, mas a mocinha era uma Açucena 2 e era a mesma coisa de Cordel Encantado, só que nos 40. Agora em Boogie Oogie achei ela boa na personagem e o entrosamento com todos os atores que ela contracenou foi bem bom também. Só achei a história da falsa doença uma besteira, mas enfim. Pra ser obcecado já bastava o Pedro.
Acho que ela deve dar um tempo na Tv, pois desde que estreou na Tv ela vem emendando uma novela na outra...
Abraços
Ed

Reinaldo SP disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Reinaldo SP disse...

Olá Sérgio, achei interessante o seu ponto de vista com relação ao desempenho de Bianca Bin. Confesso que não curti os primeiros trabalhos da atriz, esteve apenas regular em Passione, Cordel Encantado e Guerra dos Sexos, mas, a partir de Joia Rara, começou a mostrar uma nítida evolução.
Para o papel de Vitória em Boogie Oogie, logo após o fim de Jóia Rara, a atriz teve pouco tempo para descansar a imagem. À princípio, enxergava muitos traços de Amélia na Vitória mas, com o passar do tempo, a atriz soube dar rumos diferentes à personagem e, depois, em nada lembrava sua personagem anterior.
A fixação de Vitória com o protagonista acabou esvaziando-a com o passar do tempo ainda mais levando em conta que ninguém torcia por um romance desta com o protagonista, todos preferiram a Sandra mesmo. O grande trunfo da personagem foram os embates que teve com sua mãe Carlota, mas, infelizmente, até mesmo isso se desgastou nos últimos meses.
Se por um lado a trama tomou rumos errados, por outro lado a atriz pode mostrar um pouco mais de seu talento.

Kauê disse...

Olha Sérgio, achei ela bem ruim no começo da novela e ainda não acho lá grandes coisas, alterna entre altos e baixos. A personagem até era interessante e essa complexidade dela tinha tudo pra dar certo, mas não foi bem conduzida pelo autor! Em "Malhação" ela também não foi bem alias aquela temporada foi mt ruim. Em "Passione" e "Cordel Encantado" foi apenas regular. Já em "Guerra dos Sexos" ela não me convenceu, achava que ela estava sempre tensa (notava-se na expressão e no olhar) principalmente nas cenas com Glória Pires. Só consegui achar ela melhorzinha em "Jóia Rara" mas tb não era incrível, enfim ela está tendo oportunidades e isso é bom pra que ela possa evoluir a cada trabalho, afinal a experiência vem com o tempo.

Bell disse...

Acompanhei pouco da novela, não tenho uma opinião muito formada, mas notei que ela é capaz de tudo para conquistar o Rafael rs...

Um lindo dia pra vc =)

Bruna disse...

Acho ela mediana, mas nessa novela está em seu melhor momento mesmo. Gostei do texto porque elogia sua atuação mas mostra que ela foi infeliz na composição de outras personagens no início da carreira. Parabéns!

Lucas disse...

Olá Sérgio

Realmente a Bianca Bin está ótima na novela. Ela evoluiu muito em sua carreira e isso fica muito claro pela sua atuação nesse papel atual. Me arrisco a dizer que a Vitória é seu melhor personagem.Mas realmente houve o empobrecimento da trama da personagem. Acho que a obsessão da Vitória pelo Rafael foi prejudicial a personagem, uma vez que ela não teve chance nenhuma de ficar com mocinho. O grande problema foi que o autor não tinha história para contar depois da revelação da troca de bebês. Isso não só prejudicou a Vitória como todos os outros personagens. Boogie Oogie ficou apenas na promessa de ser um novelão. Não passou de uma novela medíocre. Abraços

Karina disse...

Ótimo texto Sérgio! Bianca evoluiu muito é a prova que não se pode "julgar" um ator se ele vai mal no seu primeiro trabalho. Vitória é de longe a sua melhor personagem mas gostei tb das mocinhas que ela fez (Açucena e Amélia) e tb concordo que pra vilã Carolina de Guerra dos Sexos precisaria de uma atriz não com mais talento mas sim com mais experiência se fosse hoje com certeza ela arrasaria!

Sérgio Santos disse...

Entendo, William. Realmente a revelação de parte do segredo foi decepcionante como já era de se esperar. Tb acho que o que falta é algo em cima de tráfico de jóias. Acho que Bianca está em seu melhor momento.

Sérgio Santos disse...

Ela evoluiu sim, João.

Sérgio Santos disse...

Ok, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Elaine. Eu achei ela mt bem como Amélia, não gostei dela de Açucena, pq estava fora do tom e a mocinha já era insuportável. Mas ela de Vitória mostra msm uma clara evolução. bjs

Sérgio Santos disse...

Pois é, anônimo, a personagem parecia bem complexa mas foi esvaziada, o que é uma lástima. Mas a atriz está mt bem.

Sérgio Santos disse...

Em Passione, achei regular, Denner. Em Guerra dos Sexos começou mt mal e melhorou no final. Já em Malhação ela estava fraca demais. Mas como Vitória merece muitos elogios.

Sérgio Santos disse...

Tudo bem, F Silva. Achei ela fora do tom no começo mas logo depois ela se encontrou. Concordo que o autor perdeu o rumo da Sandra e eu msm coloquei isso no texto da semana passada, mas ele errou tb com Vitória. Não acabar com a relação de cumplicidade que ela tinha com Beto e Dani pra focar na tal doença pra "segurar" o Rafael foi péssimo. Aquilo ali a transformou em uma obcecada tonta e infantil. A aproximação dela com a Beatriz e Elisio foi bonita, mas porcamente conduzida. Ela se mudou pra uma casa humilde, saindo da mansão, só pra provocar Sandra? Não colou. E concordo que ela fez ótimas cenas com todos esses atores, além dos que eu citei, mas excluo José Loreto. Ele esteve péssimo nessa novela e a aliança que os personagens fizeram tb ficou forçada. Já bastava um obcecado, dois não precisava.

Mas a Bianca merece elogios pelo seu atual momento. Abçsss

Sérgio Santos disse...

Ed, tb acho que Bianca está em seu melhor momento. Eu não achava a Amélia tão chata como a Açucena, mas ela já havia mostrado evolução ali. Agora só comprovou. A doença falsa foi uma besteira msm e foi ali que a personagem começou a se perder. E tb acho que ela tá precisando de uma descansada na imagem. abçs

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Reinaldo. E ótimo seu comentário. Tb acho que a partir da Amélica ela cresceu e agora confirmou isso. Está mt bem como Vitória e é uma pena que a personagem tenha se esvaziado. Essa fixação dela cansou msm. E é verdade, pelo menos a Bianca brilhou. abçs

Sérgio Santos disse...

Entendo, Kauê. Mas pra mim ela evoluiu mt e está mt bem nessa novela, msm com a personagem tendo sido esvaziada. Mas ela começou deixando mt a desejar em Malhação. Com o tempo, ela vem evoluindo. abçsss

Sérgio Santos disse...

Tanto que cansou, Bell. bjão!

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Bruna!

Sérgio Santos disse...

Lucas, é verdade, tb acho essa a melhor personagem dela. E vc tocou no ponto certo: o problema foi o autor não ter desenvolvida tramas paralelas atrativas e mt menos conflitos individuais bem construídos. Então restou pra Vitória ficar atrás do Rafael feito carrapato e só falar disso de segredo de Carlota. Isso só citando ela, pq vários outros personagens sofreram do msm mal. abçs

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Karina! Tb acho que a Carolina precisava ser interpretada por uma atriz com mais experiência. E agora ela mostrou que amadureceu e evoluiu bastante. Faz por merecer elogios. bjs

Gustavo Nogueira disse...

Concordo totalmente Sérgio.A Bianca Bin evoluiu a olhos vistos e está ótima como a patricinha Vitória, mesmo que a novela tenha virado uma porcaria repetitiva.Concordo que em Malhação ela esteve péssima e ela não teve química nem com o Micael Borges e nem com o Humberto Carrão.Em Cordel Encantado realmente ela estava fora do tom, mas a mocinha também não ajudava porque era irritante demais.Em Guerra dos Sexos realmente ela demorou para encontrar o tom certo de sua vilã Carolina, a melhor cena dela nesse remake foi na briga com a ótima Drica Moraes, nessa cena ela convenceu.Concordo que em Joia Rara ela esteve muito bem e ainda teve química com o Bruno Gagliaso, pena que essa novela também se perdeu.Só discordo de você em relação a Passione, eu não a achei regular nessa novela, achei bem ruim mesmo e totalmente sem expressão.Atualmente como Vitória ela está ótima, mostrou que evoluiu e ainda tem muito futuro pela frente.

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Passei para ler a postagem em sua homenagem, pois não acompanho a novela e estou totalmente por fora, o que me deixa sem argumentos para opinar, a não ser elogiar seu excelente texto, que mostra o quanto você é perito no que acontece no mundo televisivo.

Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Gustavo, pois é, em Malhação foi um conjunto de erros. E realmente a mocinha de Cordel não ajudava pq era uma praga, mas em Joia Rara ela evoluiu. Eu achei ruim em Guerra dos Sexos mas a cena final com a Drica deu uma compensada. Em Passione realmente a achei mediana, mas longe de incrível. Agora ela vive seu melhor momento msm com essa novela tendo se perdido completamente.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado pelo carinho de sempre, Vera. Bjão! =)