quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Série "Os homens são de Marte..." é tão agradável quanto o filme protagonizado por Mônica Martelli

Estreou, na última quinta-feira de setembro (25/09), mais uma produção do GNT: "Os homens são de Marte... e é pra lá que eu vou". Após o sucesso da peça teatral e do filme protagonizados por Mônica Martelli, chegou a vez da história de Fernanda, uma típica mulher romântica em busca do amor verdadeiro, ganhar uma série.


A protagonista tem uma empresa que organiza casamentos em sociedade com seu melhor amigo Aníbal (Luís Salém), que vive um relacionamento homossexual estável. Desiludida com o amor, após assinar o divórcio e ver seu ex-marido (Herson Capri em uma participação especial) já de caso com uma mulher bem mais jovem, Fernanda resolve mudar de ramo, para o desespero de seu parceiro. Decidida, ela muda a especialidade de sua empresa, passando a organizar bodas de casais que estão há tempos juntos.

A outra amiga e confidente da personagem central é a atrapalhada Natalie, uma mal-sucedida atriz que não quer saber de compromissos sérios, vivida pela ótima Júlia Rabelo. Vale lembrar que no filme os dois parceiros da protagonista eram interpretados por Paulo Gustavo e Danielle Valente, que são tão talentosos quanto os atores escalados para a série.
Já Carmo Dalla Vechia dá vida a Cláudio, homem que desperta o interesse de Fernanda logo no primeiro episódio. Ambos se conhecem na sala de espera da terapia.

A história segue a mesma narrativa do filme e é tão agradável quanto. Os conflitos têm um gostoso toque de comicidade, ao mesmo tempo que retratam bem a rotina de uma mulher mais experiente e que ainda acredita no príncipe encantado. No fundo, se trata de uma comédia romântica despretensiosa e sem maiores ambições. É, digamos, um feijão com arroz muito bem feito.

Os episódios estão muito bem produzidos e o enredo manteve toda a essência desta história já tão conhecida do público. O elenco também foi bem escolhido. Mônica Martelli está cada vez melhor na pele da romântica Fernanda e seria impossível produzir um seriado derivado do longa de sucesso sem a presença dela. Já Luís Salém, Alice Borges (a secretária da empresa), Júlia Rabelo e Carmo Dalla Vechia compõem com competência o time escalado. Vale destacar ainda as ótimas participações de Mauro Mendonça, Suely Franco e Guilhermina Guinle.

O GNT foi muito feliz ao produzir uma série de um filme tão bem-sucedido quanto foi "Os homens são de Marte... e é pra lá que eu vou" e conseguir manter todas as suas qualidades vistas no longa. O mesmo elogio vai para Mônica Martelli, idealizadora deste projeto desde a época que era somente um espetáculo teatral de imenso sucesso. O filme conseguiu repetir o êxito e, agora, a série mostrou que tem o mesmo potencial. Vale a pena conferir.

25 comentários:

Amanda Ventura disse...

Não sabia desta série e agora me interessei em assistir. Quando o filme estreou no cinema, fui praticamente intimada a ir, mas não estava nada entusiasmada com a ideia, porque são poucas as comédias brasileiras que me agradam. Mas tive que me render ao bom humor das situações apresentadas e às atuações e me diverti demais. Vou tentar ver a série. Agradeço a dica.

Anônimo disse...

Tenho acompanhado. É bem gostosinha mesmo e nem cheguei a ver o filme mas me interessei.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Fiquei com vontade de assistir.
Nem sempre passo por aqui mas hoje aconteceu e gostei.
Desejo um bom fim-de-semana.

Quércia N. disse...

O GNT tá com boas séries. Depois da ótima Sessão de Terapia veio essa que é muito boa e também 3 Teresas e Animal. Gosto de todas.

✿ chica disse...

O GNT é meu canal predileto. E essa série, muito boa.Vi o filme e está legal na tv também! abrs, chica

Bell disse...

Adoro a programação da GNT, já que não vejo nada na TV aberta.
Assisti alguns capítulos e me identifiquei com a personagem rs...
Perdi outros, vou me programar pra assistir mais.

Um lindo dia pra vc =)

Gabriella disse...

Essa série é mt gostosinha. Tenho acompanhado essa e Três Teresas e gosto muito das duas. Gostei da crítica e parabéns pelo seu blog estar sempre tão completo sobre a programação da tv.

Anônimo disse...

A Mônica é talentosa e adorei o elenco da série mas o do filme é mt melhor pq Paulo Gustavo é insuperável.

Tainá disse...

A série me surpreendeu pq eu apostava que não conseguiria manter as qualidades do filme, mas até que conseguiu. Concordo com a crítica.

Uma Interessante Vida disse...

Poxa, perdi... mas fiquei com vontade de ver o filme agora. bjs

MARILENE disse...

Sergio, não a assisto, mas fiquei curiosa para ler sua postagem. Parece bem interessante, pena que não dá para acompanhar tudo (rss). Bjs.

Sérgio Santos disse...

O filme é ótimo, né Amanda? Eu também gostei mt. Te aconselho a ver a série que é tão bacana quanto. Passa às quintas, às 22h40, fora as reprises. Bjão.

Sérgio Santos disse...

É gostosinha sim, anônimo.

Sérgio Santos disse...

É sempre bem vindo, Luis. abçs

Sérgio Santos disse...

Quércia, é verdade. Tenho acompanhado essa série, 3 Teresas, Animal e fui fã das 3 temporadas de Sessão de Terapia. Ainda teve Questão de Família que foi mt boa tb.

Sérgio Santos disse...

O canal é ótimo mesmo, Chica. bj

Sérgio Santos disse...

Se identificou com a Fernanda, Bell? rs bjsssss e boa semana.

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Gabriella. Tb gosto de 3 Teresas, que é excelente. bjs

Sérgio Santos disse...

O Paulo Gustavo é único mesmo, anônimo. Mas o Luis Salém se destaca na série.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Tainá. Pois é, manteve mesmo as qualidades.

Sérgio Santos disse...

Veja o filme sim, Barbie. Vc vai adorar. bjs

Sérgio Santos disse...

Marilene, é uma boa série, vale a pena. bjs

BIA disse...

O filme passou por aqui mas eu não vi... parece ser bem divertido mesmo! Boa semana Sérgio! :)

Bjs

BIA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

Tente ver, Bia, vale a pena. bjs