quarta-feira, 1 de outubro de 2014

"Lili, a Ex" aposta nos exageros para atrair o telespectador

Baseada nas histórias em quadrinhos de Caco Galhardo, o GNT estreou mais uma nova série, após o término da primorosa terceira temporada de "Sessão de Terapia". "Lili, a Ex" tem 13 episódios e narra a vida de uma ciumenta que tem obsessão pelo ex-marido (Reginaldo - Felipe Rocha). Protagonizada por Maria Casadevall, a trama tem um humor bem infantilizado, com um nível de exagero que remete aos desenhos animados.


A adaptação da tirinha para a televisão faz jus ao estilo agitadíssimo da personagem central, que não para um segundo. Está sempre imaginando alguma coisa, pensando em como vigiar o ex ou agindo sem pensar nas consequências de seus atos. O primeiro episódio mostrou o início da perseguição de Lili a Reginaldo e como a separação se deu.

Na história, a protagonista resolve fugir com um domador de circo, mas volta três semanas depois como se nada tivesse acontecido. Acaba sendo dispensada pelo marido, de quem se torna ex-mulher. Obcecada em recuperar esta relação, ela se muda para o apartamento vizinho ao dele e ainda inverte o olho mágico da porta de Reginaldo para acompanhar tudo o que se passa lá dentro.
O plano inicialmente dá certo, já que Lili consegue assustar uma mulher que estava interessada em começar um relacionamento com seu ex.

A estrutura da história, como bem colocou o crítico Maurício Stycer, do Uol, lembra a da série "Aline" (exibida na Globo em 2009 e 2011), cuja protagonista era Maria Flor. Até por conta de ambas serem adaptações de quadrinhos. E algumas situações absurdas, colocadas através de sonhos ou imaginação, são bem parecidas. Um exemplo foi Lili se imaginar entrando com uma motosserra, destruindo a porta do apartamento de Reginaldo, e partindo para cima dele e da mulher com quem transava no momento.

O investimento do GNT na produção fica evidente com o capricho dos episódios. É perceptível a preocupação com os cenários, locações, elenco, enfim. Aliás, o time foi bem escalado. Maria Casadevall está ótima como Lili e seus exageros cabem perfeitamente no estilo da série; a ótima Rosi Campos interpreta Gina, a mãe perua da protagonista, e é ótimo vê-la em um perfil tão diferente do que está acostumada a fazer. Daniela Fontan diverte como Cintia, a melhor amiga de Lili, e João Vicente Castro não compromete na pele de Reinaldo, irmão de Reginaldo. Ainda há a grandiosa presença de Milton Gonçalves interpretando o distraído e sacana Seu Anselmo, o avô de Cintia.

A trama da série é boba, mas é de fácil identificação, principalmente para as mulheres (e homens) que já viveram algo parecido. Já alguns exageros e repetições, mesmo propositais, incomodam. Ou seja, embora bem produzida e com um bom elenco, a história e as situações criadas tendem a cansar ao longo dos episódios, até porque o eixo central não sofre alterações. Mas este risco poderá ser evitado se o enredo for bem trabalhado. A criatividade fará toda a diferença.

"Lili, a Ex" é mais uma produção interessante do GNT e, entre altos e baixos, pode ser considerada mais um acerto do canal, mesmo que a qualidade seja claramente inferior a produtos como a recém-encerrada "Sessão de Terapia" e "3 Teresas", cuja segunda temporada estreou recentemente. Portanto, acompanhar as aventuras nada discretas de Lili e suas maluquices tende a entreter quem gosta deste tipo de história.

22 comentários:

Zilani Célia disse...

OI SÉRGIO!
NÃO POSSO OPINAR SOBRE A SÉRIE POR NÃO A ESTAR ASSISTINDO.
TENHO TENTADO NÃO ME PRENDER MUITO EM NOVELAS E EM SÉRIES POIS AS MESMAS FAZEM COM QUE FIQUEMOS MEIO QUE ESCRAVIZADOS DO APARELHO DE TV.
JÁ QUE COM O EVENTO DO BLOG, QUE COMO BEM SABES PRECISA DE MUITA DISPONIBILIDADE DE TEMPO,TENHO PREFERIDO VER FILMES E PROGRAMAS AO VIVO, PARA NÃO TER ESTE VÍNCULO QUE NO MOMENTO PREFIRO NÃO OS TER.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Wallace disse...

Achei essa série ruim demais. Deve ser pq se parece com Aline mesmo que foi péssimo.

Anônimo disse...

Depois de Sessão da Terapia ver isso aí é até uma afronta. Achei horrível.

Arthur Silva disse...

Concordo com a crítica. A série promete agradar quem gosta do gênero. Eu não gosto, mas achei a produção boa.

Tainá disse...

Maria Casadevall está muito bem mesmo assim como todo o elenco. E a Rosi Campos está muito bem e merecia uma boa personagem depois do seu subaproveitamento em Joia Rara. Boa crítica a sua.

Anônimo disse...

Achei a série regular. Nada de espetacular mas também nada de tenebroso. Concordo que a qualidade é inferior a Sessão de Terapia e 3 Teresas, mas é melhor do que aquela produção do Canal Viva lá do Meu Amigo Encosto que é uma merda.

Bell disse...

Eu gostei, achei engraçado e exagerada tb rs...

Anônimo disse...

Esse é o melhor blog de entretenimento televisivo que existe. Completo e com ótimas e contundentes críticas. Dá pra ver que quem escreve entende do que está falando. Parabéns.

Wellington

Luma Rosa disse...

Oi, Sérgio!
Ainda não assisti e foi bom você lembrar que vou colocar para gravar.
Os exageros são para potencializar o humor e eu tenho a impressão que a Maria Casadevall é daqueles atores que interpretam sempre os mesmos papéis. Então é mais um motivo para assistir e conferir.
Beijus,

Sérgio Santos disse...

Ok, Zilani. bjssss

Sérgio Santos disse...

Entendo, Wallace. Eu tb não gostei pq não curto esse estilo de série, mas pra quem gosta é um bom produto. abçs

Sérgio Santos disse...

Tb sinto falta de Sessão de Terapia, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Eu tb não gosto, Arthur.

Sérgio Santos disse...

A Rosi Campos estava merecendo mesmo um bom papel, Tainá. Em Joia Rara ela foi subaproveitada. E Maria Casadevall tb está ótima. bjs

Sérgio Santos disse...

Esse do Meu Amigo Encosto eu nem vi, anônimo. Mas gosto de Sessão de Terapia e 3 Teresas.

Sérgio Santos disse...

É bem assim mesmo, Bell. bj

Sérgio Santos disse...

Puxa, mt obrigado, Wellington. Fico feliz que goste. abçs

Sérgio Santos disse...

Depois me diga o que achou, Luma. bjsssss

MARILENE disse...

Sergio, você fala com propriedade sobre todos os programas que nos apresenta. Muitos não assisto, o que não me impede de reconhecer que faz um excelente trabalho. Bjs.

Sérgio Santos disse...

Marilene, muito obrigado pelo seu carinho! Fico feliz que vc goste, de verdade. Beijão!

Anônimo disse...

por gentileza tirem isso do ar! eu paaaaaaaaaaaaaaaaago por essa "coisa" q vcs estao transmitindo, a protagonista eh pessima e os outros atores estao queimando o filme com as suas participaçoes!

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, anônimo.