quarta-feira, 8 de outubro de 2014

"O Beijo do Vampiro": a última boa novela de Antônio Calmon

A ousadia de Antônio Calmon lhe rendeu um estrondoso sucesso, em 1991, com a novela "Vamp". A trama que falava de vampiros marcou a teledramaturgia e até hoje é lembrada. Em 2002, o autor resolveu reviver esta temática e escreveu "O Beijo do Vampiro", que fez uma legião de fãs, conquistados com a 'nova geração' vampiresca, integrante da última boa novela de Calmon.


A trama, dirigida pelo saudoso Marcos Paulo, virou uma febre e teve até álbum de figurinhas. As crianças e os adolescentes foram os principais fãs do folhetim, que teve um grandioso elenco, personagens cativantes e uma história bem construída, repleta de ótimos efeitos especiais. Um enredo de amor, entremeado por elementos sobrenaturais, drama, humor e a clássica luta do bem contra o mal foram as principais marcas deste folhetim tão bem feito.

A trama começa no século XII, com o vampiro Bóris Vladesco (Tarcísio Meira) se apaixonando perdidamente pela princesa Cecília (Flávia Alessandra), que vive um romance com o conde Rogério (Thiago Lacerda). No dia do casamento da princesa com o conde, o vampiro mata o noivo de seu grande amor em um duelo, assim como toda sua família.
Desesperada, a mulher se suicida, obrigando Bóris a ficar sem seu objeto de obsessão durante séculos.

Quase 800 anos depois, mais especificamente, na década de 2000, o vampiro tem um filho com uma amante que morre após o parto. Para proteger a criança do ódio de sua esposa (Mina - Cláudia Raia), Bóris troca a criança por outra na maternidade de Maramores, lugar onde vive Lívia e Beto, casal que tem o filho trocado, onde ambos são reencarnações de Cecília e Rogério. Portanto, eles acabam criando um vampirinho (Zeca - Kayky Britto) que só descobrirá sua origem aos 13 anos, quando seus instintos vampirescos surgem.

E quando o garoto completa esta idade, Bóris volta à cidade, junto com Mina, para recuperar seu herdeiro, evitando assim a extinção de sua raça. A trama principal reúne os clichês dos contos de fadas e dos folhetins, fazendo assim uma ótima mistura. Toda esta situação foi muito bem desenvolvida pelo autor, deixando a história atrativa tanto para os adultos quanto para as crianças.

Para deixar o conjunto ainda melhor, foi inserido uma sucessão de personagens interessantes e muito bem interpretados por um elenco composto de grandes nomes. Tarcísio Meira fez de Bóris Vladesco um grandioso personagem, que entrou na lista dos mais marcantes de sua carreira ---- ganhou, inclusive, o Troféu Imprensa de Melhor Ator pelo seu trabalho. Cláudia Raia deu um show na pele da diabólica Mina, fazendo ainda uma dupla ótima com Betty Gofman, intérprete da vampira Amelie, cuja gargalhada aguda era sua principal característica. Flávia Alessandra convenceu na pele da mocinha Lívia, fruto da paixão do grande vilão e também do íntegro Augusto, vivido muito bem por Marco Ricca.

Júlia Lemmertz se destacou com sua vilã Marta, mulher que ficou cega após provocar um acidente de carro para matar sua irmã, mas que recuperou a visão após ser transformada em vampira, passando a ser chamada de Marta Morta. Luiz Gustavo divertiu com seu atrapalhado caçador de vampiros Galileu, que, por ironia do destino, teve o filho Bartô (Tato Gabus Mendes ótimo) transformado em vampiro. Deborah Secco esbanjou sensualidade com sua vampira Lara, enquanto que Guilheme Piva brilhou com seu inesquecível Monstro do Espelho.

Já Glória Menezes se destacou com a esotérica Zoroastra, mãe de Lívia, e responsável por inúmeros bons conselhos que dava aos outros. É preciso destacar também o grande Ney Latorraca que deu vida ao vampiro Nosferatu, rival de Bóris, que mesclava humor com vilania. Outro destaque era Ezequiel, figura celestial que amedrontava todos os vampiros com seus poderes, interpretada pelo grande Celso Frateschi.

Outros ótimos atores que fizeram parte deste primoroso elenco foram Rosane Gofman (Vampreta), Ana Rosa (Telma), Mário Schoembergher (Professor Antunes), Cláudia Maura (Matilde), Zezé Motta (Nadir), Tony Tornado (Godzilla), Íris Bruzzi (Mirtes), Maria Gladys (Gracinha), Eduardo Galvão (Armando), Cecília Dassi (Bia), Juliana Lohmann (Pandora), Gabriel Braga Nunes (Victorio) e Eloísa Mafalda (Dona Carmem), grande atriz que se despediu das novelas justamente nesta produção.

Vale destacar ainda a trilha sonora, que foi impecavelmente escolhida, principalmente a internacional. Eram inúmeras músicas de qualidade, onde várias ficaram marcadas: The Scientist (Coldplay), A Thousand Miles (Vanessa Carlton), Another Brick In The Wall (Arena), Vater Unser (E Nomine), Papa Don`t Preach (Kelly Osbourne), Fool (Shakira) e Fairy Tale (Shaman).

"O Beijo do Vampiro" foi uma excelente novela e acabou sendo a última boa trama de Antônio Calmon, que se equivocou posteriormente com as fracas "Começar de Novo" e "Três Irmãs". Coincidentemente, ou não, o autor não foi mais chamado pela emissora para escrever outra novela e seu último trabalho foi a série "Na Forma da Lei", em 2010. A história dos vampiros foi muito interessante de ser acompanhada e merecia uma reprise, ou no "Vale a Pena Ver de Novo" ou no Canal Viva. Foi um folhetim que deixou sua marca e até hoje é citado pelos fãs com carinho.

75 comentários:

Anônimo disse...

Eu amei essa novela!!! Marcou minha adolescência! Adorei relembrá-la nesse post!!!!!!!!!!!!

William O. disse...

Eu lembro dessa novela e fez sucesso entre os jovens mesmo. Foi meio que uma febre adolescente. O Calmon tá sumido mesmo da Globo há anos. Situação semelhante viveu o Carlos Lombardi antes de ir pra Record.

Raquel Mazon disse...

Sérgio, eu amava essa novela e que bom que vc fez uma retrospectiva tão boa. Tinha me esquecido dos detalhes da trama. E o elenco era digno de uma novela das nove. Que saudades eu sinto do Tarcísio Meira e da Glória Menezes nas novelas! O coração até aperta! Bj.

Arthur Silva disse...

Que saudade! Até hoje me lembro da Marta virando pó e morrendo depois de ser flechada pela Lívia. Era uma novela leve e bem feita. E falou bem sobre os efeitos especiais, eram muito bons realmente. Os dentes caninos pareciam de verdade e não de plástico como em Vamp.

Paulo Ricardo disse...

Como li em algum lugar esses dias daqui a alguns anos já veremos as pessoas com saudades de Geração Brasil, de Anitta, de Luan Santana... Gente, essa novela O Beijo do Vampiro nem de longe foi um sucesso como foi Vamp no inicio dos anos 90 e virou álbum de figurinhas porque o PUBLICO pediu. A Globo imaginou que repetiria a dose com outra novela de vampiros e ANTES da novela estrear já encomendou álbum de figurinhas e ate lançou um site vampiromania(lembram?) já achando que viraria um sucesso. O Calmon admitiu que essa novela foi um erro e que não é só colocar vampiros numa trama pra emplacar. Vamp entrou pra historia com a vampira rockeira Natasha, o conde Vlad do hilário Ney Latorraca, a cena da dança em Veneza logo no primeiro capitulo da Natasha ao som de Sadeness, o Vlad imitando "THRILLER" no cemitério, a família Matoso, a radio corsário, o padre garotão, etc, etc. Agora os "nostálgicos" de Beijo do Vampiro nem se lembram direito da novela porque não marcou mesmo mas se deixam levar pela nostalgia. Mas eu entendo que a maioria nem lembre direito de Vamp como o próprio Serginho por isso acham essa genérica melhor, mas repito, foi um fiasco.

Anônimo disse...

Vamp terminou com 72 pontos, um fenômeno estrondoso na época, maior que a das 9 O Dono do Mundo. O Beijo finalizou com 28, um fracasso. E não venha falar que são épocas diferentes, no inicio dos anos 2000 a meta era 40 pontos pra ser um sucesso, como foi Uga Uga por exemplo. E de fato a globo lançou um grande marketing antes da estreia com site e tudo, tá no wikipedia.

Rafael disse...

A melhor coisa dessa novela foram os efeitos especiais bem diferentes daquela tosquice de Vamp. E as batalhas entre Nosferatu e Bóris Vladesco foram muito boas. Lembro do último capítulo atingindo picos de 44 pontos! E claro que os vovôs saudosistas que gostas dessas novelas velhas vão criticar. O exemplo é a reprise de Dancin Days no Viva, uma novela chata e arrastada onde NADA acontecia. As pessoas elogiam por causa da época que sentem falta e não pela novela em si. Quem tá vendo a reprise sabe bem do que tô falando.

Anônimo disse...

Querem comparar os efeitos especiais de uma novela de 1991 com uma de 2002. Os próprios nostálgicos da novela em questão nem lembram detalhes dela, de tanto que "marcou". Foi um fracasso sim, isso é fato. DD é chatinha mesmo hoje mas foi um sucesso na época e isso é outro fato, ate Vamp hoje em dia é meio arrastada, mas cada uma no seu tempo foi um sucesso, ao contrario de Beijo. Tem ate um critico que coloca as novelas que prometeram inovar e foram fracasso: Geração Brasil, Bang Bang, Tempos Modernos, Beijo do Vampiro... LEIAM: http://rd1.ig.com.br/assim-como-geracao-brasil-outras-novelas-inovadoras-nao-deram-certo/

Anônimo disse...

Geralmente o primeiro e o ultimo capitulo de uma novela tem ibope maior porque o publico assiste por curiosidade. OBDV tinha uma media de 35 pontos estipulado pela globo e fechou com media de 28, ou seja, a media de todo o tempo em que a novela esteve no ar e não apenas o ultimo capitulo: fracasso!

Anônimo disse...

O Dono do Mundo foi um baita fiasco e será reprisado pelo Canal Viva. Veremos se os vovôs saudosistas falarão disso.

Ana Carolina disse...

Oi Sérgio. Que legal o post. Essa novela foi um sucesso entre as crianças e adolescentes mesmo. Lembro que ia comprar essas benditas figurinhas pro meu filho e nunca encontrava, sempre estava em falta. Odeio essa novela por isso. rsrsrs Mas brincadeiras à parte, foi uma divertida e lúdica novela das sete. Na minha opinião foi tão boa quanto Vamp. Pena que o autor tenha errado tanto com Começar de Novo e Três Irmãs, duas novelas muito fracas como vc bem colocou na postagem. Eu adorava a Vampreta da Rosane Gofman! E o Bóris do Tarcísio foi inesquecível mesmo. O prêmio que ele ganhou por sua atuação foi justíssimo.

Tainá disse...

É uma pena que não tenha sido um booom de audiência porque merecia. É muito melhor que essas novelas das sete recentes que tem sido exibidas. Uma pior que a outra. Mas a prova do sucesso que fez no gosto dos fãs é que o Vídeo Show fez uma enquete ano passado sobre qual novela deveriam reprisar e deu O Beijo do Vampiro de lavada. Tanto que reprisaram no Novelão da Semana. Aliás, o que houve com esse quadro que sumiu, Sérgio?

Vinícius disse...

Bateu saudade agora, viu! Fui um dos que pediram pra vc fazer esse texto relembrando essa novela ótima e agradeço por ter feito. Muito legal ver que vc escuta seus leitores, isso é muito importante.

Nem sabia que o Tarcisão tinha faturado um prêmio pela atuação como Bóris. Adorei saber. E que elencão! Que personagens divertidos! Que história bem escrita! O Calmon estava inspirado quando escreveu. Pena que se perdeu nas demais.

Anônimo disse...

Pois é, O Dono do Mundo foi fiasco e sera reprisada, assim como O Beijo do Vampiro também foi um fracasso e quase foi reprisada também. Reprise não é sinal de sucesso. O Beijo do Vampiro ode ate ser lembrada com nostalgia por quem era novinho na época mas é inegável que foi um fracasso. Olho no Olho do Calmon pra mim é bem melhor mas também não fez sucesso.

Anônimo disse...

*pode

✿ chica disse...

Vim agradecer teus comentários, na minha ausência. De volta! Um abração,chica

Bell disse...

Eu gostava, achava engraçada e não tinha aquela apelação sexual como as novelas atuais.

Um lindo dia pra vc =)

Melina disse...

Sérgio, querido, dei uma sumidinha porque só tem novela ruim no ar então nem tenho visto nada. Mas dessa eu gostei bastante e ainda me lembro bem da história. Foi uma ótima novela das sete e adorei essa retrospectiva. O elenco foi o melhor já escalado para uma novela desse horário. Teve outra com um time tão bom? Não me recordo. Tomara que seja reprisada porque merece. Um beijo.

Anônimo disse...

Não vi Beijo do Vampiro. A última novela boa do Antonio Calmon pra mim foi Corpo Dourado. Que aliás foi a última novela do Fábio Jr. Nem sei por onde anda o Calmon.

MARILENE disse...

Sergio, que gostoso ler sua postagem! Eu já me havia esquecido dessa novela, que foi muito boa. Você me fez relembrar personagens e as grandes interpretações, principalmente de Tarcísio Meira. Ela era leve e até divertida. Valeu! Bjs.

juliana s disse...

Sérgio, não me lembrava muito da novela, mas lendo o seu texto me recordei de algumas coisas. Eu gostei da novela que era muito engraçada. E eu adorava a abertura e a trilha sonora. Quando Vamp passou eu era nova, só me lembro que eu tinha muitos pesadelos rsrsr. Bjs

Raquel disse...

Engraçado vc falar de Beijo do Vampiro do Calmon, vc deve ter gostado bastante pra falar dessa novela de maneira meio aleatória. :P

Eu vi Vamp e adorei MUITO a novela. Vi todo o sucesso que fez e fiz questão de assistir todas as vezes que passou no vale à pena ver de novo. Até por isso mesmo eu estava animadíssima com o Beijo do Vampiro antes da novela começar. Mas começou e não deu, né?! Achei fraquinha demais e nem consegui acompanhar.

E concordo com os comentaristas de cima que nem de perto fez o mesmo sucesso de Vamp e ainda mais lembrava as pessoas comentando que essa novela tinha é se tornado um abacaxi pra Globo com essa trama rocambolesca, mas sem o sucesso que tinha apostado. A repercussão foi muito baixa.

Talvez tenha feito sucesso e seja lembrado com carinho por quem era mais novinho. Porque eu achei ruim e concordo com o comentarista que a última boa do Calmon foi Corpo Dourado, apesar de Um Anjo que Caiu do Céu ter sido legal também.

Anônimo disse...

Concordo com a Raquel, a ultima do Calmon que prestou foi Um Anjo Caiu do Ceu que alias não sei porque nunca reprisou. Depois dos vampiros em Vamp e paranormais em Olho no Olho o Calmon veio com anjos e foi muito legal. A Laila de Montaltino da Torloni foi um dos melhores papeis dela. Mas o Beijo no ano seguinte foi uma decepção: novelinha infantil demais, elenco irregular, nada a ver. É só pesquisar um pouco no google e verão que é quase unanime o fiasco que foi essa bomba. Novela de vampiros de verdade só teve uma, a hilária e emblemática VAMP.

Anônimo disse...

Consultem o maior site de novelas do brasil TELEDRAMATURGIA.COM.BR e pesquisem sobre OBDV: o próprio Calmon admite o fracasso da novela, e mais, comprova que a globo antes mesmo da novela estrear encomendou todo um material infantil e site pra estimular o publico a entrar no clima mas nem assim conseguiu. E ate escalaram o Ney Latorraca que fez o inesquecível Vlad em VAMP pra entrar no meio da novela pra tentar salvar o ibope mas também não adiantou, o beijo do vampiro era muito ruim.

Anônimo disse...

Adorei a postagem e a novela, Sérgio. E essa cambada de gente chata metida a saudosista é um pé no saco. Tudo que é velho era bom e udo que é novo é ruim. Coitados dos netos dessa gente pra aturá-los!

Alexandra disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Alexandra disse...

Sérgio, não curti muito a novela, mas meus sobrinhos adoravam e era a trama mais comentada da época (''Esperança'' e ''Sabor da Paixão'' tiveram péssima repercussão e audiência). Não entendi os baixos índices da trama. Adorava ''Um Anjo Caiu do Céu'' tb, uma das novelas mais charmosas do horário e um elenco ótimo. Realmente, depois desses folhetins Antonio Calmon só fez bomba. ''Três Irmãs'' e ''Começar de Novo'' foram extremamente péssimas, além de serem fiascos declarados.

Alexandra disse...

Sérgio, se não fosse incomodo, gostaria de um post relembrando a melhor novela do gênio Sílvio de Abreu: RAINHA DA SUCATA. Bjss e desculpe qualquer coisa.

Italo disse...

O que ficou claro nos comentários é que a turma que amou Vamp nutre um verdeiro ódio a essa novela e fazem de tudo para desqualificá-la. Uma rivalidade digna de crianças de 11 anos.

Uma Interessante Vida disse...

Foi uma boa novela... voltei no tempo. bjs

Andressa Christina Cardoso de Abreu disse...

Eu gosto essa novela O Beijo do Vampiro ser ela está volta a telinha, que eu preferem Vale a Pena Ver de Novo. Saudades essa novela fica é uma ótima.

Anônimo disse...

Nossa, a trilha internacional dessa novela foi uma das melhores da Globo. Só musicão e vc citou as melhores! Tenho até o CD que comprei na época com a Cláudia Raia na capa.

Cc disse...

ESSA FOI UMA MERDA, VAMP SIM ERA LEGAL.

Kaká disse...

Nossa, que post bacana, Sérgio! Amava essa novela e sinto muitas saudades! Gostaria muito que repetisse no Vale a pena ver de novo, mas infelizmente não passa. Pelo menos, já vi que postaram no Youtube todos os capítulos. Não é a mesma coisa, mas pelo menos pude matar a saudade e ver algumas cenas boas. Nossa, gostava de quase tudo nessa novela. Os vampiros, os efeitos especiais, as músicas (principalmente a do Boris, a do Ezequiel e a do Augusto). Também adorava o casal Lívia e Augusto. Achei linda a história deles, mesmo que não fosse tão importante como a dos vampiros. Enfim, Sérgio, foi uma excelente novela. Pena que não alcançou o mesmo sucesso de Vamp. Aliás, não entendo essa briga entre os fãs das duas novelas. Eu assisti as duas e gostei igualmente. Adoraria rever as duas. Óbvio que o sucesso de Vamp foi espetacular, mas para mim isso não diminui O Beijo do Vampiro. Espero que algum dia atendam os nossos desejos e reprisem essa novela. Bem, Sérgio, valeu por postar.

Sérgio Santos disse...

Idem, anônimo.

Sérgio Santos disse...

Foi um febre adolescente mesmo, William. Pena que não teve a audiência que merecia.

Sérgio Santos disse...

Que bom que gostou, Raquel! Saudades msm do Tarcísio e da Glória em folhetins. bjs

Sérgio Santos disse...

Arthur, essa cena final da Marta virando pó após ser flechada foi sensacional. Os efeitos impressionaram e não ficaram devendo a nada americano. Abçs.

Sérgio Santos disse...

Paulo, pra que essa rivalidade inútil? Juro que não entendo. E me desculpe, mas o álbum de figurinhas de O Beijo do Vampiro fez sucesso sim e lembro bem. Mas eu nunca disse que a novela foi um sucesso. Aliás, não tem nada do texto falando disso. Mas audiência nem sempre implica em qualidade. Vamp foi uma novela excelente e marcante, mas essa de 2002 foi muito bem feita pelo Calmon, que considerou um erro pelo ibope, mas deveria se orgulhar da trama que escreveu.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, em algum momento disse que O Beijo do Vampiro foi sucesso? Mas venho sim falar que são épocas diferentes pq não me venha comparar 72 pontos (!!!!!!!) com as novelas a partir de 2000, por favor... Mas não teve a audiência esperada pela Globo msm, isso é fato. O que não implica que tenha sido ruim e nem que tenha feito sucesso entre crianças e adolescentes, como de fato fez.

Sérgio Santos disse...

Rafael, acho que os efeitos toscos de Vamp até davam um charme à novela. E naquela época não tinha a tecnologia apropriada. Vide Família Adams, que era bem tosco, mas era ótimo tb.

Mas O Beijo do Vampiro foi excelente mesmo e as cenas de batalha foram ótimas. Eu tenho preguiça desse discurso de só o que era de 70/80 era bom e tudo depois é lixo. A prova é mesmo Dancing Days que acho chata pra burro tb. Mas marcou época e foi um diferencial na teledramaturgia. Mas a memória afetiva conta muito.

Sérgio Santos disse...

Nem me darei ao trabalho de ler esse texto, anônimo, primeiramente pq O Beijo do Vampiro não teve NADA de inovadora vindo depois de Vamp. Portanto, a comparação é sem sentido. Segundo pq não dá pra compará-la com as péssimas Geração Brasil e Tempos Modernos, que foram fracassos e novelas horríveis, ao contrário de OBDV que foi mt bem feita.

Sérgio Santos disse...

Não fez sucesso msm, anônimo, mas isso de assistir ao último por curiosidade é balela. Deu 44 pq não foi tão fracassada assim. Ainda mais considerando as que vieram depois. Até pq se fosse assim o último capítulo de Em Família tinha que ter dado um índice altíssimo.

Sérgio Santos disse...

O Dono do Mundo foi fracasso mesmo, anônimo, mas nem posso falar sobre pq não vi a novela. Aliás, isso só mostra a razão de Vamp ter dado mt mais ibope que essa.

Sérgio Santos disse...

Ana, que bom que gostou. Seu filho fazia parte dos fãs? legal. E tb acho que o Tarcísio mereceu mt o prêmio. Aliás, isso só mostra como a novela não foi tão fracassada assim. bjs

Sérgio Santos disse...

Tb acho que merecia, Tainá. Foi mt boa. E eu lembro dessa votação feita pelo Video Show com OBDV ganhando com louvor. Isso só comprovou como há mts fãs saudosistas da novela. Olha, o Ricardo Waddington terminou de destruir o programa que já não andava bem. O quadro acabou msm. bjs

Sérgio Santos disse...

Vinícius, que bom que gostou. E procuro ouvir vcs sempre até pq sem vcs nem tinha blog, né.

O elenco dessa novela foi um dos melhores de todos os tempos. Acho que o melhor de novela das sete. Parecia até novela das nove. abçs

Sérgio Santos disse...

Não entendi o "quase foi reprisada", anônimo.

Sérgio Santos disse...

De nada, Chica. bj

Sérgio Santos disse...

Era boa demais, Bell. bj

Sérgio Santos disse...

Melina, senti sua ausência mesmo. Mas imaginei que fosse por esse motivo. Mas esse elenco está na lista dos melhores escalados para uma novela das sete, sem dúvida. E tb acho que valia uma reprise. bjs

Sérgio Santos disse...

Corpo Dourado foi excelente, anônimo. Gostei mt. Mas amei tb Um Anjo Caiu do Céu e O Beijo do Vampiro, por isso considero esta a última novela boa dele.

Sérgio Santos disse...

Que bom que gostou, Marilene! =)

Sérgio Santos disse...

Tinha medo, Juliana? rs bjão.

Sérgio Santos disse...

Raquel, não foi aleatória não. Há meses que me pedem para relembrar novelas antigas e essa sempre foi uma das mais pedidas. Como eu tb gostei, fiz questão de escrever. Tenho reservado algumas quartas pra isso.

A audiência foi bem abaixo do esperado mesmo, o que achei uma pena. Mas a repercussão não foi mt baixa não, pq como mencionei, foi sucesso entre crianças e adolescentes. Vamp tb foi ótima e um marco. bj

Sérgio Santos disse...

Desculpe, anônimo, mas falar que O Beijo do Vampiro foi infantil demais e elogiar Vamp não tem sentido. As duas foram novelas bem infantis e isso é um fato. Eu tb achei Um Anjo Caiu do Céu excelente, aliás, a abertura é uma das melhores da Globo.

Sérgio Santos disse...

Achei a novela ótima, anônimo, mas respeito vc ter detestado. Só que audiência e qualidade nem sempre caminham juntas. Tem uma lista de exemplos para dar.

Sérgio Santos disse...

Calma, anônimo, não se exalte. rs

Sérgio Santos disse...

Alexandra, eu amei O Beijo do Vampiro e Um Anjo Caiu do Céu. Mas Começar de Novo e Três Irmãs foram novelas absurdamente ruins. E das que estavam no ar, OBDV era a melhor de longe. Não é incomodo, sua sugestão é bem vinda.

Sérgio Santos disse...

Esse tipo de rivalidade é bem infantil mesmo, Italo.

Sérgio Santos disse...

Bjs, Barbie.

Sérgio Santos disse...

Eu tb queria mt no Vale a Pena Ver de Novo, Andressa. Ate faria questão de deixar gravando pra ver depois. bjs

Sérgio Santos disse...

Eu tb tenho o CD, anônimo. O internacional é excelente, só tem música boa. A melhor é Fairy Tale, do Shaman. Que saudades. abçs.

Sérgio Santos disse...

Kaká, eu tb era fã e que bom que gostou do texto. Deu pra matar um pouco as saudades. A do Ezequiel era Padre Nuestro e do Bóris Fairy Tale. Músicas excelente e marcantes. A trilha era mt boa. Assim como o elenco, personagens, trama, enfim, tudo. Foi mt bom ter acompanhado. Tb não entendo essa rivalidade besta. abçs

Raquel disse...

Oi, Sérgio!

Não sei se você vai ver este post, mas resolvi escrever assim mesmo. Sei que tem muitos comentários no blog exaltando novelas antigas e tacando o pau em novelas novas. Mas imagino que você saiba que eu não sou dessas tão saudosistas, tanto que já falei de várias novelas aqui dos anos 2000 e de agora que eu gostei (apesar de não ter visto os mega-sucessos AVB e CDC).

Também dizer que não gostou da novela em comparação com VAMP não significa necessariamente que existe uma rivalidade. Algo que seria meio esquisito com novelas de um mesmo autor... Mas talvez a questão é que Beijo já não era aquela novidade depois de VAMP e o Calmon não conseguiu fazê-la mais atraente pros mais velhos; eu já estava na faculdade e achei muito fraquinha, como disse. Talvez tenha havido a questão da expectativa, como eu também mencionei. O fato, como você disse, é que o IBOPE foi baixo e a repercussão se limitou mto aos mais novinhos. E o argumento de que nem sem audiência reflete qualidade, não necessariamente quer dizer que a novela foi boa só porque essa é a sua opinião (na de muita gente não foi).

Enfim, gosto mesmo dessas discussões e de tentar entender o que faz alguém gostar de uma novela e o que constitui uma boa história. Se existisse fórmula não teria graça, né?! Beijos!

Sérgio Santos disse...

Claro que sei, Raquel. Me refiro aos que pregam que as novelas antigas eram todas incríveis e as atuais são um lixo, que a Globo está em decadência e mimimi.

Eu achei OBDV ótima assim como muita gente, tanto que há fãs até hj da novela, mas respeito plenamente quem achou uma porcaria. Cada um é cada um.

Mas que nem sempre audi~encia reflete qualidade é um fato. Taí A Vida da Gente, Sangue Bom, O Rebu, Meu Pedacinho de Chão, Lado a Lado entre tantas outras novelas que podem entrar na lista de exemplos. E não há fórmula mesmo. Bjsssss

Anônimo disse...

Amei essa novela, ela marcou a minha infância. Torcendo muito que reprise, quem sabe na reprise ela teria uma audiência maior e calaria a boca dos críticos.
E O Beijo do Vampiro no Troféu Imprensa também ganhou o prêmio de Melhor Novela concorrendo com Esperança e Coração de Estudante.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, taí, nem lembrava que OBDV tinha ganhado prêmio de melhor novela no Troféu Imprensa. Merecido! Eu tb tenho muitas saudades e queria que reprisassem. Tomara que a Globo reprise.

Anônimo disse...

Nossa, concorreu com Esperança e coração? É, ´realmente era a menos pior. Repito, Vamp agradou ate os mais velhos(eu tinha 18 na época e adorei), já essa flop O Beijo do Vampiro só agradou criancinhas e olhe lá.

Anônimo disse...

E tomara que reprisem mesmo pra quem tem memoria infantil e afetiva dessa porcaria ver agora o quão boba ela é. Cobras & Lagartos era "maravilhosa" e tal pra quem viu e agora tai o resultado.

Martha disse...

Que saudadeeeeeeeeeeeeeee! Esse post foi nostalgia pura! Pena que na época vc não tinha blog, Sérgio e a internet nem era tão febre assim. Ia adorar ler suas resenhas sobre a novela. Mas que bom que vc atendeu os pedidos dos fãs e escreveu esse texto. Um elenco de peso, efeitos especiais de primeira e um conto de fadas sombrio bem escrito, é assim que eu defino O Beijo do Vampiro.

Sérgio Santos disse...

Achei Coração de Estudante ótima, anônimo. E a reprise de Cobras e Lagartos é um fracasso, ao contrário da reprise de Caras e Bocas que foi um sucesso.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Martha, que pena. Muita gente tava me pedindo esse texto então escrevi até pq eu tb adorei a novela. E deixou saudade mesmo. Boa definição a sua sobre a novela. bjsss

Marcos Yamada disse...

... efeito sonoros e visuais excelentes, acho que perderiam nada em reprisar... tem atores top, Tarcísio, Cláudia Raia...a música tema, a abertura muito bem feita...

Beth Montana disse...

Olá. Sou eu de novo. Fiquei curiosa pra ver o que você falou de O Beijo do Vampiro e isso só confirmou minhas teorias:
1 - Você é um fã saudosista da novela, deve ter menos de 30 anos para ter sido criança/adolescente nos anos 2002/03.
2 - Possivelmente comprou o tal álbum de figurinhas
* Eu te entendo, também comprei álbum de figurinhas, só que de Carrossel 2 *
3 - Era apaixonadinho pela personagem da Cecília Dassi (se é gay, pelo vampirinho do Kaiky Brito)
4 - Tentava imitar o Zeca com aqueles dentes de vampiro que vem de brinde nas festinhas de aniversário
5 - Votou pra reprisarem OBDV no Novelão da Semana
6 - Não se conforma até hoje com o fracasso da novela e tem uma certa raivinha dos fãs de Vamp que só falam a verdade (O Beijo do Vampiro não chega aos pés da saga da Natasha)
* Eu te entendo, também não me conformo com o fracasso de Andando nas Nuvens *
7 - Bombardeia a caixa de e-mails da Globo com mensagens implorando pela reprise dessa novela no Vale a Pena Ver de Novo ou no Viva

Eu estou no grupo dos que só viram o último capítulo por curiosidade, apesar de também ter menos de 30 e ter sido criança naquela época, não assistia O Beijo do Vampiro, em vez disso via a versão mexicana de Amigas e Rivais, Primeiro amor a mil por hora (com Anahi antes dos Rebeldes)... É, fui mais longe ainda, esse post me fez relembrar coisas que jurava ter esquecido, como o fato dos meus primos adorarem a novela e dizerem que eu não tive infância por não gostar dela, da saga Rebelde, Crepúsculo, emos, bandinhas coloridas... Não é que eu não tive infância, eu tinha juízo!