terça-feira, 6 de março de 2012

Diogo Vilela e Stella Miranda roubam a cena em Aquele Beijo

"Aquele Beijo" está em plena reta final e continua sem empolgar. A novela se encerrará  no dia 13 de abril e não apresentou quase nada que prendesse o telespectador na frente da televisão. As histórias caminharam a passos de tartaruga e nenhuma cena de maior impacto aconteceu. Meses atrás ainda escrevi uma crítica (que você pode ler aqui ), e ainda esperava que algo mudasse. Infelizmente nada se alterou e o marasmo persistiu. Mas ainda há um motivo para assistir a essa trama tão parada: o casal Locanda e Felizardo Barbosa.


Diogo Vilela e Stella Miranda já se destacaram desde o primeiro capítulo. Felizardo, um paraibano arretado e muito voluntarioso; é casado com Locanda, uma mulher submissa, que ele faz questão de humilhar o tempo inteiro. Pode até parecer que o núcleo é pesado, mas é exatamente o oposto disso. É a trama cômica que mais deu certo na novela.

Enquanto Locanda acata as ordens do marido em casa, no trabalho
ela desconta suas frustrações nas funcionárias da Shunel --- confecção de vestidos que fornece diretamente para a Comprare, loja da vilã Maruska ---, que sofrem constantes humilhações da patroa. Mas isso em tom muito bem-humorado, diga-se. Há, também, vários conflitos com a falsa irmã de Felizardo, Damiana, sendo interpretada pela competente Bia Nunnes. Tudo isso movimenta o núcleo e desperta interesse.

Embora sempre tenham tido destaque na trama, os personagens foram crescendo graças ao talento de seus intérpretes. Stella e Diogo mostram uma perfeita sintonia em cena e estão ótimos. Atores que se dedicam muito ao teatro, ambos já haviam feito uma parceria de sucesso em "Toma Lá Dá Cá": ela vivendo a inesquecível Dona Álvara, e ele dando vida ao protético Arnaldo.

Diogo estava afastado há um bom tempo das novelas, e preferia fazer séries ou pequenas participações. Em todas as entrevistas que deu, disse que não poderia recusar o convite para fazer o Felizardo e queria matar as saudades de voltar a essa rotina da teledramaturgia. Já Stella, infelizmente, é uma atriz que só é lembrada pelo Miguel Falabella. Das quatro novelas que participou, três eram do autor ("Salsa e Merengue", "A Lua me Disse" e "Aquele Beijo"). Por ser uma atriz muito dedicada ao teatro --- assim como o Diogo --- e quase não ser chamada por nenhum outro autor, Stella acaba não sendo uma figura muito conhecida do grande público, o que é uma pena. Graças ao Falabella, a atriz obteve muito sucesso vivendo a ranzinza síndica do condomínio 'Jambalaya Ocean Drive', e agora repete o feito com a divertida Locanda Barbosa.

"Aquele Beijo" tem vários atores que merecem elogios (e alguns muitas críticas, é importante ressaltar), mas com uma trama sem um pingo de agilidade, as boas atuações do elenco não garantem audiência e nem conseguem despertar algum atrativo para o telespectador. Por isso que Locanda e Felizardo formam o casal mais interessante da novela, uma vez que temos a soma de excelentes atuações com uma história desperta a atenção do público. Parabéns aos dois!

6 comentários:

ஜ♥Patricia♥ஜ disse...

Eis um ator maravilhoso, tanto na comedia como drama.

Sérgio Santos disse...

Diogo Vilela é ótimo mesmo, Patrícia! Bjs.

Nívea Marco disse...

Os dois atores são ótimos!
E, são engraçados demais!
Olho pra ela e lembro do Jambalaya e isso me faz rir já.
Fico pensando que se a Arlete Sales não tivesse sido desperdiçada em Fina Estampa, ela estaria nessa novela também.
Pena que realmente essa novela seja tão sem graça.
Adorei o texto!
=)

Sérgio Santos disse...

Nivea, obrigado pelo comentário. Admiro muito esses dois e concordo com vc. Arlete Salles sempre é chamada pelo Falabella e agora não seria diferente. Com certeza teria uma personagem bem melhor do que a Vilma, de Fina Estampa. bjs

Thallys Bruno disse...

Os dois são hilários mesmo, Sérgio. Se bem que acho que tiveram mais destaque no Toma Lá Dá Cá (talvez por causa do marasmo de Aquele Beijo).

Sérgio Santos disse...

Thallys, é verdade. E sim, com esse marasmo fica difícil ter participações muito maiores. Mas ainda assim eles são o ponto alto da trama. Abraço!