terça-feira, 19 de março de 2013

Apesar da estreia decepcionante, Dani Calabresa ofusca volta do CQC

Ontem (18/03), estreou mais uma temporada do "CQC". Após o já tradicional período de férias entre dezembro e início de março, a turma comandada por Marcelo Tas retornou apresentando Dani Calabresa como única novidade. Os tradicionais quadros e matérias sobre política e celebridades continuam  ---- inclusive a participação do polêmico deputado Jair Bolsonaro ---- e se não fosse a contratação da melhor comediante do país não haveria nada para ser comentado a respeito da volta da atração. Entretanto, pelo que foi visto, a presença da humorista não foi planejada pela produção.


Ficou claro que contrataram Dani Calabresa para gerar mídia e repercussão, afinal, o programa andava pra lá de desgastado. E a razão para tamanha clareza é uma só: ela parecia a penetra de uma festa. Praticamente uma avulsa na turma. Sua estreia foi decepcionante e demonstrou a falta de planejamento da equipe. A atriz ficou com a responsabilidade de comentar notícias que não sairão no "CQC". Explicando melhor: situações esdrúxulas ou que viraram febre na internet. Apesar desse tipo de quadro não ter absolutamente nada de novo, Dani fez o que pôde na função. Porém, sua principal qualidade não foi aproveitada: a arte de improvisar.

Dani Calabresa não se transformou em um dos principais nomes da Mtv por acaso. Sua dobradinha com Bento Ribeiro no "Furo Mtv" era impagável e as improvisações da dupla eram a graça do 'jornal'. Mas não era só nessa atração que ela se destacava. Em todas as produções da emissora a atriz mostrava o seu talento e se
sobressaía. Tanto com suas imitações quanto com sua desenvoltura diante de situações adversas. Ao bancar a contratação dessa profissional, a produção do "CQC" tinha a obrigação de lhe apresentar um quadro melhor. Curiosamente até os próprios responsáveis reconheceram que a estreia da humorista não tinha sido boa. Dani simulou um choro no final do quadro como se estivesse lamentando o presente de grego que ganhou.

E foi justamente nesse ponto que houve o único acerto da estreia. Ridicularizar um novo quadro que realmente deixou muito a desejar mostrou que, além de haver a consciência de que algo melhor poderia ter sido produzido, a equipe do programa sabe rir de si mesma. Nada melhor do que isso em uma atração cujo principal objetivo é fazer rir e pensar. Apesar de ter sido um começo decepcionante, é inegável que a estreia da humorista ofuscou totalmente a volta do "Custe o que Custar".

Porém, ainda é cedo para ter uma visão definitiva, foi só o início. Tanto da nova temporada do "CQC" quanto da presença da Dani. Já foi divulgado na imprensa que a Band tem planos de criar um programa comandado pela Calabresa. E essa sua participação no "CQC" poderá sofrer alterações até encontrarem uma solução mais interessante. Foi só o começo de uma nova trajetória. E da mesma forma que Dani Calabresa merece a oportunidade de se destacar em um canal aberto, o público merece que a atração comandada por Marcelo Tas se renove. Não só na contratação de novos integrantes como também na criação de novos quadros. Mexer no cenário e contratar a esposa de Marcelo Adnet não basta para começar 2013 com novos ares.

30 comentários:

Felisberto Junior disse...

Olá!
Sérgio
decepcionante mesmo a estréia da Dani, em esquetes, tirou totalmente a sua maior virtude q é a da improvisação.Eu gosto da crítica política com humor da atração.
Bem...foi só o primeiro do ano. Vamos aguardar.
Boa noitinha
Boa quarta freira
Abraços

paulo disse...

Ninguem que sai da MTV dá certo em outros canais, acho que a MTV é uma emissora muito a frente do seu tempo. A Dani Calabresa é simplesmente sensacional, suas imitações são hilárias mas acho que fora da MTV ela não terá a mesma espontaneidade. Mas pelo menos ela não foi pra Globo pagar mico na ultrapassada emissora do projac e seus programas de terror, ops, de humor, kkkk.

Carlos disse...

Apesar de concordar que ela não teve uma boa estreia, acredito que eles tenham feito um bom programa, como sérias denuncias como de praxe, e acho isso bastante válido, é raro ver programas fazendo isso em favor do publico.

Acredito que ela venha a ter uma funçao melhor nas próximas semanas. Mesmo fazendo bastante tempo sem ver, vou acompanhar. É um bom programa.

Abraço

Patricia Galis disse...

Que pena não vi a estreia vou tentar ver os próximos programas, mas desejo toda sorte a equipe.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Sérgiamigo


Vogando pela blogosfera, sem rumo definido, encontrei-te no blogue de um bom Amigo. Vim até cá – e gostei. Foi uma boa dica. Se não tivesse gostado, também to dizia. Sou pão, pão, queijo, queijo; ou como na tropa aprendi: serviço é serviço; conhaque é… conhaque.

Vou a caminho dos 72 aninhos. Sou virgem (20/09/41, para efeitos de prenda…) mas tenho, temos, a Raquel e eu, três filhos, três noras/filhas, quatro netos e uma neta. E vamos fazer 50 anos de casado – ai o que eu tenho sofrido para aguentar tamanha cruz… Bodas de ouro? Nada, não. Na verdade, bodas de felicidade.

Gosto de ser brincalhão e brejeiro com quem mo merece – e mo permite e me responde no mesmo tom. A minha Travessa do Ferreira (http://aminhatravessadoferreira.blogspot.com ) pode ser o exemplo do que adoro gozar: enfim, sou um velhote que persiste em ser jovem… da cabeça… de cima.

Como aqui vim e como Amor com Amor se paga, espero por ti, pelos teus comentários e pela tua (per)seguição. O mesmo já aqui fiz, ou seja: já faço parte dos teus seguidores. Podes entrar na minha Travessa que então será também tua. Isto é, nossa. Não pagas portagens, não te cobro impostos, incluindo o IVA a 23%.
Peço-te desculpa deste escrito que é maior do que a légua da Póvoa; mas tentei meter o Rossio na rua da Betesga e aqui está o desastroso resultado. Enfim, eu sou realmente assim, maluco e orgulho-me de o ser. Sou mais de prosa, mas gosto também de poesia e de quando em vez faço umas quadras, uns sonetos, ou seja coisas do antigamente…

Abç = abração
_________________
NB – Este texto é estereotipado. Não tinha, nem tenho, nem teria tempo de o escrever a cada um, um por um. Mas não entendas isto como falta de consideração ou despautério. Mas posso assegurar-te que quando se é reformado é quando se trabalha mais. E ainda: um jornalista nunca se reforma – no papel, sim, na mentalidade, nunca.

Clau disse...

Oi Sérgio \o/
Não vi a estréia da Dani Calabresa,mas de repente nos próximos programas,ela seja melhor aproveitada e abuse do improviso,que é seu ponto forte.
Bjs :)

Diogo S. disse...

Minhas palavras a suas, Sérgio... Estava qse dizendo no final, volta pra MTV, Dani! Pena q ela não escuta daqui! rs

MARILENE disse...

Sergio, esse programa ainda não vi (rss). Mas você, "de olho nos detalhes", me proporciona conhecimento sobre seus participantes e sua atuação, o que é ótimo. Bjs.

Lulu disse...

Olha Sérgio, confesso que eu esperava mais viu.
Big Beijos

Thallys Bruno Almeida disse...

Bem, Sérgio, não posso comentar muito por ter visto apenas trechos, mas desses trechos que vi, a conclusão que pude tirar é que me pareceu uma tentativa de encaixar o humor que ela fazia na MTV, de esquetes, de quadros dramatizados, com a fórmula do CQC, que é mais baseada no improviso inteligente e na ironia fina. Ou seja, a culpa não é dela. Ela pareceu deslocada, sem poder mostrar tudo que é capaz. Espero que essa impressão melhore nos próximos pra que permita à Dani voltar a mostrar a grande humorista da jovem geração que é. E torçamos pra que as estreias do Adnet e da Tatá Werneck na Globo sejam acertadas. Abçs!

Thallys Bruno Almeida disse...

PS: esqueci de mencionar, o humor de esquetes dramatizadas que me refiro é o do Comédia MTV, o Furo MTV segue a linha do improviso mesmo.

Sérgio Santos disse...

Foi decepcionante mesmo, Felis. Mas temos que aguardar mesmo. Torço para que acertem. Eu gostava muito do CQC mas com o tempo foi me cansando. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Paulo, a Fernanda Lima e o Zeca Camargo deram certo. Mas Daniela Cicarelli definitivamente não.

Espero que a Band valorize a Dani porque o público merece vê-la num canal aberto há tempos.

Eu gosto do Marcelo Adnet e da sua criatividade, mas eu nunca achei graça nas imitações dele. Talvez seja um problema meu porque todos adoram. abraços.

Sérgio Santos disse...

Torço por isso, Carlos. Já gostei mais do CQC. Ultimamente tem se repetido, incluindo os escolhidos para entrevistas. Também acho as denúncias válidas.

Espero que em breve acertem a participação da Calabresa. Pareceu uma estranha na turma. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Patrícia, obrigado pelo comentário. bjs

Sérgio Santos disse...

Henrique, obrigado pelo seu diferente comentário. Que bom que me achou. Espero que tenha gostado mesmo. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Clau. Tomara. bj

Sérgio Santos disse...

Diogo, acho que ela estava precisando se mostrar num canal aberto. Claro que jamais terá a liberdade que tinha na Mtv, mas espero que acertem sua participação e que o tal falado programa só dela realmente estreie. abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Marilene, obrigado pelo comentário. rs bj

Sérgio Santos disse...

Também esperava, Lulu. bj

Sérgio Santos disse...

Verdade, Thallys, a culpa não foi dela. Ela fez o que pôde. Mas não tiveram um bom planejamento pata tê-la na turma. Não a contrataram já tendo um projeto pronto. A contrataram para só depois pensar no que fazer. O resultado foi esse.

Acho que a Tatá vai se destacar muito na trama do Walcyr. Abraços.

Vera Lúcia disse...


Olá Sérgio,

Somente agora fui na minha postagem anterior para conferir se havia deixado de retribuir algum comentário e vi você lá. Seu email entrou por outra caixa e eu não o vi.

Quem gosta muito deste programa é o meu marido. Normalmente eu estou no blog no horário desta programação, mas ele sempre me interrompe para comentar algum detalhe que achou engraçado, principalmente quando se trata da perturbação deles para com os políticos.

Gostei de saber das novidades por aqui.

Beijo.

Sérgio Santos disse...

Oi Vera! Também gosto quando sacaneiam os políticos. Mas às vezes acho até as piadas repetitivas. Eles precisam se renovar.

Sim, demorei mas fui! rs bjssss

EDER RIBEIRO disse...

Séergio, é esperar os ajustes no decorrer da temporada para q a Dani mostra todo o seu talento. Abçs.

Anônimo disse...

Eu achei melhor doq o furo MTV!
Pelo oq eu vejo o primeiro(s) programa(s)sempre fica(m) meio jogados, lembro quando a eliana voltou para o SBT, ela ficava sem saber oq fazer e ficou tentando enrrolar com a Maysa...

Guilherme Freitas disse...

Não achei o programa ruim. Os quadros da Calabresa foram muito bons e acho que vão colar. Ela tem tudo para levantar o programa que já perdeu Rafinha, Danilo e Cortez.

Sérgio Santos disse...

Verdade, Eder. Temos que esperar. Abraços.

Sérgio Santos disse...

Anônimo, eu adorava o Furo MTV com ela e o Bento. Nem se compara a esse quadro fraco da estreia dela no CQC. Mas respeito sua opinião. abraços.

Sérgio Santos disse...

Oi Guilherme. Vamos ver se no futuro dão mais espaço pra ela. Abraços.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.