sábado, 2 de junho de 2012

Débora Falabella se supera ao viver a protagonista de Avenida Brasil

A tarefa não era nada fácil. Viver a protagonista de uma novela das oito, cuja personagem foi interpretada brilhantemente pela espevitada Mel Maia na primeira fase da novela. Além dessa dupla responsabilidade, a atriz tinha (e tem) um papel muito difícil em mãos; uma mocinha que passa por cima da ética e de tudo o que for necessário para atingir seu único objetivo: vingar a morte de seu pai. Este é o perfil de Nina, a justiceira que está sendo muito bem interpretada por Débora Falabella em "Avenida Brasil".


Uma mocinha que abandona seu grande amor para ir atrás de uma vingança. Uma mulher que mente, finge, dissimula, furta o dinheiro de um falso sequestro, e pede para a melhor amiga se passar por ela mesmo sabendo dos riscos que isso implica. Manipula até o amor de sua infância, apelando para essa paixão com o intuito de que o mesmo não revele o que descobriu a ninguém. Nina faz jus à pergunta feita enquanto a trama ainda não tinha estreado no horário nobre: "Até onde você iria por justiça?"

Não é para qualquer ator interpretar um papel tão complicado quanto esse. E parece que o autor João Emanuel Carneiro sabia perfeitamente o que estava fazendo quando decidiu
'reservar' Débora Falabella para sua novela há dois anos atrás. A atriz soube mergulhar na sofrida história da protagonista e sua interpretação é tão visceral que ela parece viver as angústias e a tensão que Nina tenta suportar 24 horas por dia.

As cenas são sempre carregadas de emoção e adrenalina; a atriz precisa se entregar ao papel. Nina vigia a vilã Carminha (Adriana Esteves) o tempo todo e ao mesmo tempo teme ser descoberta a qualquer momento. Precisa lidar com o assédio de Max (Marcello Novaes), a implicância de Zezé (uma ótima Cacau Protásio), os destemperos de Carminha, as chantagens de Nilo (José de Abreu) e os constantes enigmas de Mãe Lucinda (Vera Holtz). Sem dúvida não é uma protagonista que sofre e chora o tempo todo pelos cantos, bancando a vítima. Pelo contrário; Nina luta pelos seus objetivos mesmo tendo que passar por cima de alguns princípios. Uma personagem fascinante e muito bem escrita pelo autor.

Débora Falabella tem um respeitável currículo e já teve inúmeros papéis de destaque. Participou de "Malhação" (1998), "Chiquititas" (2000) e "Um Anjo Caiu do Céu" (2001). Mas foi como a viciada Mel em "O Clone" (2001) que pudemos ver do que a atriz era capaz. Seu desempenho foi admirável e merecedor de todo o reconhecimento que teve na época. Ainda atuou em "Agora é Que São Elas" (2003), "Um Só Coração", "Senhora do Destino" (ambas em 2004); brilhou na primeira fase da minissérie "JK"  e protagonizou o remake de "Sinhá Moça" (ambas em 2006). Também participou de "Duas Caras" (2007) e viveu sua primeira vilã em "Escrito nas Estrelas" (2010), fazendo uma hilária dupla com Zezé Polessa. Convenceu como Clarisse na série "A Mulher Invisível" (2011) e agora enfrenta o desafio de interpretar a dúbia Nina.

Em "Avenida Brasil" estamos tendo o prazer de admirar o talento de uma atriz dedicada, dando vida a uma personagem complexa, que prima pela dubiedade de sentimentos, onde o conflito entre viver uma grande paixão e vingar tudo o que sofreu ao longo da infância atormentam a vida da protagonista. Débora Falabella agarrou essa oportunidade com todas as forças e o resultado nós estamos vendo diariamente na atual trama de João Emanuel Carneiro.

56 comentários:

Thallys Bruno Almeida disse...

Perfeito artigo, Sérgio. Débora herdou uma missão dificílima, depois do sucesso de Mel Maia. Mas o talento dela foi o suficiente pra provar o que hoje estamos vendo. Uma personagem complexa e totalmente inovadora, que subverteu os padrões da típica mocinha, ao usar de atitudes de vilã. Como bem disse JEC, em vez de torcermos pelo cordeiro contra o lobo; o cordeiro dessa vez é um lobo, contra outro maior ainda.

Conquistou a amizade de Carminha de tal forma que a vilã revela absolutamente tudo a ela. Só Max não acredita em suas reais intenções, se achando o mais esperto (em vão). Ao mesmo tempo que descobriu que Lucinda não era aquele poço de caráter, passou a manipular Nilo de tal forma que o antes 100% vilão hoje está até ajudando a mocinha em sua vingança.

Nina se junta aos melhores papéis dela, assim como em O Clone, Sinhá Moça e JK e Escrito nas Estrelas, além de sua carreira de sucesso no cinema. Ela merece todos os aplausos pelo show que nos presenteia a cada capítulo. JEC sabe usar das mais variadas cartas na manga e mesmo depois da grande virada que será a revelação de tudo, ainda tem muito mais água pra rolar em Avenida Brasil. Todos os aplausos a Débora e JEC!

Sérgio Santos disse...

Thallys, obrigado pelo comentário. Débora está mergulhada nessa personagem e sua dedicação é visível. Nina é um tipo complexo e tem ares de vilã mesmo. Uma grande personagem que está sendo bem defendida pela atriz que parece ter estudado o papel durante um bom tempo. O resultado é essa coisa boa que temos visto. Abração! :)

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Você escreveu tudo, Sérgio. Débora Falabella - assim como Adriana Esteves - desde já é forte candidata ao prêmio de melhor atriz do ano por este difícil papel. Gostei muito da atuação da atriz em "O Clone" e considero a personagem Nina superior até àquela, fruto do amadurecimento pessoal e profissional da atriz.
Gosto de suas cenas justamente com os dois atores de "O Clone": Murilo Benício e Marcello Novaes. Além, é claro, da parceria com Adriana Esteves e com Cauã Reymond.

Frank Castle disse...

Oi Ségio
Muito gata e muito talentosa, pode fazer qualquer coisa...
abraços!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Esqueci de citar as excelentes cenas da Débora também com Vera Holtz e José de Abreu, numa prova de que a atriz não se intimida mesmo diante de atores talentosos e experientes como aqueles.

Bell disse...

ja to aqui seguindo tb.

obrigada pelo carinho.

achei seu blog show.

ótimo fds =)

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Tudo bem?
...gostei deste seu artigo,bem detalhado , expondo num bom tom, sua opinião sobre esta talentosa atriz,Débora Falabella. Ressalto a tenacidade dela em vivenciar este personagem ,e pelo fato de ter "entrado" numa segunda fase da novela,com um personagem já consolidado, protagonizado pela Mel Maia, o que tornou seu trabalho mais árduo. Não deixou , como se diz, "a peteca cair"...
Bom final de semana!
Abraços

Regina Rozenbaum disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Regina Rozenbaum disse...

Essa mineirinha é por-re-ta! Sabe Sérgio, o pessoal da minha família - que nunca foi noveleiro - anda seguindo e adorando essa trama...eu ainda não caí de amores rsrsrs, mas tenho muitos meses pela frente, né mesmo?
Beijuuss n.a.

Milene Lima disse...

Olá. Muito bacana o seu espaço, esse mar ao fundo, sublime!

Gosto TV, embora tenha gostado bem mais em outros tempos. Vejo a novela, gosto das tramas desse sujeito, é um sopro de novidade em meio às mesmices do Gilberto Braga e outros. Nunca fui muito fã da Débora Falabella, mas é inegável o seu talento.

Virei mais vezes saber o que você tem pra nós.

Beijos.

Clau disse...

Oi Sérgio :)
A Débora Falabella,é realmente talentosíssima.
Interpretar um papel como esse,não é pra qualquer uma.
Muito bom seu post.
Bjs!

Lidiane Franqui disse...

Olá Sérgio!
Noveleira como tenho sido ultimamente, impossível ficar sem participar deste blog. :)
Quanto à Débora e sua personagem, nem tem o que questionar acerca do telento desta atriz. A Nina é uma personagem que requer muito talento e Débora mostra a que veio.
Um grande abraço!!

janna disse...

OI Sérgio, sou uma noveleira "cool", preciso de grandes incentivos para me entregar a uma novela... Mas Avenida Brasil, me instigou desde as chamadas... é uma mega história, e meu amigo, ver a Débora e a Adriana em suas personagens é de uma intensidade inominável... Enfim, coube a cada uma delas uma grande interpretação, é uma caso de 'entrega' mesmo ao personagem. Aliás, todo o elenco está de parabéns, o autor, esse merece muitos elogios, seus personagens com certeza ficarão marcados na história da tele dramaturgia brasileira, tem talentos de sobra nessa novela... ainda tem assunto para se escrever pelo menos mais uns vinte posts...rsrsrs!!! BEIJÃO, e estou contigo!

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Débora Falabella, é uma atriz extremamente aplicada, daquelas que realmente se dedica de corpo e alma, e isso é visível em seus trabalhos. Sem dúvida é uma das melhores de sua geração, uma grande atriz. Os papeis dela que mais gosto são Mel de o clone (é claro), Beatriz (escrito nas estrelas), onde ela me surpreendeu com uma vilã cômica, e a Clarice de a mulher invisível. Nina sem duvida entra para esse time, uma personagem complexa e ao meu dificílima de fazer, e Débora está fazendo com maestria, uma grande criação de JEC, uma heroina a altura da vilã Carminha, e realmente diferente de todas as mocinhas que já vi, não é daquelas que se reagem aos acontecimentos em volta, dessa vez é ela que gera os acontecimentos e movimenta a historia. As vezes me irrita essa vingança de Nina, mais quero ver até onde ela vai, ja vimos que ela sabe ser falsa, fria e calculista, torço muito por ela.

http://brincdeescrever.blogspot.com.br/

Barbie Californiana disse...

Concordo, Sérgio!
A Débora está dando um show de interpretação. abraços e lindo final de semana.

Cecilia sfalsin disse...

Ei Sérgio,

Realmente Débora Falabella tem uma desenvoltura surpreendente pra desempenhar este papel de justiceira como bem colocado por você , talentosa conseguindo nos fazer sentir o que realmente pretende a tão doce nina que por vingança se transforma em uma pessoa totalmente embebida de ódio ...Realmente esta de se admirar e nos aguça sempre a querer assistir os próximos capítulos....

Beijos

Rita disse...

Eu adoro essa atriz,acho o papel
que ela faz é muito dificil,mas
com certeza ela faz o melhor
adorei essa postagem
Abraços de boa noite com
um lindo amanhecer
Bjuss
Rita!!!

Anônimo disse...

Realmente Débora Falabella tem se superado nessa trama, ela que já era considerada pelos críticos como a melhor atriz de sua geração, agora se consagrou de vez. E gostei muito da crítica, basta ler para saber que foi escrita por quem entende e conheçe muito do assunto.

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio, acho a Débora Falabella uma excelente atriz. Acho que está interpretando muito bem seu papel, embora não concorde com sua atitude. Talvez porque eu não goste de vinganças e porque com certeza eu largaria tudo para ficar com meu grande amor...Mas aí já estou misturando ficção com realidade. Um abraço!

Paty Michele disse...

O talento de Débora Falabella é indiscutível, mas preciso confessar que não gosto da personagem. O desempenho dela é inquestionável, impecável, mas essa história de vingança pra mim já deu. Ficou lá nos anos 80, com Fera Radical de Malu Mader.

Um abraço, Sérgio.

Adriana Helena disse...

Oi meu amigo querido!
Vim ao seu post como um urso vai ao pote de mel. A Débora Falabella está mesmo incrível, pois em várias cenas da novela, ela interpreta de uma maneira tão "visceral" (como você muito bem colocou), que chegamos a torcer ou ficar genuinamente com raiva dela.
Estou adorando! E não é só eu não, pelo visto todos estão assistindo e acompanhando a novela Avenida Brasil, a julgar por tantos comentários carregados de emoção por aqui amigo! Seu blog está como a novela, bombando geral em todos os circuitos!!! Também, você é perfeito nas críticas e narrações de suas impressões! Preciso dar mil parabéns!!!
Beijos e ótimo final de semana!!!

Ricardo Miñana disse...

Hola Sergio, a veces hay que tomar decisiones en la vida.
un saludo.

Nívea Marco disse...

Mais um ótimo texto seu, Sérgio.
E, concordo com a decisão acertada do JEC em escalar a Deborah Falabella. Sempre a admirei porque sempre a achei ótima atriz. Gosto/Sou fã de atriz/ator que fazem do personagem uma pessoa a parte. A gente esquece é uma interpretação ali e parece que é uma pessoa de verdade. Acontece com ela, com a Adriana Esteves, com a Vera Holtz e com o José de Abreu. Elenco de peso dessa novela maravilhosa!

Vera Lúcia disse...

Olá Sérgio,

A Débora Falabella é realmente talentosa e está interpretando um papel bem difícil, pois carregado de muito emoção.
Contudo, confesso que estou meio decepcionada com o desempenho dela nesta novela. Parece-me que ela não está "casando" bem com o personagem. Em suma, não daria a ela a nota máxima.

Ótimo domingo!

Beijo.

Sérgio Santos disse...

Elvira, obrigado pelo comentário. Apesar de ter adorado a atuação dela como a Mel, concordo com você! Nina conseguiu superar essa personagem. A atriz está de parabéns! E é verdade, mesmo diante de Vera Holtz e José de Abreu, ela não se intimida. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi, Frank! Elá é muito bonita mesmo, embora esse visual não esteja favorecendo à beleza da atriz. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi, Bell! Muito obrigado! Beijão! ;)

Sérgio Santos disse...

Oi, Felisberto. E não é que você tá acompanhando essa novela? É boa, né? A atriz está substituindo Mel Maia com muita competência. Abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi, Regina! Ela é porreta mesmo. Sua família tem bom gosto, viu? A novela é muito bem escrita e vale a pena você ceder aos encantos dela também! Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi, Milene. Seja bem-vinda! Que bom que gostou, fico feliz. Confesso que estou tentado a mudar esse mar ao fundo, mas com o seu comentário pensarei um pouco mais.

Estava ficando cansado das personagens da Débora serem sempre chorosas e bobinhas. Ainda bem que em Escrito nas Estrelas ela ganhou uma vilã e mostrou que poderia ir além. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi, Clau! Obrigado! O papel é muito complexo e uma atriz fraca poderia comprometer todo o trabalho de composição dessa personagem. Débora conseguiu passar por essa prova de fogo. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi, Lidiane. Também sou um noveleiro nato. E essa é uma das melhores novelas das oito dos últimos anos. Débora merece o reconhecimento que vem tendo. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi, Janna! Avenida Brasil é tão boa que conseguiu despertar o interesse até de noveleiros que estavam decepcionados com as últimas novelas. A trama é bem escrita, tem ótimos personagens e tem uma agilidade impressionante. Também acho que terei mais uns 20 posts dessa trama. Débora e Adriana fazem um contraponto interessantíssimo. Beijão e obrigado pelo comentário. ;)

Sérgio Santos disse...

Oi, Rafael. Também gosto muito da personagem e de sua gana por justiça, mesmo que seus métodos não sejam corretos. Também gostei muito da Mel e da Beatriz. Um outro papel muito bom foi o do especial "Homens de Bem", onde ela fez par com Rodrigo Santoro. Abração e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi, Barbie! Está mesmo! Dá gosto de assistir. Tenha um ótimo domingo também! Beijos!

Sérgio Santos disse...

Cecília, a boa interpretação da atriz somada a esse grande personagem deu um resultado perfeito. O mesmo pode-se dizer para Adriana Esteves, Vera Holtz, José de Abreu, Marcos Caruso, enfim , uma legião de personagens e atores. Todos os dias Avenida Brasil termina com gostinho de quero mais. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi, Rita! Obrigado pelo comentário. Também admiro muito a Débora Falabella e a personagem não é fácil de interpretar. Tenha um lindo amanhecer também! Beijos.

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", obrigado pelo comentário. Estou longe de ser um especialista ou algo do tipo, mas fico feliz pelo seu elogio. A atriz se entregou ao papel de uma forma impressionante e o mesmo podemos dizer sobre Adriana Esteves. A novela já é boa pela trama, com a atuação de 99% do elenco, é só elogios mesmo! Abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi, Bia, isso é verdade, é uma mocinha que foge do tradicional e usa estratégias de vilã para conseguir se vingar. A novela foge do óbvio. Obrigado pelo comentário! Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi, Paty! Obrigado pelo comentário. Muita gente realmente não gosta da Nina e nem da sua vingança, embora reconheça o talento da Débora. A personagem divide opiniões. Beijos! :)

Sérgio Santos disse...

Adriana, obrigado pelo carinho de sempre! \0/ Avenida Brasil tem mexido com a emoção do telespectador mesmo! E o desempenho de Débora Falabella tem merecido muitos elogios. A novela é boa e os personagens conquistam o telespectador. Meu blog é simples, mas limpinho! rs Beijão e obrigado pelo comentário! Tenha um ótimo fim de semana também! ;)

Sérgio Santos disse...

Oi, Ricardo. É verdade! E Nina sacrificou uma felicidade que poderia ter para vingar a infelicidade que viveu por tanto tempo. Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi, Nívea! Muito obrigado. Que bom que gosta do que escrevo. Débora e os atores citados por você estão maravilhosos. O elenco foi muito bem selecionado com raras exceções. Débora vem nos conquistado a cada trabalho e agora enfrenta o maior de sua carreira. Palmas pra ela. Beijão e obrigado pelo comentário! ;)

Sérgio Santos disse...

Oi, Vera. Obrigado pelo comentário. Estou gostando muito do desempenho dela, mas respeito você pensar diferente. Beijos e bom domingo! :)

Rachel disse...

Ela está ótima mesmo, passa muita verdade! Pena que ainda não achei que ela e Cauã tiveram aquela química que gostamos de ver!!! Mas Avenida Brasil é a novela que já estávamos esperando há um bom tempo, não é mesmo! É de tirar o fôlego toooodos os dias! Um bjo

Sérgio Santos disse...

Oi, Rachel! Obrigado pelo comentário. Não gosto da interpretação do Cauã Reymond, mas gosto do casal. Porém, é evidente que a química e o entrosamento entre Mel Maia e Bernardo Simões eram muito maiores e o casal bem mais interessante. Avenida Brasil é uma baita novela mesmo. Beijos!

Kellen Bittencourt disse...

Olá amigo, gosto muito dela e estou adorando a interpretação, além do tema da novela ser bem legal tbém, estou gostando! Abraços

Jeanne Geyer disse...

concordo plenamente, Débora está perfeita neste papel. Gosto muito desta novela.
bjs

Sérgio Santos disse...

Oi, Kellen! A atriz e a novela estão ótimas. Obrigado pelo comentário. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi, Jeanne. Obrigado pelo comentário. Também gosto dela e da novela. Beijos.

Fabio Dias disse...

Débora é o que há nessa novela.
No começo parecia um pouco insegura (talvez seja impressão minha, após Mel Maia arrebentar), mas já deu seu nome novamente!

ótima análise!

Fabio
www.ocabidefala.com

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Fábio. No início a achei insegura também, mas não demorou muito para que dominasse a personagem! Abração!

Anônimo disse...

Débora Falabella me conquistou nesse personagem desde quando apareceu no teaser da novela ao lado da atriz mirim que interpretou seu personagem quando criança, é uma grande atriz que fala com o olhar, de longe a melhor atriz de sua geração, e JEC que não é nada bobo sabe que pra segurar um personagem desse somente uma atriz com a versatilidade da Débora e não é a toa que ela foi reservada para a trama dois anos antes da novela ir ao ar e como já era de se esperar assim como todos os seus trabalhos anteriores, ela tá dando um show de atuação!

Sérgio Santos disse...

"Anônimo", obrigado pelo comentário! Débora está conseguindo dar vida a uma personagem muito difícil e complexa. Merece os elogios que está recebendo. O autor sabia mesmo o que estava fazendo. Abraços!

Anônimo disse...

Sinceramente, eu acabei de comentar com o meu noivo que eu acho a Débora a melhor atriz do Brasil! Isso eu sempre achei desde os outros trabalhos dela, sempre foi superior a qualquer atriz da sua geração e dos mais velhos, e eu nem curto muito novela, seriado etc...

Sérgio Santos disse...

Oi, "Anônimo", também sempre gostei da Débora e a acho uma ótima atriz. Só não estava gostando do rumo da sua carreira, porque a atriz estava ficando estereotipada com tantas mocinhas choronas. Ainda bem que isso foi mudando. Obrigado pelo comentário.