quinta-feira, 28 de junho de 2012

As empreguetes de Avenida Brasil

Não é surpresa que "Cheias de Charme" continua tendo uma grande repercussão e as populares empreguetes fazem muito sucesso. Esse termo destinado às empregadas domésticas caiu na boca do povo e não será surpresa se daqui a pouco entrar para o nosso dicionário, como ocorreu com 'periguete', por exemplo. Mas se às sete da noite o público tem se divertido com a história de luta dessas profissionais que viraram cantoras e agora fazem sucesso, às nove, o telespectador tem acompanhado a vingança de Nina, as tiradas ferinas de Zezé e a integridade de Janaína. Estas são as empreguetes de "Avenida Brasil".


Débora Falabella continua tendo uma atuação impecável e a vingança de Nina está cada vez mais arriscada. Nas últimas semanas, a mocinha que foge de todos os padrões, teve parte de seu segredo descoberto por Max (Marcello Novaes), mas soube virar o jogo a seu favor quando atrapalhou os planos do comparsa de Carminha (Adriana Esteves), ao mesmo tempo que lhe ajudou a sair de uma grande enrascada. Agora, ao menos por enquanto, Max virou seu aliado e aos poucos vai se voltando contra sua eterna cúmplice. Apesar de Nina estar apenas se passando por uma empregada na casa de Tufão (Murilo Benício), a personagem fez um curso de culinária quando morava na Argentina e é muito 'prendada'. A comida é apreciada por todos os moradores da mansão, ou seja, é uma empreguete e tanto. Devido aos muitos elogios que recebe, acabou virando alvo de inveja da colega de profissão: Zezé.

Fofoqueira, implicante e hilária. Estas são algumas das caraterísticas de um papel que tinha uma importância ínfima, mas graças o ao talento da atriz que a interpreta e ao bom texto
do autor João Emanuel Carneiro, que foi dando cada vez mais cenas para a intérprete, Zezé virou um dos muitos pontos altos de "Avenida Brasil". Cacau Protásio fez apenas pequenas participações na Globo --- sua última novela foi "Ti Ti Ti", onde vivia, coincidentemente, uma doméstica --- e esta é sua primeira grande chance na televisão, onde tem se destacado cada vez mais no atual sucesso das 21h. Zezé idolatra Carminha e odeia os privilégios que Nina tem naquela casa. Não se cansa de alfinetar a 'rival' e desconfia (com razão) das intenções da mesma. "Só Jesus na bicicletinha!" e "Tá pelo beiço de uma pulga!" são algumas de suas pérolas. A atriz nem tinha seu nome na abertura, mas, após muitos protestos dos telespectadores e uma crítica na coluna do jornalista Maurício Stycer, agora a justiça foi feita e o nome entrou nos créditos iniciais da trama.

Outra 'empreguete' do horário nobre que anda tendo ótimas cenas e ganhando mais destaque é Janaína, interpretada pela talentosa Cláudia Missura. A atriz --- que já atuou em cinco peças teatrais e quatro filmes --- fez apenas participações na televisão (assim como sua colega de cena) e ganhou sua primeira grande chance em "A Favorita" (2008), do mesmo João Emanuel Carneiro, quando viveu a irmã de Dodi (Murilo Benício), a picareta Fafá. Após esta novela, teve rápidas aparições em "Som & Fúria" (2009) e "Tempos Modernos" (2010), até ser novamente lembrada pelo autor em "Avenida Brasil". Janaína é uma mulher humilde, íntegra e tem um filho que não vale o que come: Lúcio (Emiliano D`Ávila). Na semana passada, a personagem descobriu que seu filho era um marginal ao flagrá-lo tentando assaltar a casa de Tufão. Cláudia Missura agarrou com unhas e dentes a oportunidade e brilhou na sequência em que Janaína expulsa o filho de casa após uma forte discussão e muitas ofensas. Emiliano, uma grata revelação da série "Clandestinos - O Sonho Começou", também merece os parabéns pela atuação.

Não é de hoje que as empregadas têm destaque em novelas e vão roubando a cena, recebendo cada vez mais carinho do público. Edileuza (Cláudia Jimenes) de "Sai de Baixo" (1996), Ritinha (Juliana Paes) em "Laços de Família" (2000), Zulmira (Carla Daniel) em "Alma Gêmea" (2005), Sabrina (Cris Vianna) em "Duas Caras" (2007), Bozena (Alessandra Maestrini) em "Toma Lá Dá Cá" (2007), Sheila (Priscila Marinho) e Ondina (Luci Pereira) em "Caminho das Índias" (2009) e Cleonice (Vera Mancini) em "Morde & Assopra" (2011) são alguns dentre tantos exemplos na teledramaturgia.

Elogiar a atuação de Débora Falabella acabou virando rotina desde que "Avenida Brasil" iniciou sua segunda fase, no entanto, Cacau Protásio e Cláudia Missura merecem o reconhecimento que vêm tendo e as oportunidades que João Emanuel Carneiro tem dado ao longo de sua trama. E verdade seja dita, as  empreguetes que pegam às nove têm tanto talento quanto as que pegam às sete.

Links relacionados: Cadinho: uma trama repetitiva sendo bem desenvolvida
                             Suelen: uma periguete apaixonante
                            Cheias de Charme e Avenida Brasil: sucessos de...
                           Débora Falabella se supera em Avenida Brasil
                          O talento de Adriana Esteves

35 comentários:

Foletto disse...

Estava ansiosa pela próxima postagem sua Sérgio.
Acho importante os destaques dados as personagens que muitas vezes são passadas despercebidas nas novelas. Pois, é uma classe que tem ganhado destaque não só pela oportunidade dos autores, mas também, pelas atrizes que brilharam no papel e souberam fazer de uma oportunidade o momento de destaque.

Queria aproveitar a oportunidade e comunicar a todos que aqui comentam e participam que eu estou fazendo o meu TCC em relação a novela nos blogs. E espero construirmos juntos muitas discussões interessantes.

Envio o meu lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4450468H8

Laura Roratto Foletto disse...

Estava ansiosa pela próxima postagem sua Sérgio.
Acho importante os destaques dados as personagens que muitas vezes são passadas despercebidas nas novelas. Pois, é uma classe que tem ganhado destaque não só pela oportunidade dos autores, mas também, pelas atrizes que brilharam no papel e souberam fazer de uma oportunidade o momento de destaque.

Queria aproveitar a oportunidade e comunicar a todos que aqui comentam e participam que eu estou fazendo o meu TCC em relação a novela nos blogs. E espero construirmos juntos muitas discussões interessantes.

Envio o meu lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4450468H8

Sérgio Santos disse...

Oi Laura, obrigado pelo comentário. É bacana ver João Emanuel Carneiro valorizando todos os seus atores e dando para cada um deles um espaço em cada semana. Beijos!

Mery disse...

As empregadas sempre roubam a cena ...Adoro! Mas acho q Nina vai sofrer está exagerando na sua vingança, se não parar vai se dar muito mal, é a vida "colhemos o que semeamos".
Vingança é uma faca de dois gumes, verdade, sei disso!
Adorei aqui e vou seguir e se vc me segue também vou te acompanhar.
Beijo, Mery*

Rita disse...

Bom dia de quinta feira!!
Vim agradecer a sua visita
Deixar meus parabéns pela postagem
sempre agradável no seu espaço
Amigos presentes é sempre um prêmio
ganho abraços carinhoso
Bjus
Rita!!!

Essas postagens são sensacionais
Adoro ler!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Boa crítica, Sérgio. Cacau Protásio e Claudia Missura merecem o destaque que vêm tendo na novela, graças ao talento. Foi interessante mostrar que Janaína tem vida própria além de ser uma doméstica. Seria bom que o mesmo acontecesse com a Zezé. Até agora, apenas vimos onde ela mora quando presenciou parte do sequestro da Carminha.
Foi oportuno lembrar das outras empregadas nas novelas. Não me esqueço da Sexta-feira (Mara Manzan),em "Salsa e Merengue". A Marilda (Kátia Moraes) também divertiu, em "Fina Estampa".

Milene Lima disse...

Andei lendo algumas coisas que acontecerão em breve e se falar pra minha mãe, ela vai surtar, tadinha... Hahaha.

Tô começando a implicar demais com esse casal Nina-Jorginho e essa vingança demorada, que só a torna uma espiã dentro daquela casa. Carminha continua reinando e mentindo, absoluta. Mas sei que logo virão novidades.

A Edileuza e o Caco Antibes formaram uma dupla insuperável. Saudades!

Beijo!

Paty Michele disse...

Sérgio, vc tocou num ponto importante, pq as empregadas nem sempre são valorizadas nas tramas, embora sempre sejam garantia de diversão. Talvez seja pelo estigma que a personagem carrega.
Achei um absurdo o nome da Zezé não constar na abertura. Que que isso, dona Globo??? Ainda bem que é a audiência quem manda!

um abraço, querido.

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio. Eu não tinha associado um grupo de empreguetes com o outro...essa atriz que citou, a Claudia Missura, é excelente e se sobressaiu nas últimas cenas com o filho.
Um abraço!

Sérgio Santos disse...

Oi Mery, seja bem-vinda! A pergunta que era feita nas chamadas iniciais de "Avenida Brasil" era: Até onde você iria por justiça? E Nina vem seguindo com sua vingança enfatizando ainda mais essa pergunta! Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Rita, obrigado pela mensagem. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, obrigado. Cacau e Cláudia estão ótimas e vão se destacando merecidamente. Também acho que seria bacana que Zezé tivesse uma trama própria assim como Janaína. Mara Manzan também fez uma ótima empregada em "Cobras & Lagartos". E é verdade que Katia foi bem em "Fina Estampa". Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, pois é, emoções e acontecimentos não faltam em "Avenida Brasil". Se Nina se vingasse logo, acabaria a novela, o que seria uma pena. Também tenho lido muita coisa e a novela ficará ainda mais imperdível. Sinto saudades da Edileuza e do Caco; uma dupla e tanto. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Paty, pois é, muitas vez elas começam como figurantes e vão roubando a cena aos poucos. Agora em "Cheias de Charme" e "Avenida Brasil" elas tem destaque desde o início. Ainda bem que colocaram o nome da Cacau na abertura, antes tarde do que nunca. Beijão! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Bia, as empreguetes da novela das nove não fazem shows musicais mas não o mesmo show de atuação. Claudia realmente se destacou muito nas últimas cenas com o também ótimo Emiliano D`Ávila. Beijos!

Cidinha disse...

Bom dia Sèrgio! Parabéns pelos textos. Vc retrata tudo tão bém nos bastidores das novelas e mostra os valores de cada personagem. Obrigada pela carinhosa visita! È um prazer recebê-lo! Não tem problema se sou Lucinha ou Cidinha. Gosto muito de vc. Um ótimo fim de semana e todo carinho pra vc! Bjos.

Barbie Californiana disse...

O que eu gosto no personagem de Débora Falabella é que ela não é boba e acredito ser a primeira mocinha esperta da novela... e quem diria que uma empregada iria roubar a atenção do espectadpres? De fato, a novela, está dando um show, Sérgio. abraços e tudo de bom!

Sissym disse...

A trama da novela chama atençao por causa do desempenho de Nina/Rita. Tem horas que fico até nervosa... vai dar certo?! aiii....
Creio que os 2 horarios estão com bons indices, pois sao novelas diferentes entre si, mas interessantes.

Bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Cidinha, pois é, falhas acontecem! Obrigado pelo comentário e elogio. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie. Nina é o oposto de todas as mocinhas tradicionais das novelas. Ela não fica parada e chorando, pelo contrário, vai à luta e usa as mesmas armas da vilã. Resta saber que consequências isso tudo trará. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Sissym, a boa audiência das duas novelas é merecida. São tramas de qualidade e com um bom elenco. Os planos da Nina são muito arriscados e deixam o telespectador tenso mesmo. Beijos e obrigado pelo comentário.

Vera Lúcia disse...

Olá Sérgio,

Concordo na íntegra com suas observações de hoje. As empreguetes(generalizando)
têm ocupado papéis que se destacam conforme a atuação das atrizes que as representam. O talento bem aproveitado por parte delas lhes rendem acréscimo de falas e maiores aparições. Estou gostando, principalmente, da atuação de Cláudia Missura.

Ótimo final de semana.

Abraço.

Clau disse...

Oi Sérgio!
Acho que esse termo 'empreguetes',já entrou pro nosso dicionário,viu?!
E acho muito legal!
Adoro personagens cheias de talento que fazem a alegria do povão.
Bem lembrado os exemplos que vc citou das empregadas que fizeram sucesso.
Saudade da Edileuza (Cláudia Jimenes)!!
Bjs!
Bom fim de semana :)

VERINHA disse...

Boa noite amigo, adorei seu post sobre as empreguetes das novelas, pois esta mostrando que todos os papeis estão sendo valorizados e destacados. Um fim de semana maravilhoso. Beijinhos.

reginaldo disse...

amei sua postagem sobre avenida brasil onde fala sobre a nina, eu tenho um pouco de nina dentro de mim.

Thallys Bruno Almeida disse...

Perfeito artigo, Sérgio. Débora Falabella já não precisa mais provar nada pra ninguém, dispensa mais comentários. Cacau Protásio foi uma revelação perfeita e diverte com o jeitão debochado da Zezé e suas implicâncias com a Nina. Felizmente, seu nome entrou para a abertura.

Cláudia Missura ganhou seu merecido espaço e as sequências com os ótimos Emiliano D'Ávila e Marcelo Novaes são prova disso, além de Janaína se mostrar uma aliada e tanto pra Nina.

Das empregadas que mencionou, eu destaco a Ritinha, a Zulmira, a Bozena (adorava as histórias dela de Pato Branco), a Edileuza (impagável dupla com o mauricinho Caco Antibes) e a dupla de Caminho das Índias.

Sérgio Santos disse...

Oi Vera, obrigado pelo comentário. As empreguetes estão com tudo. Cláudia Missura está muito bem, né? Que boas cenas ela tem feito em Avenida Brasil. Dá gosto de ver. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Clau, acho que esse termo já entrou mesmo para o vocabulário. Não tem mais jeito. Saudades da Edileuza também. Era a melhor personagem do Sai de Baixo. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Verinha, obrigado pelo elogio. As empreguetes estão com tudo. Tenha uma ótima semana! Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Reginaldo, obrigado pelo comentário. Nina é uma personagem muito complexa e que nunca pensou em se vingar de alguém, né? Só que ela está passando dos limites. Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys, é verdade. Débora não precisa provar mais nada. Cacau e Cláudia estão ótimas e se sobressaem cada vez mais. Também gostei muito de todas essas empregadas que você citou. Zulmira era uma personagem dramática e muito rica. Já Edileuza era hilária. São as duas que eu mais gosto. Abração.

Laura Roratto Foletto disse...

Pessoal, gostaria de convidá-los a participarem de um questionário piloto para o meu trabalho de TCC, não vai tomar muito tempo de vocês.
Agradeço a ajuda.
Segue o link para acesso: https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dFQzU2UyNGR4bVlzelJFMDlPQldpcUE6MQ#gid=0

Gabriel Manolo disse...

As empregadas estão ganhando cena hein. Ótima matéria, Sérgio (:

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Gabriel! Abração! :)

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis generique
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ generico cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis