quinta-feira, 23 de março de 2017

"Novo Mundo" estreia com clima de aventura e muito capricho

"Um mundo novo. Um mundo de novas paixões e novas histórias. Um mundo de novas aventuras e novas surpresas. E nesse mundo novo tudo pode acontecer." O teaser de "Novo Mundo" passou de forma simples tudo o que a nova novela das seis tem a apresentar. A trama dos estreantes Thereza Falcão e Alessandro Marson estreou nesta quarta (22/03) ---- estratégia controversa já quase fixada pela Globo em prol de uma audiência maior ----, substituindo a fraca e esquecível "Sol Nascente", que saiu do ar com a sensação de 'já foi tarde'.


A novela, dirigida por Vinícius Coimbra, é ambientada no século XIX, e começa em 1817, há 200 anos, período em que Dom Pedro (Caio Castro) se casa por procuração com Leopoldina (Letícia Colin), em virtude de um acordo político. É justamente na viagem da princesa austríaca para o Rio de Janeiro que Anna Millman (Isabelle Drummond) e Joaquim Martinho (Chay Suede) se conhecem, os mocinhos do enredo. Ou seja, a proposta do novo folhetim é ter a história do Brasil como pano de fundo, apresentando uma espécie de conto de fadas para embalar o romance dos protagonistas, que ainda terão um vilão maquiavélico como obstáculo ---- o Thomas Johnson (Gabriel Braga Nunes), responsável pela segurança Real.

A trama acabará em 1822, quando Dom Pedro e Leopoldina forem declarados imperadores do Brasil. Até lá muitos conflitos e dramas ficcionais serão abordados durante uma época que faz parte do conteúdo de qualquer aula de história, quando o Brasil fica independente de Portugal.
Mas os autores deixam claro que o objetivo do folhetim não é ser didático, explorando muito mais o contexto da fantasia, que nesse início tem um quê da clássica saga "Piratas do Caribe", da Walt Disney Pictures, uma vez que há muitas lutas de espada no navio que transporta Leopoldina, destacando a valentia de Anna e Joaquim.  Vale ressaltar que, no período do enredo, Napoleão não é mais um perigo, Brasil não é mais uma colônia (e sim um reino unido com legislação própria) e o Rio de Janeiro (capital do império) recebeu um toque europeu.

O primeiro capítulo esbanjou capricho e luxo, tendo uma produção de arte de encher os olhos. Os figurinos são de uma perfeição absurda e várias caracterizações ficaram fiéis ao retratos da época, vide Léo Jaime como Dom João VI, Débora Olivieri como Carlota Joaquina, Rômulo Estrela como Chalaça, Caio Castro como Dom Pedro e Letícia Colin como Leopoldina. Já a cidade cenográfica é a mesma de "Liberdade Liberdade", exibida ano passado e também dirigida por Vinícius, fazendo jus ao ambiente do século XIX. A trilha incidental merece uma menção especial, pois funciona como quase coprotagonista do enredo, embalando várias situações de luta ou de fuga em um clima de pura aventura, como sempre ocorre em qualquer bom filme de pirata.

As cenas de ação ficaram primorosas, sendo necessário aplaudir o minucioso trabalho da equipe de direção, que não ficou devendo a nenhum clássico do gênero. Se o elenco não fosse brasileiro não era se de espantar se o público achasse se tratar de alguma produção da Disney, por exemplo ---- não por acaso o diretor inglês Andy Armstrong (com anos de experiência em Hollywood) trabalhou com a equipe. Chay Suede e Ingrid Guimarães foram os protagonistas dessas sequências de aventura, com Joaquim e Elvira fugindo dos soldados, e os dois prometem bons momentos ao longo do enredo. As tomadas de câmera ficaram ótimas, inserindo o telespectador naqueles instantes de fuga, destacando ainda o trabalho corporal dos atores.

E Isabelle Drummond, como não poderia deixar de ser, já mostrou a que veio com sua apaixonante Anna. A mocinha não se intimida e está claramente à frente do seu tempo. Em uma boa cena, a menina enfrentou os membros da corte para defender seu irmão Piatã (Rodrigo Simas), de origem indígena, por exemplo. Ela e Rodrigo, por sinal, prometem uma boa sintonia. Aliás, ótimos parceiros para a atriz não vão faltar. Sua química com Chay Suede, já vista na primeira fase de "A Lei do Amor", segue alta e os dois formam um belíssimo casal protagonista. Para culminar, Isabelle ainda repetirá a elogiada parceria com Letícia Colin, observada em "Sete Vidas", primorosa novela de Lícia Manzo. Agora as posições se inverteram: Elisa não é mais a confidente de Júlia (personagens da trama anterior), é Anna que é a confidente de Leopoldina. Letícia, vale ressaltar, está uma graça de princesa austríaca.

"Novo Mundo" estreou esbanjando capricho e fantasia, além de ter apresentado uma abertura belíssima, mostrando de forma irônica a trajetória do ouro, embalada por uma trilha incidental típica de aventura. Por sinal, a trilha da novela toda será assim, o que já é um bom diferencial. Thereza Falcão e Alessandro Marson começaram com pé direito esse primeiro folhetim deles como autores titulares e resta torcer para que toda a qualidade vista nesse início se mantenha ao longo dos próximos meses.

40 comentários:

Samara disse...

Eu amei!!! Nem lembro mais do embuste que veio antes!!!!

Anônimo disse...

Texto maravilhoso como de costume. Concordo com tudinho!

Italo disse...

Estreia linda mesmo mas como você disse no Twitter deve ter muita qualidade, mas a audiência deverá ser baixa...

✿ chica disse...

Vi apenas as chamadas pra novela.Me pareceu que deve ser bem boa! abraços,chica

Pamela Sensato disse...

Vixiii já perdi o inicio kkk

Beijinhosss
Blog Resenhas da Pâm

Debora disse...

Olá Sergio tudo bem???


Só consegui assistir alguns pedaços da novela ontem, mas adorei!!! Achei tudo lindo...



Beijinhos;
Débora.
http://derbymotta.blogspot.com.br/

Raquel disse...

Produção caprichada, história intrigante e personagens interessantes. Muita aventura, atores em estado de graça, parece que tudo encaixou! Ótima novela!!!

Sinceramente, o romance do casal principal pra mim é o que menos interessa nessa novela... Tow doida pra chegarem logo no Brasil e a história da independência começar de vdd! E espero que a Anna não caia no chororô depois que o Joaquim for dado como morto. De mocinha chorosa pra Isabelle, já basta a Júlia.

Tudo de bom pra Novo Mundo! Começou muito bem. :)

Bell disse...

Perdi o primeiro capitulo.
A globo se superou hein?
Quem diria terminar uma novela no começo da semana e começar outra no meio rs...


Quero acompanhar essa nova novela.

bjokas =)

Gustavo Nogueira disse...

Gostei muito da estreia Sérgio.Novo Mundo tem tudo para ser uma ótima novela e fazer a gente esquecer da péssima trama anterior que eu nem lembro mais.Amei a mocinha da Isabelle Drummond, parece que não será a típica mocinha chorosa e songamonga e o par dela com o Chay Suede é promissor.Também gostei das atuação de Letícia Colin, está muito bem como a princesa Leopoldina e do Rodrigo Simas.Não gosto muito da Ingrid Guimarães, a acho muito exagerada e over.Achei o Caio Castro fraco e o Gabriel Braga Nunes esteve mais do mesmo, repetiu atuações de trama anteriores.Que essa novela não decepcione, chega de tombo.

Jurandir Dalcin disse...

Foi o melhor capítulo de uma novela em muito tempo, estou tão apaixonado que precisei comentar sobre no meu blog tbm. Ingrid Guimarães e Letícia Colin se destacaram no capítulo de estreia. Agora é torcer para que mantenha o nível nos próximos meses...

Jurandir Dalcin | http://www.jurandirdalcincomenta.com/

porlapazyporlavida lc disse...

Zamenzito, ameiiiiiii demais o primeiro e o segundo capítulos. Chay, Isabelle, Letícia, Léo Jaime, Débora Olivieri, Simas... Todos muito bem. Lindosss. Amie as cenas da Ingrid com o Chay, fiquei tensa ao mesmo tempo que ri das maluquices da personagem dela. Gostei muito do Joaquim, leve, emgraçado, muito carismático. A Anna também não fica atrás. Mocinha de dá gosto de torcer. A Letícia COlin tá muito fofa de Leopoldina. Ela jogando bilhar com Joaquim foi muito divertido. Ahhhh, amei a abertura e o instrumental. Que maravilha!!!!!!!!!

Lulu on the sky disse...

A novela promete, porém o sotaque está carregado demais. Tanto pra Ingrid Guimarães, quando Caio Castro e a Letícia Colin.
big beijos

Germana disse...

Olá Sérgio!!
Gostei do que vi de Novo Mundo até agora, embora ache cedo para impressões mais profundas.
A abertura é incrível, foi amor à primeira vista. A trilha sonora é muito boa também. Gostei muito da parte da história na Europa (e depois no navio). Todos os personagens são bons e bem colocados (com exceção da Elvira, que achei insuportável rs). Já na parte no Brasil, não posso dizer a mesma coisa: achei a parte deles parada e as atuações meio estranhas, mas talvez seja porque apareceram pouco e eu ainda tenho a família Real de O Quinto dos Infernos muito forte na minha cabeça.
No mais, é isso. Abraços!!

Juliana disse...

Raquel como sempre com comentários maravilhosos e me representando muito

ANA Associação Noveleiros Anônimos disse...

Boa noite, Vi o primeiro capítulo de Novo Mundo e senti a mesma impressão de estar assistindo a um filme da Disney, até a trilha sonora da novela ajudou. Um ponto positivo é a imagem, que não está tão esfumaçada e escura como em outros trabalhos de época anteriores. Gostei da maioria dos personagens, só vai ser meio difícil me acostumar com os sotaques, especialmente de Caio Castro, Ingrid Guimarães e Letícia Colin. Achei a atuação do Rodrigo Simas meio travada, talvez com o tempo ele se solte mais. E o Gabriel Braga Nunes, assim como a Ingrid Guimarães, repete mais uma vez o mesmo tipo de personagem: o vilão cruel e obcecado pela mocinha. Esses dois atores, pelo visto, sempre farão os mesmos tipos de personagem, já que quando tentam fazer algo diferente, não são tão elogiados. Espero que a Anna Milman não siga o mesmo caminho das mocinhas chorosas de Isabelle Drummond, já que seria péssimo ver essa grande atriz fazendo mais do mesmo.
Enfim, Novo Mundo é uma boa novela, pena que a audiência não foi tão boa assim. Apesar de manter a média de Sol Nascente, seu primeiro capítulo teve audiência inferior se comparado às antecessoras: 23 pontos em São Paulo, segundo Patrícia Kogut. Claro que isso se justifica pelo fato de que Êta Mundo Bom teve boa entrega de Além do Tempo, que teve um último capítulo arrasador, e Sol Nascente teve a entrega de um fenômeno do Walcyr Carrasco, o Rei das Seis. Já Novo Mundo, além de estrear em um dia atípico (uma quarta-feira), ainda teve a péssima entrega de Sol Nascente, já que seu último capítulo foi fraco, apático e previsível.

Conheça a A.N.A. - Associação de Noveleiros Anônimos

Siga o A.N.A. no Twitter

Rita Sperchi disse...

Serginho querido td bem com vc,bom é um tipo de
novela que amo pra mim já começou bem vamos ver como
será daqui pra frente ....
Bom final de semana bjussss
Venha me visitar
Rita

Bianca disse...

Estou encantada com "Novo Mundo". Finalmente voltamos a ter uma novela de qualidade as 18hrs e com protagonistas que dá gosto em torcer. Além da química já muito elogiada entre Chay e Isabelle os dois estão muito bem em seus respectivos papéis. Até o Caio Castro está fazendo bonito, Dom Pedro combinou bastante com ele. Porém pra mim, o grande destaque é a Letícia Collin. A Leopoldina é uma graça e de longe minha personagem favorita.

F Silva disse...

Algo a comentar...

Eu endosso cada linha desse post.

Porém o que me incomodou?

O filtro muito claro, um tanto quanto embaçado. Que pena, pois a trama tem imagens belíssimas.

O Caio Castro é muito lindo, mas é um ator canastra. Com um pouco mais de pesquisa, acho que encontrariam um ator a altura desse grande personagem. Acho que escolheram o Caio porque ele atrai público, o fandom do rapaz é enorme. Vamos aguardar, pois o personagem é complexo e vai dividir o protagonismo com o Joaquim do Chay.

Aliás, o núcleo da realeza está desarmonioso, pois acho que Débora Olivieri está ótima, porém o carismático Leo Jaime, não me convenceu, mas ainda é cedo, aguardemos...

O que me agradou?

Chay Suede. Ele está roubando a cena, o Joaquim é um personagem atraente e maravilhoso, e a química com a outra maravilhosa personagem Anna Milmam é clarividente. Joaquim passará por grandes transformações no contato com os índios. Ele será um branco que se tornará um índio, ao contrário do Piatã...

Aliás, pra aqueles que acham a atuação do Rodrigo Simas travada, isso só mostra o quanto ele está bem no papel, isso porque o Piatã é travado mesmo. O personagem é um expatriado, e quando chegar na aldeia nativa, terá grande dificuldades de se adaptar. Roteiro interessante e bastante atual. Não tenho dúvidas que o Simas vai brilhar.

Alguns criticam a salada de frutas que está o sotaque dos personagens. Eu achei genial. Esse é um traço bem marcante do processo de formação do povo brasileiro.

Ingrid Guimarães está hilária como a Elvira Matamouros. Igualmente o Gabriel Braga Nunes como o pérfido Thomas Johnson.

Que talentosa a Letícia Colin, a Leopoldina é uma graça. Vai engolir Caio Castro em cena, posso até estar enganada.

Meus aplausos a estreia de "Novo Mundo" que vem com uma premissa interessantíssima.

Sou apaixonada pelo horário das seis, é o que menos me decepciona.

beijos Sérgio e até breve...

Paulo Faria disse...

Há alguns anos que não vejo novelas, só as mini-novelas das 11h, mas como adoro a época histórica em questão, dei uma oportunidade a Novo Mundo. Numa só palavra, espectacular é o que eu tenho a dizer, o cocktail de aventura com realeza é genial e um dos pontos fortes da novela. Todo o núcleo real está de parabéns, só não gostei muito da interpretação do D. João VI, prefiro muito mais o André Mattos no Quinto dos Infernos. A química entre a Isabelle Drummond e o Chay Suede é um dos alicerces da novela, uma ótima escolha. E a Ingrid Guimarães, com a sua Elvira, já tornou-se a minha personagem preferida da novela, adoro o sotaque haha. Aqui em Portugal estreia em Abril às 19h. Mais um excelente post :)

Bitaites de um Madeirense

Vanessa Volpato disse...

Eu tbm não

Sérgio Santos disse...

Ta maravilhosa, Samara.

Sérgio Santos disse...

Obrigado, anonimo.

Sérgio Santos disse...

A audiencia ta boa, Italo. Me surpreendi.

Sérgio Santos disse...

Vale a pena ver, Chica.

Sérgio Santos disse...

Dê uma conferida, Pam!

Sérgio Santos disse...

Linda novela, Debora!

Sérgio Santos disse...

E segue ótima, Raquel.

Sérgio Santos disse...

Verdade, Bell.

Sérgio Santos disse...

Idem, Gustavo.

Sérgio Santos disse...

Vc sumiu, Jurandir. Bom te ver aqui.

Sérgio Santos disse...

Maravilha mesmo, porlapazyporlavida lc !

Sérgio Santos disse...

Só o sotaque do Caio tá horrivel, Lulu. bj

Sérgio Santos disse...

Ta mt boa, Germana!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Juliana!

Sérgio Santos disse...

Excelente comentário, Ana.

Sérgio Santos disse...

Ta ótima, Rita. bj

Sérgio Santos disse...

Eu tb, Bianca!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, F Silva!

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Paulo. E prepare-se para se deliciar!

Sérgio Santos disse...

Bjs Vanessa!