sexta-feira, 14 de julho de 2017

"Popstar" é um Karaokê com famosos bem produzido

Para substituir a bem-sucedida segunda temporada do "Tamanho Família", a Globo optou pela 'criação' de um novo formato, chamado de 'original' pela emissora: o "Popstar". Porém, o programa nada mais é do que uma derivação do "SuperStar", reality musical de bandas encerrado em 2016 e baseado em um formato israelense. Até o cenário é o mesmo, incluindo a apresentadora Fernanda Lima. Como a produção anterior não obteve boa audiência (embora tenha lançado ótimos grupos em três temporadas), optaram por uma dinâmica parecida, mas com famosos.


Agora não há mais um telão subindo quando o juri e o público votam. O esquema mudou para 'estrelas'. São dez jurados por domingo, sendo sempre substituídos a cada rodada. Chamados de 'especialistas', eles dão uma estrela (apertando um botão, que nem no "The Voice") caso gostem da apresentação. Se oito jurados ou mais aprovarem a performance, o participante ganha uma estrela bônus que vale um ponto na média final. Há ainda uma plateia com 20 pessoas selecionadas que se localizam em cima de um painel luminoso. A cor desse painel muda de acordo com a nota deles.

Ou seja, é um sistema um pouco confuso inicialmente. Mas, aos poucos, acaba ficando mais compreensível. Dos 14 participantes escolhidos, pelo menos nove cantam profissionalmente, sendo alguns muito bem-sucedidos. Já outros estão ali claramente para preencher a 'cota' de famosos, pois não têm vocação alguma.
André Frateschi, Mariana Rios, Fabiana Karla, Lúcio Mauro Filho, Alex Escobar, Érico Brás, Marcella Rica, Eduardo Sterblicht, Murilo Rosa, Thiago Fragoso, Sabrina Parlatore, Cláudio Lins, Rafael Cortez e Marcello Melo Jr. foram os selecionados para a disputa, que vale 250 mil reais para o vencedor.

Já o juri da estreia foi composto por Toni Garrido, Tiago Leifert, Samuel Rosa, Ludmilla, Júnior, Pretinho da Serrinha, Baby do Brasil, Nando Reis , Sophia Abrahão e Hamilton de Holanda. Só não deu para entender a presença de Leifert, pois era o único que não canta e muito menos entende de música. Os destaques desse time foram Toni, Baby, Samuel e Nando, que fizeram comentários interessantes e souberam criticar quando acharam necessário. Os demais exageram nos elogios e nada acrescentaram nas opiniões. Aliás, dez pessoas para um juri é um pouco demais. Ainda mais o voto deles valendo apenas um ponto na média final, caso oito ou mais aprovem. Não precisa.

A dinâmica da atração em nada difere de um tradicional e batido Show de Calouros. A diferença é a superprodução que só a Globo sabe fazer, além dos candidatos serem conhecidos. E o fato de todos enfatizarem a todo momento que o programa é 'uma grande brincadeira' acaba passando a impressão de uma reunião de amigos em um Karaokê. Vale ressaltar ainda a figuração de Tiago Abravanel como repórter. Ele tem a mesma 'importância' dos repórteres do "The Voice Brasil", ou seja, nenhuma. Apenas conversa rapidamente com alguns participantes e só. Porém, no todo, a atração se mostra uma boa opção para telespectador. Principalmente se considerar a concorrência, como os programas sensacionalistas da Record e do SBT, abusando do chororô de histórias tristes para garantir audiência.

Mariana Rios já pode ser considerada a favorita. Não porque conseguiu liderar a primeira rodada mas, sim, porque tem um nível vocal claramente superior aos demais. A atriz, inclusive, deixou a atuação de lado há algum tempo (sua última novela foi "Além do Horizonte", em 2013) para se dedicar exclusivamente ao canto. André Frateschi, Thiago Fragoso, Sabrina Parlatore e Cláudio Lins também são outros bons destaques. Todos eles brilharam na estreia e vão longe na competição. Já Murilo Rosa, Alex Escobar, Érico Brás, Eduardo Sterblich e Rafael Cortez deixaram bastante a desejar. Os demais ficaram no meio termo.

O "Popstar" no geral é um bom entretenimento. Fernanda Lima está ótima na apresentação, como de costume, e essa disputa aparentemente amigável acaba sendo uma boa alternativa para as tardes de domingo. Entretanto, esse papo de 'transformar o vencedor em um popstar' é uma tremenda bobagem. Todos já têm carreiras consolidadas e nem os anônimos conseguiram o sucesso em produções do tipo, com raras exceções. Melhor focar mesmo apenas na competição pelo prêmio. Afinal, não passa de um Karaokê com famosos, sendo uns afinados e outros nem tanto.

22 comentários:

Kika disse...

Realmente, não passa de um Karaokê. Mas passa o tempo e concordo que ´=e uma opção bem melhor do que os programas sensacionalistas das concorrentes..

JAN disse...

Oi Sérgio, gostei de ler sua análise (especialmente o último parágrafo) e gostei de "Popstar".

BJK
JAN

Pamela Sensato disse...

Serginho eu ainda não assisti isso não kkkkkkkkkkkk

Beijinhosss ;*
Blog Resenhas da Pâm

Malu disse...

Achei o programa mais ou menos, ser opção melhor do que as concorrentes não é lá um grande mérito, convenhamos. Realmente não entendi o que Tiago Leifert fazia ali. Será que é só pq ele apresenta o The Voice? Achei nada a ver. E achei tbm que puxaram o saco dos mais famosos, pois Murilo Rosa, por exemplo, foi bem ruim, mas ficou na frente da Marcella Rica, que foi mediana. Queria tbm que a globo parasse de forçar Rafael Cortez e Eduardo Sterblitch, eles não tem a menor graça e o Sterblitch fica gritando as músicas tentando fazer graça... vergonha alheia. O programa é bom, mas não é um formato inovador e nem é lá essa coca cola toda.

Elisabete disse...

Bom fim de semana, Sérgio.

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Não me senti atraído para acompanhar a competição em todos os domingos...Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

Anônimo disse...

Achei que seria ruim mas até que foi bom.

Lulu on the sky disse...

Olá Sérgio,
Eu considero uma competição desleal. Não dá para por na mesma disputa uma Mariana Rios que já canta com uma Marcela Ricca que parece que tá miando cantando.
big beijos

Bia Hain disse...

Olá, Sérgio, você me deixa inteirada das novidades globais, kkkkk. Não sabia do novo programa, mas me parece ser interessante. Pelo menos estão tentando novas alternativas. Abraços!

Adriana Helena disse...

Sérgio, boa noite querido!!

Ah, que bela análise de um programa de que nada eu sabia...
Ainda não assisti, mas agora já entendi ser um grande karaokê de famosos atores...rsrs
Fiquei curiosa e vou tentar assistir na próxima semana!
E sua análise amigo, como sempre prefeita!
Obrigada!

Um grande beijo e uma semana sensacional!! :)))

Filha do Rei disse...

No segundo domingo achei melhor, os participantes pareciam que estavam mais à vontade. Domingo é um dia ,que eu pelo menos ,fico mudando de canal para ver se encontro algum programa ou filme que seja bom, Popstar é uma boa escolha. Mas, concordo com a Lulu que tem uns participantes que já têm experiência como cantores e outros não, fica uma disputa desleal.

Sérgio Santos disse...

Sem duvida, Kika.

Sérgio Santos disse...

Que bom, Jan.

Sérgio Santos disse...

Sem problemas, Pam. rs

Sérgio Santos disse...

Mt bom seu comentário, Malu!

Sérgio Santos disse...

Pra vc tb, Elisabete.

Sérgio Santos disse...

Entendo, Fabio.

Sérgio Santos disse...

Tb curti, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Isso é verdade, Lulu.

Sérgio Santos disse...

Que bom, Bia. rsrs bjs

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo carinho de sempre, Adriana. bjao

Sérgio Santos disse...

Sem dúvida,Cleu.