terça-feira, 17 de julho de 2012

Entrada de Mayana Neiva melhora trama central, mas não diminui a lentidão de Amor Eterno Amor

Faltando pouco mais de um mês para "Amor Eterno Amor" fechar seu ciclo, a trama de Elizabeth Jhin teve uma sensível melhora no núcleo central com a entrada de Mayana Neiva, vivendo a misteriosa Elisa. A atriz entrou na história há algumas semanas para atrapalhar o romance de Rodrigo (Gabriel Braga Nunes) e Miriam (Letícia Persiles), ajudou a movimentar um pouco esta situação que estava pra lá de arrastada, e até fez o triângulo ter alguma repercussão nas redes sociais. No entanto, no geral, a novela das seis continua com um ritmo lento e muito arrastado, prejudicando seu desenvolvimento.


Já está claro para o telespectador que Elisa é uma impostora e a personagem mostra que tem falhas de caráter. Rodrigo acredita que a moça é seu amor de infância, mas mal sabe ele que a menina com quem ele tanto conversava era um espírito e foi encarnado em Miriam, ou seja, ela é seu verdadeiro amor. Sem dúvida a autora acertou nesta criativa, embora nada surpreendente, situação. A entrada de Elisa acabou implicando na presença de outra talentosa profissional, que se juntou ao time de atores que não são valorizados na trama: Sandra Corveloni, que interpreta a tia da impostora. Dá pra contar nos dedos as cenas em que ela apareceu.

Falando em atores pouco valorizados, isto não mudou na trama de Elizabeth Jhin. Com um elenco recheado de grandes atores, poucos conseguem se destacar e ter cenas de grande relevância. Giulia Gam está jogada na novela e não tem função. Rosane Gofman, Suely Franco,
Reginaldo Faria, Otton Bastos, Ana Lucia Torre, Carlos Vereza, Carolina Kasting, Felipe Camargo, Marina Ruy Barbosa, Miguel Rômulo, e até Suzy Rêgo --- que havia se destacado em algumas cenas, mas depois voltou a sumir ---, continuam não tendo nenhuma chance de mostrar o quanto que são talentosos.

Além de a novela continuar com um ritmo pouco atraente, onde a lentidão se faz presente em quase todos os núcleos, a trama das vidas passadas dos protagonistas é muito semelhante com a história de Viviane (Nathalia Dill) e Ricardo (Humberto Martins) em "Escrito nas Estrelas". Todos os autores se repetem, mas Elizabeth Jhin só escreveu duas novelas e é inaceitável que a criatividade já esteja escassa na sua terceira obra.

"Amor Eterno Amor" está se encaminhando para a reta final e por enquanto está dois pontos abaixo da meta de audiência para o horário. A trama tem seu público, mas não empolga e nem de longe gera a mesma repercussão da antecessora, "A Vida da Gente". Se continuar do jeito que está, será bem difícil que a novela consiga aumentar seus índices e sua repercussão.

Links relacionados: Suzy Rêgo faz crescer sua participação em AEA
                             Andreia Horta: uma atriz que merece mais oportunidades
                            Cássia Kiss Magro: um dos poucos atrativos de AEA
                           AEA: personagens de mais, história de menos

37 comentários:

Thallys Bruno Almeida disse...

Ótima crítica, Sérgio. Mayana está linda e convence em um papel mais denso, depois de ter se destacado em TiTiTi em uma personagem cômica. Mas nem a entrada dela consegue empolgar, pelo menos pra mim - e nem acho a história de Carlos/Rodrigo e Elisa tão parecida com a de Viviane e Ricardo. O curioso é que eu já vi uns posts na Kogut relativos a essa personagem com um número até bom de comentários, já criando uma certa repercussão. Mas já parei de ver a novela faz tempo, uma vez que as expectativas para Lado a Lado me animam mais. Grande abraço!

Cecilia sfalsin disse...

Ei Sérgio,

Sinceramente pouco assisto esta novela por não gostar muito, mas sempre que algo me desperta a atenção consigo me fixar em alguns capítulos e a entrada de Mayana foi uma delas por achá la linda, talentosa e com certeza perfeita em seu personagem . A trama segue, mas ao meu ver bem fraca mesmo, e sinto que em certos momentos houve algumas perdas o que n~~ao gerou muita audiência.Mas enfim, o final poderá ser surpreendente...

Beijos

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys, obrigado pelo comentário. Mayana está muito bem vivendo esse tipo dúbio e também não tenho mais acompanhando a novela, mas vi os últimos quatro capítulo propositalmente pra poder escrever algo. A trama continua lenta e cansativa. Vi um 'sonho' em que Rodrigo se lembra de sua vida passada e achei a situação vivida muito parecida com a da Viviane e Ricardo. Lado a Lado parece ser uma ótima novela mesmo. Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Cecília, obrigado pelo comentário. A trama não empolgou mesmo e pelo que se vê isso não irá mudar. Elizabeth Jhin pecou no desenvolvimento de sua história e na temática pouco inspirada. Mayana é muito talentosa mesmo! Beijos!

Luís Coelho disse...

Parece-me que vivemos numa sociedade de novelas e a TV ocupa todo o tempo com histórias.

Alguns artistas são muito bons pois conseguem desempenhar as personagens com muita perfeição, levando o espectador a viver o drama e a tomar partido das cenas.

Vou espreitando uma que passa na TVI, cerca das 23horas.

Rita disse...

Boa atriz mas bem chatinha na novela, sabemos sim que a Mirian tem que ficar com o Rodrigo, bonita história de amor a deles, adoro essa novela, mas espero que logo o Rodrigo saiba quem é a cobrinha.
Um abração de bom dia!!!!
Bjuss
Rita!!

Mery disse...

Não gosto da novela, acho forçada e com uma dose exagerada do "incrível fantástico¨**
Aquela menina q sabe de tudo '"não convence, é uma pena pois é ótima atriz.
Acho que a novela é um fracasso.

Nesse horário novelas desse tipo "espiritualistas gostei de Alma Gêmea*.
BEIJO
Mery*

Barbie Californiana disse...

Nem posso comentar, Sérgio, pois nem estou assistindo esta novela. :(
Ps.: Ao publicar seu comentário lá no meu blog, sem querer, ao invés de publicar, eu apaguei, mas prometo que vou modificar aquela saudação para os futuros post... hahahaha
beijos e tudo de bom!

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Concordo, Sérgio. Mayana Neiva demorou a entrar na trama, prejudicando o possível impacto que poderia ter acontecido se Elisa chegasse antes. Eu já imaginava que havia o dedo da Melissa por trás dessa "armação". Ressalto a química entre Gabriel Braga Nunes e Letícia Persiles.
O ritmo da novela continua lento e existe mesmo esse desperdício de talentos. Uma cena bonita aconteceu no capítulo de anteontem, quando Rodrigo faz uma operação espiritual no Fernando, auxiliado por outros espíritos de luz. Outra cena memorável foi a do Rodrigo recitando uma oração xamânica, junto às águas, há cerca de um mês. Suzy Rêgo teve ótima atuação quando Jaqui descobre o plano de as meninas seduzirem seu marido. São mesmo poucas cenas que se salvam, o que me faz assistir esporadicamente à novela.
"Escrito nas Estrelas" e "A Vida da Gente" conseguiram ser mais atraentes.

Lidiane Franqui disse...

Oi amigo!!
De fato, amor eterno amor é bem lenta. Eu acho que o tema é excelente, mas talvez não esteja sendo bem desenvolvido. Pode ser também a temática espírita e como a autora está sendo muito fiel à Doutrina, dê esse clima mais "espiritual", coisa que não estamos acostumados ver nas novelas. Mesmo as outras novelas espíritas tinham mais "ação", saindo muitas vezes um pouco do foco espiritual da coisa.
Grande abraço Sérgio!

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia!
Tudo bem, Sergio?
Bela crítica!
Também, não estou acompanhando, e olha que este tipo de temática é bom para os poetas...
amor"espiritual", predestinado, sentimento que move o mundo, etc...
Boa quarta feira!
Abraços

Vanessa disse...

Ótima crítica, Sérgio. Também acho que "AEA" até deu uma melhorada, mas para ficar interessante e atraente falta muito. E a julgar pelo tempo que resta, acredito que deixará mesmo a imagem de uma novela arrastada, cheia de núcleos desinteressantes, atores subaproveitados e uma história central fraca. A verdade é que "AEA" prometeu demais e não cumpriu. E ainda quebrou aí um período de grandes novelas das seis. Uma pena!
Sobre a entrada da Eliza, concordo com a Elvira e acho que a personagem entrou tarde demais. Não se criou uma identificação forte, uma divisão de torcidas, algo como aconteceu em "A Vida da Gente". Não por acaso, a história pouco repercute (na mídia e entre o público) e, se não fosse pelo bom ibope, seria um fiasco total.
Assim como alguns comentaram aqui, estou mais interessada para o início de "Lado a Lado". Não sou muito fã de novela de época, mas a história me cativou, assim como o super elenco. Além disso, teremos dois autores novatos, o que tem sido animador diante dos sucessos de Filipe Miguez, Izabel de Oliveira, Lícia Manzo...

Vanessa disse...

Aliás, Sérgio, vc que é um especialista em TV... Como explicar que "AEA" registre uma audiência melhor que "AVDG", novela infinitamente mais comentada e elogiada, tanto pela mídia quanto pelo público?
Não consigo entender muito bem essa diferença, quando o mais lógico seria "AVDG" ter um ibope melhor, não? "AEA" passa quase despercebida por todos. Foi uma novela que não aconteceu, infelizmente.

Kellen Bittencourt disse...

Tem muitas criticas em torno dessa novela e eu até concordo com elas mas confesso que tenho assistido, não empolga muito como as demais mas tem coisas interessantes, e essa entrada realmente apimentou e deixou um ar de mistério na trama, seria ela uma vilã ou uma mocinha?! rsr abraçooooss

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio. Acho que achou o termo adequado, a novela parece se arrastar. Eu até acho o enredo interessante, para falar a verdade acho melhor do que a novela das 9, mas a trama tem poucos elementos, uma pena. Um abraço!

Carlos disse...

Muito boa a crítica. Eu não acompanho essa novela (aliás acompanho nenhuma), mas pelos resumos dá pra perceber essa lentidão e que não tem um "destaque" na trama. Mas acho que isso é uma "marca" da autora, né? As novelas dela são assim, eu pelo menos não acompanhei nenhuma dela.

Sissym disse...

Sergio, geralmente as novelinhas deste horario são as mais interessantes. Pelos comentarios e criticas que leio lá e acolá, nao tem agradado muito.

Eu acho que prefiro esta lentidão do que a agressividade da Av Brasil. Já estou até torcendo para Carminha de tanta raiva que sinto da Coisinha. Ops, Nina.

Beijos

Jeanne Geyer disse...

não estou assistindo, mas de todas as novela espiritas a que mais gostei foi A Viagem. Inesquecível.
bjs

Sérgio Santos disse...

Oi Luís, é verdade, a televisão brasileira proporciona isso e o telespectador gosta de novela e de se distrair. Não sei que novela é essa que você acompanha, mas fiquei curioso. Abraço e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Rita,a a personagem é chatinha mesmo e tem se mostrado ser uma mau-caráter. Miriam e Rodrigo ficarão juntos certamente. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Mery, obrigado pelo comentário. Klara Castanho está um pouco forçada mesmo e também não gosto da personagem. Adorei Alma Gêmea e considero a melhor novela das 18h, além de ter sido a que teve mais audiência. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, tudo bem! Acho bom mesmo, hein? rs beijos.

Sérgio Santos disse...

Elvira, concordo com você, a entrada da Elisa demorou demais, como tudo nessa novela. Não cheguei a ver essas cenas citadas por você, mas vi agorinha no site a cena do casamento dos personagens de Carolina Kasting e Felipe Camargo, foi uma sequência bonita. Sinto muita falta de A Vida da Gente. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Lidiane, há quanto tempo! Obrigado pelo comentário. A novela em si não é ruim, mas seu desenvolvimento é muito lento e a temática não está sendo muito bem abordada na minha concepção. Beijos! ;)

Sérgio Santos disse...

Oi Felisberto, é verdade, não deixa de ser um tema inspirador. Mas pena que não esteja empolgando. Obrigado pelo comentário. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Vanessa, tudo bem? A entrada da Elisa demorou demais mesmo e a história continua muito lenta e acho difícil melhorar.

Olha, a audiência de AEA não é um fracasso e está sim (por enquanto) superior a que AVDG obteve, mas está abaixo da meta de 25 pontos (tem marcado 23 e pouco de média até então), ou seja também não é satisfatório. Acho que AVDG enfrentou o horário de verão e isso ajudou a piorar a situação e ainda teve as festas de fim de ano, o que diminui muito a audiência. Isso derruba a média final, mas a repercussão foi infinitamente superior. Enfim, também achei injusta a audiência da trama de Lícia Manzo. Beijos e obrigado pelo comentário! ;)

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, a entrada da talentosa Mayana foi interessante, mas não ajudou a melhorar a novela no aspecto geral. Uma pena. Elisa tem 100% de chances de ser vilã. rs Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Bia, obrigado pelo comentário. Poucas coisas acontecem na história, o que desanima o telespectador. Acho Avenida Brasil infinitamente superior, mas respeito sua opinião. Beijos! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Carlos, obrigado pelo comentário. Realmente a Elizabeth não tem escrito até então tramas muito ágeis e até em Escrito nas Estrelas ela criou uma 'barriga' que fez a novela cansar por um bom tempo. Abração!

Sérgio Santos disse...

Oi Sissym, obrigado pelo comentário. Na época em que Fina Estampa estava no ar, o horário das seis nos presenteava com A Vida da Gente, uma ótima novela. Agora a situação se inverteu.

Quer dizer que você tá odiando a Nina? rs Então vai gostar da virada, quando ela for descoberta pela Carminha. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Jeanne, "A Viagem" foi incomparável e uma novela maravilhosa em todos os sentidos. Ivani Ribeiro escreveu uma obra-prima. Não é por acaso que nas duas vezes que foi reprisada fez o mesmo sucesso. Beijos e obrigado pelo comentário.

Rafael Barbosa dos Santos disse...

Não entendo a audiencia de Amor eterno amor ser maior que a de A vida da gente, pois a trama anterior era bem mais completa e bem feita, uma obra prima. Não consigo gostar da atual, tá sempre na mesma, achei que a chegada de Elisa iria melhorar, mais não adiantou muito. se bem que até curti o gancho dessa quarta 18/07, em que Rodrigo flagra Elisa ameaçando Miriam, mesmo sabendo que não vai dar em nada e que Elisa vai enganar a todos até a ultima semana da novela. E concordo que já esta na hora de Elisabete Jim inovar, espero que em sua proxima novela traga novidades e esqueça essa historia de espiritismo.

http://brincdeescrever.blogspot.com.br/2012/07/joao-emanuel-carneiro-e-seu-famoso-lixao.html

Clau disse...

Olá Sérgio!
Ritmo pouco atraente,lentidão,aquela coisa que se arrasta...esses são ingredientes é de novela mexicana!
'Amor Eterno Amor',está cheia de bons atores,mas de fato,são pouco valorizados.
Que venha a próxima das seis.
Bjs!

Sérgio Santos disse...

Rafael, obrigado pelo comentário. A Vida da Gente foi uma novela maravilhosa e não mereceu a audiência que teve. Amor Eterno Amor tem um ibope maior, mas nem é tanto assim. Vamos torcer para que a próxima novela da autora inove e seja mais ágil. Abração.

Sérgio Santos disse...

Oi Clau, pois é, um grande time, mas muitos não ganham o devido valor. Lado a Lado, a próxima das seis, tem tudo para agradar. Beijos.

Vanessa disse...

Sérgio, obrigada pela resposta!
É um mistério uma novela como "AVDG" ter tido uma audiência inferior a "AEA". Digo não apenas pela qualidade (se bem que isso não significa muito), mas por toda a comoção em torno dos dramas das irmãs Fonseca. A história ganhou capas de cadernos especializados em TV, os portais sempre traziam chamadas em destaque, o site foi o mais acessado na história das novelas das seis, posts de todos os blogs eram muito comentados.. Enfim.. Difícil entender! Deve ter sido o horário de verão mesmo, festas, férias, carnaval, etc, que afetaram os números. Só isso explica. rs.
E acredito que "Lado a Lado" vai ter problemas ainda maiores, afinal vai pegar tb as eleições, não?

Beijão, querido!

Sérgio Santos disse...

É verdade, Vanessa, a imprensa destacou muito a trama de AVDG e com razão, pois era uma trama excelente. Também acho que Lado a Lado poderá sofrer com as eleições e estou muito animado com as notícias que tenho lido sobre a nova trama. Beijão! ;)