segunda-feira, 16 de julho de 2012

"Conversa de Gente Grande" agrada mas não inova

Sendo mais um integrante do "CQC" a ganhar um programa na Band, Marcelo Tas estreou neste domingo, às 20h, o "Conversa de Gente Grande". A atração é destinada tanto para crianças quanto adultos e ampliará o leque de opções para os telespectadores, que lutam para encontrar algo 'assistível' aos domingos na televisão aberta.


Ao ver o formato do programa é praticamente impossível não se lembrar do extinto "Gente Inocente", exibido pela TV Tupi nas décadas de 60/70 e levado ao ar pela Rede Globo em 1999 e 2002, quando era apresentado por Márcio Garcia. Crianças entrevistam um convidado e Pelé participou da estreia. Dentre as perguntas, destaco "como se fazem os bebês?", onde o menino enfatizou que não colava a história da sementinha. É bom lembrar que Raul Gil (com o quadro 'Crianças Curiosas') e Moacyr Franco (com o programa 'Pequenos Brilhantes') também exploraram esse universo de crianças entrevistando famosos.

Marcelo Tas é um bom apresentador, participa ativamente interagindo com os pequenos e ainda entrevista, ou melhor, bate um papo, com alguns deles individualmente. No primeiro programa, conversou com uma menino que, dentre tantas coisas, disse
que apanhou da mãe quando vomitou na cama; também teve um papo descontraído com duas meninas que eram melhores amigas e com um casalzinho que respondia sobre os 'conflitos' entre homens e mulheres (a menina disse o que a irritava nos meninos, enfim). Há um outro quadro onde algumas crianças são colocadas em uma sala e lá acontece uma situação curiosa. Hoje, por exemplo, um carrinho de controle remoto se movia 'sozinho' e era divertido ver a reação delas, que ficaram estupefatas ao ver o brinquedo 'com vida'. Em outro momento, um homem vestido de Batman era colocado ali para ver como cada uma reagia. O quadro apesar de ser interessante não é novo, uma vez que o "Topa Tudo Por Dinheiro" (extinto programa de Silvio Santos) já exibia, na época em que fazia sucesso no SBT, quadros praticamente iguais.

Produzido pela Eyeworks do Brasil e adaptado do argentino "Agrandadytos", "Conversa de Gente Grande" está longe de ser um programa excelente, mas serve para acrescentar em um horário que peca pela falta de opções, principalmente para o público infantil. Marcelo Tas está seguro e tem experiência com crianças, pois além de apresentar um 'jornal' no canal pago Cartoon Network, também viveu tipos inesquecíveis como o Professor Tibúrcio (personagem vivido por ele no "Rá-Tim-Bum, em 1990, na TV Cultura) e o Telekid do "Castelo Rá-Tim-Bum (que dizia o bordão: 'porque sim não é resposta'). 

Embora nada inovador, a atração --- que dificilmente atingirá elevados índices de audiência a ponto de ameaçar a concorrência (estreou com 1,9 de média) --- consegue entreter os baixinhos, que se veem representados tendo tantos coleguinhas participando, e pode agradar os adultos sem paciência para ver "Domingão do Faustão" (Globo) ou "Domingo Espetacular" (Record).


27 comentários:

Clau disse...

Oi Sérgio:)
Pois é,'Conversa de Gente Grande',não deixa de ser uma opção,não é mesmo?
Mas infelizmente,como dizia o Chacrinha:
'Na televisão nada se cria,tudo se copia'.
Eu gostava muito de ver o Marcelo Tas no Castelo Rá-Tim-Bum,ele fez parte do finalzinho da minha infância.rsrs!!
Bjs!

Bia Hain disse...

Oi, Sérgio. Quando comecei a ler a matéria automaticamente me lembrei do Gente Inocente. São as emissoras tentando todo o tipo de estratégia para atrair um pouco de audiência. Um abraço!

Kellen Bittencourt disse...

Não conheço o programa aki ninguém ve a band, mas acredito ser um enorme desafio prender a atenção da moçada! Abraçooooss

Vera Lúcia disse...

Olá Sérgio,

Vi as chamadas, mas não assisti ao programa. Aqui em casa vemos o "Domingo Espetacular", na Record.

Mas considero válidas as tentativas das emissoras em inovar (embora copiando), principalmente quando se trata de uma programação mais leve, que pode ser exibida aos domingos, quando a família, no geral, está em casa.

Beijo.

Fabio Dias disse...

A ideia do programa é legal, mas não suporto esse apresentador!

Boa análise!
Fabio
www.ocabidefala.com

Paty Michele disse...

Não vi, nem sabia que estrearia. Aliás a Band é um canal que eu vejo pouquíssimo!
Mais do mesmo, né? Lembro do Gente Inocente com Márcio Garcia. Era engraçadinho, mas às vezes as perguntas pareciam ensaiadas demais.
Mas a programação dominical na TV aberta é sofrível... por isso que eu passo o domingo inteiro na rua. kkkkkk

Sérgio, querido, vc é o meu escolhido da semana, confere lá!
http://patymichele.blogspot.com.br/2012/07/blog-da-semana-24.html
bjão

Elvira Akchourin do Nascimento disse...

Não assisto ao programa, mas me lembro do "Gente Inocente", especialmente de uma entrevista que as crianças fizeram com o Murilo Benício. Por mais que tudo parecesse ensaiado, havia bons momentos, graças também à descontraída apresentação do Marcio Garcia.
Mas achei válida a ideia da concorrência entre as emissoras.

Smareis disse...

Olá Sérgio,
Esses programas sempre são cópias de outros que já saíram do ar em algumas outras emissoras... Programas com criança sempre dá muita audiência. Marcelo Tas é um bom apresentador e humorista, gosta de brincar, e isso as criança adoram. Desejo sucesso a ele.

Grande abraço!
Óima semana!

Barbie Californiana disse...

Ah que legal, Sérgio! Não sabia desse novo programa! "-"

Cla disse...

Olá Sérgio boa noite.
Vi um indicação de seu blog e passei a lê-lo, gostei da forma que escreve sobre os assuntos e relata de forma agradável, mas com forte opinião.
Um abraço.
Parabéns pelo blog.

Milene Lima disse...

Eu gostava muito do Gente Inocente, achava bacana o quanto o Márcio Garcia se divertia com as crianças. Vi um pedacinho do Tas no domingo, mas quando adentrou no recinto o convidado, sartei fora. Minha paciência para ouvir o Pelé ou o Edson é nenhuma. Chatão.

Beijo, Sérgio.

Sérgio Santos disse...

Oi Clau, também gostava do Marcelo no Castelo Rá-tim-bum! Fez parte da minha infância. O programa até que é legal, mas muito repetitivo. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Bia, pois é, difícil não associar um programa com o outro. Antes mesmo de estrear a comparação já era previsível. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Kellen, poucas pessoas viram mesmo. A audiência foi baixa e na minha opinião dificilmente concorrerá com os demais. Beijos! =)

Sérgio Santos disse...

Oi Vera, tem razão, todo tipo de concorrência é válido, mas acho que a cópia ´desnecessária. Mas nesse caso, é uma adaptação de um formato argentino, ou seja, nem 'pode' ser considerado uma cópia, embora se pareça muito com os antigos programas que já abordaram essa situação. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Fabio, acho o Marcelo Tas um bom apresentador, só achei o formato repetitivo demais. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Elvira, o programa estreou domingo. Também gostava do Gente Inocente porque na época parecia uma novidade e Márcio Garcia se saía muito bem. Também achei válida a atitude da Band, afinal, é mais uma opção. Beijos e obrigado pelo comentário.

Sérgio Santos disse...

Oi Smareis, infelizmente isso acaba sendo comum entre as emissoras mesmo, o que é uma lástima. Também desejo sorte e sucesso ao Marcelo Tas. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Oi Barbie, obrigado pelo comentário! Beijos! ;)

Sérgio Santos disse...

Oi Cla, obrigado. Fico feliz que indicaram meu blog pra você! Que bom que gostou! Volte sempre. Beijos.

Sérgio Santos disse...

Oi Milene, eu também gostava tanto do Márcio quanto do programa. A entrevista com o Pelé foi bem cansativa mesmo e você fez bem em fugir. rs Beijos!

Luís Coelho disse...

Vejo pouca TV porque os programas não apresentam esse toque de magia que nos prende a atenção.
Até os noticiários são cansativos por repetirem duas a três vezes a mesma notícia de abertura.

Irei acompanhar as notícias por aqui.

Regina Rozenbaum disse...

Não assisti, então não posso dar pitaco. Mas, quando vejo o moço Marcelo, lembro com certeza é do Castelo Rá-tim-bum...meu filho adorava rsrsrs.
Beijuuss n.a.

Sérgio Santos disse...

Oi Luís, seja bem-vindo. Espero que goste dos textos. Obrigado pelo comentário. Abraço.

Sérgio Santos disse...

Oi Regina, eu também adorava, viu? rs Ele era ótimo nesse infantil que marcou a infância de muita gente. Beijos e obrigado pelo comentário.

Thallys Bruno Almeida disse...

Gostei desse artigo, Sérgio. Mas li em outras fontes que o original dos anos 60/70, que se chamava "Essa Gente Inocente", também foi exibido na TV Excelsior e na TV Record.

Embora não tenha visto a entrevista com o Pelé, a ideia pode ser uma boa opção para as crianças, até pela experiência de Marcelo Tas como o Professor Tibúrcio e o Telekid, seus grandes personagens antes do CQC. O Gente Inocente de 2000 (do Márcio Garcia) era sensacional.

Sérgio Santos disse...

Oi Thallys, havia lido que o nome era só Gente Inocente mesmo, mas que bom que você corrigiu! Também gostava do Márcio Garcia e do programa. A entrevista do Pelé foi bem chatinha! Abração!