domingo, 2 de outubro de 2011

Márvio Lúcio: o grande destaque do Pânico na TV

Nessa semana que passou, o "Pânico na TV" completou 8 anos de vida. Ao longo desse tempo, desde a sua estreia, em setembro de 2003, o programa foi crescendo e tendo cada vez mais repercussão e passou a incomodar a concorrência, chegando a ultrapassar o "Fantástico" várias vezes, além de deixar em maus lençóis atrações como "SOS Emergência" e "Batendo Ponto". Isso em se tratando de uma emissora 'modesta' como a RedeTv! é um senhor mérito. Mesmo que atualmente a atração tenha perdido boa parte da criatividade, que era uma de suas principais marcas, o saldo é positivo.

Mas quem foi evoluindo e agora carrega o programa nas costas, é sem dúvida, o Márvio Lúcio, vulgo Carioca. Suas imitações são impecáveis e sempre rendem ótimos quadros. Moraes Moreira, Dilma, Dicesar, Raul Gil, Amaury Junior, Felipão, Dunga, Muricy Ramalho e agora Jô Soares, são algumas de suas imitações mais marcantes. Após comandar por um bom tempo um quadro fixo fazendo o Amaury Dumbo(caricatura engraçadíssima do clássico apresentador), acharam melhor cancelar para não cansar o telespectador. Decisão acertada. E após uma breve pausa, surgiu o Jô Suado para substituir a antiga imitação. Ninguém até então havia conseguido copiar tão bem os trejeitos do Jô. Márvio o imita com maestria e, talvez, seja a único ponto positivo do programa atualmente.
O quadro em si é de uma besteira sem tamanho. Não há uma entrevista e sim trocadilhos completamente infames envolvendo o nome das celebridades. Mas é tão bobo que fica impossível não se divertir.

Já os demais integrantes estão cada vez mais sem graça. Wellington Muniz (Ceará) mal tem aparecido e sua dupla com o Vesgo (Rodrigo Scarpa) foi desfeita. Este por sua vez não rende com o Eduardo Esterblitch(Polvilho). Ver o Bola (Marcos Chiesa) apanhando também cansou. Apostas como Charles Henriquepédia divertia, mas agora parece que ele não sabe mais nada sobre os artistas e suas matérias perderam o sentido. Daniel Zukerman, com o quadro do 'Impostor', nunca teve nenhum tipo de atrativo. O único objetivo era mostrar a fragilidade dos esquemas de segurança das celebridades e suas festas. Acabou dando um tiro no próprio pé ao invadir o velório da Amy Winehouse, gerando uma repercussão imensamente negativa.

Um acerto foi vê-los levar a Amanda,que antes só participava do programa da rádio Jovem Pan, para a televisão. "Trollando", onde a menina alfineta os entrevistados com sua acidez característica, é um quadro divertido. Sabrina não faz mais nada a não ser ficar no palco rindo. E até agora não entendi o objetivo de criarem um quadro onde pessoas ficam oferecendo doces ao Zeca Camargo para fazê-lo engordar, após o apresentador ter participado do 'Medida Certa' do "Fantástico". A graça que deveria estar presente,nunca apareceu.

O que motiva o telespectador a ver o "Pânico na TV" atualmente atende pelo nome de Márvio Lúcio.Emílio Surita, que apresenta o programa com competência, sabe disso. Não é por acaso que o quadro comandado pelo talentoso humorista é sempre apresentado na parte final da atração, onde costuma marcar índices de audiência bem mais elevados. O Carioca merece os parabéns pelo seu talento e o "Pânico" precisa acender o sinal amarelo e voltar aos bons tempos em que a criatividade imperava na atração. Todos os que acompanham o programa torcem por isso.

7 comentários:

Anna Vlis disse...

Excelente posts,parabéns!

Sérgio Santos disse...

Obrigado, Anna! Bj.

reginaldo disse...

eu adora as imitações dele, são bem legais.

Sérgio Santos disse...

Obrigado pelo comentário, Reginaldo!

Anônimo disse...

eu adoro o carioca mas o edu tambem e muito engraçado eles dois carregam o panico nas costas

Anônimo disse...

Parece que o Marvio Lucio vai ter tempo de sobra a partir de agora, ontem ao final do 'Panico na Band' (6/10/13) ele anunciou a sua saida do programa. Mais uma vez!!!
O motivo não podia ser mais degradante, depois de acompanhar o colega Eduardo na terceira derrota consecutiva de fazer um humor sem talento, sem graça, totalmente revanchista e sem sentido.
Justamente o Carioca que já teve tantos momentos de brilhantismo (Jo Suado, Boris, Ronaldo Esperman) se entregou ao papel de servir de 'escada' para alguem tão dissimulado, canastrão e covarde! É de dar pena!

Anônimo disse...

Péssimo programa! Incentiva a violência, preconceito, diversos tipos de agressões, físicas e mentais. Realmente é para deixar o povo brasileiro mais demente e retardado. As imitações são muito boas. Talvez se eles investissem num humor parecido com o do Casseta e Planeta, fazendo imitações de novelas e programas o programa teria muito mais críticas positivas.