sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Ótima surpresa de "Haja Coração", Cristina Pereira fazia falta nas novelas

Ela estava afastada das novelas desde 2012 (quando atuou na fraca "Balacobaco", da Record) e seu último trabalho na Globo havia sido em 2005, em "A Lua me Disse", folhetim das sete escrito por Miguel Falabella. Sua última aparição na televisão foi em um episódio da série "Milagres de Jesus" (2014), da Record, fazendo parte do elenco de apoio. Agora, onze anos depois, Cristina Pereira retorna à emissora que a consagrou e se destaca merecidamente em "Haja Coração, na pele da arrogante Safira, tia de Fedora Abdala (Tatá Werneck).


A personagem chegou para movimentar o núcleo Abdala, que se perdeu completamente após a saída de Teodora (Grace Gianoukas). E a sua participação também é uma justa homenagem, pois Cristina interpretou a Fedora em "Sassaricando", imenso sucesso de Silvio de Abreu em 1987. A Safira, inclusive, reúne muitas semelhanças propositais com a filha de Aparício (na época Paulo Autran e hoje Alexandre Borges) no folhetim da década de 80. As vestimentas e acessórios todos vermelhos, a prepotência e sexualidade à flor da pele remetem imediatamente ao papel vivido pela atriz, que foi um de seus mais populares perfis da carreira.

A tia de Fedora chegou com o objetivo de decidir para quem irá transferir os seus 2% da empresa, alvo de cobiça da sobrinha e de Aparício. Porém, a situação fica em segundo plano diante dos momentos hilários protagonizados por ela, que tem a comicidade em seu DNA.
Suas cenas ao lado de Tatá Werneck, Cláudia Jimenez (Lucrécia), Marcelo Médici (Gigi), Gabriel Godoy (Leozinho) e Agatha Moreira (Camila) são ótimas, valorizando o talento para o humor da intérprete. E a volta de Teodora deixou o conjunto ainda melhor, pois ela e Grace Gianoukas formam uma genial dupla de humor. As personagens, inclusive, agora protagonizam um inusitado triângulo amoroso com Epaminondas (Ghilherme Chelucci), o "Tarzan" que a mãe de Fedora trouxe da ilha onde foi encontrada.

A entrada de Cristina melhorou bastante o núcleo que era justamente o mais atrativo de "Haja Coração". Daniel Ortiz, infelizmente, se perdeu na condução do seu segundo folhetim e as situações protagonizadas pelos Abdala estão entre os grandes tropeços do autor. A falsa morte de Teodora em nada contribuiu para o andamento do roteiro e muito menos para a família da ricaça, que ficou avulsa no enredo e vivenciando situações repetitivas em torno da inútil rivalidade entre Fedora e Stelinha Salgado (Júlia Faria). A trama, que era uma das melhores da novela, virou uma das mais cansativas. Não conseguiu voltar a ser o que era no início, mas, ao menos, teve uma sensível evolução com a chegada da tia da patricinha e o retorno da esposa de Aparício.

Safira humilha todos, exatamente como Teodora faz, e tem um sarcasmo delicioso. Sua rivalidade com Lucrécia proporciona boas cenas para as atrizes, enquanto sua libido implica em situações inusitadas com Gigi, Aparício e Leozinho, destacando também a sua boa sintonia com os atores. E as cenas de Cristina com Tatá são ótimas, expondo o talento de duas humoristas de épocas totalmente distintas. A chance do público ver a Fedora do passado com a Fedora do presente foi uma ótima surpresa, servindo ainda para o melhor aproveitamento do núcleo. A veterana chegou até a protagonizar um breve embate com a família de Tancinha (Mariana Ximenes) quando a sobrinha quase atropelou a rival.

A atriz estreou na televisão em 1979 e desde então acumula memoráveis trabalhos em sua carreira. Brilhou em "Elas por Elas" (1982) vivendo Yeda Furtado, se destacou em "Guerra dos Sexos" interpretando a sonhadora Afrodite,  e esteve também em "Vereda Tropical" (1984), "Cambalacho" (1986) e "Corpo Santo" (1987). Após o imenso sucesso como Fedora em "Sassaricando, recebeu o convite para integrar o elenco da inesquecível "TV Pirata" (onde ficou de 1988 a 1991) e no humorístico pôde mostrar suas inúmeras facetas para a comédia. Foram vários perfis incorporados por ela, que formou um time perfeito com Ney Latorraca, Diogo Vilela, Débora Bloch, Regina Casé, Louise Cardoso, Guilherme Karan e Luiz Fernando Guimarães. "Vamp" (1991), "Confissões de Adolescente" (1994), "As Filhas da Mãe" (2001), "Floribella" (2006), "Vidas Opostas" (2006) e As Canalhas" (2013) foram algumas outras produções que puderam contar com seu talento.

É sempre um prazer ver Cristina Pereira no ar e sua entrada em "Haja Coração foi uma agradável surpresa. Resta torcer para que, de agora em diante, a atriz seja mais lembrada pelos autores, pois o público não merece ficar longe dela por tanto tempo. A televisão precisa de uma profissional que tem a sua carreira misturada com a história desse tão importante veículo de informação e entretenimento.

28 comentários:

Anônimo disse...

Amo a Cristina!!! Tava fazendo falta mesmo!!!!

Lina disse...

Ela é ótima. Gosto da Tata como Fedora. Mas, a Cristina e infinitamente superior

Lina disse...

Ela é ótima. Gosto da Tata como Fedora. Mas, a Cristina e infinitamente superior

Denner disse...

Até que enfim lembraram que ela existe!

Daniela disse...

Eu adorei esse retorno dela e também espero que a Globo não a deixe voltar pra Record.

Felisberto N. Junior disse...

Olá, Sérgio,realmente, Cristina Pereira estava fazendo falta.Gosto muito dela,principalmente quando o papel "expande" para o lado do humor. Merecido o destaque!
Belo finde,belos dias,abraços!

Sabrina disse...

Adoro Cristina e que saudades da TV Pirata! Pena que está numa novela tão ruim.

Vanderlan Carlos da Silva disse...

Agora está otima a parceria dela com a teodora

Vanderlan Carlos da Silva disse...

Agora está otima a parceria dela com a teodora

Anônimo disse...

Grande comediante e que tava esquecida.Feliz em termos ela de volta.

Bia Hain disse...

Olá, Sérgio, Cristina Pereira é fantástica! Seu talento é indiscutível e é mais uma prova de que talento não precisa estar ligado a estereótipos. Abraços!

Lulu on the sky disse...

Ela é muito engraçada. Só queria que o Diogo Vilela tivesse entrado pra fazer par com ela como foi em Sassaricando.
Big Beijos
Lulu on the Sky
Já se inscreveu no canal?Confira meu último vídeo!

Morenanda disse...

Hola Sérgio! Realmente, Cristina Pereira é dessas atrizes que ficaram injustamente esquecidas, mas é só aparecer alguém com uma oportunidade que ela brilha.
Algo a falar sobre as indicações do Prêmio Extra? Tem seus favoritos? Eu creio que você vai falar da Sabrina Petraglia, mas achou justa a indicação de Tatá Werneck para a categoria Melhor Atriz? Na minha humilde opinião, Mariana Ximenes merecia mais, principalmente depois da cena de ontem com o Werner Schünemann

TaliHater disse...

Se não fosse essa ponta em Haja Coração, Cristina Pereira estaria fadada ao eterno ostracismo. Esquecida na Globo e na Record, só lhe restaria fazer remake de novela infantil mexicana no SBT. Sobre o Prêmio Extra citado por Morenanda, não. Não achei justo Tatá Werneck de Melhor Atriz, mas vocês tem que concordar que a presença dela na novela, mesmo que interpretando o mesmo personagem, atrai público. O Brasil ama Tatá Werneck. Quer dizer, quase, tem uns fãs de outros atores, como os da Mariana Ximenes (só são superados no quesito chatice por fãs de atorzinho da Malhação) que a DE-TES-TAM! Tão lá xingando o Jornal Extra pela escolha, confesso que tá sendo divertido ver o surto desse pessoal no Twitter. Vão explodir de tanto recalque da Tatá, da Grace Gianouskas e do casal Shirlipe, que roubou o protagonismo de HC. Mas voltando ao tema, a ideia de Lulu on The Sky foi boa! Seria legal uma participação de Diogo Vilela no final da novela, tomara que o convidem (e que ele aceite, claro)

Sérgio Santos disse...

Tava, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Verdade, Lina.

Sérgio Santos disse...

Pois é, Denner!

Sérgio Santos disse...

Tomara, Daniela!

Sérgio Santos disse...

Eu adoro ela, Felis. abçs!

Sérgio Santos disse...

Saudades, Sabrina!

Sérgio Santos disse...

Está mesmo, Vanderlan! Duas mestras!

Sérgio Santos disse...

Mt feliz, anonimo!

Sérgio Santos disse...

Verdade, Bia. bjssssss

Sérgio Santos disse...

Verdade, Lulu. A participação do Diogo Vilela seria mais do que bem vinda! bjs

Sérgio Santos disse...

Morenanda, eu só vou falar do Prêmio depois dos resultados mesmo. Mas não acho que Tatá merecia estar na lista pq a personagem se perdeu. Só oque tb não acho que Mariana merecia pq Tancinha está longe de ser um papel merecedor. Juliana Paes, sim, merecia pela Carol de Totalmente Demais. bjsssss

Sérgio Santos disse...

Talihater, é verdade. Se não fosse essa participação, a Cristina estaria esquecida mesmo. Espero que agora os autores lembrem dela. Eu tb não achei justa a indicação da Tatá, apesar de adorar ela. Mas, como já mencionei, nao acho que Mariana era merecedora. A Ju Paes merecia bem mais ou a Eliane Giardini em Eta Mundo Bom. E essa fãs da Mari no Twitter são INSUPORTÁVEIS. Mas é só um grupelho de umas seis, no máximo. Mariana não merece esse tipo de fã imbecil. Elas odeiam Teodora, Safira, Shirlipe e tudo que desperta mais atenção do que a rasa trama da Tancinha que elas acham a oitava maravilha do mundo... E seria bacana msm o Diogo participando no final.

Clau disse...

Oi Sérgio \o/
Ela é uma artista sensacional.
Você foi perfeito ao escrever que Cristina Pereira,
tem comicidade em seu DNA!! E parece que nunca envelhece.
Tomara mesmo que ela atue mais vezes nas novelas.
Ótima semana. Beijos!

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Clau. bjssss