quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

"Vídeo Show" finalmente reencontra o seu DNA

Um dos programas mais longevos da Globo é o "Vídeo Show". Está no ar há 34 anos. Um período bastante respeitável. Porém, uma atração que fica tanto tempo na grade acaba sofrendo um natural desgaste. E o formato vespertino vinha sofrendo bastante nos últimos anos. A mudança mais drástica e reprovável foi quando Zeca Camargo assumiu a função de apresentador. Nada deu certo. Mas, felizmente, houve uma grande melhora com a escolha de Monica Iozzi e Otaviano Costa como apresentadores, embora o conteúdo tenha continuado equivocado e longe das origens. A saída de Monica foi um banho de água fria no ressurgimento do programa, que havia voltado a ter uma boa resposta do público. Só que aos poucos tudo foi se acertando.


Apesar do erro de Maíra Charken na bancada, fracassando na missão de substituir Monica, a direção foi fazendo um rodízio de apresentadores até efetivar Joaquim Lopes ao lado de Otaviano. Era isso, aliás, que deveria ter sido feito desde a saída dela. Os dois sempre tiveram entrosamento de sobra, formando uma boa dupla. Agora o programa vem sendo muito bem comandado por eles, que claramente se divertem na bancada e têm intimidade para brincadeiras entre as matérias, sem que as mesmas pareçam forçadas ou artificiais. Ou seja, o problema na apresentação havia sido solucionado com sucesso. Só faltava mesmo o conteúdo. Entretanto, não falta mais.

O formato trouxe de volta o DNA que o consagrou. O foco das matérias voltou a ser os bastidores das produções da emissora e da televisão, deixando de lado reportagens inúteis sobre cantores sertanejos e celebridades. O "Novelão da Semana" se firmou de vez e agora é apenas "Novelão", pois não há mais uma duração específica, dependendo do folhetim em questão.
"Amor à Vida", por exemplo, durou um mês, enquanto "Cambalacho" uma semana. Atualmente "Avenida Brasil" vem sendo reprisada e já está há mais de um mês no ar. Essa alteração foi benéfica, pois evita cortes em momentos importantes, até porque condensar produções de mais de 150 capítulos em apenas 5, 10 ou 30, tendo pouco mais de cinco minutos de duração cada um, é um desafio imenso ---- e agora os capítulos ficaram maiores.

A criação de dois novos quadros também merece ser elogiada. O "Meu Vídeo é um Show" relembra a carreira de vários atores veteranos através de ótimas imagens de arquivo, muitas delas bem raras, deixando os convidados surpresos. Os homenageados ficam na bancada junto com Otaviano e Joaquim, assistindo aos seus trabalhos antigos e batendo um papo gostoso com os apresentadores. Eva Wilma, Marieta Severo, Laura Cardoso, Milton Gonçalves, Glória Menezes, Débora Bloch, Cássia Kiss, Vera Fisher, Malu Mader, Nicette Bruno, Cláudia Jimenez, Luiz Fernando Guimaães e Berta Loran foram alguns nomes que participaram do excelente quadro, que merece vida longa. É muito bom ver a reação de cada um com cenas marcantes ou momentos que fizeram história.

O "Memória Nacional" foi a outra criação que engrandeceu o "Vídeo Show". Idealizado por Miguel Falabella, o quadro consiste em homenagear grandes atores e atrizes já falecidos. É o próprio Miguel que apresenta e relembra os trabalhos desses profissionais que fizeram parte da história da teledramaturgia. Ítalo Rossi, Tereza Rachel, Yara Cortes, Yara Amaral, Dina Sfat, Paulo Goulart, Zilka Salaberry, Armando Bógus, Sandra Breá, Lauro Corona, Rubens de Falco e Miriam Pires foram alguns dos grandiosos profissionais presentes nessa ideia mais do que bem-vinda de Falabella. É sempre necessário aplaudir e reconhecer a importância de tantos intérpretes talentosos, que deixaram o mundo das artes cênicas mais vazio com suas perdas.

E a volta do "Falha Nossa" foi uma das melhores surpresas. Há anos o programa não apresentava erros de gravação inéditos, optando sempre por inúmeras reprises de novelas antigas. Otaviano, recentemente, deixou subentendido que a culpa não era da atração e sim da direção das produções que não enviava mais nada para eles. Independente dos responsáveis por esse desleixo grave, a atração ficou um longo tempo sem apresentar o quadro mais querido do público. Mas agora a abstinência acabou, finalmente. Vários erros de "A Lei do Amor", por exemplo, vêm sendo exibidos, divertindo quem assiste. "Rock Story" e "Sol Nascente" também já tiveram falhas divulgadas e resta torcer para que siga assim, pois os erros de gravação fazem parte da história do formato.

O "Vídeo Show" necessitava de mudanças e as últimas foram muito benéficas para a atração, que voltou a ter o seu DNA. Essa "volta às origens" fez o programa reencontrar a sua verdadeira identidade, presenteando o telespectador com quadros que valorizam a história da televisão e a carreira de vários profissionais que mantêm o veículo mais amado dos brasileiros cada vez mais vivo.

25 comentários:

Anônimo disse...

Concordo. Agora sim tá bom e o melhor é o Falha Nossa.

Fernanda disse...

Melhorou bastante mesmo. Após a instabilidade se firmou. Adoro Falha Nossa, Memoria Nacional e Meu Vídeo é um Show.

✿ chica disse...

Também acho que o Falha Nossa foi uma boa voltar! Legal! abração,chica e tudo de bom!

Clau disse...

O Sérgio ;)
Muito boa a postagem, a começar pelo título!!
Faz tempo que não assisto esse programa, mas fiquei feliz
em saber que o 'Falha Nossa' voltou, esse quadro sempre foi o
meu preferido!rs
Beijos \o/

Gustavo Nogueira disse...

Concordo Sérgio, o Vídeo Show melhorou muito e o quadro que eu mais gosto é o falha nossa inédito, aqueles antigos já estavam dando o que tinham que dar, o programas se renovou.Mudando de assunto Sérgio, acabou de sair no site na Kogut e em vários outros sites que o Pedro vai trair a Helô com a Laura e ela vai flagrar os dois na cama.Isso é ridículo, o Pedro sempre dizia amar a Helô e agora irá traí-la?Os autores se perderam, a novela está a cada dia pior.Só digo uma coisa, o casal Helô e Pedro não tem mais minha torcida(e pelo visto de muita gente) depois dessa traição ridícula.

Malu disse...

Sempre fui fã do VS. Se parar pra pensar, muito do meu vício em novelas foi alimentado pelo programa, que desde a infância me fazia fantasiar sobre o universo novelístico. Adoro o "Meu Vídeo é um Show", o "Memória Nacional" e, claro, a volta do "Falha Nossa". Gosto bastante do "Novelão" também, mas tenho uma crítica: discordo sobre a duração. Uma semana ou duas realmente é pouco, mas mais de um mês tbm satura. Ainda mais que metade do programa hoje em dia é "Avenida Brasil", é quase um VPVDN. Aliás a mesma novela já tinha sido reprisada no mesmo quadro, a Globo tem que deixar o corpo do defunto esfriar, pelo menos. A novela foi um fenômeno, ok, mas se ficarem falando disso o tempo todo vão fazer o público enjoar. A gente tem que ter saudade, pra quando reprisarem ter mais impacto.

Lulu on the sky disse...

Faz tempo que não acompanho vídeo show.
big beijos

Lucas disse...

Caralho esse otaviano é muito chatoooo....

Adriana Helena disse...

Boa tarde Sérgio, querido amigo!!

Para você ter uma ideia, na semana passada, quando estive aquartelada e refugiada em minha própria casa, pois não podia sair dela nem para ir à padaria devido a uma guerra civil rolando lá na rua ( é cômico , mas não deixa de ser trágico) eu assisti o vídeo show e achei bárbaro!

Um programa animado e divertido e a dupla de apresentadores é bastante entrosada, gostei bastante!!
Só assim amigo, com a greve da PM do Espírito Santo e os bandidos saqueando e matando nas ruas é que pude ficar em casa e assistir... Agora que passou está tudo bem, mas não foi fácil!!!

Adorei o seu post, sempre muito bem escrito amigo!!
Desejo um ótimo final de semana!! :))))
Beijos!!

F Silva disse...

Algo a comentar...

Eu endosso esse post Sérgio.

Mas ainda insisto na tese de que o Vídeo Show ganharia mais em qualidade e conteúdo se passasse a ser semanal, como em seus primórdios. Além de evitar o evidente desgaste que todo programa diário é passível.

O Vídeo Show é um programa que pode ser apresentado por qualquer pessoa que tenha carisma e empatia junto ao público. Esse é o caso de vários apresentadores que já passaram por ali.

Todos os quadros, pontuados por você no post, são realmente a cara do programa. Porém, como em tese, eu acho que o ideal seria um Vídeo Show semanal, mas longo e com mais conteúdo, o quadro "Novelão" seria inviável.

Sobre o "Novelão", acho desnecessário. Na verdade, desejaria ver vários títulos sendo exibidos no "Vale a Pena Ver de Novo", só que em edição compacta. Note que várias novelas se tornam chatas, devido a morosidade dos longos capítulos em que nada acontece, formando as famosas "barrigas". Em edição compacta, as novelas sofreriam uma "intervenção cirúrgica", e o que é desnecessário é descartado, ou seja, muitas cenas e diálogos seriam cortados. Assim, muitas tramas que não suportamos assistir em sua exibição original, ganhariam agilidade tornando-se assistíveis.

Dessa forma, muitos títulos, que curiosamente nunca foram reprisados, valeriam realmente a pena ver de novo. Não consigo enxergar qual seria a inviabilidade disso, enfim...

Voltando ao Vídeo Show, sim concordo que as mudanças apresentadas foram benéficas, fazendo sim o programa reencontrar suas origens. Esse é um programa com uma proposta de conteúdo inesgotável, que é o de mostrar os bastidores e a história da televisão e de seus profissionais. O Baú das recordações só aumenta.

Beijos...

Germana disse...

Oi Sérgio!!
Gostei do post, ótimas observações. Os quadros citados são mesmo muito legais.
Gosto do Meu Vídeo É Um Show, os convidados realmente se emocionam e o bate-papo flui, sem que pareça forçado ou cause aquela sensação de vergonha alheia (como na época do Zeca Camargo, por exemplo).
O Memória Nacional também é incrível, assim como o Falha Nossa, que é uma das marcas registradas do programa.
Só acho que o Novelão deveria focar mais em produções dos anos 80 e 90, como uma forma do público conhecer (e relembrar) essas produções.
No mais, é isso. Abraços!!

Sheron disse...

Respondendo a Germana, o Video Show já fez isso! Reprisou Selva de Pedra (1972), Fera Radical e outras novelas antigas que me fugiram os nomes no momento, mas essas novelas infelizmente não dão audiência. O Video Show está batalhando pra vencer um programa de fofocas e pra isso tem que apelar a sucessos recentes que o público ama, como Avenida Brasil. Essa reprise está tomando o programa todo e estão passando até aqueles núcleos chatos, como Cadinho e o triângulo de Suellen.
O que estão achando da Sophia Abrahão na bancada? Eu não botava muita fé na menina, mas não acho que ela esteja fazendo feio. Agora todo dia o Video Show vai pros trends, mas isso é por causa de seus talifãs.

Sérgio Santos disse...

Verdade, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Idem, Fernanda!

Sérgio Santos disse...

Foi sim, Chica. bj

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Clau!

Sérgio Santos disse...

Essa traição do Pedro é mais uma destruição do roteiro desses autores, Gustavo.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Malu,tá um exagero essa reprise de Av Brasil. Já deu. Mas isso é desespero pq eles tem perdido pro programa baixo nível da Record...

Sérgio Santos disse...

Ok, Lulu.

Sérgio Santos disse...

Eu achava no começo, Lucas, mas ele tá bem melhor.

Sérgio Santos disse...

Adriana, imagino o terror que vc passou e toda a população. Ainda bem que ao menos melhorou um pouco... bjão!

Sérgio Santos disse...

Ótimo comentário, F Silva. E obrigado! bjs

Sérgio Santos disse...

Mt obrigado, Germana. É verdade, o Novelão deveria priorizar os antigos, mas eles tão assim agora por causada audiência mesmo...

Sérgio Santos disse...

É verdade, Sheron, a questão é a audiência mesmo... E tb tenho achado a Sophia bem.

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.