quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Tudo sobre a coletiva online de "Laços de Família" - Parte 2

A Globo promoveu duas coletivas on line para a volta de "Laços de Família" no "Vale a Pena Ver de Novo". Uma na última quinta-feira de agosto (dia 27, cujo link pode ser conferido aqui) e a outra na primeira quinta de setembro (dia 03). Fui convidado para as duas. A primeira contou com com Tony Ramos, Carolina Dieckmann, Deborah Secco, Ana Carbatti, Luigi Barricelli, Regiane Alves e Giovanna Antonelli. Já a segunda teve a presença de Marieta Severo, Reynaldo Gianecchini, Juliana Paes, Zé Victor Castiel, Soraya Ravenle e Alexandre Borges. Agora conto um pouco de tudo o que foi falado nesta segunda parte das entrevistas.


Todos falaram com muito carinho do clássico de Manoel Carlos e perguntei para Juliana Paes se a atriz gostou do final de sua personagem ou se mudaria algo caso fosse o autor por um dia. Estendi o questionamento aos demais, menos para Soraya e Zé Victor, pois Yvete e Viriato eram muito queridos pelo público e o final feliz do marido que tinha impotência sexual ao lado de sua esposa era o esperado. Mas os demais finais --- se você faz parte do raro grupo que nunca viu a novela, pode parar de ler porque há vários spoilers a partir deste parágrafo --- são bastante questionáveis e controversos.

Juliana me contou que no primeiro momento ficou muito triste com a morte da Rita, empregada constantemente assediada pelo patrão Danilo (Alexandre Borges). Mas depois percebeu que a repercussão foi alta e gostou. "Morrer numa novela do Maneco é uma experiência inesquecível. Porque parando para pensar, se Rita tivesse os bebês e tocasse sua vidinha não haveria grandes acontecimentos.
E ela morreu umas três semanas antes do final da novela. E todo mundo comentou da morte e minha cena com a Marieta ficou maravilhosa. Não mudaria nada não", declarou Juliana.


Marieta, que viveu a arrogante Alma, também disse que nada mexeria. "Acabou sendo muito importante para a Alma a vinda das crianças para expor um outro lado dela. Não enxergo Alma como uma vilã, mas ela não tinha a menor cerimônia em interferir na vida do Edu (Gianecchini). Em impor o que achava melhor pra ele. Nutria uma relação um tanto maníaca com o sobrinho", analisou. Já Gianecchini me confessou que chegou a questionar a relação do Edu com a Camila (Dieckmann), mas não gosta de interferir nas escolhas de seus personagens. "Eu confesso a você que cheguei a achar que o Edu fosse ter um revival com a Helena (Vera Fisher), mas aí, convenhamos, seria uma promiscuidade e tanto aquilo de filha e mãe, né", admitiu, aos risos.


Alexandre Borges foi outro que ficou satisfeito com o final do seu personagem. "Acho que foi importante para o Danilo. Eu protagonizei tantas cenas bem-humoradas na novela e no final foi aquele drama todo. Foi interessante para mim como ator e para o amadurecimento do Danilo também," observou. Ironicamente, Zé Victor Castiel foi o único do elenco que não defendia seu personagem. "Viriato era insuportável. Um vagabundo. Ficava em casa o tempo todo e até se esqueceu de buscar a filha na escola uma vez, o que resultou em um acidente grave", relembrou. Soraya Ravenle discordou do colega e elogiou o marido de Ivete. "Discordo e depois vou te mandar um zap aqui. Viriato era um bom dono de casa, o que era algo não valorizado pelas mulheres", defendeu a atriz aos risos.


Reynaldo Gianecchini revelou que a gravação da festa de formatura foi um dos momentos mais marcantes para ele em toda a novela. "Estava iniciando na TV e, além do nervosismo que me acompanhava, todas as cenas giravam em torno do meu personagem, ele fazia um discurso... Fiquei completamente paralisado e o Copacabana Palace todo arrumado para as gravações, relembrou o ator. Marieta Severo relembrou que os embates entre sua personagem e Helena renderam momentos fortes durante toda a trama e comentou o clima dos bastidores. "Por mais que eu me lembre da história da novela e dos momentos de gravação, o que mais me lembro é do clima entre a gente, que era muito bom. Me lembro do Giane e da Juliana começando, das nossas conversas. Continuo acompanhando o trabalho deles como uma mãe, com muito orgulho", confessou a veterana.


Juliana Paes guarda boas recordações. "Eu me lembro de todas as vezes que tocava "Samba de Verão" eu me emocionava. A cada capítulo tinha um frisson e uma expectativa na minha família para saber se eu ia aparecer naquele dia. Agora, tanto tempo depois, poder escutar essa música com outra sensação, é muito bom. É muito bom ver como a vida vai conduzindo as coisas", refletiu. E Alexandre Borges contou que seu filho tinha acabado de nascer quando a novela estreou, o que faz com que ele só tenha memórias felizes da época. O ator comenta, ainda, a contemporaneidade da novela. "Acho que, mesmo com todas as mudanças que ocorreram no mundo nesses últimos 20 anos, com o avanço da tecnologia, 'Laços de Família' continua sendo atual porque o Maneco lida com o interior do ser humano, com suas paixões. Isso não tem tecnologia que mude", afirmou. No entanto, seus colegas brincaram com os assédios constantes de Danilo em Ritinha, na época tratados como algo leve e cômico. "Hoje em dia você seria cancelado em todo capítulo", brincou Soraya, ganhando o apoio de Marieta.


Aliás, Yvete era a melhor amiga da Helena e marcou a estreia de Soraya em um folhetim inteiro e em pleno horário nobre. "Já tinha feito algumas participações, mas 'Laços' foi minha primeira novela inteira. E uma vez fiquei até com vergonha de puxar assunto com aquele monumento chamado Vera Fisher, enquanto aguardávamos para gravar. Foi um momento constrangedor", disse aos risos. "Nunca esqueço das palavras que a Yvete dizia para Helena. Sempre tinham poesia do texto do Manoel Carlos. Foi a minha primeira novela e fiz outras depois, mas até hoje o trabalho na TV que mais comentam comigo é esse. Foi muito intenso estar no papel da melhor amiga da protagonista e, ao mesmo tempo, com uma trama própria e forte com o marido Viriato", complementou. Tanto que Zé Victor Castiel endossou as palavras da colega e elogiou o autor. "A novela, naquela época, já discutia temas fortes como o do meu personagem, que era a impotência sexual. São discussões que continuam absolutamente necessárias", afirmou.


As duas partes da coletiva on line sobre a volta do clássico de Manoel Carlos no "Vale a Pena Ver de Novo" foram deliciosas e agradeço o convite da Globo. "Laços de Família" foi uma das novelas mais dramáticas e envolventes do autor. Quase todos os conflitos familiares foram bem elaborados e desenvolvidos com competência pelo autor, que estava inspirado quando produziu essa obra de tanta qualidade. E a produção está entre os 50 títulos no catálogo que a Globoplay, serviço de streaming da Globo, passou a disponibilizar em junho.

27 comentários:

LUIZ CLAUDIO disse...

Qtas vezes já reprisou essa novela? Quem ainda aguenta? Esse Zamenza, lógico! Esse vê a Globo até fora do ar, rs. Entro aqui só pra ver se ele toca nos seguintes assuntos: a rachadinha da Globo lixo, a demissão em massa de medalhões do elenco da lobo lixo, a perda da Libertadores da Globo lixo pro sbt, etc, etc...
#Globolixofalida

Cristiane disse...

Laços de Família é uma das melhores novelas de Manoel Carlos e merece ser reprisada várias vezes, sem cortes. Quem pensa o contrário é por pura implicância gratuita mesmo, porque a Globo, apesar dos pesares, ainda é a lider. Fala das reprises mas o SBT faz tempo que não produz novela própria, só vive de reprises, com direito a troca de horários várias vezes. Sem falar que não conseguiu superar a Globo nas poucas vezes que fez novela. E além do mais, com a pandemia, uma crise é até natural.

Anônimo disse...

E a lavagem de dinheiro da Universal, Luiz Claudio??????? E a corrupção no governo Crivella? Vc é bolsominion, né? Tinha que ser um acéfalo.

Anônimo disse...

A segunda parte da coletiva tão boa quanto a primeira, e confesso que fiquei até surpreso com as considerações de alguns intérpretes sobre seus personagens em "Laços De Família" (2000), que não poderia ser reprisada em outro momento mais justo do que o que estamos vivenciando, e as percepções de comportamentos que hoje certamente seriam com razão problematizados servem para tecer comparativos sobre a evolução da sociedade. Admiro.

Guilherme

Anônimo disse...

Ah, jamais imaginaria a Marieta numa vídeo chamada. amei hahahahahaha

Anônimo disse...

Acho que eles mentiram na sua pergunta. Porque você foi bem franco ao falar dos finais controversos da novela e eles ficaram com medo de se indisporem com o Maneco. kkkkk

chica disse...

Que legal saber bastidores por aqui..abração, tudo de bom,chica

Lulu on the sky disse...

Sérgio,
Que orgulho de ter um amigo por dentro dos bastidores das novelas. Deve ser muito legal essas coletivas dos trabalhos de tv.

Big Beijos,
Lulu on the sky

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Coma nova reprise de Laços de Família, percebemos que Reynaldo Gianecchini realmente envelheceu. Rs....(e nós tb). Abs, Fabio www.blogfabiotv.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Tanta novela boa do passado que podia ser reprisada pros mais jovens conhecerem e quem já assistiu relembrar, por exemplo a inesquecível novela do Nonô Correa "amor com amor se paga", uma obra prima de Ivani Ribeiro. Mas a Globo insiste nessas novelas batidas de 2000 pra cá.

Anônimo disse...

Anônimo que fez o comentário acima, você sabia que "Amor Com Amor Se Paga" (1984) pode ganhar um remake na Rede Globo em meados de 2023, com Alcides Nogueira sendo responsável pelos textos?

Guilherme

Anônimo disse...

Ótima. O que não entendo é porque o público sempre culpo a Camila pelo que Edu fez, eu sempre achei a ele um cafajeste, fica andando sobre a Camila quando Helena visita a seu pai, tudo bem ele pode ate querer ter una relação com a filha de sua namorada então porque não também com Fred, depois de tudo é homem como ele. Maneco fala muito de como intento convencer ao público do amor de Edu pela Camila mais nada, o público não enxergo, si Edu não gostasse de Camila jamais se houvesse envolvido com ela, depois de transar com Camila o cara intenta una reconciliação com Helena. Muito hate para Camila, pouco para Edu, um casal desonesto perfeito.
Gabriel

Anônimo disse...

Ante de que esqueça, numa cena de jantar falam sobre gostos musicais (Cristina Aguilera...) e Edu se nega a apresentar um namorado a Camila a petição de Helena. Inclusive Camila pede para sua mãe que a deixe viajar ao estrangeiro, apos confessar a Helena seu crush pelo Edu. Helena se nega, claro, si ela vai embora a novela fica sem enredo.

Anônimo disse...

E eu lá quero ver remake tosco? Quero ver AMOR COM AMOR SE PAGA original de 1984, e não uma cópia com "atores" bosta de hoje, imagem feia, trilha sonora cheia de merda!

Unknown disse...

Adolescente ou retardado?

Sérgio Santos disse...

Luiz, sempre desconfiei que vc era bolsominion antes mesmo desse termo existir.

Sérgio Santos disse...

Concordo, Cristiane.

Sérgio Santos disse...

Pois é, anonimo, essa ele finge que não vê.

Sérgio Santos disse...

É verdade, Guilherme.

Sérgio Santos disse...

Marieta maravilhosa. kkkk

Sérgio Santos disse...

Tb achei, anonimo....kkkkk

Sérgio Santos disse...

Bjs, Chica.

Sérgio Santos disse...

É sim, Lulu. Mas presencial mt melhor.

Sérgio Santos disse...

E nós tb, Fabio.

Sérgio Santos disse...

Desculpa, anonimo, mas a novela tem 20 anos...Dizer que é batida....

Sérgio Santos disse...

Os dois são igualmente canalhas, Gabriel.

Sérgio Santos disse...

Essa cena virou meme atualmente, anonimo.