quinta-feira, 21 de novembro de 2019

"Amor de Mãe": o que esperar da próxima novela das nove?

A missão da próxima novela das nove da Globo é complicada. Afinal, não será fácil manter os elevados índices de audiência de "A Dona do Pedaço", outro grande sucesso de Walcyr Carrasco, em pleno fim de ano. "Amor de Mãe" estreia do dia 25 de novembro, tendo as férias escolares se aproximando, o verão e as datas festivas, como Natal e Ano Novo. Época que costuma derrubar os números. Tanto que houve a especulação a respeito do esticamento da história de Maria da Paz (Juliana Paes) até janeiro para não prejudicar a substituta. Mas a ideia não foi adiante.


Porém, é preciso ressaltar, a dificuldade seria a mesma se a produção atual fosse um fracasso. Tanto que Silvio de Abreu, atual responsável pelo setor de teledramaturgia da Globo, adiou a novela, que entraria depois de "O Sétimo Guardião". Como a autora Manuela Dias é uma estreante como novelista e ainda no horário nobre, houve uma preocupação em não colocá-la 'herdeira' de um fiasco de audiência. É melhor, sem dúvida, herdar índices de um grande sucesso. Dos males o menor. E Manuela tem um currículo vitorioso na sua estreia como escritora. Afinal, foi a responsável pelas elogiadas "Ligações Perigosas" e "Justiça", minisséries (de dez e vinte capítulos, respectivamente) que conquistaram crítica e público em 2016.

Agora o trabalho será bem maior: um folhetim com mais de 150 capítulos e vários núcleos. A direção será de José Luiz Villamarim e a fotografia de Walter Carvalho, uma vitoriosa dupla que já trabalhou em produções primorosas, como "Amores Roubados", remake de "O Rebu", "O Canto da Sereia", entre outros.
A autora vai apostar no sentimentalismo para arrebatar o telespectador. O próprio título já deixa claro que a premissa do novo enredo será o amor incondicional de mãe. É verdade que a questão é controversa, uma vez que há várias mães nada amorosas e muitas já expostas em várias novelas, inclusive. Mas a nova história terá como foco três mulheres que lidarão com a maternidade de formas distintas.

Regina Casé, Taís Araújo e Adriana Esteves foram escaladas para a composição do trio protagonista. Lurdes, Vitória e Thelma são mulheres que exercem a maternidade em sua plenitude, cada uma à sua maneira. Apesar de viverem em realidades diferentes, com trajetórias distintas, a vida das três se entrelaça ao longo do enredo. Uma proposta parecida com "Justiça", da mesma autora ---- quatro pessoas eram presas por crimes que cometeram em momentos de fúria e ao longo da história tinham suas vidas cruzadas.

Lurdes (Lucy Alves/Regina Casé), há 26 anos, saiu do vilarejo onde morava no Rio Grande do Norte rumo ao Rio de Janeiro com os filhos pequenos Magno (João Guilherme Fonseca), Ryan (Pietro Buonnafina) e a recém-nascida Érica. No caminho, ela encontrou um bebê abandonado na estrada e o levou consigo. Foi assim que Camila se juntou à família. O que moveu Lurdes a sair de sua cidade natal a acompanha até hoje: encontrar Domênico (Eros Lazari), um de seus quatro filhos biológicos, que foi vendido pelo pai aos dois anos de idade. Todos os filhos de Lurdes a admiram.

Magno (Juliano Cazarré), o mais velho, é casado com Leila (Arieta Corrêa), que está em coma há anos, e cuida sozinho da filha Brenda (Clara Galinari). É no hospital onde Leila está internada que ele conhece Betina (Isis Valverde), enfermeira que cuida da sua esposa, e ambos se apaixonam  ---- situação bem parecida com o enredo de "A Vida da Gente", primorosa novela de Lícia Manzo, exibida em 2011). Ryan (Thiago Martins) é músico, dá aulas para bebês e toca em churrascarias, enquanto Camila (Jéssica Ellen) se dedica aos estudos. Ela é a única formada da família e sonha em transformar o mundo através da educação. Érica (Nanda Costa) não quer mudar o mundo como sua irmã, ela quer conquistá-lo. É uma jovem autêntica que cativa o rico empresário Raul (Murilo Benício), que vai conhecer em um mundo muito distante do seu ao envolver com a filha de Lurdes.

Thelma (Adriana Esteves) ficou viúva há mais de 20 anos e vive para o filho Danilo (Chay Suede). O jovem sobreviveu ao incêndio que matou seu pai graças ao amor incondicional da mãe, que se arriscou entre as chamas para salvá-lo. A vida da personagem muda quando, durante um exame de rotina, descobre um aneurisma cerebral inoperável e começa uma corrida contra o tempo para conseguir realizar seus sonhos ---- premissa quase igual a de Alberto (Antônio Fagundes) em "Bom Sucesso". Mas todos os desejos da sua lista envolvem Danilo, que não sabe da doença e vive um momento de se emancipar da mãe superprotetora. Ele decide sair debaixo das asas da mãe, que não se conforma com a independência do filho e fará de tudo para mudar essa realidade.

Já Vitória (Taís Araújo) é uma advogada que ganha muito dinheiro defendendo políticos e empresários corruptos. Seu principal foco é o trabalho, e sua maior frustração é não conseguir engravidar. A busca incessante pela gravidez acaba destruindo o seu casamento com Paulo (Fabrício Boliveira). Após a separação, ela segue com o projeto de adotar uma criança e, quanto espera a chegada do filho, conhece Davi (Vladimir Brichta). A atração entre os dois é forte e depois de uma noite juntos ela se surpreende ao descobrir estar grávida, o que faz com que o contato com o pai da criança precise ir muito além de um encontro casual.

Outro personagem que terá uma grande importância na trama será Álvaro (Irandhir Santos). O vilão é um empresário de ética duvidosa e principal cliente de Vitória. Seu maior empecilho é justamente Davi, que é um ativista ambiental e faz da sua vida uma luta para salvar a última parte não poluída da Baía de Guanabara. Álvaro é dono  de uma fábrica de plástico em expansão e que burla  normais ambientais. Com todos esses acontecimentos e relações, a advogada, e agora mãe de dois, precisa rever seus valores e comportamento até então questionável.

"Amor de Mãe" ainda tem no elenco nomes como Júlio Andrade (em uma breve participação), Milhem Cortaz, Malu Galli, Letícia Lima, Camila Márdila, Ana Flávia Cavalcanti, Enrique Diaz, Debora Lamm, Tuca Andrada, entre outros. A nova novela é a primeira a ser gravada nos novos estúdios da Globo recém-inaugurados, chamados de "MG4". As três protagonistas descobrirão um  elo que unirá suas vidas para sempre. É uma história bem dramática e aparentemente pesada. Resta torcer para Manuela Dias estrear com o pé direito e presentear o telespectador com uma ótima novela. Aguardemos.

14 comentários:

Iarana disse...

A dona do pedaço é uma novela qe tem audiencia mas nao tem badalaçao nas redes, particularmente nao me agrada, juro que tentei mas nao consegui, acho que perdi o prazer de ver novelas, pra mim sao todas muitos massantes.
novela em etapa final e hoje por ex nenhum trending topic.
o roteiro dessa nova novela nao me convence tambem, sei la, acho que nao emplaca.

sinto falta de novelas que exporem temas diferentes, o Brasil é tao rico em historia, ninguem aproveita disso.

Anônimo disse...

Cheira a fracasso e as chamadas dão sono.

Patrícia Campos disse...

Não me convence a começar pela premissa. Tudo é incerto menos o amor de mãe? O que mais tem é mãe que larga filho por aí. E só pelas chamadas vejo um bando de mulher romantizando a maternidade e nao vai ter nenhuma mulher bem resolvida em nao ter filho.Péssimo!!!!

Anônimo disse...

Espero apenas que Manuela Dias obtenha sucesso na sua primeira novela como autora titular e na faixa mais nobre da emissora. Só temo que Ricardo Linhares, como supervisor de texto, possa influenciar negativamente os rumos do folhetim, bem como os de "Malhação - Transformação", provável título da substituta direta de "Malhação - Toda Forma De Amar". Mas, ainda assim, prefiro esperar pela estreia de "Em Seu Lugar" após o término de "Bom Sucesso".

Guilherme

chica disse...

Essa, infelizmente, não poderei assistir ! Que seja sucesso...abração,chica

Unknown disse...

Não sei não se fará sucesso será um choque grande de estilos com A dona do Pedaço, será uma novela sem maniqueísmo sem entregar de cara o que o telespectador quer.

John disse...

Como disse o Anônimo, as chamadas dão sono e não despertam muito o interesse. Se não fosse o Sérgio postar a sinopse da novela eu até então nem saberia do que se trata. Que a autora tenha sucesso e a novela dê audiência, mas pela premissa mostrada até então, vai despencar os números no horário. Novela das 21h precisam ter um ritmo mais intenso pra prender a atenção, algo que não parece combinar com essa novela.

Sérgio Santos disse...

Desculpa, Iarana, o que mais A Dona do Pedaço teve foi badalaçao nas redes e repercussão.

Sérgio Santos disse...

Aguardemos, anonimo.

Sérgio Santos disse...

Entendo seu ponto de vista, Patricia.

Sérgio Santos disse...

Vamos ver, Guilherme.

Sérgio Santos disse...

Bjs, Chica.

Sérgio Santos disse...

São tramas mt distintas msm, anonimo.

Sérgio Santos disse...

A primeira semana foi ótima, John... Aguardemos o resto...